Frei Claudio Van Balen de volta? Fiéis católicos, protestem!


** Clique para assinar a petição pela suspensão de ordens de frei Cláudio

NO DIA 26/01/2014, na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Belo Horizonte (MG), ocorreram fatos mais do que lamentáveis, que feriram gravemente a comunhão que deve imperar nas comunidades eclesiais e violaram explicitamente o artigo 208 do Código Penal (crime de ultraje a culto).

Momentos antes do início da Missa das 11h, que seria celebrada em ação de graças pela eleição do novo governo da província carmelitana de Santo Elias, um grupo de seguidores de um antigo pároco local, o herege frei Cláudio Van Ballen (OCarm), impediu a celebração da Santa Missa por meio de gritos, agressões, xingamentos, ameaças, invasão do presbitério e até da profanação do Altar(!). A Missa teve de ser celebrada no salão paroquial.

Já falamos sobre este triste assunto neste blog, e você pode ver aqui. As imagens desses acontecimentos, as quais falam por si mesmas, podem ser vistas, em vídeo, ao final do mesmo post. Um relato mais detalhado do ocorrido pode ser lido aqui.

Os autores da confusão, que se autodenominam "claudianos", revoltaram-se devido a uma suposta remoção de frei Cláudio (que já deveria ter ocorrido há décadas, com, no mínimo, o total afastamento do frei, reconhecidamente herege) . Um pequeno detalhe em meio a esse grave escândalo é o fato de o frade em questão estar nessa paróquia há 46 anos e prestes a cumprir 81 de idade, tratando-se de um sacerdote aposentado há mais de 5 anos. A substituição periódica de sacerdotes é algo comum na vida da Igreja, havendo inclusive previsão para isto no CIC. Portanto, caso confirmada, a remoção deveria ser encarada com toda naturalidade.

Claro que a situação é enormemente agravada pelo perfil do religioso que, sistematicamente, defende posições radicalmente contrárias ao ensinamento moral e doutrinário da Igreja. Aqui estão alguns links nos quais, dentre outras coisas, frei Cláudio nega a divindade de Jesus Cristo, rejeita os dogmas marianos e a doutrina do pecado original. Além disso tudo, é favorável à descriminalização do aborto, à eutanásia, à eugenia, etc. O religioso também altera os textos litúrgicos e bíblicos das celebrações que realiza.

Os vários anos de disseminação desses erros na prática pastoral formou em seus seguidores, – que, graças ao Bom Deus não são todos os fiéis da paróquia e nem sequer a maioria deles, - uma atitude sectária e totalmente fechada ao diálogo, que pode ser vista claramente nos seus modos e ações. Fique claro, ainda, que não se trata de um episódio isolado, pois esse grupo costumeiramente tenta resolver as coisas à base dos berros e agressões morais, como aconteceu em 2010, outra ocasião em que o Arcebispado tentou efetivar a remoção de frei Cláudio. Na ocasião, o grupo respondeu com ameaças, chantagens e a mobilização da imprensa. Como não poderia deixar de ser, entre os amigos e seguidores do frei holandês estão pessoas influentes no campo político, econômico e midiático da capital mineira. As ações dos partidários do herege e declarados inimigos da Igreja, portanto, são contundentes e efetivas. As ações dos fiéis católicos, portanto, devem ser ainda mais firmes, concretas, persistentes.

Após o lamentável episódio do dia 26, a Arquidiocese de Belo Horizonte emitiu um comunicado por meio do qual lamentou os fatos, reconhecendo que houve desacato à autoridade eclesiástica e quebra de comunhão, e respaldou as medidas da província carmelitana. Porém, depois de pressões exercidas pelo grupo de seguidores de frei Cláudio contra o Arcebispado (através de alguns de seus membros mais influentes), a Arquidiocese isentou-se de qualquer responsabilidade sobre a resolução do conflito!

As afirmações que constam na nota do dia 02/02 na página da Arquidiocese são, no mínimo, imprecisas, porque a lamentável situação atual é fruto de um longo processo no qual os seguidores de frei Cláudio protagonizaram outros episódios de desrespeito à autoridade eclesiástica, em atos e posturas que há muito chegaram ao ponto de configurar formação de seita.

Na segunda-feira, dia 03/02/2014, o episódio sofreu uma reviravolta após a divulgação de que frei Cláudio retomará as celebrações dominicais na paróquia Nossa Senhora do Carmo! 

Diante de tão lamentável (e inacreditável) notícia, é fundamental não deixar tudo como se nada tivesse acontecido, deixando intacto um clérigo que há muito tempo quebrou a comunhão com a Igreja e que vem descaradamente trabalhando contra a fé católica, desviando as almas e dividindo a comunidade onde vive. Segundo a lei da Igreja, a resolução desta situação é atribuição do Bispo, e não do superior carmelita. Se nada for feito, será criado um perigoso precedente para que qualquer outro tipo de problema eclesial seja resolvido à base de agressões, conchavos e pressões injustas. Pior do que isso, será um tenebroso encorajamento para outros padres e religiosos heréticos, que se sentirão mais e mais estimulados a destruir a fé cristã de sempre.

Assine agora a campanha para enviar uma mensagem ao Arcebispo de Belo Horizonte, pedindo que ele tome as devidas providências canônicas para a suspensão de ordens de frei Cláudio. É o mínimo que se poderia esperar de um fiel católico.

** Clique para assinar: Petição pela suspensão de ordens de frei Cláudio

* * *

"Deus é impotente, Ele está amarrado. (...) Deus carece de tudo e de todos para se afirmar como Deus. (...) Não existe um Deus acima de nós; eu não acredito em um Deus pessoal. (...) Eu sou Deus..." - São algumas das afirmações de frei Cláudio em entrevista à uma rede de TV:


Impressionante como o mundo, que segundo a Escritura jaz no maligno e tem por príncipe a Satanás, admira e idolatra figuras patéticas como essa. Será que essa apresentadora já leu algo de Ratzinger?

__________
*** Este post é baseado no artigo de Fábio Oliveira (Fundação CitizenGo), "Pela suspensão de ordens de frei Cláudio"

ofielcatolico.blogspot.com

18 comentários:

  1. O video no fim é nojento. O que os homens que dirigem a Igreja em Minas estao fazendo? Sonhando acordados? Como pode um homem desses ainda nao ter sido excomungado?? Ei ja assinei a peticao...... POR FAVOR ASSINEM A PETICAO PARA TIRAR ESSE TRASTE DA IGREJA!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. nao estou conseguindo assinar a petição pra retirada do frei Cláudio,o que faço para conseguir o mais rapido possível?

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pelo interesse, Jusimar. - No começo e no final do post está o link para a página do CitizenGo, que está promovendo a petição. Eu também estou com dificuldades para abrir a página neste momento (16h20). Por favor, tente novamente mais tarde. Persista! Fazer o bem nem sempre é fácil.

    Abraço fraterno e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

    Apostolado Fiel Católico

    ResponderExcluir
  4. depis de muita insitencia consegui assimnar petição e ja pubiquei em meu face para que meus contatos visualize o absurdo e assinem tbm a petição.Muito obrigado por toda e maravilhos informação que a nós é dada...

    ResponderExcluir
  5. Obrigado por postar as palavras do frei, para não deixar dúvidas da Heresia sem tamanho proferida contra Deus, que é Onipotente, Eterno, Santo, Justo e Bendito eternamente!

    Se eu fosse católico, com certeza assinaria a petição!

    ResponderExcluir
  6. Mesmo não sendo católico você pode (e deve) assinar, Filipe. No meu entendimento, o que frei Cláudio vem cometendo é crime. Sendo assim, qualquer cidadão minimamente esclarecido deveria fazer a sua parte contra tal barbaridade.

    No seu caso, evidentemente, pesa ainda mais o fato de ser um cidadão que professa fé em Jesus Cristo e na Sagrada Escritura. Diferenças à parte, as blasfêmias desse homem agridem a cada um de nós.

    Abraço fraterno e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

    Apostolado Fiel Católico

    ResponderExcluir
  7. Obrigado!

    Então assinarei a petição!

    ResponderExcluir
  8. Só pode ser uma coisa: a ação do maligno. Mais do que nunca, devemos nos apegar à promessa de Cristo, de que as portas do inferno não prevalecerão sobra Sua igreja, e orar muito pela intercessão da Santissima Virgem e dos santos apostolos. Meus Deus, tende piedade do seu rebanho...

    ResponderExcluir
  9. O caso desse Frei é coisa do encardido mesmo. Estou assustada. Sabia que a Santa Madre igreja tem muita coisa errada, mas não nesse sentido de existir um sacerdote que prega tão contra a nossa fé e que ainda tem gente que o apóia.
    Meu Deus, protegei-nos!!!

    ResponderExcluir
  10. Onde vamos parar com as manifestações. Mais uma parcela do povo de Deus clamando pelos homens e não por Jesus. Segue um link que acabei de ver no G1 de mais um padre afastado e o povo de Deus fazendo manifestação. Aconteceu isso em minha paróquia há 4 anos e o bispo foi categórico em responder para as pessoas o motivo da transferência. No caso abaixo deveria acontecer o mesmo, se é que que já não aconteceu.

    Link: http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2014/02/padre-que-reunia-9-mil-durante-missa-e-transferido-e-fieis-pedem-explicacao-rio-claro.html

    ResponderExcluir
  11. Esse senhor e seus seguidores estão na igreja errada. Eles deveriam ir pra ICAB.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou pesquisando a ICAB. Mas não acho que ela aceitaria esse Frei. Me parece uma doutrina muito parecida com a Católica, com exceção da independência em relação ao Papa. Mas, não é estranho ela utilizar o nome católica, ainda que se identifique como brasileira? Isso deve gerar confusão entre os fiéis, não?

      Obrigado por compartilhar em meus estudos.

      Excluir
  12. Que desgraça infeliz é esta coisa , por que não funda uma merda de seita e se enterra nela com seus partidários imbecis e deixa a Santa Igreja Católica Apostólica Romana em paz?
    IRLEI GERALDO DA SILVA

    ResponderExcluir
  13. Pessoal, vamos voltar a divulgar este abaixo assinado. Tem apenas 2999 assinaturas. São necessárias 5 mil.

    ResponderExcluir
  14. Tudo bem a pessoa não concordar com as coisas que ele diz, com as opiniões e idéias dele, mas, não é certo, pelo menos não para mim, julgar ele, o julgar, chamando-o de herege etc. E isso cheio de ódio no coração, porque é isso que estão fazendo, chamando ele de HEREGE cheio de ódio, raiva, no coração. Isso não é certo.
    Não acho certo, pelo menos não para mim, chamar ele de coisas como: traste ''desgraça'', infeliz, ''merda'' , ''coisa'' etc. Coisas tão fortes, isso com certeza tá deixando ele muito triste, será que ninguém tem compaixão? Ninguém é obrigado a concordar com o que ele diz, com as opiniões dele, mas chamar ele de coisas do tipo (traste, ''coisa'', ''merda'', herege cheio de ódio no coração etc.), não acho que seja certo, é triste ver um católico se passar para dizer coisas tão fortes como essas, ''merda'' etc.
    Deve-se procurar respeitar e viver em paz com todos, com aqueles que dizem que Deus não existe e o odeiam assim coma Cristo, budistas, hinduístas, umbandistas, Frei Claúdio etc. Deve-se procurar respeitar quem tem opiniões diferentes e procurar viver em paz com todo mundo.
    Ninguém é obrigado a concordar com o que o Frei diz, mas respeitem a opinião dele. Tenham a mente a aberta para ouvir outras opiniões, agora a pessoa não é obrigada a concordar. E ninguém pode ser tão fanático assim.
    É o que eu acho, ninguém também é obrigado a concordar, mas respeitem.
    Karina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karina, você está cometendo uma série de equívocos, e o pior é que não está sozinha. Hoje, muita gente cai nessa armadilha do "respeito humano", achando que temos que "respeitar" todo mundo, que todas as ideias são válidas, etc. Vou tentar esclarecer.

      1. Primeiro, o Irlei, a quem você se referiu, não chamou o Van Balen de "merda", diretamente; o que ele disse é que o sujeito deveria fundar mais uma "mais uma merda de seita". São coisas muito diferentes. – Será que eu, como moderador deste espaço, estou estimulando esse tipo de linguajar? Deixo claro que não. Mas, deixando a forma de lado, o conteúdo da mensagem do Irlei está em perfeita conformidade com o pensamento de sempre da Igreja: existe a Verdade, que corresponde fielmente à Sã Doutrina dada por Nosso Senhor (Tt 2,1), e existem os falsos ensinamentos, isto é, as heresias. A Verdade conduz à salvação; as heresias levam as almas para a perdição eterna. Para separar uma coisa da outra é que existem os dogmas.

      2. Você precisa entender uma coisa muito, muito importante: quando se trata de doutrina cristã, não existem "opiniões". Não há essa coisa de "concordar" ou "discordar" de alguém que está pregando heresias, como é o caso do falso frei Van Balen. Por isso, ele é propriamente um herege. Chamar alguém que prega heresias de "herege" não é ofensa, é dizer a verdade. E o cristão tem obrigação de dizer a verdade.

      Quem defende heresia é herege, quem pratica a hipocrisia é hipócrita. Entende isto?

      3. Então, você diz que é triste um católico se comportar assim. Muito bem, mas me responda como é que Jesus Cristo se comportou em relação aos fariseus hipócritas? Por acaso o Senhor "respeitou" a "opinião" deles?

      Não. Jesus chamou os hipócritas de hipócritas. Mais do que isso, chamou-os de "sepulcros podres por dentro" (Mt 23, 27). Por que Ele, o Filho de Deus, não "respeitou a opinião" dos fariseus? Afinal, segundo a sua tese, ninguém era obrigado a concordar com eles, mas Jesus deveria tentar viver em paz com todos, "respeitar a opinião" de todos.

      Sabe por quê Jesus agiu assim? Porque Jesus veio para dar testemunho da Verdade (Jo 18,37), e é Ele a própria Verdade em forma humana (Jo 14,6). A Verdade não se associa com as trevas, não pode andar de mãos dadas com ela, não pode haver "respeito" entre a luz e trevas, neste sentido. Se Jesus tivesse "respeitado a opinião" dos fariseus e pecadores, ele não teria cumprido a sua missão e não seria nosso Redentor e Salvador.

      4. Agora, uma coisa é você dizer que devemos conviver em paz e de forma respeitosa (aí, sim, cabe o respeito) com as pessoas de todas as religiões, em sociedade. Nisso você está certa. – Mas isso é diferente de respeitar alguém que se diz sacerdote, celebra a Missa e está ensinando heresias aos fiéis, desviando pessoas do Evangelho, corrompendo a Igreja a partir de dentro. Há uma diferença gigantesca entre uma coisa e outra.

      É exatamente neste sentido que nosso leitor disse: "Por que ele não funda a sua própria seita", ao invés de ficar corrompendo católicos, desencaminhando as almas, semeando confusão dentro da Igreja?

      Se todos "respeitassem as opiniões" de todos, como você acha que deveria ser, hoje nós nem saberíamos que um dia Jesus, o Cristo, caminhou sobre a Terra. Estaríamos todos vivendo em total desgraça, separados da Graça de Deus. Foi preciso que Pedro e Paulo, e uma multidão de santos mártires desse a vida e derramasse seu sangue por amor ao Evangelho, – isto é, por amor à Verdade, – para que a salvação chegasse até nós. Se eles "respeitassem" as crenças dos pagãos, que seria de nós?

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  15. Excelente resposta (e explicação), caro irmão em Cristo, Henrique Sebastião, do Apostolado Fiel Católico. Nesta resposta fica claro o quanto este falso Frei Van Balen é defensor e propagandeador de heresias. Grata. Vou assinar a petição.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail