Mulher condenada à morte no Sudão, por ter se convertido cristã, volta a ser presa

Meriam e o marido, Daniel Wani

UM TRIBUNAL DO SUDÃO havia anulado a sentença de morte por enforcamento e ordenado a libertação de Meriam Ibrahim (Meriam Yahia Ibrahim Ishag), de 27 anos. A sudanesa foi condenada à morte pelo "crime" de ter se convertido ao cristianismo. Ela foi solta nesta segunda-feira (23/6), apenas para voltar a ser presa hoje, terça-feira (24), conforme informaram seus advogados à emissora norte-americana CNN. Além de Meriam, foi preso seu marido, Daniel Wani. O casal foi detido em um aeroporto de Cartum, a capital do Sudão, quando tentava deixar o país. Não foram divulgados detalhes sobre a prisão. A mulher, que recentemente deu à luz uma filha, teria agora dois anos para a amamentação antes de ser executada.

Meriam Ibrahim é filha de um muçulmano e de uma cristã, mas o pai abandonou a família quando era ainda criança, pelo que foi educada como cristã pela mãe. Mais tarde veio a casar-se com um cristão. Uma vez que o seu pai era muçulmano, porém, foi determinado pelas autoridades locais que ela é legalmente muçulmana, e assim teria incorrido no crime de apostasia, que no Sudão é punível com a morte. Ela também foi condenada a receber 100 chicotadas por adultério, já que, segundo a interpretação sudanesa da sharia (lei islâmica), as uniões entre uma muçulmana e um não muçulmano são consideradas traição conjugal.

Apesar de o juiz ter concedido a Meriam diversas oportunidades para renunciar à fé em Jesus Cristo, Ibrahim recusou-se sempre. Grávida, acabou por dar à luz ao seu segundo filho, uma menina, já na cadeia. Em situações como esta, a lei prevê dois anos para amamentação antes de se executar a sentença de morte.

Apesar de casos semelhantes serem relativamente comuns na atualidade, este ganhou notoriedade (assim como o da paquistanesa Asia Bibi) e provocou indignação internacional, com campanhas e apelos pela sua libertação. Em maio, surgiu a notícia de que Ibrahim havia sido libertada, mas foi logo desmentida pelo próprio Governo do país. Agora, segundo a Reuters, um tribunal sudanês terá mesmo ordenado que ela saia em liberdade.




Papa Francisco alerta: "Hoje há mais cristãos martirizados do que nunca"

Recentemente, o Papa Francisco alertou para o fato de que as comunidades cristãs enfrentam, hoje, uma “perseguição mais forte do que aquela dos primeiros séculos da Igreja”.

Em declarações publicadas na sexta-feira, 13 de junho, pelo jornal L’Osservatore Romano, o Pontífice diz que a aflição dos cristãos em países como Síria, Iraque, Paquistão e Nigéria é “um desafio profundo” à sua “missão como pastor”: “Há lugares onde é proibido ter uma Bíblia, ensinar a catequese ou usar a cruz. Hoje há mais cristãos martirizados do que nunca, em qualquer outra época. Não é fantasia, é um fato comprovado em números”, realça Francisco.

A repressão sobre os cristãos têm aumentado na África e no Médio Oriente depois da chamada “Primavera Árabe”, que colocou em causa regimes políticos instalados e abriu espaço para a afirmação de diversos grupos radicais islâmicos. – Sobre este mesmo tema, ainda de acordo com o Papa, a promoção da união entre israelitas e palestinos em sua recente viagem à Terra Santa “não foi um ato político”, mas sim “um ato religioso” que pretendeu “abrir uma janela ao mundo”.

____
Fontes:
Ag. Ecclesia, em
agencia.ecclesia.pt/noticias/vaticano/papa-hoje-ha-mais-cristaos-martirizados-do-que-nunca/
Acesso 24/6/014
ofielcatolico.com.br

8 comentários:

  1. Pois é, mas infelizmente o calvário dela ainda não terminou. Ela foi presa novamente quando tentava sair do país, veja aqui http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/06/sudanesa-crista-condenada-morte-e-presa-novamente-apos-soltura.html. Rezemos pela vida desta irmã e de tantos que são martirizados todos os dias pelo islamismo e pelo comunismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus, Em defesa... Mal deu tempo de publicar a boa notícia, já veio outra má notícia. Soltaram ontem, prenderam hoje. Acabei de receber o e-mail da CitizenGo comemorando a libertação, quando ela já havia sido presa novamente.

      Na realidade, porém, é dessa maneira que as coisas funcionam por lá. A soltura foi apenas uma simulação, uma tentativa de distrair os olhares do mundo. O ódio desses radicais não tem fim, e não sossegarão enquanto não acalmarem sua sanha com o sangue desta inocente.

      Obrigado pelo aviso, já atualizamos a notícia.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  2. Rezemos juntos, eu e você, e todos nós, – eu que publiquei e você que leu aqui a notícia, – não só pela libertação como pela alma de Meriam Ibrahim. Que Deus, Nosso Senhor, lhe dê forças, luz e coragem. Que o Espírito Santo lhe dê o consolo para enfrentar toda tribulação como fiel testemunha da Verdade do Evangelho. Oremos:

    Ave Maria, Cheia de Graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o Fruto do vosso ventre,

    Jesus.

    Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte, amém.


    Senhor Jesus Cristo, Filho do Deus Vivo, tende piedade de nós, que somos pecadores. Tende piedade de Meriam Ibrahim, vossa serva e testemunha. Fortalecei-a, iluminai-a, salvai-a. Em vosso santo Nome pedimos e suplicamos. Amém.

    Apostolado Fiel Católico

    ResponderExcluir
  3. Rezemos também para que nosso amado Pai, conceda a graça aos muçulmanos de reconhecer Nosso Senhor Jesus Cristo, Seu filho Amado, como Salvador, Caminho, Verdade e Vida!
    Pai Nosso, que estais no Céu
    Santificado seja o Vosso Nome
    Venha a nós o Vosso Reino
    Seja feita a Vossa Vontade,
    Assim na Terra como no Céu
    O Pão-Nosso de cada dia nos daí hoje
    Perdoai-nos as nossas ofensas
    Assim como nós perdoamos a
    Quem nos tem ofendido
    E não nos deixeis cair em tentação
    Mas livrai-nos do Mal. Amém!

    Ad Iesum per Mariam

    ResponderExcluir
  4. Ave Maria, Cheia de Graça, o Senhor é convosco; bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o Fruto do vosso ventre,

    Jesus.

    Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte, amém.

    Senhor Jesus Cristo, Filho do Deus Vivo, tende piedade de nós, que somos pecadores. Tende piedade de Meriam Ibrahim, vossa serva e testemunha. Fortalecei-a, iluminai-a, salvai-a. Em vosso santo Nome pedimos e suplicamos. Amém.

    Pai Nosso, que estais no Céu
    Santificado seja o Vosso Nome
    Venha a nós o Vosso Reino
    Seja feita a Vossa Vontade,
    Assim na Terra como no Céu
    O Pão-Nosso de cada dia nos daí hoje
    Perdoai-nos as nossas ofensas
    Assim como nós perdoamos a
    Quem nos tem ofendido
    E não nos deixeis cair em tentação
    Mas livrai-nos do Mal. Amém!

    ResponderExcluir
  5. Henrique, veja este link: http://inforcatolica.blogspot.com.br/2014/07/mulher-condenada-morte-por-se-tornar.html
    A paz de NSJC!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças a Deus, realmente Meriam foi libertada. Finalmente, depois de muito sofrimento, muita luta e coragem, muita pressão da mídia internacional, muitas campanhas humanitárias, muita pressão de parte da Igreja... Um exemplo de fé, esta moça, para cada um de nós.

      Sim, este caso específico, que ganhou muita notoriedade, parece ter acabado bem. Infelizmente, milhares de outros casos semelhantes, – e até muito piores, – não chegam ao conhecimento público, como em Mossul e em diversas partes do mundo. Continuemos rezando pelos cristãos perseguidos.

      Abraço fraterno e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. Com certeza, devemos rezar sempre, Henrique. A paz de NSJC!

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail