Momento de adoração, com um toque de saudade de nosso maltratado pastor, agora emérito



ROGAI POR nós a Deus, Sua Santidade, Papa Emérito, que tão maltratado fostes por teus súditos ingratos, que tiveram vergonha de ti, por seres 'muito católico'; que se escandalizaram com o teu zelo apostólico; que não souberam partilhar do teu amor por Cristo e por sua Igreja, à qual quiseste resgatar o esplendor e a dignidade. Rogai por nós, ainda que não mereçamos. Rezaremos também por ti, ao menos os que te amamos, pastor zeloso, para que Nosso Senhor, que por tuas mãos tantas vezes veio ao mundo, te reconforte e acolha.


Henrique Sebastião
ofielcatolico.com.br

4 comentários:

  1. MAGNO BENTO XVI!
    Sabemos que era muito criticado, mal visto e todo desdém do mundo recaía sobre ele, tido e censurado pelos inimigos de Cristo e da Igreja com todos os pejorativos disponíveis no vocabulário para o vilipendiar.
    Mas, não podemos deixar de recordar da firmeza na fé que trazia nas suas palavras e direcionamentos como Pastor Universal.
    Parece que não se foi, dando impressão que continua à frente da Igreja tão forte que foi seu pontificado, por causa das justas e ousadas medidas tomadas como Sumo Pontífice em prol da Igreja!
    Até hoje há uma polêmica se saiu espontaneamente ou se o forçaram a renunciar, acreditando eu que a sua saúde o tornava incapaz de fazer face ás pressões internas de inimigos infiltrados, seria o mais provável.

    ResponderExcluir
  2. O mundo só vai se dar conta da grandiosidade do então cardeal Joseph Ratzinger e Pontífice Papa Bentos XVI, daqui a uns 500 anos. Podemos crer sem sombra de dúvidas, que temos em vida um Santo Doutor da Igreja entre nós. Creia, ele está no meio de nós e é uns dos Papas mais culto e inteligente da história da Igreja. Com seus escritos, debates e reflexões cientifica, filosófica e teológica, morais e existenciais, já impressionou e impressiona grandes filósofos, teólogos de todos os naipes, cientistas e até mesmo pensadores e militantes ateus.
    Só nos resta aguardar com muita ansiedade escritos seus, agora como Papa Emérito.
    Quando vemos na atualidade ex-padres comunistas, marxistas e politiqueiros sendo reentregados ao seio da Santa Igreja como se santos fossem, lembro-me, no entanto, do que escreveu no seu livro “A fé em Crise?”: “...A Igreja de Cristo não é um partido político, não é uma associação e nem um clube: a sua estrutura profunda e ineliminável não é democrática, e sim sacramental, portanto hierárquica: porque a hierarquia baseada na sucessão apostólica é condição indispensável para se alcançar a força e a realidade do sacramento. Aqui, a autoridade não se baseia em votação de maioria; baseia-se na autoridade do próprio Cristo, que quis fazê-la participada por homens que fossem seus representantes até o seu retorno definitivo. Só se poderá redescobrir a necessidade e a fecundidade católica da Igreja retornando essa visão de obediência à sua legítima hierarquia”. E mais adiante nos diz (repito): “Já o disse, mas nunca será demais repetir: é de santos, e não de executivos, que a Igreja precisa para responder às carências do homem”.
    O Para Emérito Bento XVI é um homem santo!
    Adoro te devote, latens Deitas,
    Quae sub his figúris vere látitas
    Tíbi se cor méum tótum súbjicit
    Quia te contémplans tótum déficit.

    São tomas de Aquino, rogai por nós!
    Salve Maria!
    André

    ResponderExcluir
  3. Foi um papa injustiçado e mal compreendido pelo seu tempo!
    Mas a História lhe fara justiça.

    ResponderExcluir
  4. Querido Bento XVI ! Os dias são maus! Que falta faz Sua Santidade hoje no comando da Igreja.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail