O túmulo e os restos mortais de S. Pedro no Vaticano, Roma – conclusão


Πέτροσ ένι

APÓS O TÉRMINO término das escavações, em 1950, o arqueólogo Antonio Ferrua examinava o interior da parte oca da parede azul, quando notou, no chão, perto da junção desta com a parede vermelha, um pequeno pedaço de argamassa que havia caído. Conseguiu pegá-lo dentro do buraco, e viu que havia algo gravado ali, a lâmina. Levado a especialistas, descobriu-se uma inscrição em grego com os dizeres: Πέτροσ ένι.

** Ler o estudo na íntegra
ofielcatolico.com.br

Receba O Fiel Católico em seu e-mail