Dilma em Roma: pura politicagem

Será que na visita o Papa a ensinou a usar a pulseirinha contra "olho-gordo"?

"COTURNO NOTURNO" - Favorável ao aborto, comunista até os ossos e ateia, - ao ponto de intitular Nossa Senhora como "deusa" e fazer Sinal da Cruz ao contrário, - Dilma Rousseff foi ao Vaticano, numa patética tentativa de ganhar pontos com a Igreja Católica e seus fiéis.

A viagem não foi de fé. Foi uma viagem política, paga pelos cofres públicos. Não havia nenhum chefe de Estado presente no Consistório que sagrou 19 cardeais, um deles brasileiro. Nenhum mandatário, em sã consciência, torra dinheiro público neste tipo de evento. Dilma foi levar camiseta de time de futebol e um convite para o Papa visitar a Copa, algo que beira a imbecilidade diplomática. O país inteiro pagou a conta. Tanto que até mesmo o Jornal Nacional teve vergonha de colocar no ar a visita politiqueira de uma presidente em franca decadência. O que mais fará Dilma Rousseff, depois de ter ido até ao Papa em busca da popularidade perdida?

___
Fonte:
"Blog do Coronel" ('Coturno Noturno'), disponível em:
http://coturnonoturno.blogspot.com.br/2014/02/dilma-em-roma-foi-pura-politicagem.html
Acesso 24/2/014
ofielcatolico.blogspot.com

Enquete da Câmara sobre a definição de família

A CÂMARA DOS DEPUTADOS está promovendo uma enquete sobre o conceito de família. A pergunta é a seguinte: Você concorda com a definição de família como núcleo formado a partir da união entre homem e mulher, prevista no projeto que cria o Estatuto da Família?



Para os informados, está mais do que claro que o objetivo por trás da enquete é a destruição completa do conceito cristão de família, a partir de sua célula mater, e o grande e primeiro passo da bancada socialista (dominante) é convencer a própria sociedade de que a maioria da população aprova tal barbaridade.

Símbolo deste movimento nefasto, a atual ministra petista Marta Suplicy, conhecida por sua incansável militância pró-LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros - até que outras letrinhas mais venham aumentar a sigla), enquanto esteve em exercício como Senadora declarou guerra à família tradicional. Apoiou ferrenhamente a apresentação da aberração conhecida como "Estatuto da Diversidade Sexual", um verdadeiro insulto ao senso comum. - Entre outras matérias, o Estatuto defende:

• A extinção de datas comemorativas como o Dia das Mães e o Dia dos Pais(!).

• Cotas exclusivas para homossexuais nos concursos públicos (acredite!).

[A preferência sexual, para os socialistas, deveria ser motivo de mordomias e tratamento privilegiado da parte do Estado.]

• Retirada dos termos “pai” e “mãe” de documentos(!). - Diz o artigo 32 do referido Estatuto: "Nos registros de nascimento e em todos os demais documentos identificatórios, tais como carteira de identidade, título de eleitor, passaporte, carteira de habilitação, não haverá menção às expressões 'pai' e 'mãe', que devem ser substituídas por 'filiação'(!).

[Fica assim oficialmente proibido se referir ao seu pai e à sua mãe como, simplesmente... pai é mãe! Por quê? Porque isso poderia ofender os homossexuais! A partir daí, o conceito de família, como de fato é e sempre foi, - como instituída por Deus,  - instituição formada por pai, mãe e filhos, é radicalmente renegado. Qualquer aglomerado de pessoas poderá ser considerado "família". O objetivo é a liberação total da adoção de crianças por pares do mesmo sexo, eliminando-se radicalmente as referências à pai e mãe como sempre conhecemos.]

• Cirurgia para "mudança de sexo", gratuita e garantida pelo Estado, a partir dos 14 anos: prossegue o "Estatuto da 'Diversidade Sexual'", no seu artigo 37: "Havendo indicação terapêutica por equipe médica (...), a  adequação à identidade de gênero poderá iniciar-se a partir dos 14 anos de idade.


O nosso dever enquanto cristãos

O painel de resultados do Portal da Câmara mostra hoje (24/2) um empate técnico entre os que votam que sim (concordam com a definição de família como núcleo formado a partir da união entre homem e mulher), e os que dizem que não, automaticamente concordando com todas as barbaridades que enumeramos acima (e outras tantas que ainda estão por viv), previstas nos projetos de governo dos partidos socialistas liderados pelo PT. 

Conclamamos a todos os leitores de "O Fiel Católico": vamos participar, votando conforme nossas consciências, em prol da preservação da família Cristã! Votar é fácil e rápido. Compartilhem e conquistem o maior número de votos possíveis. Nosso Senhor saberá recompensar a cada um segundo sua fidelidade.

ofielcatolico.blogspot.com

Golpe comunista em pleno curso?

Enquanto no país das maravilhas de Dilma, Lula & Cia alguns consideram o assunto motivo de piadas, no mundo real a polícia continua sendo sistematicamente desacreditada, as forças armadas humilhadas, os valores realmente democráticos enfraquecidos, os criminosos protegidos e vistos como eternas "vítimas da sociedade". Agora, políticos, delegados e magistrados financiam baderneiros violentos, o que acaba redundando na morte de inocentes... Até quando? Até onde?



UM DIA depois da revelação de uma planilha de gastos e arrecadações para um evento na Cinelândia, no qual aparecem os nomes de dois vereadores, de um delegado e de um juiz como doadores, a página “Black Bloc RJ” fez uma ameaça a integrantes do movimento a quem acusam de traição. “Ninguém, absolutamente ninguém tem o direito de expor a imagem de qualquer pessoa que esteja na luta (?) fazendo acusações sem provas”, diz uma mensagem publicada nesta sexta-feira. “Se continuarem, medidas serão tomadas”, diz outro trecho da mensagem.

A partir da morte do cinegrafista Santiago Andrade, da rede Bandeirantes, morto por um rojão lançado por dois mascarados, jovens que se apresentam como “ex-black bost", digo, "black bocs”, ou que se dizem decepcionados com o movimento, passaram a expor detalhes do grupo. Uma das imagens de gastos e de doações parece extraída de um grupo fechado do qual participa a cineasta Elisa Quadros, conhecida como "Sininho".

Na quinta-feira, o site de VEJA revelou uma planilha de doadores encabeçada pelos nomes de vereadores do PSOL: Renato Cinco e Jefferson Moura. Assessores dos dois vereadores admitiram que houve doações para um evento realizado em 23 de dezembro na Cinelândia. Também admitiu ter colaborado o delegado de Polícia Civil Orlando Zaccone(!). O juiz João Damasceno, cujo nome está na planilha, negou ter feito doação.

A mensagem também parece ser um recado para o auxiliar de serviços gerais Caio Silva de Souza, 22 anos, preso e indiciado pela morte de Santiago Andrade. Souza e seu advogado, Jonas Tadeu Nunes, afirmaram, na terça-feira, que há partidos políticos e diretórios regionais patrocinando tumultos nas manifestações. Segundo Nunes, Caio Souza receberia 150 reais por cada manifestação. O jovem afirmou que a polícia “tem que investigar” o aliciamento de jovens e a participação de partidos políticos.

Abaixo, a mensagem na íntegra:

“Pensam que não estamos de olho????
NINGUÉM, ABSOLUTAMENTE NINGUÉM TEM O DIREITO DE EXPOR A IMAGEM DE QUALQUER PESSOA QUE ESTEJA NA LUTA FAZENDO ACUSAÇÕES SEM PROVAS.
Manifestantes que se diziam “Brabos” agora estão com medo e expondo a imagem de pessoas que não tem nada a ver. NÃO TEM OUTRO NOME PRA ISSO DO QUE COVARDIA E TRAIÇÃO.
SE CONTINUAREM, MEDIDAS SERÃO TOMADAS
Vamos expor todos os “falsos manifestantes”
Batem nas suas costas dizendo que são irmãos, mas na verdade estão ali pra te f¨%$ e expor sua vida quando percebem o perigo se aproximando. NÃO TEM A CAPACIDADE DE ENFRENTAR E ENTÃO PONHE O DO OUTRO PRA TIRAR O SEU DA RETA.. COVARDES!
É isso que o governo quer (não sermos unidos e com isso diminuir as manifestações). Essa é a hora onde separamos claramente os verdadeiros dos traíras!
NÃO PASSARÃO
AGUARDEM”

Trata-se de uma tática obviamente mafiosa. Esses mascarados, que fazem páginas pelas quais ninguém é responsável, estão, obviamente, ameaçando os dois presos, para que não digam tudo o que sabem.



A EDIÇÃO da revista Veja deste final de semana traz como reportagem-bomba uma matéria que vai fundo no rumoroso esquema dos black bost, isto é, black bocs que veio à tona depois do assassinato do cinegrafista da Band TV, Santiago Andrade, atingido por um morteiro disparado por agitadores mascarados.

O site de Veja, que nesta semana revelou a lista de colaboradores do bando mascarado que espalha o terror nas cidades brasileiras, puxa o fio da meada no sentido de tentar esclarecer quem está realmente alimentando a baderna e a campanha difamatória contra os órgãos de segurança, especialmente as Polícias Militares.

“Os segredos de Sininho”, é a chamada de capa da revista. "Sininho" é o apelido como é conhecida a militante comunista baderneira Elisa Quadros. Segundo Veja, "Sininho" é a protetora dos "black bostas", isto é, "black blocs", e constitui a chave para descobrir quem financia, arma e treina os vândalos agora também assassinos.

Além dos segredos de "Sininho", Veja traz mais duas reportagens exclusivas que destoam dos demais veículos de comunicação. É que apesar dos funestos acontecimentos que culminaram com a morte de Santiago Andrade, a grande mídia continua tergiversando, tentando diluir eventos significativos que demandam esclarecimentos. É o caso do programa "Mais Médicos", por meio do qual o governo de Lula, Dilma e seus sequazes inundou o Brasil de médicos cubanos, todos eles em regime de verdadeira escravidão. Trabalham para garantir uma vida nababesca para a assassina ditadura dos irmãos Castro.

Enquanto os filhotes do PT travestidos de jornalistas mentem e escamoteiam informações, Veja descobriu que Vivian Pérez é agente de Fidel Castro e policia os médicos cubanos no Brasil. E, como foi noticiado esta semana também por Veja em seu site, já se verifica uma debandada geral dos infelizes escravos de Lula, Dilma e Fidel Castro.

Outra reportagem que recheia o miolo da revista desnuda a Petrobras, toda ela aparelhada por pelegos do PT. Esta reportagem enfoca o escândalo - mais um - da propina do navio-plataforma. Por tudo isso,  apesar dos pesares, Veja continua suprindo com certa competência a lamentável degeneração do jornalismo brasileiro, reduzido na atualidade a um braço do Foro de São Paulo, organização comunista fundada por Lula e Fidel Castro em 1990, destinada a transformar o continente latino-americano nunca gigantesca Cuba.


Apesar do tom sensacionalista, o conteúdo do vídeo abaixo é mais do que interessante:



___
Ref.: 

• Blog do Reinaldo Azevedo, disponível em:
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/
Acesso 15/2/014

• Blog do Aluizio Amorim, disponível em:
http://aluizioamorim.blogspot.com.br/2014/02/reportagem-bomba-da-revista-vai.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+BlogDoAluizioAmorim+(BLOG+DO+ALUIZIO+AMORIM)
acesso 15/2/014
ofielcatolico.blogspot.com

A certeira resposta de Rodrigo Constantino a Luis Fernando Veríssimo

"Inacreditável é, depois de dois mil anos de civilização cristã, existir gente que ama seus filhos e seus cachorros e se emociona com a novela e mesmo assim defende o vigilantismo brutal, como se fazer justiça fosse enfrentar a barbárie com a barbárie, e salvar uma sociedade fosse embrutecê-la até a autodestruição."
– Luis Fernando Veríssimo


"Não, o inacreditável, aqui, é a esquerda manter um discurso por tanto tempo de que bandido é 'vítima da sociedade', que jovens assassinos devem ser tratados como pobres coitadinhos. No mais, como a hipocrisia é a homenagem que o vício presta à virtude, é cômico ver Veríssimo usando a civilização cristã para falar que os sentimentos nobres e humanitários deveriam prevalecer, uma vez que a agenda socialista é totalmente anticristã..."
Rodrigo Constantino
ofielcatolico.blogspot.com

Frei Claudio Van Balen de volta? Fiéis católicos, protestem!


** Clique para assinar a petição pela suspensão de ordens de frei Cláudio

NO DIA 26/01/2014, na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, em Belo Horizonte (MG), ocorreram fatos mais do que lamentáveis, que feriram gravemente a comunhão que deve imperar nas comunidades eclesiais e violaram explicitamente o artigo 208 do Código Penal (crime de ultraje a culto).

Momentos antes do início da Missa das 11h, que seria celebrada em ação de graças pela eleição do novo governo da província carmelitana de Santo Elias, um grupo de seguidores de um antigo pároco local, o herege frei Cláudio Van Ballen (OCarm), impediu a celebração da Santa Missa por meio de gritos, agressões, xingamentos, ameaças, invasão do presbitério e até da profanação do Altar(!). A Missa teve de ser celebrada no salão paroquial.

Já falamos sobre este triste assunto neste blog, e você pode ver aqui. As imagens desses acontecimentos, as quais falam por si mesmas, podem ser vistas, em vídeo, ao final do mesmo post. Um relato mais detalhado do ocorrido pode ser lido aqui.

Os autores da confusão, que se autodenominam "claudianos", revoltaram-se devido a uma suposta remoção de frei Cláudio (que já deveria ter ocorrido há décadas, com, no mínimo, o total afastamento do frei, reconhecidamente herege) . Um pequeno detalhe em meio a esse grave escândalo é o fato de o frade em questão estar nessa paróquia há 46 anos e prestes a cumprir 81 de idade, tratando-se de um sacerdote aposentado há mais de 5 anos. A substituição periódica de sacerdotes é algo comum na vida da Igreja, havendo inclusive previsão para isto no CIC. Portanto, caso confirmada, a remoção deveria ser encarada com toda naturalidade.

Claro que a situação é enormemente agravada pelo perfil do religioso que, sistematicamente, defende posições radicalmente contrárias ao ensinamento moral e doutrinário da Igreja. Aqui estão alguns links nos quais, dentre outras coisas, frei Cláudio nega a divindade de Jesus Cristo, rejeita os dogmas marianos e a doutrina do pecado original. Além disso tudo, é favorável à descriminalização do aborto, à eutanásia, à eugenia, etc. O religioso também altera os textos litúrgicos e bíblicos das celebrações que realiza.

Os vários anos de disseminação desses erros na prática pastoral formou em seus seguidores, – que, graças ao Bom Deus não são todos os fiéis da paróquia e nem sequer a maioria deles, - uma atitude sectária e totalmente fechada ao diálogo, que pode ser vista claramente nos seus modos e ações. Fique claro, ainda, que não se trata de um episódio isolado, pois esse grupo costumeiramente tenta resolver as coisas à base dos berros e agressões morais, como aconteceu em 2010, outra ocasião em que o Arcebispado tentou efetivar a remoção de frei Cláudio. Na ocasião, o grupo respondeu com ameaças, chantagens e a mobilização da imprensa. Como não poderia deixar de ser, entre os amigos e seguidores do frei holandês estão pessoas influentes no campo político, econômico e midiático da capital mineira. As ações dos partidários do herege e declarados inimigos da Igreja, portanto, são contundentes e efetivas. As ações dos fiéis católicos, portanto, devem ser ainda mais firmes, concretas, persistentes.

Após o lamentável episódio do dia 26, a Arquidiocese de Belo Horizonte emitiu um comunicado por meio do qual lamentou os fatos, reconhecendo que houve desacato à autoridade eclesiástica e quebra de comunhão, e respaldou as medidas da província carmelitana. Porém, depois de pressões exercidas pelo grupo de seguidores de frei Cláudio contra o Arcebispado (através de alguns de seus membros mais influentes), a Arquidiocese isentou-se de qualquer responsabilidade sobre a resolução do conflito!

As afirmações que constam na nota do dia 02/02 na página da Arquidiocese são, no mínimo, imprecisas, porque a lamentável situação atual é fruto de um longo processo no qual os seguidores de frei Cláudio protagonizaram outros episódios de desrespeito à autoridade eclesiástica, em atos e posturas que há muito chegaram ao ponto de configurar formação de seita.

Na segunda-feira, dia 03/02/2014, o episódio sofreu uma reviravolta após a divulgação de que frei Cláudio retomará as celebrações dominicais na paróquia Nossa Senhora do Carmo! 

Diante de tão lamentável (e inacreditável) notícia, é fundamental não deixar tudo como se nada tivesse acontecido, deixando intacto um clérigo que há muito tempo quebrou a comunhão com a Igreja e que vem descaradamente trabalhando contra a fé católica, desviando as almas e dividindo a comunidade onde vive. Segundo a lei da Igreja, a resolução desta situação é atribuição do Bispo, e não do superior carmelita. Se nada for feito, será criado um perigoso precedente para que qualquer outro tipo de problema eclesial seja resolvido à base de agressões, conchavos e pressões injustas. Pior do que isso, será um tenebroso encorajamento para outros padres e religiosos heréticos, que se sentirão mais e mais estimulados a destruir a fé cristã de sempre.

Assine agora a campanha para enviar uma mensagem ao Arcebispo de Belo Horizonte, pedindo que ele tome as devidas providências canônicas para a suspensão de ordens de frei Cláudio. É o mínimo que se poderia esperar de um fiel católico.

** Clique para assinar: Petição pela suspensão de ordens de frei Cláudio

* * *

"Deus é impotente, Ele está amarrado. (...) Deus carece de tudo e de todos para se afirmar como Deus. (...) Não existe um Deus acima de nós; eu não acredito em um Deus pessoal. (...) Eu sou Deus..." - São algumas das afirmações de frei Cláudio em entrevista à uma rede de TV:


Impressionante como o mundo, que segundo a Escritura jaz no maligno e tem por príncipe a Satanás, admira e idolatra figuras patéticas como essa. Será que essa apresentadora já leu algo de Ratzinger?

__________
*** Este post é baseado no artigo de Fábio Oliveira (Fundação CitizenGo), "Pela suspensão de ordens de frei Cláudio"

ofielcatolico.blogspot.com

Receba O Fiel Católico em seu e-mail