Restringir o aborto reduz a mortalidade materna, assinala estudo


AO CONTRÁRIO DO QUE QUEREM fazer crer os adeptos da legalização do aborto, as evidências clínicas apontam que nos países em que o aborto é descriminalizado, a mortalidade feminina aumenta. No dia 23 de fevereiro (2015) foi publicado no científico British Medical Journal um estudo que assegura que, em lugares onde as leis de aborto são mais restritas, a mortalidade materna é menor, em comparação com aqueles lugares que têm leis de aborto mais liberais...

** Ler o artigo completo
www.ofielcatolico.com.br

Receba O Fiel Católico em seu e-mail