Aparições De Nossa Senhora em Kibeho, Ruanda

NO DIA 28 DE NOVEMBRO de 1981, numa pequena aldeia chamada Kibeho, em Ruanda (Continente Africano), em uma aparição ainda pouco conhecida e divulgada, Nossa Senhora apareceu à jovem estudante Alphonsine Mumureke. A Virgem se autointitulou "Ninawazambo", que no idioma local quer dizer "Mãe da Palavra". Durante as aparições, foi profetizado o massacre de mais de 800 mil ruandeses, o que veio a se concretizar no ano 1994. Após amplas análises científicas, no ano 2001 as aparições foram reconhecidas pela Igreja.

www.ofielcatolico.com.br

5 comentários:

  1. BELO DOCUMENTÁRIO!!! MUITO GRATO POR POSTAR.
    QUE NOSSA SENHORA CONVERTA O MUNDO.
    ABRAÇO URBANO MEDEIROS
    (MAESTRO EM MG)

    ResponderExcluir
  2. Há alguns meses eu li um livro chamado "The boy who met Jesus" em português "O menino que conheceu Jesus" da autora Immaculée Ilibagiza, a qual depois de passar dois meses trancada num banheiro conseguiu sobreviver a este genocídio de Ruanda.

    O livro conta uma impressionante história das aparições de Nosso Senhor Jesus Cristo, as quais ocorreram simultaneamente as aparições da Virgem em Kibeho, a um garoto pastor de cabras, que era analfabeto, pagão e muito tímido. O menino que nem sequer sabia o que era as sagradas Escrituras, recebeu os ensinamentos do próprio Cristo, que confiou a ele uma missão antes do genocídio.

    Durante os encontros com Jesus, o menino fez diversas perguntas que sempre entram em pauta atualmente, como por exemplo sobre a Virgem Maria, Satanás e também sobre as religiões. Achei sensacional, é muito interessante.

    No entanto, é válido mencionar que diferentemente das aparições da Virgem que ocorreram na mesma época, o caso do menino não foi reconhecido pela Igreja (pelo menos não ainda) e provavelmente não será, pois boa parte do material da investigação feito pela Igreja foi destruído durante o genocídio e o garoto conforme predito por Jesus durante as aparições, também morreu no genocídio.

    As minhas ovelhas ouvem a minha voz, eu as conheço e elas me seguem (Jo 10,27). Que a paz do nosso Senhor jesus Cristo, o amor do Pai e a comunhão do Espírito estejam com todos !

    Max

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Max, eu li este livro. O menino é Emanuel Segatashya, e o seu caso realmente impressiona (o livro foi lançado em português pela Ecclesiae).

      Em todo caso, enquanto a Igreja não reconhece tais aparições, é importante manter a prudência. Fato marcante nos casos de Kibeho é que, num curto período de tempo, diversas pessoas na região passaram a alegar que recebiam visões da Virgem e de Cristo, o que alertou os investigadores para a possibilidade de fraude.

      No caso de Segatashya, parecem existir evidências de autenticidade. O testemunho de um investigador do caso, Pe. Félicien, é bem interessante:

      "É claro, Segatashya não era nenhum anjo. Com isso quero dizer que ele era um garoto muito humano. Ele nem sempre se lembrava perfeitamente das coisas e certamente não compreendia imediatamente, e de forma integral, o significado de todas as mensagens que Jesus tinha dado a ele. E o garoto nem sempre era o mais fácil dos estudantes para um tutor instruir. Mesmo que acontecesse de esse Tutor ser o maior Professor da História humana (Jesus)!
      Por exemplo, durante muitas das aparições de Jesus vistas por Segatashya, ele questionava a Cristo sobre tudo o que o Senhor estava lhe contando. Sei que isso é verdade porque muitas vezes eu fiquei bem ao lado de Segatashya no palco quando Jesus aparecia diante dele. O garoto entrava em um estado extático e caía de joelhos tão logo sentia a presença do Senhor. Dentro de um ou dois minutos, ele começava a fazer perguntas a Jesus. Frequentemente, começava reclamando que as pessoas não estavam reagindo bem o suficiente às mensagens e sugerindo que Jesus poderia fazer um trabalho melhor no que se refere a se comunicar com a humanidade."[1]

      No fim, as palavras do próprio Segatashya resumem bem o conteúdo da mensagem que ele deveria transmitir ao mundo:

      "Quem de nós não tem um pecado para ser perdoado? Mas a mensagem de contrição que Jesus me ensinou (...) é para que cada homem e mulher rezem quando verdadeiramente quiserem se arrepender dos seus pecados. O Fim dos Dias está próximo e todos nós devemos pedir perdão pelos pecados de nossas vidas... E devemos nos arrepender antes que Jesus volte para a Terra. Todos nós devemos purificar nossos corações do ódio e do pecado rezando sinceramente o Ato de Contrição. Confessar nossos pecados para alguém é um bom caminho para começar a limpar nossas almas e nos prepararmos para o encontro com Cristo. Essa é uma das principais mensagens que Jesus me pediu para levar ao mundo."[1]

      Particularmente, não sou favorável que se dê importância ou atenção demasiada às aparições e revelações particulares, embora na maioria dos casos elas sirvam para reforçar a nossa fé e nos confirmar no Caminho. Se observarmos os Evangelhos e a sã Doutrina da Igreja, participando fervorosamente nos Sacramentos e na vida da Igreja, isto basta e é o mais importante.

      Sei, isto sim, que é preciso rezar, e rezar muito! Ainda que o tempo/quantidade de horas dedicados à oração variem de pessoa para pessoa, em nossos tempos cada um deve procurar rezar um pouco mais do que seria o seu "normal"; avançar um pouco além da sua "zona de conforto", diariamente. E também devemos nos habituar a dedicar algum esforço e algum tempo à penitência e ao jejum, não apenas no tempo da Quaresma, mas pelo menos semanalmente às sextas-feiras. Evito falar sobre este assunto, mas me parece mais do que evidente que realmente a "consumação dos séculos" está agora muito próxima. Claro que não há como sabermos se demora ainda um mês, ano, uma década um mais um século, porém as coisas caminham de modo absolutamente alarmante, e o cenário atual é assustador; os resultados da paganização universal que agora assistimos, a médio prazo serão catastróficos, disso não há dúvida. Sendo assim, cristãos, muita oração e penitência, se quisermos alcançar a vida eterna e ver a Deus, Fonte inesgotável de toda a vida e todo bem!

      1. ILIBAGIZA, Immaculée. O menino que conheceu Jesus. Campinas-SP: Ecclesiae, 2013. p. 114-117.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. amigos, gostaria também de recomendar o excelente livro "Nossa Senhora de Kibeho - A Virgem Maria fala ao mundo do coração da África", de Immaculee Ilibagiza. É excelente, fiquei profundamente comovido e tornei-me devoto de Nossa Senhora de Kibeho após a leitura dessa obra. Vale muito a pena conhecer. Inclusive, da mesma autora, o livro "O Rosário - a prece que salvou minha vida" é também excelente e um ótimo guia e inspiração para quem busca rezar o terço diariamente.

      Excluir
  3. Gostei muito do vídeo, gostei muito do documentário. Que o bom Deus nos proteja.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail