Já vivemos em uma ditadura ideológica? A censura nas comunicações já é uma realidade?


AS RESPOSTAS ÀS perguntas que compõem o título deste artigo são "sim" e "sim"; e isso, certamente, não representa nenhuma novidade para aqueles leitores mais  atentos à realidade que os cerca, pessoas que se interessam pelos fatos e que estudam as coisas antes de formar opinião sobre qualquer assunto.

Também eu posso dizer, sem nenhum traço de orgulho, que sempre tive por hábito buscar informação antes de me considerar conhecedor de alguma coisa. Foi assim, aliás, que deixei a comunidade protestante e vim aportar na Igreja Católica: buscando os fatos, procurando confirmar informações. Nesse processo de busca da verdade, as paixões irracionais necessariamente precisam ser postas de lado, porque atravancam qualquer progresso real.

Voltando à ditadura e censura de ideias que vivemos, uma coisa é saber que existe, ter conhecimento da coisa, intelectualmente falando. Outra coisa, que faz tremer, é vivenciar a coisa na própria pele. A Fraternidade Laical São Próspero não tem por meta o envolvimento com políticos ou com a campanha eleitoral em nosso país, mas consideramos uma obrigação trabalhar para informar – a partir da perspectiva cristã e católica e dentro do nicho em que atuamos, é claro – e tentar abrir os olhos dessa parcela da população para a simples realidade. Se, por um lado, nos furtamos de fazer campanha para qualquer candidato, por outro consideramos um dever moral alertar quanto às propostas e ideologias anticristãs.

Ocorre que, no cenário eleitoral atual, as possibilidades de voto para um cristão são – real e desgraçadamente – no mínimo muitíssimo limitadas. Dentro desse panorama, postei há alguns dias um painel em nossa página do Facebook com uma pequena lista de fatos sobre o candidato Ciro Gomes. Nada agressivo, nenhuma ofensa pessoal, nenhuma ironia desrespeitosa, mas apenas isto: uma lista de 5 fatos sobre as propostas de governo do candidato, tudo baseado naquilo que ele mesmo declarou, textual e publicamente, em diversas oportunidades.

Mesmo assim, fomos ameaçados por um grupo de fascistas que, em bloco, denunciaram nossa página e ameaçavam tirá-la do ar. Uns chamavam outros, e em pouco tempo haviam centenas de devotos da seita esquerdista a nos atacar, com grande fúria e sanha. Uma experiência bastante desagradável, ainda que meramente virtual. Pude sentir intensamente e compreender, de um modo assustador, qual é a tão alardeada "democracia" desejada pela esquerda. Algo muito semelhante ao que temos assistido na Venezuela, na Coreia do Norte ou, mais recentemente, na Nicarágua: ou você adere ao Partido ou é perseguido, calado... eliminado.

Esclarecendo o ocorrido, a postagem em questão meramente alertava ao nosso público que o candidato em questão:

1) Vê o aumento de impostos como parte da solução para os problemas econômicos do Brasil;

"O responsável pelo programa econômico de Ciro, o economista Mauro Benevides Filho, defendeu o aumento de tributos, a taxação de lucros e dividendos e o retorno da CPMF (...). O pedetista afirmou que taxar lucros e dividendos é algo que 'o mundo inteiro faz, menos o Brasil e a Estônia', e defendeu a taxação maior sobre heranças" (Estadão conteúdo).

O candidato Ciro Gomes é claramente favorável ao aumento de impostos como solução para boa parte dos problemas econômicos do país, e "propõe uma reviravolta radical do sistema tributário brasileiro, com a revogação de desonerações corporativas e imposição de imposto sobre as fortunas" (UOL Economia). No dizer do analista político Bruce Douglas: "Ciro Gomes não tem dúvidas sobre apertar todos os botões errados para os mercados financeiros, porque confia que os eleitores brasileiros ainda acreditam em um Estado forte, apesar da recessão sem precedentes que caracterizou os últimos anos do PT no poder. Ele quer chocar os eleitores com a verdade agora, para que haja menos resistência aos seus planos quando for presidente" (Bloomberg/Exame).


2) Declara-se a favor do controle social e 3) diz que quer 'o fim da ilusão moralista católica';

Nenhuma explicação ou citação de fonte é necessária quando temos a pessoa em questão declarando, enfaticamente e com todas as letras, exatamente isto:



4) Posicionou-se contra a lei Ficha limpa, disse que vai botar 'o juiz (Sergio Moro) de volta na caixinha dele' e que somente a sua eleição libertaria Lula da cadeia;

Sobre o que pensa da lei Ficha Limpa, basta assistir sua entrevista ao programa Roda Viva, disponível em diversas fontes da internet: "Questionado sobre a Lei Ficha Limpa, ele se posicionou contra" (UOL eleições). Ao programa "Resenha", da TV Difusora do Maranhão, "o candidato disse que, se eleito, vai 'botar o juiz para voltar para a caixinha dele'", e 'botar o Ministério Público para voltar para a caixinha'".

Sobre seu compromisso com a libertação de Lula (ele já havia sugerido o 'sequestro' do ex-presidente para livrá-lo da cadeia, caso sua prisão fosse decretada), se alguém tem alguma dúvida sobre isso, saiba que até as fontes de linha esquerdista o reconheceram, como a revista Carta Capital). "Ele (o Lula) Só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga” (UOL notícias).


5) É favorável à legalização do aborto, apoiado por outros partidos igualmente favoráveis.

Ciro Gomes declarou-se, na TV, contra a proibição do aborto (no programa 'Gordo a Go-Go', da MTV) e disse que legalizaria o aborto em entrevista à Folha: "Criminalizar o drama de uma jovem pobre que engravidou de forma imprudente, incauta, ou porque lhe faltaram contraceptivos, só produzirá mais violência. O aborto deve ser uma decisão da mulher" (Folha de São Paulo).


* * *

Aí está uma exposição muito simples e concisa da coisa toda, com as devidas fontes e provas de tudo quanto está se afirmando. Mesmo assim, na prática eu posso dizer que fui censurado, porque agora tornou-se moda para os militantes da esquerda denunciar como "discurso de ódio"(!) qualquer página ou perfil do Facebook de qualquer um que diga alguma coisa que eles não aprovem. Com a recente sumária eliminação de mais de 200 páginas e perfis do Facebook considerados "de direita", esse pessoal está se sentindo muito fortalecido. Sua arma agora é a censura por meio do botãozinho de "denunciar postagem".

Eles trabalham unidos (diferentes dos seus adversários, que não param de se dividir e subdividir em vários grupos que brigam entre si) e pior ainda, eles têm, ao que tudo indica, o próprio Facebook do lado deles. 

A verdade é que eu fui realmente forçado a retirar a postagem, sob ameaça de ser punido, já que nos mantermos ativos na maior e mais influente rede social do planeta é algo bastante importante para os trabalhos que realizamos por aqui. 

De fato, fascista não conversa, não tenta dialogar, não procura encontrar a razão em comum acordo com ninguém. O fascista só quer reprimir, censurar, fazer calar na marra, derrubar, destruir tudo o que não se enquadre nos moldes que "o Partido" estabeleceu. 

A palavra mais digitada nos comentários àquela postagem era "mentira", e alguns chegaram a procurar trechos da Bíblia sobre a virtude de falar sempre a verdade para nos apresentar... Mas é claro, como acabei de demonstrar, que eu não retirei a postagem porque continha "mentiras", e sim porque o cego por opção só enxerga o que quer, não importa o quanto se balance a verdade bem diante dos seus olhos.

Sim, nós já vivemos em uma ditadura velada, em que só há "liberdade" para quem reza pela cartilha de um determinado grupo – que dominou a política, os meios de comunicação de massa e as instituições de ensino. Deus nos ajude, porque a tendência é a coisa piorar.

** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!
www.ofielcatolico.com.br

5 comentários:

  1. "Diz que quer 'o fim da ilusão moralista católica"

    Diga ao senhor Ciro Gomes que a moral católica no Brasil e no mundo acabou faz tempo.

    Sidnei

    ResponderExcluir
  2. Gente...
    Só tem um candidato que não é comunista. O Jair Bolsonaro.

    Zuleica Cirilo

    ResponderExcluir
  3. Salve Maria. O link do catecismo não está funcionando. Parabéns pelo bom trabalho e que Deus continue abençoando vocês. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo aviso e pelas palavras de incentivo, Ana Ana. O link já foi devidamente concertado.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  4. O artigo é interessante, porém se posiciona e dentro da realidade brasileira, nós católicos devemos buscar neste período eleitoral discutir dentro de um princípio cristão primordial, não julgar, devemos buscar alternativas de questionamentos e orientações entre nós e quando nossos irmãos ocuparem espaços no poder colocar principalmente eletivos não deixar ele afastar da Igreja, fato muito comum. Se olharmos as falas e posicionamento dos candidatos a presidente vejo que nenhum atende ao que acreditamos...
    Parabéns pelas observações neste candidato nos ajuda a observar melhor os demais....

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail