Um padre de coragem

NÃO SÃO POUCOS os fiéis católicos que nos procuram a manifestar o seu desânimo, a dizer que já não creem que ainda possamos contar com bons e corajosos sacerdotes, que enfrentem sem medo – de peito aberto e face à mostra – os maiores poderes deste mundo por amor a Nosso Senhor. Levantai vossas cabeças, pois ainda há esperança! Apresentamos o revmo. Pe. Luiz Augusto, pároco de Santa Teresinha do Menino Jesus em Aparecida de Goiânia - GO. Vídeo abaixo:



** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!
www.ofielcatolico.com.br

3 comentários:

  1. Com certeza eu já boicoto essa emissora.

    ResponderExcluir
  2. Não diminui a afronta aos cristãos, mas o que o padre chama de propaganda é, na verdade, parte do programa "tá no ar". Nesse programa eles zombam contantemente da Santa Igreja, dos seus padres e religiosos. Lastimável.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com o que disse o padre, mas não acho desnecessário fazer uma alto crítica pela Igreja. Por que agora chove as chamadas "cristo folias" por ai, moda estranha, dentro da Igreja que dá azo a esse tipo de "piada" feita pela rede Globo. Infelizmente os católicos foram os primeiros a fazerem piada da própria fé!

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$13,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail