"Conferência episcopal sozinha não é magistério"

É O QUE AFIRMOU O PREFEITO da Congregação para a Doutrina da Fé, Cardeal Gerhard Mueller (foto), em entrevista ao jornal francês Famille Chrétienne. A entrevista ocorreu após as declarações do Cardeal Reinhard Marx, presidente da Conferência Episcopal alemã, que afirmou: “Nós não somos uma filial de Roma. Cada conferência episcopal é responsável pelos cuidados pastorais em seu contexto e deve pregar o Evangelho de uma maneira original e própria. Nós não podemos esperar que um Sínodo nos diga como formular os cuidados pastorais pelo matrimônio e a família”.

Para o Cardeal Mueller, a hipótese de que decisões doutrinais ou disciplinares possam ser delegadas às conferências episcopais

É uma ideia absolutamente anticatólica, que não respeita a catolicidade da Igreja. As conferências episcopais têm uma autoridade sobre alguns assuntos, mas não constituem um magistério ao lado do Magistério, sem o papa e sem a comunhão com todos os bispos.”

Respondendo especificamente aos comentários do Cardeal Marx, Dom Mueller afirmou:

Uma conferência episcopal não é um concílio particular, e menos ainda um concílio ecumênico. O presidente de uma conferência episcopal não é nada além de um moderador técnico, e ele não tem, a esse título, nenhuma autoridade magisterial particular. Escutar que uma conferência episcopal não é uma ‘filial de Roma’ me dá a ocasião de lembrar que as dioceses também não são filiais do secretariado de uma conferência episcopal, nem da diocese cujo bispo preside a conferência episcopal.”

____
Fontes:
Famille Chrétienne/ CNA
Catholic Herald, disponível em:
http://catholicherald.co.uk/news/2015/03/26/vatican-cardinal-it-would-be-anti-catholic-to-let-bishops-conferences-decide-doctrine/

Acesso 9/4/015
www.ofielcatolico.com.br

2 comentários:

  1. Quanta contradição, enquanto vem algo de ruim de um lugar (Alemanha), deste mesmo lugar vem uma lufada de bom censo e coerência (A mesma Alemanha). Conclusão: graças a DEUS nem tudo esta perdido na Alemanha, e recebemos para que nossos irmãos católicos alemães, e todos nós, continuemos em nossa obediência ao Santo Padre, o Papa, naquilo que a Igreja e seus antecessores sempre ensinaram e preservaram até os dias de hoje, na guarda do depósito da fé.

    Sidnei.

    ResponderExcluir
  2. O cardeal Reinhard Marx esta totalmente errado com essa sua posição, ainda bem que existe homem fiel a Deus como o cardeal Mueller. Que o bom Deus nos proteja das heresias.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail