Série Reações ao Motu Proprio Traditionis Custodes – Dom Athanasius Schneider se pronuncia

Que deve fazer o fiel católico nestes tempos de crise e apostasia? – parte 2 | primeira posição: "Tudo está bem"


QUE VIVEMOS TEMPOS de imensa confusão, com "pastores" que agora atiram suas ovelhas aos lobos ao invés de protegê-las, e fiéis desorientados errando por toda parte, sem saber a quem recorrer ou o que está acontecendo com a Igreja (e outros tantos perdendo a Fé), eis um fato já reconhecido, praticamente pela totalidade dos católicos ditos "tradicionais" (um termo inadequado, de fato) ou por aqueles minimamente bem formados.

Sermão histórico de Dom Marcel Lefebvre (1988) legendado

EIS O SERMÃO HISTÓRICO de S.E.R. Monsenhor Marcel Lefebvre em Êcone, por ocasião das sagrações episcopais que estava a administrar aos 30 de Junho de 1988, numa "operação de sobrevivência" para a verdadeira Igreja de Cristo, como ele mesmo disse, em vídeo legendado. Suas palavras proféticas, a muitos dos nossos contemporâneos parecem mais atuais (e necessárias) do que na época e que foram proferidas.

Diante da coragem e da fidelidade deste verdadeiro herói da Fé, impressiona-nos como é possivel qe ainda existam tantos que se preocupem com o fato de esses padres não estarem "em plena comunhão com Roma", sendo que tantos e tantos adoradores de ídolos, fornicadores, pederastas, hereges e blasfemadores de toda espécie o estão. Mil vezes com o santo bispo Lefebvre e a Igreja de sempre do que com muitos dos satânicos "padres conciliares" e sua nova igreja...


Série Reações ao Motu Proprio Traditionis Custodes – Sermão do Padre François Chazal (MCSPX)

Série Reações ao Motu Proprio Traditionis Custodes – Sermão de Dom Lourenço Fleichman OSB

Que deve fazer o fiel católico nestes tempos de crise e de apostasia generalizada? – parte 1


Por Henrique Sebastião

E EIS QUE O PAPA proibiu a Missa. "Não é bem assim", dirão alguns; "ele não proibiu, só dificultou, deu  uma 'maior responsabilidade' sobre a questão aos bispos" e "etc., etc."... 

Reações ao Motu Proprio 'Traditionis Custodes': Instituto do Bom Pastor, coerente com aquilo que sempre pregou, propõe o 'reconhecer e resistir'

NO MEU ENTENDIMENTO (aqui fala Henrique Sebastião, fundador deste apostolado), este foi o mais equilibrado, sensato e coerente pronunciamento feito da parte dos grupos que defendem a legitimidade do papado de Francisco, até agora (19/7/2021), vídeo abaixo. Irretocável a postura do Revmo. Padre Daniel Pinheiro, IBP. Reconhecer e resistir, eis a proposta, diga-se de passagem, a mesma da Fraternidade Sacerdotal São Pio X e dos grupos leigos que vêm desempenhando uma atuação relevante nestes nossos tempos, como o Centro Dom Bosco. Temos outros pontos de vista e outras reações diferentes, que buscam igualmente fundamentar-se na Tradição, no Magistério e nas Sagradas Escrituras, as quais veremos em seguida.

Francisco decreta, na prática, fim da Missa tridentina: poder total aos Bispos diocesanos


A PARTIR DE AGORA já é oficial: Francisco, em acordo com Bispos de diversas partes do mundo, mudou as normas que regem o uso do Missal de 1962, o qual fora liberado por Bento XVI (como 'Rito Romano Extraordinário') há catorze anos. Foi publicado nesta sexta-feira (16/7/2021) o novo motu proprio, intitulado "Traditionis custodes", acompanhando-o uma carta na qual se apresentam as razões dessa decisão. 

Obra imperdível desnuda o programa de subversão ideológica em pleno curso no Brasil e no mundo – somente para leitores audazes


EM 1983, O EX-AGENTE do Comitê de Segurança de Estado da União Soviética (KGB), o linguista Yuri Aleksandrovich Bezmenov, desnudou e expôs ao mundo os quatro estágios básicos do programa de subversão ideológica que vinha sendo executado ao longo de décadas pelo movimento comunista internacional contra o chamado mundo livre. A erosão dos fundamentos da sociedade ocidental conta, invariavelmente, com a implantação do relativismo moral e com a manipulação dos significados das palavras. Qualquer semelhança não é mera coincidência: esse programa continua em pleno curso, a todo vapor e mais forte do que nunca, em nosso país e em todo o mundo.

Estão atrás de nossas crianças!

ESTE FOI PROVAVELMENTE o vídeo mais assustador que eu já assisti em toda a minha vida. Assustador por ser totalmente real, porque nos apresenta e nos lança em face o que está acontecendo agora, neste exato momento, com as nossas crianças, em um processo que parece irreversível. Que é, humanamente falando, irreversível. Eles têm tudo: todos os canais, todas as instituições, todas as ferramentas, todas as armas e munições. Eles tem dinheiro, tem o Burger King, tem a Netflix e todos os outros. Eles encontram todas as portas abertas e contam com todos os poderes do mundo ao seu favor, neste momento. O simples falar contra eles é crime, e se você tentar, será cancelado, processado, preso.

A mensagem do vídeo é totalmente verdadeira e apavorantemente sincera; sim, aí está o mais aterrador: eles não precisam mais disfarçar, não precisam mais conspirar ocultos nas sombras, como faziam antes. Agora eles podem falar abertamente, assumir publicamente o que estão fazendo com os nossos filhoscom as nossas famílias, porque sabem que não sofrerão nenhum tipo de represália, a não ser alguma débil tentativa, perdida aqui e ali, alguma voz fraca – como a minha – que tenta alertar à multidão que erra nas trevas, como que num sonambulismo sem fim. E essas vozes pequenas serão impiedosamente caladas, como já estão sendo, até que não reste mais nenhuma delas.

Em outros tempos, o grande adversário destes demônios seria a Igreja. O Vigário de Cristo, do alto de sua autoridade divinamente herdada, ergueria poderosamente sua voz, alertando às famílias, aos governos do mundo, aos cristãos e a todos os homens de boa vontade. Hoje, porém, o papa (?)  mesmo parabeniza  os padres que instrumentalizam a Fé e usam a Igreja para promover esta mesma agenda diabólica e revolucionária. Sim, o nosso "papa" está a favor de tudo isso. Diga-se aliás, a bem da verdade, que é ele um dos maiores promotores de toda esta agenda revolucionária no mundo.

Eis o castigo, eis a grande dor. Eis aí a grande apostasia. Estamos agora, como talvez nunca antes em toda a História, completamente à mercê da Divina Providência e da Misericórdia de Deus. Não há político conservador que nos possa salvar. Os bons são fragorosamente vencidos, todos os dias; o mal triunfa, cada vez mais irresistível. Nossas forças se esvaem. Valei-nos, São Miguel! Protegei-nos com vossa espada, que  o inimigo é forte demais para nós! Rogai por todos nós, que somos pecadores, ó, Mãe do Céu, Nossa Senhora das Vitórias! Salvai-nos, Bom Jesus, Pantocrator, que confiamos somente em Vós!


Paginação numerada



Subir