1/3/2024 | Cardeal anônimo publica carta: o que um próximo pontificado deverá fazer para "curar os males" provocados por Francisco

O PORTAL NEW DAILY COMPASS divulgou hoje (veja) uma carta assinada por um intrigante Cardeal misterioso, que assina como Demos II. Não é a primeira vez que algo assim acontece: anteriormente, um outro Cardeal anônimo já havia publicado uma carta, a qual assinou como Demos. Foi divulgado depois que esse "Demos" seria o falecido cardeal Pell. Agora temos um Demos II trazendo reflexões importantes para a Igreja! Ao final do seu texto, o Cardeal explica o motivo (bastante óbvio, de fato) de não se identificar: a cruel perseguição que têm sofrido todo e qualquer pastor da Igreja que ouse discordar, mesmo que respeitosamente, dos caminhos escolhidos por Francisco.

As Regras de São Bento servem para o seu tempo de estudos

QUEREMOS HOJE EXORTAR aos nossos diletos leitores e/ou estudantes de nossas formações quanto a certos conselhos utilíssimos do gigante São Bento de Núrsia, ao lado de Santo Antão Eremita o exemplo maior de todos os monges e o grande organizador das atividades da vida monástica. Esses conselhos, retirados de sua Regra, servem também e muito bem para nos auxiliar em nossos piedosos estudos.

    O primeiro auxílio de São Bento dá conta de que é preciso ter ordem e ritmo em nossa rotina de estudos, assim como precisamos dessas coisas para a própria vida. Em um mosteiro, a Regra impõe um tempo bem definido para cada coisa: oração, trabalho, leitura, meditação, descanso. Esse princípio que alguns julgam “antigo”, na realidade é atemporal e continua sendo ensinado como parte das habilidades de administração do tempo em escolas de negócios e livros de autoajuda, porque afinal descobriram que se trata de uma verdade inquestionável, de validade perpétua: estabelecer horários fixos para o início e o fim de cada tarefa ajuda e muito na sua eficiência.

Israel vs Ramas segundo Lula (Hipócritas)

O que a Igreja Católica ensina sobre aparições e revelações particulares


EPIFANIAS
SÃO ACONTECIMENTOS inexplicáveis e raros. São aparições através das quais a Graça de Deus se manifesta, invariavelmente para fortalecer a Fé dos fiéis, ou para os exortar a permanecer no Caminho, que é Cristo, e guardar a mesma Fé, ou para nos advertir quanto a perigos iminentes. Quanto a este assunto, as aparições da Virgem Maria reconhecidas pela Igreja ao redor do mundo constituem um fascinante capítulo, mas um estudo cuidadoso a respeito se faz necessário, porque o lidar com tais ocorrências tanto pode nos ajudar e fortalecer em nossa jornada neste mundo quanto, se mal interpretadas, induzir ao erro.

    Achamos conveniente, portanto, publicar alguns esclarecimentos a respeito de como a Igreja Católica vê as revelações e aparições chamadas particulares.

Centro Dom Bosco e a Campanha da Fraternidade (mais uma vez)

COMO TODOS OS ANOS, mantendo aquilo que já se tornou uma desgraçada tradição nacional, lá vem a CNBB com mais uma esdrúxula "campanha da fraternidade" que visa qualquer coisa menos a santificação e a salvação das almas. Na realidade, os temas propostos deturpam o sentido da Quaresma e desviam os fiéis do sentido da oração, da penitência e da conversão que são a razão de ser deste tempo, redirecionando tudo para alguma causa meramente social, sempre a partir de uma visão ideológica esquerdista.

    Os bravos leigos do Centro Dom Bosco, mais uma vez, levantam-se para combater o mal e exortar aos outros leigos que façam o mesmo. De fato, como já dissemos por aqui muitas vezes, ao contrário do que se imagina os leigos sempre tiveram papel fundamental em todas as grandes crises que a Igreja enfrentou, inclusive quando os clérigos hesitaram. Que agora os leigos têm que resistir a esses maus pastores, não dar dinheiro a eles, não colaborar com eles de modo algum, são fatos insofismáveis. Mas "frequentar a missa tradicional mais próxima" e buscar "paróquias verdadeiramente católicas" para ajudar, como sugere o vídeo (abaixo), convenhamos, isso está cada vez mais difícil, para não dizer impossível, na medida em que o próprio papa (?) vem tratando de afastar – e o faz com assombrosa competência – qualquer padre ou bispo que insista em preservar a Tradição ou se manter fiel ao Evangelho recebido de Nosso Senhor. Cada vez mais, essa solução simples vai se tornando inviável.

    Como este trabalho existe para servir de auxílio aos fiéis católicos, gostaríamos de conhecer a sua opinião a respeito, fiel leitor: sirva-se do espaço para comentários logo abaixo deste post e compartilhe conosco o seu pensamento. 

Cair e voltar a cair em pecado é nossa sina: é possível vencer este ciclo maldito e se tornar mais santo após cada queda?


PARA O CRISTÃO, não existe mal maior do que o pecado. Nenhuma provação ou dificuldade pode ser comparada com a gravidade do pecado, porque é esta a única coisa que pode ferir ou até mesmo romper a nossa Comunhão com Deus.

    Entretanto, sejamos francos: todos nós pecamos. Quantas vezes ao longo de nossa jornada, voltamos as costas para Deus e o traímos, em troca dos deleites enganadores e vãos do pecado?

    Cientes disso, percebemos que é fundamental aprender como agir diante do pecado já cometido. Pois, quantas vezes, mesmo após uma santa Confissão, nós não conseguimos nos perdoar pelo mal que cometemos e, como a mulher de Ló, ficamos paralisados contemplando o passado.

    Nosso Senhor quer nos ver arrependidos pelos nossos pecados, e também fazendo tudo ao nosso alcance para nunca mais cairmos em tentação. Porém, esse arrependimento jamais deve vir acompanhado de ansiedades, perturbações e desconfianças na Misericórdia divina.

    O segredo da relação do cristão com seu pecado é que ele precisa ter uma atitude dupla: por um lado, compreender que NADA deve ser tão detestado e evitado quanto o pecado. Por outro, infelizmente, nós precisamos lembrar que teremos quedas ao longo de nossa jornada. E precisamos conviver com elas, para que consigamos perseverar até o fim.

    Como fazer isso? Lorenzo Lazzarotto explica no vídeo, com base nos ensinamentos de São Francisco de Sales! 


— ÍNDICE DO VÍDEO 

00:00 — O mal supremo: o pecado.
01:06 — "Venci o pecado"
03:45 — A arte de aproveitar as próprias faltas.
05:50 — Mansidão para consigo mesmo.
07:58 — Jesus quer nos salvar.
10:19 — Nossos pecados e a humildade.
13:48 — Um erro muito comum.
16:32 — Mais Santos do que antes da queda.

Indicações de leitura católica para a Quaresma e para o ano todo — livros excelentes com desconto

A EDITORA E LIVRARIA SANTA CRUZ está com uma bela campanha, de livros excelentes voltados às práticas de devoção nesta Quaresma. Somos clientes deles há tempos e sempre os recomendamos, sem ganhar nada em troca, porque gostamos do serviço que prestam: são justos nos preços, pontuais na entrega e, principalmente, muito felizes na escolha dos seus títulos. 

    Além do frete grátis para compras a partir de R$89,00 (para Sul, Sudeste e Centro-Oeste) e R$149,00 (para Norte e Nordeste), para os nossos leitores e alunos conseguimos agora um desconto especial para a aquisição de qualquer obra na loja da livraria, que já tem preços realmente muito bons: www.editorasantacruz.com.br

    Os títulos escolhidos para a leitura na Quaresma são todos indicadíssimos (veja aqui a lista completa), com destaque para "O Combate Espiritual e o Caminho do Paraíso", do Padre Lourenço Scupoli , mas, além desses, recomendamos especialmente o clássico "O Combate da Pureza", escrito pelo Padre Hoornaert na década de 1920, quando a linguagem da Igreja era clara (e que continua hoje mais atual do que nunca): uma obra necessária para os nossos dias, que trata de um assunto sobre o qual muitos jovens (e não só eles, infelizmente) nos consultam: como guardar a virtude da castidade em uma sociedade cada vez mais erotizada, que eleva a gratificação sexual ao nível de sinônimo de felicidade, com infinitos estímulos que se traduzem em tentação constante?



    Outra indicação realmente muito especial é a obra 
"A República Maçônica: Como Produzir a Corrupção Universal", um compilado de documentos reunidos pela Editora em forma de livro, que tem como finalidade principal alertar o fiel católico sobre os grandes males das sociedades secretas, em particular a Franco-Maçonaria. Esta obra se divide em três partes: na primeira trata sobre a Alta Venda e o Carbonarismo, duas das mais tenebrosas lojas maçônicas do início do século XIX. Na segunda parte, estão reunidos os documentos que procedem da Suprema Alta Venda, que no ano 1846 foram apreendidos pela polícia dos Estados Pontifícios e, mais tarde, publicados com a expressa aprovação do Papa Pio IX: são documentos que demonstram os planos verdadeiramente diabólicos contra a Igreja Católica, a Cúria Romana, os padres, as famílias cristãs e a juventude. Na terceira e última parte, constam os documentos pontifícios que condenam sem cessar a Maçonaria e suas ramificações, sendo o primeiro publicado já em 1738, por Clemente XII. 

     Há ainda duas últimas indicações especiais que fazemos questão de compartilhar, e com estas, de  certo modo, retornamos a este tempo santo da Quaresma, mas são livros úteis para todo o ano e para toda a vida do cristão: um é o "Devocionário: Alimento da Alma Devota", que é um dos mais vendidos da editora, pela sua qualidade e precisão (o sumário com as orações e devoções pode ser consultado aqui), o outro é a "Coleção de Novenas", que não traz só uma série de novenas reunidas, mas uma seleção muito particular de Santos de predileção e que é um testemunho vibrante da nossa herança portuguesa, que venera Sto. Antônio e S. Sebastião como heróis nacionais. Provavelmente compilada com a ajuda do próprio Bispo de Mariana, D. Silvério Pimenta, que a aprovou em 1897, é um instrumento ímpar para conhecer melhor não só a história de alguns Santos, como também melhor compreender o espírito católico que formou a nação brasileira. As meditações propostas em cada uma das 45 novenas do livro são, além de inspiradoras, formativas.


    Teríamos ainda muito para indicar, porque a loja inteira está repleta de títulos excelentes, tanto para uso próprio quanto para presentear alguém, e os livros têm ótima qualidade tanto nos projetos gráficos quanto na revisão e nos materiais de capa e miolo. Vale a pena fazer uma visita: www.editorasantacruz.com.br. Para obter o desconto exclusivo, no ato do fechamento da sua compra, é só usar o cupom OFIELCATOLICO10.



Fato novo no caso do "padre" Júlio Lancellotti: ex-coroinha denuncia mais um crime

Quaresma: um tempo único para a conversão

A Quaresma é um grande tesouro da Tradição Cristã: oportunidade para renovar a experiência de conversão e do Amor de Deus em nós

A PALAVRA QUARESMA vem do latim Quadragesima. Essa prática, que vem desde o século IV, designa o período de 40 dias que antecedem a Festa maior do cristianismo: a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, celebrada na Páscoa Cristã.
Subir