Carregar a cruz e ser feliz!

HÁ ALGUNS MESES postei um artigo sobre as relações entre a Religião e as expectativas humanas de felicidade [leia] (fruto de uma entrevista que concedi a uma estudante muito agradável e gentil), que parece ter provocado um efeito profundo em algumas almas, a julgar pelas reações em forma de mensagens e até pedidos de ajuda que tenho recebido desde então.

    
Na última destas  mensagens, um leitor especial — um sacerdote que se identifica como sendo “da Tradição” —, questionou com veemência os meus escritos, lembrando-me que o Caminho cristão é um Caminho de Cruz, e, portanto, um caminho de dores, de tribulações, de renúncias e sofrimentos sem fim, num combate tormentoso que durará até o último dia de nossas vidas neste mundo. Só depois desta vida é que, enfim, se perseverarmos e guardarmos a fé até o final, receberemos o prêmio eterno, e então — somente então —, saberemos o que é felicidade. Insistiu ainda esse Padre que a recusa da cruz é garantia de condenação ao Inferno.

    Eu encontrei algumas pregações desse Padre em vídeo, e notei que são pesadíssimas, realmente sempre focadas na cruz, na dor, na miséria humana e na inutilidade de quaisquer sonhos ou projetos que tenhamos neste mundo. E achei que devia responder a ele.

    
A partir deste ponto, compartilho a resposta que enviei para esse Padre (muito digno por sinal), porque considero que as questões aí abordadas sejam de interesse geral. Segue...

Devoção aos Sagrados Corações: paralelos entre as aparições do Sacratíssimo Coração de Jesus e as de Nossa Senhora em Fátima

AOS 13 DE MAIO de 1917, como todos sabemos, Nossa Senhora apareceu pela primeira vez a três pastorinhos em Fátima, Portugal. Exatamente três anos depois – em 13 de maio de 1920 – Margarida Maria Alacoque, uma freira que recebeu visões de Jesus e de Seu Sagrado Coração, foi canonizada santa.

    Este providencial alinhamento de datas pode indicar que as visões de Santa Margarida Maria e as aparições de Fátima estão relacionadas. Como?

Novena Irresistível ao Sagrado Coração de Jesus

EM UMA DAS APARIÇÕES a Santa Margarida Maria Alacoque, Jesus disse: “Eis o Coração que tanto amou os homens, que não poupou nada até esgotar-se e consumir-se, para testemunhar-lhes seu amor. Como reconhecimento, não recebo da maior parte deles senão ingratidões...”.

Breves notas sobre o fascismo — o real, não o que seu professor inventou para atacar adversários ideológicos

Por Igor Andrade – Frater. Laical São Próspero

NAS (PRETENSAS) DISCUSSÕES sobre política que abundam nas redes sociais nos nossos dias – em boa parte das vezes empreendidas por homens e mulheres igualmente incapazes de enxergar um palmo à frente do nariz –, muito se usa um termo obscuro à grande maioria: o tal do "fascismo".

    Não explicarei a fundo o desenrolar e pormenores dessa ideologia por dois motivos: primeiro, como nenhuma ideologia presta, prefiro estudar as coisas que realmente fazem sentido; segundo, por não gostar do assunto, não dediquei o tempo e o esforço que seriam necessários para que pudesse esgotar  o tema, em todos os seus numerosos detalhes; assim, limito-me a apenas algumas breves notas sobre o que não pode ser ignorado.

Corpus Christi – Corpo de Cristo: origem, natureza e importância

nullPor Felipe Marques – Frat. Laical São Próspero

É INCRÍVEL PENSAR que, mesmo depois de tanto tempo desde a Instituição da Santa Eucaristia na Santa Missa de Lava-pés (a Santa Ceia de Cristo com seus Apóstolos logo antes da Paixão), e mesmo depois de tantos séculos com os bispos fielmente preservando a Tradição de fazer aquilo que Jesus pediu, como é narrado por São Lucas: “...Fazei isto em Minha memória...” (22, 19), muitos ainda desconfiem das palavras do Salvador: “... isto É O MEU CORPO... este Cálice É A NOVA ALIANÇA EM MEU SANGUE, que é derramado por vós...” (São Lucas 22, 29 – 20).

Como católicos, somos sempre obrigados a obedecer às leis humanas?


SÃO PEDRO APÓSTOLO, primeiro Sumo Pontífice da santa Igreja de Cristo, disse em sua 1ª Epístola:

Por amor do Senhor, sede submissos a toda autoridade humana, quer ao rei como a soberano, quer aos governadores como enviados por ele para castigo dos malfeitores e para favorecer as pessoas honestas. Porque esta é a vontade de Deus que, praticando o bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos. (1Pd 2,13-16)


    Onde se traduziu "autoridade humana", a Vulgata traz omni creaturæ. Mas o sentido aí não é “a todos os homens”: esse mesmo substantivo, no grego, fora empregado por São Paulo para designar tanto o ato mesmo de criar (Rm 1,20), quanto o conjunto das criaturas (Rm 8,19ss) ou ainda uma criatura em particular (Rm 8,39). No grego clássico, porém, esse vocábulo tem por vezes o sentido de instituição, e é assim que se deve interpretar aqui: Sede submissos a toda a instituição humana, isto é, a todas as formas de governo que os homens tiverem adotado, sendo isso em si indiferente para a Fé. Tal obediência deve ser prestada propter Deum: por causa do Senhor, isto é, segundo a explicação mais provável, porque mesmo o Cristo se sujeitou ao poder civil e prescreveu que se lhe obedecesse (Mt 22,22 e outros). A autoridade estava, então, em mãos tão pouco dignas que se fazia necessária a autoridade do Messias para fazer compreender o seu valor e impor que a respeitassem.

Podcast imperdível com o prof. Marcelo Andrade, ex-pastor protestante


NESTA EXCELENTE ENTREVISTA concedida a Marcelo Andrade, o ex-pastor presbiteriano, o professor Eduardo Faria discorre belamente sobre uma série de temas fundamentais que temos abordado por aqui desde o início de nosso trabalho. Vale a pena ouvir, no vídeo que compartilhamos abaixo:



| Assine nossos conteúdos restritos e tenha acesso a muito mais! |

20/5/2024 | Mais sinais no céu: meteoro(?) ilumina espetacularmente os céus de Portugal e Espanha.

OS CÉUS DE PORTUGAL e Espanha foram subitamente iluminados, ontem (19/5/2024) pela impressionante e surpreendente passagem de um meteoro ou fragmento de cometa ou ainda algum corpo celeste desconhecido (não há consenso entre os 'especialistas' a respeito). Dizemos que essa aparição do meteoro foi "impressionante" porque as imagens são realmente espetaculares, e "surpreendente" porque não houve nenhum aviso a respeito, da parte de meteorologistas ou astrônomos, de que haveria um fenômeno semelhante nessa data.

    Lembrando que, há uma semana, uma imensa e raríssima Aurora Boreal iluminava a Europa [saiba mais] e que têm sido observadas atividades anômalas do Sol nos últimos meses, o que pode culminar inclusive com risco de apagões e interferências nas nossas comunicações [veja aqui e aqui]

    Há um prenúncio no ar? Muitos nos lembram as profecias de Fátima e de outros grandes videntes e místicos que se referiram aos nossos tempos e sinais como estes. Estamos diante de mais um sinal do Céu? Uma intervenção divina? Um grande castigo se aproxima? Mais informações no vídeo do IPCO, abaixo.


Treva e luz na Igreja: que passe logo a geração da revolução Vaticano II!

Baseado em reportagem de Julio Loredo para o IPCO,
com adaptação de Henrique Sebastião



TÊM-SE COMENTADO MUITO nos últimos dias sobre o multiplicar-se de cerimônias de “casamentos” entre pessoas do mesmo sexo — realizadas por padres paramentados em templos católicos. Apesar das ressalvas e orientações feitas na escandalosa declaração Fiducia Suplicans, do mal-afamado cardeal Vitor Manuel Fernández, vulgo “Dom Tucho”, estão se multiplicando em todo o mundo, como já era esperado, as paródias de matrimônio entre homossexuais, em igrejas católicas.

Subir