Devoção das Três Aves Maria: uma prática preciosa pouco conhecida e menos ainda praticada

A DEVOÇÃO DAS TRÊS AVES-MARIA para se obter proteção contra as tentações do Diabo e a graça de uma boa morte foi dada por Nossa Senhora a Santa Matilde de Hackeborn, freira alemã beneditina (século XIII), com a promessa de ser assistida pela Santíssima Virgem na hora final. É para ser rezada todos os dias. Com o vídeo abaixo, aprenda e  reze conosco!

Entendendo o Tempo do Advento na Liturgia tradicional da Igreja


Por Lorenzo Lazzarotto

O TEMPO DO ADVENTO começou e você nem percebeu? Você se sente perdido e não sabe o que meditar nessa época tão especial?

    Se você aproveitar bem o Advento, certamente crescerá na virtude e terá um Natal abençoadíssimo! Se ignora-lo, vai perder um dos ciclos litúrgicos mais favoráveis à Santificação!

    Hoje eu vou explicar o significado do Advento, quais as melhores reflexões para esse tempo, e qual o conteúdo da Liturgia de cada um dos 4 Domingos do Advento!

    Tudo conforme o Missal Tridentino! Mas mesmo que você não tenha acesso a esse Rito, as leituras o ajudarão a se preparar para um Santo Natal!

    Descubra já porque o Advento é como uma noite na Liturgia!

Com a pandemia, caíram gravemente a prática religiosa e a participação nos Sacramentos: qual a maior razão disso?


QUE A PRÁTICA religiosa caiu significativamente entre os chamados católicos após mais de um ano de uma pandemia "oficial",  isso é uma realidade comprovada por números, algo mensurável, não discutível.

Que deve fazer o fiel católico nestes tempos de crise e apostasia? – parte 7 | reflexões sobre o Sedevacantismo III



[AVISO: dentro deste tópico específico, tudo o que se afirma não representa necessariamente a posição da Fraternidade Laical São Próspero, mas expressa os pontos de vista defendidos pelos sedevacantistas, com o intuito de tentar esclarecê-los.]


VIMOS NO ESTUDO anterior (leia) sobre a gravidade de se querer fazer da Igreja uma espécie de república democrática, reduzindo toda a realidade sagrada do seu inefável Mistério à condição de uma organização meramente humana. O Concílio Vaticano II, todavia, foi ainda mais longe e garantiu a todos o direito à liberdade religiosa, baseando-se para isso na dignidade inalienável do ser humano.

Que deve fazer o fiel católico nestes tempos de crise e apostasia? – parte 6 | reflexões sobre o Sedevacantismo II



→ Leia a parte anterior desta série


[AVISO: dentro deste tópico específico, tudo o que se afirma não representa necessariamente a posição da Fraternidade Laical São Próspero, mas expressa os pontos de vista defendidos pelos sedevacantistas, com o intuito de tentar esclarecê-los.]


Um falso Papa à frente da Igreja: uma teoria absurda?

Existe hoje um sentimento e/ou uma compreensão generalizada de que a Igreja jamais, em tempo algum e em nenhuma hipótese, poderia ter um falso Papa, e que todos os que se atrevem a sequer considerar tal possibilidade são cismáticos ou loucos que não merecem nenhuma consideração. Mas é fato que a Igreja, ao longo de toda a sua longa história, já teve 42 antipapas (veja a lista completa). Destes, um dos casos mais notórios foi o do antipapa Anacleto II, que reinou de 1130 a 1138. Este foi  artificialmente implantado por uma eleição inválida, depois de Inocêncio II, o verdadeiro Papa, já ter sido canonicamente eleito. Apesar da falsidade, Anacleto II obteve o controle de Roma e o apoio da maior parte do Colégio dos Cardeais de seu tempo, e foi obedecido por quase toda a população romana por quase uma década, até que o verdadeiro Vigário de Cristo recuperasse o controle da cidade, no ano 1138[4].

O Sangue dos Mártires – da História Eclesiástica de Eusébio de Cesareia (séc. IV)


Tradução e notas pelo Prof. Ricardo da COSTA*

DEPOIS DE TER DESCRITO em sete livros completos a sucessão dos apóstolos (VII 32, 32), acreditamos que é um de nossos mais necessários deveres transmitir neste oitavo livro, para o conhecimento também dos que virão depois de nós, os acontecimentos de nosso próprio tempo[1], pois eles merecem uma exposição escrita bem pensada. E nosso relato terá seu começo a partir desse ponto.

Dioceses exigindo 'passaporte sanitário' (comprovante de vacina) de padres, catequistas e fiéis leigos agentes de pastoral?!


AS NOTÍCIAS QUE NOS CHEGAM, de bispos que agora exigem o tal "passaporte sanitário" (comprovação escrita de que a pessoa tenha recebido a vacina anti-Covid-19) para participar de atividades na Igreja (veja exemplos aqui e aqui), vêm causando espanto a alguns de nossos leitores e também alunos de nosso Curso Livre em Sagradas Escrituras. Recentemente, emiti opinião sobre este assunto em nosso grupo de estudos exclusivo. Reproduzo abaixo o que lá exprimi, julgando que possa auxiliar de algum modo na reflexão de mais pessoas.

GRAVÍSSIMO! Não deixe de assistir este vídeo


NÃO É SÓ MAIS UM CASO de "cancelamento" ou de liberdade de opinião ameaçada, mas de declarada perseguição ao Cristianismo no Brasil. A liberdade de professar publicamente a Fé está deixando de existir em nosso país. O “cancelamento” de Maurício Souza, o "Maurício do Vôlei", atleta da Seleção Brasileira e do Minas Tênis Clube, é fato gravíssimo, inédito na História do nosso país. Liberdades fundamentais, religiosa e de expressão, foram suprimidas à maneira mais despótica e totalitária, digna de qualquer ditadura sanguinária como o nazismo ou o comunismo stalinista. Nossa década caminha para um desfecho trágico, com os cristãos perseguidos em um nível inconcebível. A continuar neste ritmo, em breve entraremos em uma nova época de martírios. Não deixe de assistir (e compartilhar em suas redes) este corajoso e necessário vídeo produzido pelo IPCO. Abaixo.




DIVULGUE-NOS EM SUAS REDES!

Que deve fazer o fiel católico nestes tempos de crise e apostasia? – parte 5 | reflexões sobre o Sedevacantismo I



→ Leia a parte anterior desta série

Após uma pausa forçada de duas semanas nas atualizações desta série, por motivos de acúmulo de trabalho em outras frentes (aguardem novidades do nosso apostolado para muito breve), retomamos nossa análise sobre a grande crise na Igreja e as posições que, em razão dela, apresentam-se aos fiéis católicos.

TRATAMOS NESTA SÉRIE sobre as diferentes posições que se apresentam aos fiéis católicos frente à crise terrível que assola a Igreja, assumindo realmente as principais características daquilo que poderíamos esperar da grande apostasia, profetizada desde os tempos antigos e descrita até mesmo no novo Catecismo.

Série imperdível com o prof. dr. Joel Gracioso: Contemplatio, espiritualidade e cultura

ESTREIA NO PRÓXIMO dia 5 de outubro a série de lives produzida pelo prof. dr. Joel Gracioso que buscará aclarar a necessária (e atualmente tão comprometida) relação entre a espiritualidade e a cultura na formação do sujeito, fundamentada na obra e no pensamento dos grandes pensadores da Cristandade, como Santo Agostinho e Santo Tomás de Aquino. Imperdível.

"...cultura é aquilo que cultiva as faculdades naturais do ser humano – de maneira que essas faculdades atinjam uma excelência e uma nobreza que o ajude a atingir a plenitude do seu ser. Esse tipo de cultura é impossível sem o cultivo de uma verdadeira espiritualidade e sem meditarmos sobre a questão do Divino na vida do ser humano."




______
Joel Gracioso é Mestre e Doutor em Filosofia pela USP, membro da Sociedade Brasileira de Filosofia Medieval e professor na Faculdade de São Bento (SP), no Seminário Maria Mater Ecclesiae do Brasil e no Instituto de Teologia Bento XVI. É um colaborador regular da Fraternidade Laical São Próspero e articulista da revista O Fiel Católico.
Subir