'Onde estiverem dois ou três reunidos em meu Nome'... Há salvação fora da Igreja?

O LEITOR BRUNO Queiroz enviou-nos a seguinte pergunta:
Henrique poderia me esclarecer um duvida, a palavra diz que .Jesus disse onde houver dois ou tres reunidos em meu nome ali eu estarei presente, é possível afirmar que jesus esta presente também nos cultos protestantes ou não?


Olá, Bruno, Salve Maria!

Em primeiro lugar, eu gostaria de alertá-lo para que tome cuidado com premissas protestantizadas. Observe bem que você já inicia o seu comentário dizendo "...a palavra diz que...". Vejo aí a insinuação de uma premissa 100% protestante/"evangélica". Não que esteja errado o que você disse; o problema está no fato de que muitas vezes, querendo encontrar a solução para alguma questão, alguns católicos de hoje dizem: "A palavra diz isso e aquilo", usando a expressão "a palavra" assim, de modo absoluto, no singular, referindo-se à Bíblia Sagrada. – Quando o fazem, estão, inconscientemente, elevando as Escrituras à "única regra de fé e prática". E assim, sem perceber, caem na heresia do sola scriptura, possivelmente o mais mortal dos erros introduzidos por Lutero, Calvino e companhia.

Compareça e prestigie o trabalho de um novo autor, católico e digno!


DIA 11 DE FEVEREIRO acontece, em São Paulo, capital, o lançamento presencial do primeiro livro escrito por Lorenzo Lazzarotto, nosso parceiro de apostolado e colaborador regular da FLSP. Aos que moram ou estarão por perto nesse dia, instamos que compareçam e incentivem o trabalho deste jovem exemplar a quem Deus nos concedeu a honra de conhecer.

O problema do mal interpõe-se entre nós e Deus?

Por Pe. Jean-Michel Gleize para o "La Porte Latine"

UM DOS PRINCIPAIS argumentos que se pode apresentar contra a existência de Deus é o fato de haver o mal no mundo. Esta objeção está sempre presente no pensamento contemporâneo dos militantes do ateísmo”, disse Charles Morerod[1].


    EM 2005, o Tratado de ateologia de Michel Onfray difundiu amplamente (cem mil cópias vendidas) ideias demasiado superficiais[2]. O sucesso dessa publicação mostra apenas uma coisa: a fraqueza cultural do catolicismo na França contemporânea. Muito mais sutilmente, André Comte-Sponville oferece uma "espiritualidade ateísta"[3]. No mundo anglo-saxão, um sucesso considerável foi alcançado pelo ateísmo virulento de Richard Dawkins, biólogo professor na Universidade de Oxford[4]. Também em Oxford, Sir Anthony Kenny, ex-padre católico que se apresenta como especialista em Santo Tomás de Aquino, publicou diversos trabalhos em favor do agnosticismo[5]. Um trabalho próximo ao de Dawkins, menos polêmico, foi publicado por seu amigo americano Daniel Dennett[6]. De um modo mais filosófico, Robin Le Poidevin, professor de filosofia da religião na Universidade de Leeds, empreende uma refutação sistemática dos argumentos a favor da existência de Deus[7].

O mínimo para se rezar diariamente


A SEGUIR, DISPONIBILIZAMOS um breve roteiro de oração que sugerimos aos membros de nossa Fraternidade para rezarem todos os dias, que visa ser breve e muito prático nestes nossos tempos em que todos vivem sobrecarregados com muitas tarefas e em que o tempo se torna escasso (cada seção – para a manhã, tarde e noite – não demora mais do que 10 minutos) e que pode ser observado por todos. Trata-se, por óbvio, de uma sugestão, fundamentada nas práticas mais tradicionais da Santa Igreja, com fórmulas consagradas e recomendadas por Santos. Pode-se, claro, acrescentar outras a estas, mas aqui temos um ordinário básico e muito funcional para todos os dias.

Ainda mais poder para "dom Tucho"...

FRANCISCO NOMEOU O CARDEAL Víctor Fernández, o escandaloso Dom "Tucho", que já é o prefeito do Dicastério para a Doutrina da Fé (DDF), como novo membro do Dicastério para a Promoção da Unidade dos Cristãos (DPUC). Da mesma forma, também Dom Armando Matteo foi nomeado para o mesmo Dicastério, dedicado ao compromisso dito "ecumênico" da "igreja conciliar". Fernández e Matteo são os principais autores da famigerada Fiducia supplicans, a declaração do DDF que autorizou que bênçãos sejam concedidas a duplas do mesmo sexo que vivam como casais, e a casais e em situações irregulares, mesmo sem nenhuma intenção de conversão ou de mudança de vida.

    O Cardeal Kurt Koch, prefeito do DPUC, indicou numa entrevista recente à EWTN que recebeu reações negativas à declaração Fiducia suplicans: “Recebi uma longa carta [também] de todas as igrejas ortodoxas orientais. Eles querem alguma explicação e esclarecimento sobre este documento”, disse o cardeal Koch à EWTN, transmitida no domingo, 21 de janeiro, no programa “Vaticano”. Da mesma forma, lembrou a “grande divisão” que surgiu no mundo anglicano, quando a Igreja da Inglaterra introduziu a possibilidade de bênçãos para duplas homossexuais...

26/1/2024 | O caso Júlio Lancellotti – muito além do escândalo



MAIS UM ESCÂNDALO, MAIS uma prova dos dois pesos e duas medidas dos quais têm se servido as autoridades eclesiásticas em todos os casos: por um lado, rigor extremo contra os bons, contra aqueles que buscam a fidelidade à Tradição e a santidade; por outro, brandura total para os que provocam escândalos, os que blasfemam, os traidores da fé, os pedófilos, os criminosos de todo tipo. Igualmente impressionante é o nível da situação em que chegamos no nosso país: foi construída uma gigantesca e assustadora máquina de desinformação em massa a favor da situação, que funciona a todo vapor para nos fazer crer que o que é fato é mentira, e que só pode ser verdade aquilo que eles definem. Mesmo que se prove por a + b que algo aconteceu, se for do interesse dessa hoste do mal, eles encontrarão meios de dizer o contrário, e vão convencer a muitos de que não, a grama não é verde.

Estamos vivendo já os tempos da grande apostasia? Apontamentos e algumas reflexões

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO avisou-nos que, nos últimos dias, a verdadeira Fé seria quase extinta no mundo. Ele nos disse que no próprio “lugar santo” se instalaria a “abominação da desolação”  (Mt 24,15) predita pelo Profeta Daniel, e que haveria um engano tão profundo que, se fosse possível, até os eleitos se perderiam (Mt 24,24).

Matrimônio e feminismo

Por Karlos Guedes para o Pela Fé Católica

A REFLEXÃO QUE EXPOREI neste texto foi concebida depois que, recentemente, fui a dois casamentos, culminando numa pequena tertúlia que também, por coincidência, teve como temática a mesma perícope de São Paulo aos efésios.


    Evidentemente, como se deverá imaginar, o texto diverge diametralmente do senso comum da sociedade (ou daquilo que querem reformar nela): a ideologia feminista que destrói a distinção no seio familiar entre homem e mulher, distinção essa concretizada no papel de ambos dentro do Matrimônio. Eis o polêmico texto sagrado:


As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor (…) Ora, assim como a Igreja está sujeita a Cristo, assim estejam também as mulheres a seus maridos em tudo [o que não é contra a Lei de Deus] (Ef 5,22ss).


Pio XII confirmou que o Segredo de Fátima prevenia sobre a apostasia na Igreja, mas foi ignorado por seus sucessores

UM TESTEMUNHO NOTÁVEL, embora de relevância indireta, é o do Cardeal Eugenio Pacelli – antes de se tornar o Papa Pio XII – quando era Secretário de Estado do Vaticano durante o reinado de Pio XI.

    Falando ainda antes de a Irmã Lúcia ter escrito o Terceiro Segredo, o futuro Pio XII fez uma profecia espantosa sobre uma futura convulsão na Igreja:


As mensagens da Santíssima Virgem a Lúcia de Fátima me preocupam. Essa persistência de Maria sobre os perigos que ameaçam a Igreja é um aviso do Céu contra o suicídio de se alterar a Fé na Sua liturgia, na Sua teologia e na Sua alma. (...) Ouço à minha volta inovadores que querem desmantelar a Capela-Mor, destruir a chama universal da Igreja, rejeitar os Seus ornamentos, fazê-la ter remorsos do Seu passado histórico.[1]


Francisco elogia Klaus Schwab e o Fórum Económico Mundial de Davos 2024 em mensagem. Viganò reage.

PAPA FRANCISCO ENVIOU UMA mensagem de louvor ao Fórum Económico Mundial e ao seu fundador, Klaus Schwab, dizendo que a reunião anual do grupo em Davos, Suíça, é uma "oportunidade importante" na tentativa mais ampla de "explorar formas inovadoras e eficazes de construir um mundo melhor".


    Francisco não mencionou o nome de Cristo, o catolicismo ou o papel da Igreja na sua mensagem, mas destacou o papel do Fórum Económico Mundial no futuro do mundo e "o processo de globalização"(!!).

A confusão dos catecismos ditos "de São Pio X"

ULTIMAMENTE TEMOS CONSTATADO que há um crescente interesse pelo Catecismo da Doutrina Cristã de São Pio X, publicado no ano 1912. Parece que mais e mais pessoas estão descobrindo que o mais conhecido dito "Catecismo Maior de São Pio X", de 1905 (editora Permanência), de fato não é um "catecismo maior" (no sentido que este título dado posteriormente faz parecer) e nem é da autoria de São Pio X. Mais do que isso, o uso desse catecismo chegou a ser indiretamente proibido por este Santo Papa, tendo sido substituído, justamente, pelo Catecismo da Doutrina Cristã de 1912. Para os que não conhecem essa história, explico...

Da Caridade e da Justiça de Deus: nós não devemos tratar os lobos como ovelhas


A DOUTRINA DE NOSSO Senhor Jesus Cristo está repleta de verdades que aos desavisados podem às vezes parecer antagônicas, mas que, entretanto, examinadas com atenção, longe de se desmentirem umas às outras, completam-se reciprocamente, formando uma harmonia maravilhosa. É este o caso, por exemplo, da aparente contradição entre a Justiça e a Caridade divinas.

Constituição Dogmática PASTOR AETERNUS – de SS. o Bem-Aventurado Papa Pio IX

VIVEMOS TEMPOS DE APOSTASIA generalizada e grande confusão na Igreja, com ações e pregações aberrantes da parte daqueles que deveriam ser os nossos fidelíssimos pastores, mas que ao invés disso nos desnorteiam. Nestes tempos em que os leigos católicos, querendo se manter fiéis à "Roma Eterna" e à Sã Doutrina cristã e católica, desprovidos de uma autoridade confiável que os guie em segurança, dividem-se em grupos que sustentam posições diversas e opiniões conflitantes (como vimos em nossa série especial – acesse), identificamos que a grande dificuldade para se encontrar alguma solução está na questão da infalibilidade papal, mais do que em qualquer outra coisa.

    Todos concordam (e todo católico está obrigado a isso) que a infalibilidade do Papa é uma verdade de Fé, porém muitos não compreendem que essa infalibilidade não se restringe exclusivamente ao que é definido solenemente, mas também se aplica à condução da Igreja pelo Romano Pontífice em tudo que toca à doutrina e a moral: esta segunda verdade é constantemente posta em xeque nos nossos dias, justamente porque alguns não encontram essa definição da Igreja, ao menos exposta assim literalmente. Mas será que ela não existe?

8/1/2024 | Do beijo erótico ao ato sexual explícito: descoberto outro livro oculto do Cardeal "Tucho"

"Se os teus olhos forem sãos, todo o teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem doentes, todo o teu corpo estará em trevas. Pois, se a luz que há em ti são trevas, quão espessas trevas serão!" (Mt 6,23)


A JORNALISTA VATICANISTA DIANE Montana acaba de divulgar a redescoberta de um livro praticamente pornográfico escrito pelo cardeal "Tucho" Fernández, publicado no México, em 1998, sob o título "A Paixão Mística. Espiritualidade e sensualidade", reencontrado agora por um blog argentino e replicado em diversos meios de comunicação.

    
Como aconteceu no caso de "Cura-me com a tua boca. A arte de beijar", publicado pelo então Pe. Víctor Fernández em 1995 na Argentina, "A Paixão Mística" não consta da lista de obras divulgada pela Sala de Imprensa do Vaticano em 1º de julho de 2023, quando de sua nomeação como novo prefeito do Dicastério para a Doutrina da Fé, num claro caso de acobertamento.

    Os três últimos capítulos desse livro são os de conteúdo mais polêmico: em “Orgasmo masculino e feminino”, "Tucho" apresenta a sua análise de “como homens e mulheres experimentam o orgasmo e qual é a diferença entre um orgasmo masculino e um orgasmo feminino”, com todos os detalhes eróticos e mesmo ginecológicos que seria de se esperar em uma obra pornográfica, os quais nos recusamos a replicar aqui por respeito aos nossos leitores, mas que podem ser encontrados mediante uma breve pesquisa na internet.

    Há uma pressão internacional, especialmente da parte de grupos laicos, pela renúncia de Fernández. Seja como for, a situação dos famosos "passadores de pano" deste catastrófico pontificado fica cada vez mais complicada...



_____
Fonte:
Davi Ramos, "Reaparece polémico libro sobre “espiritualidad y sensualidad” del hoy Cardenal Víctor Fernández", para a ACI Digital, disp. em:
https://aciprensa.com/noticias/102636/reaparece-libro-la-pasion-mistica-espiritualidad-y-sensuali/dad-del-hoy-cardenal-victor-fernandez/
Acesso 8/1/2024.

Ainda sobre o caso do raio que tirou a Chave da mão de Pedro: aos que insistem em duvidar da autenticidade do fato

ENTENDO PERFEITAMENTE A DIFICULDADE que muitos experimentam para crer numa notícia assim tão impressionante, porque se trata de algo que traz uma mensagem tão clara – e que muitos não querem de modo algum admitir – que de fato é muito custoso acreditar. Eu também recalcitrei em aceitar que tal coisa pudesse mesmo ser verdade; mas realmente sabemos agora que não existe a menor possibilidade de a notícia não ser verdadeira. Nós o checamos exaustivamente e, sim, entramos em contato diretamente com o Santuário, que, na realidade, responde com uma mensagem padrão (genérica e escorregadia) que os padres redigiram para a Imprensa, admitindo o fato mas negando comungar das interpretações simbólicas que lhe estão sendo atribuídas. Nada além do esperado.

Atualizado em 5/1/2024 | Raio cai do céu e destitui da estátua de São Pedro a Chave-símbolo da autoridade papal: na terra de Francisco, no dia do seu aniversário, um dia antes do seu maior escândalo!


NOTA PRÉVIA: Dadas certas reações em nossas redes sociais, lembramos a todos que somos uma fraternidade composta por profissionais de comunicação e professores responsáveis, e que não divulgamos nada antes de confirmar toda informação que nos chega. Estamos há 15 anos em atividade e prezamos pela idoneidade do nosso trabalho. Nós entramos em contato diretamente com o Santuário, que pelo seu canal de atendimento confirmou em nome dos padres a notícia, embora não compactuem da interpretação que lhe está sendo dada. De fato, os sacerdotes do Santuário emitiram um comunicado público que rejeita a interpretação simbólica do fato, mas confirma o fato em si. Além disso, nossas fontes são o jornalista Andrea Cionci (autor do livro 'Código Ratzinger'), que tem a confirmação do Revmo. Pe. Justo Lofeudo e do clero do próprio Santuário, além do Dr. Taylor Marshall (vídeo abaixo) e do portal Novus Ordo Watch e o Life Site News, com o Instituto Lepanto e a CatholicVote, além de um grande e crescente número de outras agências de notícias que a divulgaram.

    Acrescentamos que surgiram variações da notícia, sendo a principal a do blog "The Reproach of Christ", de Ron Conte, dando conta de que a auréola em forma de coroa havia sido removida antes do raio – mas este também confirma a ocorrência do raio que fulminou da mão de Pedro a chave, na data e da forma como noticiamos (leia o artigo de Conte, atualizado, aqui). As chaves, como todos sabemos, são o símbolo máximo da autoridade de Pedro sobre a Igreja, com a qual o Apóstolo recebeu de Cristo a autoridade para ligar e desligar na Terra o que seria ligado e desligado no Céu (Mt 16,18-19).   

    Um fato novo e muito importante (e que não tive tempo de informar ao Lorenzo antes de ele finalizar a edição do seu vídeo): o comentarista católico Anthony Stine (site 'Return to Tradition') publicou na segunda-feira que, como vimos, de acordo com pesquisadores independentes, embora um raio tenha realmente atingido a chave e a mão direita da estátua em 17 de dezembro, a auréola da estátua já estava "desaparecida" desde setembro de 2018. Um "desaparecimento" muito estranho, não? Vejamos isso melhor…

    O Life Site News noticiou que "fotos anteriores a setembro de 2018 mostram a estátua com a auréola. Mas as fotos do final de setembro de 2018 mostram-na sem ela, conforme relatou Stine. O mesmo Stine sugeriu que "o momento da destruição [??] da auréola é significativo, porque em 18 de setembro de 2018 Francisco promulgou a Constituição Apostólica Episcopalis Communio, que 'anunciava a intenção de destruir a Igreja Católica tal como até então existia, e substituí-la pela dita 'igreja sinodal".

    Stine notou ainda que "alguns observadores descreveram a Episcopalis Communio como uma implementação da exortação apostólica Evangelii gaudium por Francisco, na qual expressou a sua intenção de remodelar profundamente todas as estruturas eclesiais, para que se tornem mais missionárias”.

    Um fato realmente intrigante, para dizer o mínimo, e que não para de adquirir novos contornos, todos os dias. Em tempo: soubemos desta notícia apenas dois dias depois do ocorrido, mas não a publicamos na ocasião, porque considerávamos que se tratasse de algo falso, inventado, já que fomos postos diante de algo quase inacreditável e que nos parecia muito suspeito, dada a clareza da mensagem que um fato assim estaria dando ao mundo. Agora, porém, vemos que ainda mais incrível é a postura de alguns negacionistas que, inconformados com o ensejo que nos traz tão preocupante acontecimento, querendo desesperadamente negar a realidade que os desagrada, insistem em teorias ridículas, dizendo até que os padres do Santuário estariam mentindo a respeito. Estes nos fazem lembrar do que sempre aconteceu nos casos das aparições marianas, por exemplo, com a ação desses grupos que queriam a todo custo negá-las, dizer que era tudo falso, delírio dos videntes, etc. Os sinais do Céu são sempre negados pelos que não têm verdadeira Fé: aos que simplesmente não querem crer, nada os convencerá. 

    Mas se o caso em questão não passar de apenas mera coincidência (sim, sempre temos que considerar todas as possibilidades), bem, temos que dizer então que terá sido uma das maiores coincidências da História.  


Esta mensagem é a declaração padrão dos padres dada à Imprensa sobre o ocorrido.

NO DOMINGO, 17 de DEZEMBRO de 2023 – DIA do aniversário de Bergoglio/Papa Francisco –, um raio atingiu o Santuário de Nossa Senhora do Rosário de São Nicolau, ao norte de Buenos Aires, Argentina  – terra natal de Bergoglio/Papa Francisco –, e atingiu em cheio a estátua de São Pedro localizada na fachada do prédio. A imagem, todavia, permaneceu praticamente intacta (á exceção da mão direita), mas literalmente retirou das mãos de Pedro as Chaves que ostentava. Inicialmente a notícia dava conta de que também a auréola em forma de coroa havia sido também destruída pelo raio, mas novas informações dizem que esta havia sido removida antes da ocorrência. Isso aconteceu um dia antes da publicação do documento assinado por Bergoglio/Papa Francisco que autoriza as bênçãos a duplas homossexuais, decretando, na prática, que a santa Igreja abençoe o pecado. Um observador atento destacou em redes sociais que a mão direita, usada para as bênçãos, é a mão que na estátua de São Pedro foi pulverizada. 

    Ainda outro detalhe importante de se observar é que a localização da imagem no edifício torna praticamente impossível que um raio naturalmente a atingisse: a estátua se localiza numa área baixa, e bem acima dela o prédio conta com não um, mas três para-raios que protegem o entorno: diversas matérias publicadas recentemente o demonstram e podemos vê-lo com clareza na imagem abaixo. Um sinal do Céu? Parece praticamente impossível não associar as coisas e não entender o claro sentido que pode haver por trás do fato. Impressionante que a imagem não tenha sido destruída, mas que exata e exclusivamente o símbolo da autoridade papal sobre a Igreja tenha sido retirado dela por um raio. Mais impressionante é que isso tenha acontecido na pátria de Francisco. Ainda mais impressionante é que isso tenha se dado no dia do seu aniversário e um dia antes do seu maior escândalo até aqui.

As setas em amarelo apontam os para-raios; a seta em vermelho indica a localização da imagem atingida. A possibilidade de algo assim acontecer "naturalmente", tanto pela localização da estátua quanto pela proteção tão próxima e muito mais elevada, é quase zero (clique sobre a imagem para ampliá-la).

Para continuar a leitura, com informações extras e ter acesso às fontes confiáveis dessa notícia,
acesse aqui nossa plataforma exclusiva






4/1/2023 | "Tucho" Fernandez, em nota, tenta esclarecer a Fiducia Supplicans: "Calma..."

APÓS A GRANDE COMOÇÃO gerada pela publicação do documento Fiducia Supplicans, e por conta da enorme crise por este gerada, inclusive com a reação maciça de bispos e muitas conferências episcopais em diversas partes do mundo (veja), o Dicastério para a Doutrina da Fé publica agora supostos "esclarecimentos" (em 5 páginas!) sobre o inexplicável documento. 

Missa de Sempre ou Missa do Século XVI? – História da santa Missa dita 'Tridentina'


VEIO EM BOM MOMENTO o prof. Lucas Lancaster nos oferecer uma palestra de esclarecimento, em vídeo, a respeito deste tema sobre o qual já nos debruçamos e esclarecemos por aqui, há algum tempo. Afinal, em termos históricos e de história da liturgia, é correto dizer que a Missa dita tridentina é a Missa de Sempre, como sempre foi entendia e celebrada pela Igreja, ou essa Missa remonta ao século XVI? É correto afirmar que se trata um rito já em uso na Igreja desde os seus primórdios ou foi elaborada pelo Papa São Pio V?

    Para aprofundar esta questão, com indicação de fontes e farta referência bibliográfica, leia o nosso artigo "'Missa de Sempre' – Faz sentido essa expressão?", acessando este link. Segue abaixo o vídeo do prof. Lancaster.

    
Subir