Mais de um milhão de pessoas nas ruas em 125 cidades do México para a Marcha pela família


DEPOIS DAS HISTÓRICAS manifestações a favor da família, está se verificando um despertar cívico e nacional no México, algo que a Igreja apoia, como observou Dom Sigifredo Noriega Barceló, Bispo de Zacatecas. A agência Fides informa que o Bispo, depois da Missa dominical do último dia 11 (9/016), explicou que falar do tema da família a partir da perspectiva cristã não significa "discriminar" alguém, mas sim "defender a união entre homem e mulher como base para a família".

"Não se trata de estar contra os homossexuais"; não somos contrários a que se reconheçam os seus direitos, mas isto só poderá ser feito "sem negar nem destruir aquilo que é (de fato) o Matrimônio”, acrescentou, e é isso o que o povo mexicano deseja. “A Igreja e os Bispos veem com bons olhos esse despertar da população e dá o seu apoio”, sublinhou o Bispo.

No sábado, 10 de setembro, a “Frente Nacional pela Família” – que reúne não só movimentos católicos, mas também de diversas outras confissões religiosas e igualmente grupos não confessionais – organizou a “Marcha pela Família”. O evento foi realizado em 125 cidades do México e movimentou mais de um milhão e meio de pessoas segundo os dados das agências internacionais. A marcha foi convocada depois que o presidente Enrique Peña Nieto decidiu apoiar uma proposta de lei sobre os chamados “matrimônios(!) igualitários”, e depois das primeiras reações de protesto populares.

Diversos líderes católicos repetiram o que disse à imprensa Dom Pedro Pablo Elizondo, Bispo da Prelazia de Cancún-Chetumal: “Para 75% dos mexicanos, o primeiro valor é a família. Ver mais de um milhão de pessoas sair às ruas para defendê-la é uma mensagem clara e forte”.

Em todos os atos deste gigantesco manifesto público, o povo mexicano deixou claro que não luta contra pessoas e nem contra este ou aquele grupo. A luta é contra a dessacralização da família e a favor da manutenção dos valores que construíram a civilização, entre os quais a família. Dois homens ou duas mulheres podem ter o direito de viver juntos e compartilhar direitos e deveres civis, inclusive o acesso a certas proteções legais, como o direito a herança, benefícios, pensões e outros semelhantes. Todas estas questões e outras tantas, relacionadas aos direitos humanos das pessoas homossexuais, enquadram-se numa determinada discussão social que é válida e possível. Entretanto, daí a dizer que dois homens ou duas mulheres que se unem contraem "matrimônio" e devem, por força de lei, ser considerados "uma família" em tudo igual àquela formada pela união sagrada entre homem e mulher –, inclusive com direito à adoção legal de crianças como seus "filhos" (prática cujos funestos resultados já vêm aparecendo – veja mais) –, há uma imensa distância. Parabéns aos nossos irmãos mexicanos, e viva Cristo Rei!

____
Fonte: 
Fides, disp. em 
fides.org/pt/news/60729-AMERICA_MEXICO_Mais_de_um_milhao_de_pessoas_nas_ruas_em_125_cidades_para_a_marcha_da_familia#.V-HyBvkrIdU
Acesso 13/9/016
www.ofielcatolico.com.br

6 comentários:

  1. Enquanto aqui a TV Globo e outras mídias, defendem abertamente e vergonhosamente o chamado" casamento gay " e o homossexualismo no geral! Basta ver as novelas atuais, onde praticamente em quase todas as novelas há" romances"gays entre homens ou mulheres! Segundo noticiou alguns sites, a próxima minissérie global que vai falar da criação da TV no Brasil, haverá " casais" de homens e de mulheres e muita nudez!inclusive um ator global, defendeu abertamente cenas onde apareçam mais " homens nús" e com nudez frontal! Meses atrás a novela liberdade, liberdade mostrou uma cena onde dois homens mantinham relações sexuais! É o público foi ao delírio e apoiou tal fato, meu Deus,isso acontecendo aqui no nosso país,o maior pais de população católica do mundo! Aqui onde moro, o filho de um ex- ministro extraordinário da comunhão, do batismo e participante do ECC aceitou que seu filho único que se assumiu homossexual, trazesse para dentro de sua casa seu namorado e hoje, os dois vivem juntos e como dizem " casados"! Meu Deus! Parabéns ao povo do México por se rebelar contra essa decisão absurda do presidente do país. Cristo ontem, hoje e sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Carlos, com relação a Globo passar estas poucas vergonhas, para mim, eles podem passar o quanto quiserem, que não estarei nem aí, pois não assisto estes programas. O católico que se diz católico e assiste a isto, e que depois sai por aí falando que tem baixaria na TV, é que deveria tomara vergonha na cara, parar de ver isto, pois só assim, é que estas coisas iriam ser extirpadas das TVs brasileiras. Sou contra a censura, pois se hoje pedimos censura disto e daquilo, amanhã, nós é que seremos censurados, o deveria acontecer, é que ninguém deveria assistir a isto, dando audiência a estes programas, mas, enquanto há aqueles que dão audiência a estas baixarias, os donos de emissora de TVs como a Globo, vão continuar fazendo programações deste naipe, aí, não adianta reclamar.

      Sidnei

      Excluir
    2. falou tudo Sidnei, parabéns!

      Excluir
    3. Eu já ia perguntar como você tem estômago pra continuar vendo televisão, Mas o outro falou tudo. Babado.

      Excluir
  2. Os mexicanos deram um bom exemplo de como responder a altura esse projeto maligno que o presidente do país apoiou. Foram as ruas e disseram NÃO a essa aberração! José Carlos vc falou bem, pois a Globo com suas novelas degradantes, tentam mostrar que é normal homem se relacionar com homem e mulher com outra mulher! Pra eles a sacralidade do matrimônio hetero não existe, e cansam de falar das chamadas " novas famílias"... Deixei junto com minha família de assistir a esses horrendos folhetins pois levam só mostram o que ha de pior nas coisas mundanas! Alguém ai ja viu nas novelas da Globo uma família feliz e unida? Ja viu uma moça querendo se guardar para o casamento e não ter relacionamento sexual com seu namorado? Um homem ou mulher fiéis? Se alguem ja viu tais exemplos nas novelas globais me avisem, pois eu nunca vi! Que o exemplo do México, seja seguido por outros países também.

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente, a mídia pró homossexualismo ataca mais uma vez: http://oglobo.globo.com/sociedade/foto-de-menino-tentando-impedir-passeata-homofobica-viraliza-20100661.

    A manchete: Foto de menino tentando impedir passeata homofóbica viraliza. E ainda tem outros absurdos na matéria que monta um cenário de vitima e vilão digno das mais dramáticas novelas.

    Quando as feministas arrancam a roupa, depredam, agridem e incentivam o homicídio de pessoas no ventre materno por meio do aborto, ninguém reclama!


    A paz de Cristo!

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail