Ecce Homo – Eis o Homem!

'Peace is coming', por Jon Mcnaughton (clique para ver ampliada)

AVISO: Escrevo esse texto para homens de verdade! Minha intenção aqui é provocar o leitor, fazer com que você saia do estado de torpor, vença a inércia. Se as leis da física indicam que um corpo em repouso tende a permanecer em repouso até que outro corpo aplique nele uma força resultante diferente de zero, espero que esse texto seja o "outro corpo" e lhe tire do estado de repouso. Seja homem, Deus Vult!

Por Felipe Marques – Fraternidade São Próspero

EXISTE UM CAMPO de batalhas onde, do nascer ao pôr do Sol, a guerra não tem fim: esse campo de batalhas se chama homem! São Josémaria Escrivá descreve bem essa realidade numa frase: "Ser fiel a Deus exige luta. E luta corpo a corpo, homem a homem – homem velho e homem de Deus –, detalhe a detalhe, sem claudicar." (Sulco, 126)

Desde o momento em que acordamos, já somos atingidos por uma enxurrada de pensamentos impuros e lembranças ingratas, além das tentações que chegam até nós desde o exterior como pornografia, mulheres semi-nuas (ou pior, porque há certos trajes que tentam mais do que a própria nudez) andando pelas ruas ou em programas e comerciais de TV, sites, revistas e etc.

De fato, somos um campo de batalhas e se você não viver de acordo com essa sentença, já estará perdendo a guerra! Como um bom soldado, esteja alerta a todo momento: ao despertar do sono, no banho, nas conversas com os amigos, ao tomar uma cerveja após um longo dia de trabalho ou num churrasco, com a namorada... Enfim, esteja alerta!

Não lhe peço que seja falso e vista uma carapaça ou uma máscara para parecer um homem de verdade. Não! Os que se comportam assim cabem muito bem na definição de Chesterton sobre os "crustáceos modernos": "Homens corajosos são vertebrados: têm a maciez na superfície e sua firmeza está no meio. Mas esses covardes modernos são crustáceos: sua dureza está toda na casca e sua moleza está dentro" (Tremendas Trivialidades, cap. 33).

Lute para ser aquilo que você deve ser, aquilo que Deus quer que você seja! Resumindo, lute para ser homem de verdade, para ser santo. São Paulo Apóstolo, nosso exemplo, diz que combateu o bom combate; o Papa Leão XIII ensinou, igualmente, que os "católicos nasceram para o combate". Logo, se você não está combatendo seus inimigos internos e externos, é possível que você não esteja sendo um católico de verdade. 

Muito da crise pela qual a Santa Igreja Católica está passando se deve ao fato de que seus filhos não estão mais combatendo seus inimigos – os inimigos certos. Não há mais combate, não há luta; o que há, na maioria dos casos, é o respeito humano em lugar do Evangelho, um discurso apelidado de "jujuba", de pessoas que se dizem católicas, mas, quando postas diante de alguma crítica, só sabem repetir: "não julgueis!".

Devemos repetir com o salmista: "Bendito seja o Senhor, meu Rochedo, que adestra minhas mãos para o combate, meus dedos para a guerra" (Salmos 143, 1). Longe de ser contrário ao catolicismo, eu digo que a luta lhe é algo intrínseco. Ora, isso se dá porque não é possível defender quem ou aquilo que se ama sem guerrear contra aquilo que o ameaça! 

Exemplificando: um pai de família que tem uma esposa e filhas, tranquilo em sua casa quando vem um bandido, invade a casa para lhe roubar e estuprar sua esposa e filhas. Nesse situação, o pai de família não só pode, como tem também o dever de combater o agressor, mesmo que para isso ponha sua vida em risco. Qualquer pai que se recusasse a defender esposa e filhas, e por acaso tomasse uma atitude diferente, seria chamado, com razão, covarde e incapaz. 

Mais ainda, Deus adestra nossas mãos para o combate que devemos travar contra nós mesmos e nossas inclinações perversas, isto é, contra o "homem velho" que há em nós. 

Nunca se esqueça disso, homem católico: o nosso fronte de batalha não é único, nossos inimigos são externos e internos. Combata-os todos! 

Você não deve, porém, combater pelo combate; ora, isso seria vazio. Você deve combater por Cristo, por amor a Ele! O sentido da sua existência é unir-se ao Senhor Jesus. Então, combata pela sua salvação, pela sua santificação, pela santificação de seus irmãos e irmãs, pela Santa Madre Igreja, lute por Deus – único General e Comandante que deu a vida por seus comandados, quando esses comandados lhe eram (como continuam sendo) infiéis. 

Precisamos, todavia, de exemplos a seguir para que possamos nos espelhar, e medir se estamos no caminho certo ou errado para atingir nossa finalidade de vida.



Pôncio Pilatos, servindo à Majestade Divina mesmo sem intenção, indica-nos o exemplo perfeito a ser seguido no Evangelho segundo São João, ao exibir, para o povo, Cristo estraçalhado, devido às torturas – por causa de nossos pecados – e dizer: "Ecce homo!", Eis o homem!" (19, 5).

Sim, Nosso Senhor é o exemplo máximo da virilidade e masculinidade que devemos seguir! Eis o homem... Torturado, sangrando, sofredor, cheio de dores, humilhado, abandonado, escarnecido... Eis o homem! Sem demonstrar medo, sem retroceder um milímetro para tentar escapar do seu destino, sem fugir à luta ou se esconder por receio de desagradar as autoridades, sem se preocupar em agradar ao mundo, sem negociar com os detentores do poder para poder escapar, sem se preocupar em fazer uma bela figura diante da sociedade escandalizada. "O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas", dissera Ele, "elas reconhecem a sua voz" (Jo 10,11ss.). Os que lhe pertencem sabem reconhecer a grandeza do seu ato, verão sua Majestade na extrema humildade e sua Beleza arrebatadora na feiura que o mundo abomina. São estes que lhe importam. "Eu vim para dar testemunho da Verdade ('Eu Sou a Verdade'); todo aquele que é da Verdade ouve a minha voz" (Jo 18,37).

Nós fomos criados para lutar pela Verdade, que é o próprio Deus (Jo 16, 4), mesmo que essa luta nos custe derramamento de sangue, mesmo que sejamos mortos, mesmo que percamos algumas batalhas... Somos chamados para o combate! Devemos doar nossas vidas por Deus que é muito maior que a nossa vida, muito maior que qualquer coisa. "Deus não nos pedirá contas das batalhas vencidas, senão das cicatrizes da luta" (Pe. Leonardo Castellani).

Após alguns ensinamentos, Cristo questiona às pessoas que o ouviam com a seguinte pergunta: "Quando vier o Filho do Homem, acaso achará fé sobre a Terra?" (Lc 18,8). Hoje, eu me pergunto: quando vier o Filho do Homem, acaso encontrará homens de verdade sobre a Terra?

Mesmo que não sejamos muitos, tu e eu, lutemos! Sejamos homens de verdade, a exemplo do próprio Jesus. Agrademos a Deus, que merece todo o nosso amor e nossa própria existência! Não é fácil combater, por vezes queremos paz e tranquilidade, queremos apenas viver nossas vidas sem grandes preocupações... Porém, a luta é e será sempre necessária, e nossa vida neste mundo é uma sucessão de batalhas. Ademais, se não lutamos pela Causa justa, lutaremos por dinheiro, por reconhecimento, por amores, por vaidades, por direitos, por pequenas vitórias as quais, muitas vezes, ao conquistá-las constataremos, decepcionados, que não valeram a pena.

Encerro, dileto leitor, com uma fala do Papa Bento XVI que pode trazer esperança para os seus combates, visto que o mundo pode nos oferecer algum conforto, mas "as vias do Senhor não são confortáveis; nós não somos criados para o conforto, mas para as coisas grandes, para o bem"1.

O muro está rachado (Ez 22,30). Fique firme na brecha, esto vir!

______
1. Discurso do Papa Bento XVI às Delegações e peregrinos de língua alemã que vieram a Roma por ocasião da Eleição (25 de abril de 2005).
www.ofielcatolico.com.br

16 comentários:

  1. Esse texto me veio em momento certo. Hoje precisava muito ler isso. Glória a Deus!! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!! Enfim, a batalha é grande.

    Marcos Paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A batalha é grande! Não desanime, irmão caríssimo. Seja santo! Um passo de cada vez, um dia de cada vez, lutando por resolver aquilo que está ao seu alcance. O amor de Cristo nos impele!

      Excluir
  2. Belissimo texto, o que Deus verdadeiramente espera de nós foi relatado acima, precisamos ser verdadeiramente Católicos e não camaleões, precisamos sair da área de conforto, pois teremos a eternidade para descansarmos. A Paz Salve Maria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nosso Senhor nos aguarda onde não haverá mais lágrimas, nem dor, nem sofrimentos! Que a coroa incorruptível seja nosso objetivo de vida, afinal, devemos gastar nossa vida na terra para conquistarmos a vida eterna. Salve Maria!

      Excluir
  3. Parabéns ao FIEL CATÓLICO, cada dia melhor,
    que as luzes do Divino Espírito lhes ilumine sempre!

    ResponderExcluir
  4. Excelente texto! Veio de forma providencial para mim hoje!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deo gratias. Deus se utiliza até mesmo de instrumentos inadequados (como eu) para fazer boas obras. Méritos totais de Jesus Cristo! Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  5. É o tipo de texto Felipe, que se compara aqueles discursos de incentivo aos soldados, antes de uma guerra e os encoraja a serem firmes. Parabéns pela inspiração. Vida longa a você, ao Sebastião e ao Fiel Católico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André, caríssimo, muito obrigado pelo comentário e pelos votos! Continue rezando por nós e nos auxiliando em nossos trabalhos. Espero tê-lo ajudado em sua caminhada rumo ao céu. Pax

      Excluir
  6. Bom dia, irmão e irmãs!

    Excelente texto, que nós católicos busquemos sempre a verdade que vem de Deus e não nos escondamos diante das situações que o mundo está apresentando a cada dia.

    A Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente, não tenhamos medo da Verdade. Não tenhamos medo de Cristo, Ele nos ama e nos espera, nos apoia... enfim, Ele é 'Deus conosco'. Sofre conosco, luta conosco, se felicita conosco! Deus santo, Deus forte, Deus imortal, tende misericórdia de nós e do mundo inteiro.

      Excluir
  7. Revejo-me neste texto!De facto, as batalhas são duras e sao muitas. Quando às vezes me sinto derrotado, fico com raiva de mim mesmo e me acuso de ser grande hipócrita, e de facto nesse momento sou!Enfim, não tenho como fugirem livrar das tentações, não há lugar onde me posso esconder e livrar-me delas definitivamente. Elas doem, dividem a pessoa.

    Ser cristão não é facil. É uma responsabilidade grande para com Deus, para com a Igreja, para comigo e para com a sociedade.
    "Tudo posso, mas nem tudo me convém". É daqui onde em mim as batalhas surgem. Umas para vitorias e outras para derrotas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo, não desista. Deus vai nos pedir as cicatrizes da luta! Não desista, veja essa história de São Josemaria Escrivá e se anime na luta:

      «Estávamos lendo - tu e eu - a vida heroicamente vulgar daquele homem de Deus. - E o vimos lutar, durante meses e anos (que “contabilidade”, a do seu exame particular!), à hora do café da manhã: hoje vencia, amanhã era vencido... Anotava: “Não comi manteiga... Comi manteiga!” Oxalá vivêssemos também - tu e eu - a nossa... “tragédia” da manteiga.» (Caminho, 205).

      Fique firme!

      Excluir
  8. Excelente texto, Felipe Marques. E o texto não poderia vir em melhor hora. O que temos visto
    recentemente? Apologia a pedofilia, profanação do SS, apostasia e heresia por parte de nossos pastores, ridicularização da fé... Tá difícil! Mas eis que não devemos nos entristecer, pois NSJC é e está por nós!

    Me sinto tocado e encorajado depois de ler este texto, pois hoje faz 2 meses que sou casado e estamos na espera do nosso primeiro filho. Está cada vez mais 'chato e difícil' viver nesse mundo politicamente correto. Mas nós homens de verdade conseguiremos!!!

    Vivat Cor Iesu!!

    ResponderExcluir
  9. Esse apostado é de uma um grande ajuda para minhaa lutas diarias. Louvado seja nosso senhor jesus cristo por esse apostolado e que ele abencoe a todos que fazem essa linda d abencoada obra acontecer

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail