Imagens na Igreja, outra vez

O LEITOR JOSÉ Tiago S. da Silva enviou-nos o seguinte comentário:
“A matéria sobre imagens na igreja está bem escrita, mas infelizmente não tem nenhuma base bíblica. Gostaria que me dissessem onde é que na Bíblia está escrito que devemos adorar imagem. Pelo contrário, isso é abominação e sempre foi. Obrigado.”

Entrada da Basílica de São Paulo, Roma

Nossa resposta – De fato o artigo publicado em nossa primeira edição não abordou a questão bíblica, que para os seguidores da sola scriptura (doutrina segundo a qual somente o que está escrito na Bíblia é que vale como base da fé), é o que mais importa. Para complementar a nossa abordagem sobre uma questão que motiva tanta polêmica, fizemos questão de publicar a pergunta, claro, com a devida resposta. E lá vamos nós, combater o bom combate:

Bem, todos concordam que a melhor maneira de demonstrar que a proibição bíblica às imagens não se refere e nem se aplica às imagens cristãs-católicas, é também a mais fácil: consultar a própria Bíblia. Pois é lá que encontramos a origem do uso de imagens no culto cristão. - Não para adoração, evidente, mas como objeto de veneração. - As escrituras não só defendem o uso das imagens, como também o ordena! Não? Vejamos...

Os "pastores evangélicos" que atacam o catolicismo enfatizando o trechos da Bíblia que proíbem as imagens de ídolos, como o do livro do Êxodo (20, 4-5), sempre ignoram completamente os fatos narrados a seguir, no mesmo livro, quando o próprio Deus ordena, em detalhes, a confecção da Arca da Aliança, o objeto sagrado por meio do qual o SENHOR se manifestaria ao povo:

"Farás também dois querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório.(...). Os querubins estenderão as suas asas por cima do propiciatório, cobrindo-o com as asas, tendo as faces voltadas um para o outro. E porás o propiciatório em cima da Arca (...). E ali virei a ti; e de cima do propiciatório, do meio dos querubins falarei contigo a respeito de todas as ordens aos filhos de Israel." (Êxodo 25,19-22)

E um pouco mais adiante diz:

"Então Moisés chamou Bezaleel e Aoliabe, e a todo homem hábil em cujo coração Deus tinha posto sabedoria, todo aquele cujo coração o moveu a se chegar à obra para fazê-la; e fizeram dois querubins de ouro; de ouro batido nas duas extremidades do propiciatório..." (Êxodo 36,2; 37,7-9)

Ora, bastaria a leitura desses dois trechos para se derrubar completamente a teoria de que Deus condena o uso de qualquer tipo de imagem no culto: se Deus mesmo ordena que façam imagens de anjos sobre a sua Arca, para do meio delas se manifestar, como poderia Ele condená-las? Se cremos na Bíblia, não podemos observar uma parte e ignorar as outras, mas sim analisá-la por inteiro, com discernimento e bom senso, e tudo dentro do seu devido contexto. É claro que as imagens condenadas são as imagens dos falsos deuses, e não toda e qualquer imagem, ao contrário; a Bíblia, já no Antigo Testamento, defende o uso das imagens no culto; e não só no livro do Êxodo. Há muitas afirmações em diversos outros livros. Outro exemplo:

"O povo veio a Moisés e disse: ‘Pecamos, pois temos falado contra o Senhor e contra ti. Pede por nós ao Senhor’. Moisés, pois, orou pelo povo. Então disse o Senhor a Moisés: ‘Faze uma serpente de bronze, e põe-na sobre uma haste; e todo que olhar para ela viverá’. (Números 21,7-9)

Mais uma vez, é Deus mesmo que ordena que se faça uma imagem, e para uso cultual. Através desta imagem, Deus opera a cura no povo! Alguém que estude a Bíblia seriamente poderia dizer que ela condena o uso de toda e qualquer imagem?

Mas a que parte das Escrituras deveríamos recorrer, especificamente, para descobrir se nos tempos bíblicos havia imagens no culto a Deus? Não seria ótimo se as Escrituras nos dissessem como era o interior do Templo de Deus, construído segundo a Vontade do Senhor? Pois ela o descreve, e com todos os detalhes! A questão toda fica muito simples de entender. Vejamos o que diz a Palavra de Deus (atenção às partes destacadas em vermelho):

"No ano 480 depois da saída dos filhos de Israel do Egito, Salomão, no 4° ano do seu reinado, empreendeu a construção do Templo do Senhor. (...) Fez no Santuário dois querubins de madeira de oliveira, com 10 côvados de altura. (...) Revestiu de ouro os querubins. Mandou esculpir em relevo, em todas as paredes da casa ao redor, no santuário como no Templo, querubins, palmas e flores abertas. Nos dois batentes de oliveira mandou esculpir querubins, palmas e flores desabrochadas, e cobriu-as de ouro."
"Para a porta do Templo fez vigas de oliveira, bem como batentes de cipreste. E Mandou esculpir neles querubins, palmas e flores desabrochadas, e os cobriu de ouro, ajustados às esculturas. (...) "Assim fez as colunas; e havia duas fileiras de romãs em redor sobre uma rede, para cobrir os capitéis que estavam sobre o alto das colunas. (...) Nos capitéis sobre o alto das colunas, no pórtico, figuravam lírios: eram de quatro côvados. Sobre as colunas, em cima do bojo, junto à rede, havia duzentas romãs, em fileiras, sobre um e outro capitel. Fez também o mar de fundição redondo (...)."
"Por baixo da borda em redor havia botões que o cingiam, dez em cada côvado (...). E firmava-se sobre doze bois, três dos quais olhavam o norte, três o ocidente, três o sul e três o oriente (...). Sua espessura era três polegadas, e a borda era em forma de lírio. Fez também duas bases de bronze: eram formadas de painéis e enquadradas de molduras. Nos painéis enquadrados haviam leões, bois e querubins, assim como nas travessas igualmente. Por cima e por baixo dos leões e dos bois pendiam grinaldas. (...) Nas placas dos esteios e painéis, assim como no espaço livre entre elas, esculpiu querubins, leões, palmas e grinaldas circulares. Deste modo fez as dez bases: todas com a mesma fundição, a mesma medida e os mesmos entalhes. (...) Todos estes objetos que Hirão fez para o rei Salomão, para a casa do Senhor, eram de bronze polido." (I Reis 7,13-51)

Querubins, anjos, flores, romãs, frutas, lírios, palmas, e até bois e leões! Havia muito mais imagens no Templo de Jerusalém do que em qualquer igreja católica de hoje! E a Bíblia diz que o Templo foi construído segundo a Vontade de Deus:

"Salomão edificará a minha casa e os meus átrios, porque o escolhi para ser meu filho, e eu lhe serei Pai." (I Crônicas 28,6)

Em I e II Crônicas há mais menções ao uso de imagens no culto a Deus, em I Crônicas 28,16-19 e II Crônicas 3,5-7/10-14, novamente citando querubins revestidos de ouro. Outra descrição é feita pelo profeta Ezequiel, um dos que mais condenou a idolatria no seu tempo. Ele menciona a presença das imagens como coisa perfeitamente normal:

"Em todas as paredes em redor, por dentro e por fora, tudo por medida: havia querubins e palmeiras de entalhe; e havia uma palmeira entre querubim e querubim; e cada querubim tinha duas faces: uma face de homem olhava para a palmeira de um lado, e uma face de leão novo para a palmeira do outro lado; assim era pela casa toda em redor. Desde o chão até acima da entrada estavam entalhados querubins e palmeiras, como também pela parede do Templo. As ombreiras das portas do templo eram quadradas; diante do Santuário havia coisa semelhante." (Ezequiel 41,17-21)

Interessante notar a descrição de um tipo diferente de querubim, com duas faces, uma de homem e outra de leão. O que diria um de nossos irmãos evangélicos entrando no Santuário de Deus, diante de tantas imagens entalhadas, bordadas, fundidas e esculpidas? “Idolatria”? Se o fizesse, estaria chamando o próprio Deus de idólatra!

Acima de toda e qualquer teoria ou especulação humana, vemos que idolatria é uma coisa completamente diferente do uso que a Igreja Católica faz das imagens: nós honramos nossos símbolos do Sagrado. Os querubins eram símbolos sagrados. A serpente de bronze era um símbolo do Sagrado, até começar a ser adorada: aí teve que ser destruída. Aí vemos claramente que o problema não está na imagem em si, e sim no uso que se faz dela. Assim com os leões e bois do Templo, que também eram símbolos do sagrado. "Idolatrar" seria adorar uma estátua como se fosse um deus. Nós, católicos, não somos tão ignorantes, para confundir Deus com uma estátua.

E para encerrar a nossa consulta bíblica, sugerimos Hebreus 9,5-8: nessa passagem, o Apóstolo Paulo menciona os querubins de ouro e o cajado de Arão, guardado no interior da Arca da Aliança. Este trecho derruba de uma só vez duas alegações usadas contra os católicos: mostra que o uso das imagens no culto religioso, assim como o antigo costume de se preservar relíquias nas igrejas (objetos dos santos, preservados em sua memória), nunca foram sinônimos de “idolatria”. Essa tradição também já vêm desde os tempos de Moisés. Novamente, é a própria Bíblia que nos justifica.

Esperando ter respondido bem ao leitor Tiago, nos despedimos na esperança de que nossa resposta possa ter lançado luz a este velho assunto. A Paz de Cristo a todos, e continuem nos enviando suas dúvidas e questionamentos, que serão sempre muito bem-vindos.
ofielcatolico.blogspot.com

14 comentários:

  1. adorei as explicações,vou continuar lendo,estou cansado de ser taxado e julgado pelos protestantes,e espero de todo meu coração que todos os católicos não se cansem e aprendam e discutam a palavra de DEUS.Não ficar como leigos na frente de quem não sabem de nada,que dizem versos gravados e impostos,tenham um bom dia.Alex Duarte

    ResponderExcluir
  2. Que Deus ilumine sempre a vida de vocês Apostolado Fiel Católico, com explicações tão maravilhosas vai renovando a fé de nós Católicos!!! Muito Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  3. Explicação exelente!! Cada dia mais vou aprendendo a esclarecer corretamente o uso de imagens em nossa igreja, para os protestantes que se dizem o dono da verdade! Paz e Bem a todos.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelas respostas, NAO NOS DESANIMEMOS PERMANEÇAMOS FIRMES NA FÉ.

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Caríssima Elizete,

      Em primeiríssimo lugar, antes de entrar em conversas deste tipo, peça para este seu irmão (que anda meio perdido, pelo visto) lhe mostrar um único versículo, – um único que seja, e pode ser no Novo ou no Antigo Testamento, – que diga que tudo aquilo que a Igreja faz deve estar escrito na Bíblia.

      Esse pensamento dele não é católico, e sim protestante. De fato, ele está aderindo, sem perceber, à doutrina protestante do "Sola Scriptura", que diz que a Bíblia, sozinha, é a única regra de fé e prática do cristão.

      Isso é tão falso que a própria Bíblia o desmente com toda a clareza. Leia, por exemplo, 1Timóteo 3,15; 2Pedro 1,20; João 5,39-40; 2Tessalonicenses 2,15 e 3,6; 2Coríntios 3,3.6.

      Nem tudo está na Bíblia. Por isso é que Nosso Senhor Jesus Cristo nos deixou a Igreja, que é o seu Corpo, para a nossa condução. Imagine o caos que seria se nossa única regra de fé fosse a Bíblia e cada um pudesse interpretá-la do seu jeito. De fato, não é preciso imaginar: esse caos já aconteceu, e podemos ver o resultado na confusão das milhares de "igrejas" ditas "evangélicas". Cada uma com a sua doutrina, cada uma pregando uma "verdade" diferente da outra.

      A Bíblia não menciona as imagens no Novo Testamento, mas a história da Igreja, sim. Desde o início, desenhos e esculturas eram feitos para auxiliar a compreensão daqueles que não sabiam ler.

      Consulte o nosso "Índice de respostas católicas para acusações protestantes e 'evangélicas'" e procure as postagens tratando dessa e de outras questões; basta usar o endereço abaixo:

      http://www.ofielcatolico.com.br/2000/01/indice-de-respostas-catolicas-para.html

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. Obrigada Henrique. Deus lhe abençoe! Paz de Cristo. Abençoado Natal.

      Excluir
  6. Olá,gostaria de fazer as seguintes perguntas:qual é o significado das flores pela igreja,os santos podem enviar um flor com um sinal ?Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, Vanessa, a primeira parte, sobre o significado das flores pela igreja para mim são três: uma é da ornamentação, pois quem não gosta de ornar um ambiente de maneira agradável, e uma destas maneiras ao meu ver, é ornamentar com flores, pois dão um aspecto alegre e festivo; outro é quando colocamos flores nos altares aos pés das imagens dos santos, o qual é uma forma de render homenagem aquele santo ou aquela santa cuja imagem está representada, assim como damos flores a uma pessoa querida por ocasião de uma festa de aniversário ou outro evento festivo que envolve uma pessoa ou um casal, em forma de homenagem, assim fazemos ao colocar flores diante das imagens dos Santos. E o terceiro significado é aquele que colocamos nos túmulos de nossos ente queridos e até desconhecidos nos cemitérios, aquelas flores podem ser consideradas também uma homenagem que fazemos a memória dos fieis defuntos, mas também serve de lembrete a algo que a Bíblia nos diz do próprio ser humano como nas passagens de Jó 14,1-2; Is 40,8; Tiago 1,10; 1º Pedro 1,24-25, o qual compara a vida dos ser humano nesta mundo como uma flor que hora é linda e viçosa, mas que de uma hora pela outra, murcha e morre, e assim é o ser humano que neste mundo esta cheio de vitalidade, mas com o passar do tempo, envelhece e por fim morre. Estes são para mim o significado das flores pela Igreja.

      Quanto a segunda parte de seu questionamento, se um santo pode enviar uma flor como um sinal?, esta não poderei responder pois não tenho conhecimentos tão a fundo de algum acontecimento de algum santo ou santa ter enviado do além alguma flor como um sinal, talvez os demais participantes deste blog poderão te responder quando a este assunto.

      Sidnei

      Excluir
    2. Muito obrigado Sidnei pela sua resposta.Bom eu fiz a segunda pergunta porque eu estava vendo uma novena de Santa Terezinha,e ela responderia a novena enviando uma rosa,e me questionei se os santos poderiam mesmo enviar algum sinal ''divino''.

      Excluir
  7. Olá,Meu nome é Elys Priscila,sou católica praticante desde o meu batismo e eu gostaria que vocês falassem sobre blasfemia contra jesus e nossa senhora e o Espírito santo.
    Eu vi,um video de santa francisca romana que ela fala sobre os tipos de demônios que atuam no mundo,Se você explicasse sobre isso. e sobre a morte segundo os santos dos que morrem com o pecado da blasfemia..A paz de Cristo e o amor de maria.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite gostaria de saber sobre a salvação somente será para os católicos pois Cristo disse que voltará para buscar a sua igreja penso eu que seja a católica não é ?

    ResponderExcluir
  9. Boa tarde,
    Fui educada em igreja protestante, mas sempre vi lacunas não preenchidas.
    A pouco estou compreendendo a Igreja Católica como a unica e verdadeira Igreja de Cristo, lógico que ainda tenho muitas duvidas devido a anos de ensinamentos torpes, mas que tenho combatido de mim mesma.
    Percebo que a propria Biblia que antes eu "seguia com fervor" condena a existência de igrejas protestantes. Só o fato de saber que a rebelião é um pecado( 1 SM 15,23) e que todo o protestantismo parte da rebelião contra a Igreja Já descredita a existência da mesma.
    É difícil abrir mão do que se acreditava, deixar todo ensinamento até então tido como santo, correto, é uma grande transformação; dói muito perceber a que a ignorância de muitos limita a vida de outros, como foi meu caso na igreja protestante.
    Hoje sou feliz por ser católica. Perdi "amigos", meus vizinhos passam por mim e não me olham, esbarram em mim e não me cumprimentam... Passei pela humilhação de ir ao velório do meu sogro e cunhados não me cumprimentarem por eu não ser mais "uma irmã". Isso não é cristianismo, não é o que Jesus faria.
    Ainda não sei como lidar com toda essa situação, mas agora descobri que tenho uma Mãe que olha por mim do céu, e que não estou sozinha.
    Agradeço o empenho de escreverem artigos como estes, pois me ajudam muito a não ouvir os demais.
    Gratidão a vocês!
    Um grande abraço dessa mais nova (e orgulhosa!) Católica.

    ResponderExcluir
  10. bom não tenho uma formação teologica pra falar, mas, vou tentar mostrar como vejo a verdadeira religião que agrada a Deus, acredito eu que de uma certa forma bem resumida, Jesus deixou um principio como a principal base de seus ensinamentos, que eu nomearia como (UNIDADE) como a propria biblia nos ensina, que a igreja de cristo é exemplificada como um corpo onde a cabeça é Jesus, como existe só um Jesus, (uma só cabeça) é impossivel á luz da biblia que exsta dois corpos, assim só existe um só corpo, e naturalmente esse corpo tem que ter varios membros com funções diferentes, mas faz parte de um só corpo, não dois, ou irônicamente até mesmo mais de 20.000 corpos, (denominações) como entendem o mundo protestante, a biblia diz: se o pé disser pra mão voce não preciso de ti, onde estará aí o corpo? e assim são os protestante, eles criam divisões alegando os outros membros desse corpo (católicos) enquanto nós católicos chamamos os evangélicos de IRMÃOS SEPARADOS, eles criam bordões que dividem, EXEMPLO: os salvos, (no caso os católicos ainda não estão salvos) aceitou Jesus como seu salvador (que na verdade é uma alusão aos católicos que supostamente, buscam nos santos sua salvação), e varios outros bordões aparentemente inofencivos, mas que na verdade são titulos divisores espirituais. é uma pena, pois na verdade nós os concideramos como irmãos separados, não que nós não os aceitemos, mas porque um dia se rebelaram e sairam de casa, então é isso, não é a denominação que salva, mas os princípios basicos ensinados por Jesus, que eu resumiria como UNIDADE, tenho o direito de questionar, e exigir respostas se tivermos dúvidas, na verdade NÓS NÃO FAZEMOS PARTE DE UMA IGREJA, NÓS SOMOS A IGREJA DE DEUS. o que não agrada a Deus é quando eu não entendo algumas coisas, e me rebelo fazendo para mim outra igreja, que no meu entendimento, tem a verdade da biblia, mas eu não percebo que eu acabei de quebrar o principal sustentáculo da doutrina cristão, que é a unidade, pois o proprio Jesus orou a Deus para que os apostolos, e todos os que posteriormente iriam acreditar no evangelho, para que eles fossem um só como ELE E PAI são UM SÓ.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail