Aderir a uma ideologia ou buscar a verdade?


ÀS VEZES, A REALIDADE mais óbvia parece invisível à maioria. 

Não é óbvio que em uma democracia as decisões mais importantes e de repercussão direta na vida dos cidadãos deveriam exigir a participação popular? Que os partidos políticos deveriam apresentar programas, propostas e projetos que pudessem ser racional e cientificamente corroborados ou refutados, por especialistas isentos e pela sociedade que, numa democracia, os elevou ao poder? 

O que vemos, porém, é coisa bem diferente. Atualmente, vivemos submersos num oceano de fanatismo ideológico que falsifica os princípios, que usa de toda sorte de mentiras e considera válido todo e qualquer recurso –, ainda que desonesto –, na construção de projetos de poder. Malditas ideologias, que nos cegam para o que deveria ser óbvio!

“Ideologia, eu quero uma pra viver”, dizia o refrão de uma canção popular nem tão antiga. Seu compositor, com toda a certeza, não sabia exatamente do que estava falando. Ideologia não é conhecimento sobre absolutamente nada, porque o conhecimento precisa ser necessariamente verdadeiro. Ideologia não é adesão à verdade, e sim a uma visão particular e geralmente distorcida da verdade.

Pior ainda, a adesão às ideologias têm sido a fonte das maiores atrocidades da História. É um fato incontestável que todos os piores horrores do século XX (assim como foi desde sempre) foram perpetrados por ideologias: fascismo, nazismo e comunismo são pragas que não morreram. Pelo contrário, as tentativas de revivê-las continuam no mundo contemporâneo – em alguns casos, mais fortes do que nunca. Toda atenção – e ação consciente – da parte dos verdadeiros fiéis católicos ainda é pouco.

** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!
www.ofielcatolico.com.br

5 comentários:

  1. Gostaria de receber indicação sobre livro/material que me ofereça argumento para conversar com meu filho, que deixou de acreditar em Deus. Eu não tenho argumentação porque a fé nunca me permitiu desacreditar de Deus.O simples fato da minha existência já me é suficiente para crer. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo Dar Uma Olhada nos Livros e Debates do Filosofo William lane Craig onde ele demonstra lógicamente que a crença em Deus é Muito mais racional do que a o ateismo, geralmente o ateismo nasce de uma critica particular das religiões que é incentivada pela televisão, alem desse filósofo é mais do que importantíssimo a oração.

      Excluir
    2. Caro amigo, podia também ler a suma teológica de S. Tomás de Aquino, a partir daí, creio que seria capaz de dar alguma luz ao seu filho

      Excluir
    3. Olá! Esta aula gravada pelo já falecido Prof. Orlando Fedeli explica de forma bastante didática sobre as 5 vias (provas) de Santo Tomás de Aquino: https://www.youtube.com/watch?v=Q2I2QsjhKt0
      Espero que ajude!

      Excluir
  2. Um ótimo material é a vida dos Santos.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail