Falece Alex Jones, ex-pastor pentecostal que levou sua congregação à fé católica


FALECEU, NO ÚLTIMO sábado, 14 de janeiro (017), aos 75 anos de idade, o diácono Alex Jones Jr., ex-pastor pentecostal que, depois de sua conversão à fé católica, trouxe também a maior parte de sua congregação à plena comunhão com a Igreja Católica – a história de Alex Jones, em detalhes, nós contamos por aqui (leia), num artigo que foi e continua sendo um dos mais acessados deste site.

Também publicamos a sua história em nossa antiga revista "Voz da Igreja" e na 1ª edição de OFC. De fato, de tanto pesquisar sobre a vida deste homem e escrever sobre a sua história, sentimo-nos estranhamente como que "próximos" dele, como se se tratasse de um parente ou amigo íntimo, ou como se ele integrasse este nosso apostolado. Portanto, realmente sentimos o seu passamento, embora nos rejubilemos por crer que foi admitido ao Céu.

Descrito por alguns como um "gigante na evangelização", Jones passou a maior parte de sua vida como pregador e pastor de duas igrejas proeminentes em Detroit, EUA: a "Sion Igreja Congregacional de Cristo" (de 1975 a 1982) e a "Maranatha Christian Church" (de 1982 a 2000), período no qual se identificava com as doutrinas sentimentalistas do pentecostalismo norte-americano, ensinando aos seus seguidores, entre outras coisas, que o Papa era o "anticristo" e que a Igreja Católica era a Babilônia descrita no Livro do Apocalipse.

Ao descobrir que a Igreja dos primeiros cristãos não era em nada parecida com as congregações evangélicas às quais ele se convertera, e em tudo idêntica à Igreja que ele rejeitava, aceitou por fim a Nosso Senhor Jesus Cristo do jeito certo, integrando a Igreja Católica. 

O vídeo com o testemunho de fé pessoal de Alex Jones pode ser visto acessando-se o link abaixo:
** O testemunho de fé e conversão do ex-pastor Alex Jones, em vídeo

Vá com Deus e a Virgem te acolha, querido irmão! Rezemos para que
o Bom Deus receba em sua Glória este nosso bravo soldado de Cristo!

____
• Com InfoCatólica (as agência internacionais não esclarecem a causa da morte), disp. em:
http://infocatolica.com/blog/apologeticamundo.php/1701180155-muere-alex-jones-el-expastor
Acesso 18/7/017
www.ofielcatolico.com.br

Saudosistas de um futuro (melhor) que se anuncia!


JÁ ESCUTEI MUITÍSSIMAS vezes os incomodados com os jovens que desejam a grande Tradição da Igreja e rejeitam o tanto de secularização e desmantelo em que nos encontramos, particularmente no tocante à liturgia, à doutrina e à moral. Irritados, rotulam esses jovens como "alienados", "clericais", "reacionários", "autoritários"… Ridicularizando, esses incomodados acusam esses jovens de terem saudade do que não viveram...

** Ler o artigo completo
www.ofielcatolico.com.br

Tempestade


CARÍSSIMOS LEITORES e irmãos em Cristo Jesus, aqui Henrique Sebastião, fundador e diretor deste singelíssimo apostolado. Nas duas últimas semanas (desde as festas de fim do ano 2016), dias em que nossa fraternidade observou um breve recesso, com seus membros não necessariamente descansando, mas tentando ao menos diminuir o ritmo da rotina massacrante do nosso cotidiano de estudos e trabalho ininterruptos, eu particularmente tive tempo para meditar sobre um assunto delicado...

** Ler o artigo completo
www.ofielcatolico.com.br

A covardia dos homens e a praga 'politicamente correta', ou: 'Maldito respeito humano!'


ENSINA UM ANTIGO adágio (atribuído ao Duque de La Rochefoucauld): "A fraqueza se contrapõe mais à virtude do que ao vício". Com esta frase, o papa Pio XI respondia às acusações de excessiva severidade. Vivemos dias em que a frouxidão parece ser regra, e tergiversar é a conduta mais comum. Nestes momentos é mais do que necessário, aos cristãos, retomar a virtude da fortaleza...

** Ler o artigo completo
www.ofielcatolico.com.br

A Igreja e o imperador Constantino

NOSSOS IRMÃOS norte-americanos são altamente capazes e competentes para muitas coisas. Trata-se de uma raça que –, a exemplo de alemães e japoneses –, quando se dispõe a algo, faz questão de fazer bem feito. Por isso não vemos, por exemplo, pseudo-cantores norte-americanos, como acontece por aqui. Em Brasil, basta o sujeito ter uma boa dose de "cara de pau" para se lançar como cantor. Pior para os nossos ouvidos, muitos destes obtêm grande sucesso... Por lá, se quer ser cantor precisa cantar de verdade, ter ótima voz, ler partitura e, preferencialmente, saber tocar (bem) algum instrumento musical.

Enquanto povo e enquanto cultura, eles também têm os seus defeitos, é claro, inclusive alguns bem graves e flagrantes, os quais nem preciso mencionar: pela imensa influência cultural que exercem no mundo inteiro (especialmente através do cinema e da música), são responsáveis por muitas das verdadeiras desgraças morais que vivemos hoje. Mesmo assim merecem o nosso respeito pela grande capacidade de pegar coisas que já são boas e as aperfeiçoar ainda mais. Merecem respeito, se é que somos católicos, por nos terem dado um Cardeal R. Burke. E pelo dom de ser claros na apresentação de ideias complexas, como ocorre no vídeo abaixo, apresentado por Jimmy Akin, brilhante autor católico convertido do protestantismo (mais um) e apologista sênior do portal "Catholic Answers". De fato, tudo o que é dito no vídeo já foi apresentado por nós, aqui mesmo; todavia a forma sintética (e falada) poderá ser de auxílio para muitos. A tradução é do canal, nosso parceiro, "O Tradutor Católico" (siga no Youtube).



** Saiba mais sobre este tema
www.ofielcatolico.com.br

De batina por Istambul…


– “MAS ENTENDERÃO o que é a batina na Turquia?”.

– “Ham… ao menos terão visto alguma vez um filme antigo…” – falávamos entre nós antes de baixar do avião.

Uma de nossas escalas antes de chegar ao planalto tibetano, foi Istambul, Turquia, antiga Constantinopla e sede do império romano do oriente. Ali teríamos de permanecer um dia inteiro...

** Ler a crônica na íntegra
www.ofielcatolico.com.br

Sobre a pseudocultura


VENHO NOTANDO que, atualmente, existe uma grande confusão sobre a definição de "cultura" devido a corrupção da mesma no período em que vivemos. Não desejaria, neste pequeno texto, dar apenas a definição do termo cultura, mas também tratar daquilo que se apresenta como "cultura" e não o é, bem como tentar aproximar-me de sua etiologia, pois a pseudocultura é o grande leviatã dos alienados, que, se persistir, condenará a todos...

** Ler o artigo completo
www.ofielcatolico.com.br

Receba O Fiel Católico em seu e-mail