Sobre o ataque à sede do Porta dos Fundos


A SEDE DO GRUPO Porta dos Fundos foi atacada, no dia 24 de dezembro (sim, em plena véspera de Natal), com bombas do tipo "coquetel molotov". Dada a gravidade da situação e a grande comoção popular que o filme blasfemo produzido pelo mesmo grupo vem causando, achamos pertinente compartilhar com os nossos leitores algumas considerações a respeito.

Em primeiro lugar, é claro e evidente que não se pode apoiar esse tipo de crime em nome da Fé. Isso não é e nem nunca foi coisa de cristãos católicos. Não somos terroristas, nem guerrilheiros e menos ainda revolucionários. Imaginemos, por exemplo, que tal ato tivesse vitimado algum inocente, como o vigia que lá estava, trabalhando honestamente e que não tem nada a ver com o problema todo. Absolutamente injustificável.

Outra coisa é o fato de alguns católicos estarem comemorando o ocorrido. Comemorar um atentado também não tem sentido nem representa um sentimento genuinamente cristão. Ponto.

Por outro lado, é difícil não reconhecer que é mais do que compreensível que alguém decida reagir e tomar atitudes por conta própria – na medida em que se constata que a Justiça comum não nos ampara nem protege os nossos direitos. Também é de se esperar que muitos se alegrem diante da forte reação popular que as graves blasfêmias provocaram desta vez, da parte dos cristãos verdadeiros, que não consideram aceitável que se cometam tantas e tão grandes ofensas contra Deus, contra Cristo, contra Maria Santíssima, nossa Mãe do Céu.

É sinal que o zelo pela Casa de Deus ainda consome alguns de nós. Atirar bombas, claro, é um equívoco e um desvio, mas é também uma lei inexorável desta vida que toda ação provoque reações em sentido contrário.

Segundo estatísticas, nós vivemos em um país formado por quase 90% de pessoas que se professam cristãs[1]. Não se pode atacar dessa maneira a fé de toda essa imensa população, sob a desculpa esfarrapada da "liberdade de expressão", e esperar que nada aconteça.

[À parte: eu mesmo não me surpreenderia que se descobrisse que o ataque tenha sido forjado, que talvez tudo tenha sido uma armação para culpar os cristãos/conservadores. Isso é bem o modo de proceder dos grupos que apoiam o "Porta dos Fundos", e não seria a primeira vez que algo assim aconteceria. Alguém se esquece das pichações de suásticas que grupos esquerdistas faziam durante as eleições, tentando incriminar os eleitores de Bolsonaro? Ou da moça que igualmente cortou o próprio corpo com uma navalha, também para culpá-los?]

Voltando a questão dos católicos que se alegram com o atentado, sobre isso alguns dos chamados "católicos jujuba" vêm se posicionando, muito indignados nas redes sociais, sob o argumento de que Nosso Senhor ordenou que amássemos os nossos inimigos, e que, sendo assim, não se pode ficar feliz com o mal do próximo. Alguns dizem que não podemos odiar aos "nossos irmãos" e coisas desse tipo.

Ora, sem precisar lembrar que nenhum dos membros do Porta dos Fundos é nosso irmão em Cristo (disso eu tenho a mais absoluta certeza), eu gostaria de dizer que muito provavelmente os que se alegraram com o ataque, como reação à blasfêmia cometida, são menos culpados do que os que não se indignaram com isso, os que não se horrorizaram e consideraram tudo apenas uma "brincadeira" muito normal, ou um simples programa de "humor", e que ainda continuam a sustentar essa podridão toda mantendo as suas assinaturas da Netflix. Penso que esses são mais culpados; são verdadeiros traidores, que nada têm de cristãos, pois não se pode ser membro do Corpo de Cristo sendo morno (conf. Apocalipse 3,15-16).

Por fim, é ainda mais odioso ver a canalhice na reação de Porchat, Duvidier e de toda a trupe do Porta dos Fundos: rápidos como um raio, estão agora gritando que se trata de um caso de "homofobia", já que o programa retrata Jesus como um homossexual afetado... Bizarro: querem ridicularizar a Cristo retratando-o como homossexual? Ora, mas não é a própria e mais perfeita definição da homofobia querer ridicularizar qualquer pessoa por ser homossexual?

Odioso, sim, mas nada surpreendente: é o caminho mais fácil e mais típico dos canalhas e dos covardes tentar desviar o foco da discussão para algum tema totalmente secundário e que não tem absolutamente nada a ver com a raiz do problema em si. O problema foi blasfemar e ridicularizar a fé do povo brasileiro, só isso e mais nada. Todo o resto é tentativa de se livrar da reação popular, simplesmente mudando de assunto.

Nós, católicos, temos Maria por Mãe. Mas a lógica do mundo é a seguinte: se alguém chamar a sua mãe de prostituta, e se você se indignar e reagir de algum modo, então você é um "homofóbico" que não aceita a "liberdade de expressão".

Mas a liberdade de expressão só vale para quem quiser blasfemar, vilipendiar o Sagrado, ridicularizar a fé da maioria absoluta do povo brasileiro. Curiosamente (mas nem tanto), há alguns anos o mesmo Porta dos Fundos produziu um vídeo em que satirizavam um travesti. Depois de alguns protestos de grupos LGBTQ, rapidamente vieram a público se desculpar pelo episódio, dizendo que não se pode, de modo algum, tratar os transexuais de forma pejorativa[2]:

"Gostaria de pedir desculpas a quem eu possa ter ofendido com o texto do vídeo de hoje do Porta dos Fundos. Respeito muito a luta pelos direitos trans. O objetivo do texto era inverter o preconceito. Não funcionou e acabou reverberando o velho preconceito vigente. Não podendo excluir o vídeo do Youtube, porque envolve o trabalho de muita gente, vou excluí-lo da minha página e pedir as mais sinceras desculpas a todxs xs envolvidxs. Prometo ser ainda mais cuidadoso quando o assunto é trans e ainda mais engajado na luta contra a transfobia. Escorreguei. Escorregamos. Desculpa." [3]

Já a reação dos mesmíssimos "humoristas" diante dos protestos contra o filme que ofende a maioria dos brasileiros foi totalmente diferente, e até bem mais direta: 

"Não vão nos calar." [4]

Sim. Eles vão continuar blasfemando. Fazer humor com travesti é pecado mortal, um crime imperdoável. Já blasfemar contra Cristo e ofender a fé de milhões é "humor"; e todos nós somos obrigados a aceitar passivamente. Mas será que continuaremos aceitando? Espero sinceramente que não.

Henrique Sebastião

** Inscreva-se para o Curso de Teologia FLSP **

_____________
[1] 86,8% da população brasileira segundo o IBGE e 90,2% segundo o Pagerank

[2] Links da notícia:

[3] Idem.

[4] Texto de Gregório Duvidier. Link da notícia:

2 comentários:

  1. A paz de Nosso Senhor Jesus Cristo,

    Caro Henrique Sebastião, fosse você candidato a algum cargo público( tenho quase a certeza que vc. jamais será, pois sabe como é difícil seguir o Evangelho de Cristo vivendo na política mundana), eu votaria em você com os olhos fechados.

    Assino embaixo do seu texto sem mudar uma vírgula.

    Eu penso como você: esse atentado deve ter sido uma armação do tal "backdoor", lembrando que esse vírus abre uma "porta dos fundos", backdoor, no computador da vítima para que vários vírus entrem no sistema operacional provocando grandes danos ao usuário do PC. ( qualquer semelhança com os "humoristas" não é mera coincidência!). Eu vi o vídeos dos "terroristas" e eles estavam com casacos com a letra grega "sigma", colada neles. A letra Sigma foi usada pelos Integralistas, grupo inspirado pelos fascistas da Itália ( lembro que fascismo e nazismo tem muita coisa em comum com comunismo, sendo o oposto do Capitalismo e Conservadorismo, acusações estas feita pela infeliz esquerda, mas isso é outro assunto...), os tais terroristas, além dos casacos com o Sigma neles, estavam com uma bandeira Monarquista! Oras, Monarquia nada tem em comum com o Integralismo brasileiro dos anos 1930. Das duas uma: ou foi realmente armação do tal grupo "Backdoor", ou esses terroristas, muito próximos dos black block's de esquerda ( observei isso pelas atitudes deles), são uns revoltados que querem por fogo, provocar confusão, caos, etc., na sociedade. Felizmente ninguém foi ferido, como bem lembrou o Henrique Sebastião, pois poderia ser o coitado do porteiro que não tem culpa do grupo de "humor", desrespeitar os cristãos de forma acintosa.

    Se houve realmente o "atentado" ( não existem provas sobre a veracidade do caso, ainda), claro que todos nós devemos condenar com veemência essa atitude, mas, como cristãos que somos, devemos seguir exigindo uma reparação do grupo de "humor", como eles fizeram no caso citado pelo Henrique, sobre a sátira aos travestis, e, não existindo tal pedido público de desculpas às ofensas a Jesus e Maria, pelo referido "Backdoor", cabe a CNBB, junto com os líderes protestantes, acionarem judicialmente o "porta dos fundos" e a Netflix.

    Qualquer outro grupo cristão pode acionar a Justiça contra o "porta dos fundos" e a Netflix.

    E sim, os cristãos devem cancelar as suas assinaturas da Netflix ( nunca assinei e agora, nem sob risco de morte, assinaria o canal pago de filmes e séries), além de protestos e boicote total ao grupo de "humor".

    Cristãos não devem ser jujubas, mornos, sobe pena de responder por isso junto ao Pai e Filho.

    Repito o que já escrevi antes aqui: sites em inglês, espanhol, italiano, etc., repercutiram no mundo esse "especial de natal", do tal porta dos fundos, inclusive o cancelamento da Netflix no mundo ganha peso, graças a Deus! É sinal que ainda há esperança que a humanidade não se torne serva do Maligno, mas sim, serva da Sagrada Santíssima Trindade.

    Segue a luta ( sem violência física, material, moral, mas via Justiça e conscientização do povo cristão), contra quem ofende, agride, difama a Santíssima Trindade e Maria, Mãe de Deus, nossa Mãe.

    Oremos para que a espécie humana ( homem e mulher, pois só existem dois gêneros), busque se formar, praticar e crescer na Fé. Não existe outro caminho viável, pois sem perseverar na Fé, só nos restará o Inferno, um lugar que nenhum ser humano deva se quer imaginar em conhecer, quanto mais lá habitar para todo o sempre.

    Peçamos a Intercessão de Maria Santíssima junto ao seu Amado Filho, por nós!

    Salve Maria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom comentário e valorosas observações, Católico! Deus o guarde e preserve na Fé de sempre!

      Apenas uma pequeníssima observação: em se tratando de gente, existe só um gênero, o humano, e esse único gênero tem dois sexos, masculino e feminino. O resto é desvio.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo
      Apostolado Fiel Católico

      Excluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir