Sem Netflix: um simples e belo presente para o Menino-Deus nascido da Virgem!

Movimento 'Cancela Netflix' (apoiado por católicos e protestantes) ganha o reforço de (um grande) Bispo



Por Dom Henrique Soares da Costa, Bispo da Diocese de Palmares

EU ERA ASSINANTE da Netflix. Nesta semana, desfiz a minha assinatura. Tinha que desfazê-la! Era o mínimo que poderia fazer! Desfi-la e senti-me feliz, contente, como quem presta uma homenagem a Alguém muito amado!

Em pleno tempo de preparação para o Natal do Senhor, a Netflix deu um bofetão no rosto de todos os cristãos; cuspiu na nossa cara, zombando da nossa fé. Certamente, instigada pela força demoníaca que tem inspirado tantos e tantos corações e mentes nestes tempos de neo-paganismo, esta empresa ofereceu na sua programação como “Especial de Natal”(!!!!!) um filme blasfemo, vulgar e desrespeitoso para com o nosso Deus e Senhor Jesus Cristo e sarcástico com a fé de todos os cristãos...

Imaginem um filme debochado e desrespeitoso ao extremo com alguém a quem você ama – com o seu pai, com a sua mãe, com coisas que lhe são muito caras e definem e alicerçam a sua vida... Como reagir? O ideal seria uma ação judicial. Mas, com a desculpa de liberdade de expressão, todo lixo é permitido, todo sarcasmo para com a fé alheia e louvado, tudo quanto trinca e corrói os alicerces da nossa cultura e da nossa sociedade é reputado como avanço e progresso...

O que nos resta fazer, se realmente cremos no Senhor Jesus Cristo, se O amamos, se O confessamos com Deus verdadeiro feito verdadeiro homem? Uma só coisa: atingir essa gente naquilo que realmente lhe importa: o bolso! Sim, porque o deus dessa turma é o dinheiro.

Então, como Bispo da Igreja, eu exorto vivamente aos cristãos: neste Natal, proclame seu amor, sua fé, seu respeito em relação a Nosso Senhor Jesus Cristo; mostre que seu amor por Ele é real e ativo: cancele a assinatura da Netflix e lá, no menu apropriado, explique o motivo: “desrespeito por Jesus Cristo”, “desrespeito pelo cristianismo”, etc. Se você realmente crê e ama ao Senhor, não há outra atitude a tomar... É só se perguntar: E se fosse comigo? Se fosse com alguém a quem eu amo? Você ama realmente o Senhor? Nele crê?
Este cancelamento é uma interessante prova do quanto Cristo é ou não Alguém realmente significativo na sua vida!

Se você não acredita que Jesus seja o Cristo de Deus, mas é um cidadão sensato, uma pessoa de bem, de visão ampla, reflita um pouco: para onde vai uma sociedade que desrespeita a religião e a sensibilidade das pessoas? Como construiremos um espaço de tolerância e respeito deste modo? É positivo zombar dos valores religiosos caros à grande maioria de uma sociedade, divertir-se fazendo chacota com realidades que são sagradas para muitos? A Netflix tinha o direito moral de fazê-lo? Se você acha isto um erro grave, peço-lhe que, mesmo não sendo crente, também cancele sua assinatura, em nome da saúde da nossa sociedade e da boa convivência entre os brasileiros! Cancele e diga o motivo: “falta de respeito pela religião dos demais”...

Não devemos nunca permitir que se desrespeite os valores e legítimos sentimentos religiosos ou morais das pessoas, sejam a que religião pertençam... Vivemos num mundo de intolerância; somente o respeito gera compreensão e tolerância.

Era isto que desejava partilhar. E também minha alegria imensa de, num um pequeno gesto, ter dado um humilde sinal de amor pelo meu querido Jesus Cristo, como um presente a Nosso Senhor. Nunca esqueça: “Deus amou tanto o mundo que entregou o Seu Filho único”... (Jo 3,16) Escarnecê-Lo deveria sempre tocar profundamente todo cristão que preze este nome de discípulo do Salvador...


*   *   *


Não preciso dizer que já cancelei minha assinatura (na realidade, já há havia cancelado há alguns meses). E você, leitor?

P.S.: Ao cancelar e parar de financiar essa empresa que patrocina blasfêmias e o vilipêndio a religião, e que promove a agenda anticristã que assola os nossos dias, de todas as formas que pode (impulsionando pautas como aborto, feminismo e a agenda LGBT), lembre-se de especificar, no campo que pergunta a razão do cancelamento, que o motivo é a exibição deste lixo blasfemo e criminoso do Porta dos Fundos.

** Inscreva-se para o Curso de Teologia FLSP **

P.S. 2: Lembremo-nos que, não faz muito tempo, a mesma Netflix se posicionou como verdadeira militante abortista, chegando a apresentar um recurso contra a Georgia (EUA) pelo fato de ter sido aprovada, naquele Estado, a lei anti-aborto (foi nessa ocasião que cancelei a minha assinatura).

__________
Ancoradouro, 'Cancela Netflix' ganha reforço de Bispo, em:
http://blogs.opovo.com.br/ancoradouro/2019/12/07/cancela-netflix-ganha-reforco-de-bispo/

4 comentários:

  1. E por falar em Netflix, alguém já viu o filme os dois papas? se eles são filmes que de fatos corroboram com a realidade ou só é mais uma filme para atacar a Igreja Católica?.

    Quanto a cancelar a netflix, apoio totalmente, e eu que já não tinha assinatura dela agora mesmo é que não farei nunca.

    Sidnei.

    ResponderExcluir
  2. Ja cancelei a minha assinatura com a Netflix,e você que está aqui agora, lendo asta postagem, se você é cristão e ama o nosso
    Deus com todo o seu coração, com toda sua alma, cancela a sua assinatura da Netflix também

    Delto

    ResponderExcluir
  3. Só tenho uma curiosidade: o que o bispo assistia antes na Netflix? Eles tem algum filme adequado? Acho que ele cancelou tarde.

    ResponderExcluir
  4. A paz de Nosso Senhor Jesus Cristo,

    Boa noite, caros irmãos,

    Essa troupe do mal "backdoor, porta dos fundos", deve ser banida da mídia, ou deveria, se esse fosse um país sério ( sim, o atual governo conservador tem buscado mudar a mentalidade da sociedade, mas isso leva algum tempo...), não se pode permitir que sob o falso pretexto de "liberdade de Expressão", artistas, pessoas públicas, ataquem a religião das pessoas. Nós católicos devemos condenar com ênfase essas heresias cometidas por pessoas que, tenho a certeza, foram batizadas quando bebês ainda e agora, cometem blasfêmia.

    Um dos integrantes do tal "porta dos fundos", tem programa de entrevista na tevê e faz peças publicitárias de um curso de inglês à distância.

    A Netflix também deve ser responsabilizada, claro. Seguimos aguardando um posicionamento mais preciso, efetivo, claro, da CNBB.

    Lembro que tem pouco tempo, um outro "comediante", declaradamente gay ( que tem um personagem feminino, uma mãe, que já gerou algumas sequencias cinematográficas), disse publicamente que se Jesus estivesse hoje aqui, iria em um show de "cantor" que se apresenta como mulher e está em todo o tipo de evento televisivo, sempre aclamado como excelente "cantora" e exemplo, pasmem, de "beleza feminina".

    Roguemos à Santíssima Trindade que interceda nesse momento difícil que os cristãos têm passado.

    Rezemos também à Santíssima Mãe de Jesus, Maria. Que ela interceda por nós junto ao seu Amado Filho.

    A paz de Jesus Cristo.

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir