30 de Setembro, Dia de São Jerônimo, Dia da Bíblia


NESTE ÚLTIMO dia do mês que a Igreja dedica à Sagrada Bíblia, à Exaltação da Santa Cruz, à Natividade, ao Santo nome de Maria e suas Dores, celebramos a memória do grande tradutor e exegeta das Sagradas Escrituras: São Jerônimo, presbítero e Doutor da Igreja.

Eusébio Sofrônio Jerônimo (Eusebius Sophronius Hieronymus) nascido na Dalmácia por volta do ano 340, tornou-se conhecido como escritor, filósofo, teólogo, retórico, gramático, dialético, historiador, exegeta e doutor. Com posse da herança dos pais, foi realizar sua vocação de ardoroso estudioso em Roma.

Na “Cidade Eterna”, Jerônimo aproveitou para visitar as Catacumbas, onde contemplava as capelas e se esforçava para decifrar os escritos nos túmulos dos mártires. Nessa cidade, teve um sonho determinante para a sua conversão: neste, ele se apresentava como cristão e era repreendido pelo próprio Cristo por estar faltando com a verdade (pois ainda não havia abraçado o estudo das Sagradas Escrituras, mas somente o dos escritos pagãos). No fim de sua permanência em Roma, foi batizado, com a idade de 18 anos, apesar de ter sido educado na fé cristã desde pequeno.

Iniciou então seus estudos teológicos e decidiu lançar-se numa peregrinação à Terra Santa, mas foi impedido por uma prolongada enfermidade que o obrigou a permanecer em Antioquia, onde prosseguiu com seus estudos. Enfastiado do mundo e desejoso de quietude e penitência, retirou-se para o deserto de Cálcida, com o propósito de seguir a vida eremítica.

Ordenado sacerdote em 379, retirou-se para estudar, a fim de responder com a ajuda da literatura às necessidades da época. Tendo estudado as línguas originais das Escrituras para melhor compreendê-las, Jerônimo pôde, a pedido do Papa Dâmaso, traduzir com precisão os Livros da Bíblia para o latim (língua oficial da Igreja na época), tradução que recebeu o nome de Vulgata. Serviu como secretário papal, tornando-se figura muito popular até a morte de Dâmaso.

Assim, com alegria e dedicação sem igual, Jerônimo se empenhou no avanço da Igreja universal. Foi amigo de outros grandes santos e Doutores da Igreja, como São Gregório Nanzianzeno e Santo Agostinho.

No ano de 386, saiu de Roma e seguiu como peregrino, afinal, à Terra Santa, a Belém, onde permaneceu como monge penitente e estudioso, convivendo com Santa Paula, Santo Eustáquio e outros. Pregou o Evangelho na Palestina e no Egito. Continuou devotando sua vida aos propósitos escolares, revisando traduções das Sagradas Escrituras e combatendo as heresias até o fim de sua vida neste mundo, que se deu no ano 420, aos 30 de setembro, quando tinha praticamente 80 anos de idade.

A Igreja declarou-o padroeiro de todos os que se dedicam ao estudo das Escrituras e fixou o “Dia da Bíblia” no mês do seu aniversário de morte, ou melhor, no dia de sua posse da grande promessa bíblica: a Vida Eterna.


Uma famosa lenda, imortalizada na obra Vita Divi Hieronymi, dá
conta de que S. Jerônimo teria amansado e domesticado um leão
no monastério de Jerusalém

Resumo da obra histórica e hagiográfica:

"Chronicon" ('Temporum Liber');

"De Viris Illustribus";

"Vita Pauli monachi";

"Vitae Patrum" ('Vita Pauli Primi Eremitae');

"Vita Malchi Monachi Captivi";

"Vita Hilarionis";

"Ad Heliodorum de Laude Vitae Solitariae";

"Ad Eustochium de Custodia Virginitatis";

"Ad Nepotianum de Vita Clericorum et Monachorum";

"Ad Paulinum de Studio Scripturarum";

"De Institutione Monachi";

"Ad Magnum de Scriptoribus Ecclesiasticis";

"Ad Laetam de Institutione Filiae";

"Adversus Jovinianum";

"Adversus Vigilancius";

"Contra Joannem Hierosolymitanum";

"Apologiae Contra Rufinum";

"Liber Tertius seu Ultima Responsio Adversus Scripta Rufini";

"Dialogus Contra Pelagianos".


______
Fontes/ref.:

• MORENO, Francisco. São Jerônimo – a Espiritualidade do Deserto, São Paulo: Loyola, 1986.

• WILLIAMS, Megan Hale. The Monk and the Book: Jerome and the Making of Christian Scholarship. Chicago: University of Chicago Press, 2006.

• "Santo do Dia – São Jerônimo presbítero e doutor da Igreja", disponível em
http://santo.cancaonova.com/santo/sao-jeronimo-presbitero-e-doutor-da-igreja/
Acesso 29/9/014

ofielcatolico.com.br

3 comentários:

  1. Em meus estudos bíblicos, tenho como referência o Catecismo, as obras dos Pais da Igreja (pretendo adquirir aos poucos a coleção de patrística da Paulus) e as introduções e notas de rodapé da Bíblia de Jerusalém.

    Porém, noto que existe uma grave carência de bons livros relacionados ao tema nas livrarias católicas. Muitos autores fazem uma leitura marxista da história da salvação, o que nos leva a uma concepção equivocada do real significado das sagradas letras.

    Henrique, quais obras e autores o senhor indica como referências para o estudo da Sagrada Escritura? Não falo dos documentos do Sagrado Magistério, que são fundamentais, evidentemente: me refiro a obras que tratem do contexto histórico no qual cada livro foi escrito, suas respectivas linguagens literárias, enfim, uma exegese segura, alinhada com o Sagrado Magistério.

    Peço o seu auxílio porque tenho tido sérias dificuldades neste campo. Se o senhor puder indicar uma relação de livros, seria de grande auxílio.

    Que Deus lhe pague.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é uma orientação muito fácil, Católico Romano. Tudo depende do enfoque que você pretende dar aos seus estudos, – se quer estudar como um leigo ou se aprofundar nos estudos acadêmicos. A leitura das obras acadêmicas via de regra é enfadonha, e embora mais aprofundada requer um sólido conhecimento prévio das matérias contempladas, sob pena de o estudante perder o interesse.

      Outra verdade desagradável é que a maioria das melhores obras não estão disponíveis, infelizmente, em língua portuguesa. De todo modo, posso lhe indicar uma pequena bibliografia básica, que você poderá adquirir e que com toda a certeza lhe fará crescer muito no conhecimento das Sagradas Escrituras, em consonância com a Sagrada Tradição e o Magistério da Igreja. Segue:

      • Provavelmente, para o estudo aprofundado das Sagradas Escrituras, a primeira coisa que você deverá fazer é adquirir a edição da Bíblia Sagrada da Universidade de Navarra, que contém o o texto latino, a tradução para o português a partir dos originais e comentários abalizados, por professores da Faculdade de Teologia daquela Universidade. São três volumes com o Novo Testamento, sendo que os preços não são baixos, porém se trata de um precioso investimento, – que lhe dará um retorno que não tem preço. – Você pode adquirir diretamente na página da editora Quadrante, endereço abaixo:

      http://www.quadrante.com.br/livrariavirtual.asp?cat=Sagradas_Escrituras

      • Nesta mesma página, recomendada acima, estão diversas outras excelentes obras para os seus estudos bíblicos (se puder, adquira todas: são todas muito bem recomendadas), com destaque para um livrinho despretensioso intitulado "Páginas Difíceis do Evangelho", do grande Dom Estevão Bettencourt, um pequeno manual que também lhe será muito útil.

      • "Curso Bíblico para Leigos – a Riqueza da Palavra de Deus: Antigo e Novo Testamento", pelo Pe. Antonio Rivero, LC, da editora Martyria, que você pode adquirir diretamente na página da editora:

      http://loja.cursoscatolicos.com.br/index.php

      • "O Evangelho de São Mateus - Cadernos de Estudo Bíblico", do célebre ex-ministro protestante Scott Hahn, em parceria com o Prof. Curtis Mitch, é outro livro altamente recomendado, que apresenta um profundo estudo do Evangelho segundo S. Mateus. Pode ser adquirido no endereço abaixo:

      http://www.ecclesiae.com.br/index.php?option=com_virtuemart&page=shop.product_details&flypage=flypage.tpl&product_id=3532&Itemid=53

      • "A Origem da Lista dos Livros Sagrados – O Cânon Bíblico", por Alessandro Lima. (ed. COMDEUS), outro que pode ser adquirido diretamente na editora:

      http://www.livrariacomdeus.com.br/o-canon-biblico-p38

      • "O Deus dos Indo-europeus: Zeus e a Proto-religião dos Indo-europeus", de João Evangelista Martins Terra (Loyola)

      • "Os Mistérios da Vida de Jesus", de João Evangelista Martins Terra (Ave-Maria)

      Deixo também uma lista das editoras que publicam obras alinhadas com a Tradição da Igreja:

      • Edições Cristo Rei

      • Editora e Cursos Martyria

      • Editora Ecclesiae

      • Editora Oratório

      • Editora Permanência

      • Editora Quadrante

      • Editora Cleofas


      Esperando ter ajudado, na Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. Prezado Henrique Sebastião, obrigado pelas recomendações. Dei início à formação de uma biblioteca católica, cobrindo os temas fundamentais, e recorri ao senhor a fim de obter algumas sugestões.

      Com exceção das editoras Martyria e Oratório, já visitei as páginas de todas as demais editoras, e tenho pelo menos um livro de cada uma (com exceção da Permanência, que tenho certo receio devido às ideias defendidas por este grupo).

      Novamente, meus sinceros agradecimentos por sua solicitude.

      Uma última pergunta: o que o senhor acha dos cursos da Mater Ecclesiae?

      Pax

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail