Bienal "de Artes" de São Paulo ofende para chamar a atenção

Do semanário "O São Paulo"



DOS CERCA DE 80 “trabalhos” em exposição na 31ª Bienal de Artes de São Paulo, dez têm a Religião como tema. O leitor deve pensar que o visitante irá encontrar belas esculturas, gravuras e quadros de Jesus Cristo, da Virgem Maria e dos Santos. Afinal, quando se pensa no legado da presença da Religião na Arte, facilmente vem à nossa memória o Juízo Final, a Pietá ou o Moisés de Michelangelo; a Santa Ceia de Da Vinci; a Madonna de Botticelli e inúmeras outras obras inegavelmente belas. Ledo engano. O objetivo das “obras de arte” da exposição é chocar, ofender, vilipendiar e blasfemar. – E o faz, tudo sob o beneplácito do Estado e patrocinada com o meu e o seu dinheiro. Triste é a democracia, quando a uma pequena elite intelectual é dada a voz e  todo o poder, em detrimento dos anseios e dos princípios da população; – que é forçada a financiar e aturar a tudo o que lhe afronta e ofende.

Demonstração gratuita de intolerância religiosa e flagrante desrespeito à esmagadora maioria da população brasileira que crê em Deus. – O lixo travestido com o sublime substantivo da arte é despejado ante os olhos de todos sob as mais diversas formas: uma escultura da Virgem Maria coberta de baratas e escorpiões; uma instalação com Cristo retratado como transexual; um quadro com Nossa Senhora barbada; a Santa Ceia dentro de uma frigideira, para ser fritada, e uma imagem de Nossa Senhora prestes a ser triturada por um ralador de cozinha. Outra instalação, chamada “Espaço para Abortar”, inclui vários “úteros” gigantes. O objetivo é que as mulheres entrem neles e gravem testemunhos de suas experiências, no intuito de advogar a legalização do aborto no Brasil. – Algo que, mais uma vez, a maioria dos cidadãos já deixou mais do que claro que não admite.


Crianças do ensino fundamental em visita à Bienal

Choca ainda mais pensar que a visita à Bienal é programa quase obrigatório para crianças que estudam nas escolas da cidade e que, incautas, são expostas a esse tipo de ofensa à sua Fé e à Moral, bem como ao desejo de seus pais.

Se a Igreja se manifesta contra esse tipo de agressão vulgar e gratuita, imediatamente se transforma de vítima em vilã. Os irresponsáveis autores desse tipo de manifestação “artística” são hábeis em posar como vítimas do obscurantismo.

Benjamin Seroussi
O curador associado da Bienal, Benjamin Seroussi (foto), disse que o objetivo dessa baixaria é "provocar a reflexão": argumento fácil e pronto na boca de todo adversário da fé e da moral cristãs. Não, senhor Seroussi, o real objetivo é chocar para obter, através da bizarrice, atenção para a Bienal. Algo que a qualidade desses "artistas" não seria capaz.

Arte autêntica remete, sim, à reflexão; mas aquela que evoca os sentimentos nobres, remete ao inefável. Arte digna desse nome faz com que o observador se conecte com o transcendente, realidade essa que a Bienal menospreza.

Comentário do Fiel Católico: no ano 2010, três urubus foram mantidos confinados, na mesma Bienal de São Paulo, numa instalação do "artista" Nuno Ramos. O espaço central do pavilhão foi cercado com telas de proteção e equipado com alto-falantes e simulacros de túmulos, que serviam de “poleiro” aos urubus, que tiveram que permanecer de setembro a dezembro confinados neste ambiente desconfortável. Tal "obra" provocou indignação e uma grande onda de protestos de diversas entidades protetoras dos animais, – não sem razão, diga-se de passagem: o maltrato aos animais nada tem a ver com arte. – Mas agora, que a nossa fé e os nossos símbolos sagrados são vilipendiados, e o desrespeito e o sacrilégio são apresentados às nossas crianças como se fosse "arte", quem é que se mostra indignado? Quem manifesta publicamente o seu repúdio?

Mais uma vez, assim como aconteceu durante a Paixão de Nosso Senhor, a maioria daqueles que o seguiam, em busca de suas palavras e de seus milagres, quando a situação ficou feia, simplesmente se omitiram. Ao lado do Cristo, junto com sua mãe, ficou apenas aquele que o amava especialmente, e que reclinou a cabeça sobre seu peito durante a última Ceia. Que tipo de seguidor de Jesus você é?

____
Fonte:
Editorial (adaptado) do Semanário "O São Paulo", órgão da Arquidiocese de São Paulo, ed. 3021, 1 a 7 de outubro/014, disponível em

http://arquidiocesedesaopaulo.pucsp.br/3021
Acesso 7/10/014
ofielcatolico.com.br

13 comentários:

  1. Para mim, Satanás está solto. Não sei bem o que isso significa, mas os sinais são muitos, muitos.

    ResponderExcluir
  2. Que a Igreja possa reagir com amor por essas almas, sem jamais deixar de falar o absurdo que são essas ações. Esses agressores apenas tem deixado claro o que é a filosofia deste mundo, afastada da Verdade de Cristo e portanto blasfema, demoníaca e violenta. Em momentos como esse, fica evidente a diferença entre a Igreja e o Mundo. Oremos para que estes pecados não sejam postos em conta desses blasfemos, como disse Cristo ao ser crucificado.

    ResponderExcluir
  3. Acho interessante que o intuito dessa exposição seja provocar a reflexão, pois os organizadores, se continuarem desse jeito, terão literalmente uma eternidade para refletirem sobre suas obras e, já que gostam tanto do aborto, vão desejar não terem nem nascido. A paz de NSJC!

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente, ninguém tem o direito de tirar a vida de alguém em qualquer situação. Quem o fizer estará contrariando o quarto mandamento, " Não Matarás".
    A mãe que autoriza o aborto, o carrasco do médico e todos os colaboradores desta carnificina são ASSASSINOS!
    O sangue destes inocentes clama por justiça no Céu.
    Antonio.

    ResponderExcluir
  5. Uma afronta aos que tem e professam sua fé. Até quando ficaremos parados. Misericórdia Senhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até quando ficaremos parados? Sim, esta é a pergunta. E cabe a cada um de nós responder, não em palavras, mas por nossos atos. Unamo-nos, protestemos, manifestemos nossa indignação e deixemos claro que não vamos admitir que estes crimes se tornem banalidades.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  6. Fora da Arte Sacra não há salvação

    ResponderExcluir
  7. É um acinte! A Igreja é sempre a atacada e vilipendiada. É uma intimidação clara. Engraçado que se fosse com a macumba a patrulha politicamente correta logo se agitaria. Isso é um lixo dos mais aviltantes. Nós católicos temos que repudiar isso e exigirmos respeito, colocá-los nos seus respectivos lugares, esses ridículos degenerados que usam do dinheiro do povo que o maldito estado patrocina. Não basta zombarem da nossa fé, querem também nos criminalizar por professarmos a mesma. Não prevalecerão!

    ResponderExcluir
  8. Se formos realizar uma pequeníssima investigação nessa maldita Bienal, veremos logo de inicio que seus organizadores estão ligadíssimos aos movimentos IMORAIS (LGBT, ABORTISTAS, LEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO, CATÓLICAS PELO DIDEITO DE DECIDIREM, ETC) geridos e sustentados pelo PARTIDO DO GOVERNO FEDERAL (PGF) e financiados com o dinheiro dos nossos impostos, que no meu caso e de muitos brasileiros, já vêm descontados na fonte pagadora.
    É preciso que nós fieis católicos criemos muita vergonha na cara e tenhamos coragem para dizer “FORA DILMA E LEVE SEU PARTIDO CORRUPTO E PROSTITUIDO PARA OS QUINTOS DOS INFERNOS” no segundo turno das eleições.
    Salve Maria, Mãe do Nosso Senhor Jesus Cristo e Mãe Nossa!
    Que Deus nos livre das garras corruptas do PT!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André, conte com meu voto para mudarmos a direção política de nosso país.

      Excluir
    2. Também com o meu voto e com a minha militância. Não tenho a menor simpatia para com o PSDB e nem para com o seu candidato, mas não há nenhuma dúvida de que, enquanto cristãos, estamos agora diante da obrigação de optar pelo "menos ruim". Se Aécio é ruim, o PT é infinitamente pior, não só pelo seu plano de governo como pelo seu mofado ideário ateu e marxista. Mais ainda, pela sua luta declarada contra a moral e os valores cristãos.

      Falo por mim, Henrique Sebastião.

      Excluir
  9. Misericórdia estou chocada o que li e vi sobre essa bienal do demônio! O que estão esperando pra entrar la e quebrar tudo e depois a cara desse infeliz que teve essa ideia!! Que o Senhor tennha pena da sua alma!

    ResponderExcluir
  10. POR ONDE ANDA A CNBB?
    O pior que todas essas blasfêmias ao Senhor Deus estariam sendo patrocinadas, senão ao todo ou em parte à omissão de repudio a ela de nossas mais altas autoridades eclesiásticas, também à imensa maioria dos cristãos silentes, em similares condições; aqueles, como a CNBB, deveriam estar a essas horas nos púlpitos das redes católicas denunciando num coro geral essas afrontas à fé cristã, conclamando os cristãos a reprovarem e não comparecerem a essa exposição blasfema sob os disfarces de exposição cultural e outros eufemismos.
    A coisa está assim:
    Em O DOMINGO da Editora (Socialista) Paulus, dia 21/12/14 no EVANGELIZAÇÃO E COMUNICAÇÃO de D Claudio Hummes, ao final escreveu: “Nosso amado papa Francisco procura guiar-nos por esse caminho de uma Igreja que não é autorreferencial, não é indiferente, não se fecha entre muros, mas é pobre e aberta, ama, constrói pontes, vai ao encontro das pessoas, aproxima-se e se torna companheira de viagem, com misericórdia, autodoação, perdão, diálogo, compreensão, compaixão, ternura e solidariedade. Assim, o Espírito Santo reformará e renovará e de verdade, a Igreja”.
    Viram? O espírito santo de D Claudio nem exige atitude pessoal alguma - basta seguir o acima - como arrependimento, pedido de perdão, conversão e nem ainda propósito de emenda, alienando e relativizando as pessoas, dando chances a mais Bienais infernais e a outros “Eventos Culturais” como acima!

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail