O Poder de Deus não está em liquidação


PARA NÓS, crentes em Cristo Jesus, Nosso Senhor, o milagre é uma realidade objetiva. Deus intervém, sim, de modos extraordinários neste mundo temporal, inclusive fisicamente. – Mas não o faz quando nós queremos ou determinamos. Absolutamente nenhum de nós, seres humanos, tem o poder ou a capacidade de garantir dia, hora e lugar em que Deus vai se manifestar miraculosamente. Pretender fazê-lo é brincar com Deus.

Como vemos nas imagens abaixo, porém, hoje há "pastor" marcando hora até para "milagre" contra queda de cabelo!







Jesus fez muitos milagres, mas se negou a realizá-los quando gente maldosa quis usá-los para seus próprios interesses. E o mesmo fizeram os seus apóstolos, que foram severos contra os aproveitadores da fé. Todo autêntico milagre pertence a Deus, e não pode ser concedido por meio de quem pensa que pode se aproveitar da fé de pessoas ingênuas. Os milagres são para quem realmente precisa deles e busca a Verdade, com pureza de coração e alma. Não é para falsos pregadores se exibirem em verdadeiros shows anunciados.

Infelizmente, em nossos dias, são muitos os pregadores que se exibem por meio do que chamam de "milagres", que geralmente se revelam falsos. O Cristo nos preveniu contra esse tipo de gente que brinca com profecias, visões, milagres e poderes, exibindo seus supostos dotes de taumaturgos, videntes e/ou exorcistas. – Hoje, com a liberalidade na concessão de canais e horários de TV, feita indiscriminadamente, a enganação cresceu muitíssimo. Nessas sessões de "milagres" com hora marcada, já se viram falsos profetas expulsando o demônio até de unha encravada(!)...

O fato é que temos agora muitos "pastores", "profetas", missionários e até "apóstolos" dizendo que viram o que não viram, que realizaram prodígios para os quais não existe nenhuma testemunha confiável, milagres que não foram milagres. Muitos anunciaram depressa demais seus "milagres" e apareceram muito facilmente na mídia como homens e mulheres "de poder". Ainda pior, há gente demais crendo neles, dizendo que sentiu o que não sentiu, que viu o que não viu, anunciando curas imaginárias (de sintomas de doenças que, uma vez passada a euforia inicial, logo retornam). Algum tempo depois, revela-se o engano e o embuste. Mas nos casos de fraude comprovados, os envolvidos nunca vêm a público para pedir desculpas; ao contrário, via de regra prosseguem enganando. Infelizmente, gente simples e desprevenida, que até parece que pede para ser enganada (seja por desespero, cobiça, mera curiosidade ou outro motivo), é material que nunca faltou neste mundo e que também não falta em nossos dias.

Milagres, profecias e revelações são coisas sérias. Cuidado com quem diz que "Deus lhe falou", que lhe curou, que lhe revelou alguma coisa. Fique atento. Mantenha-se em oração e fiel à Igreja de Cristo; procure orientação confiável, suplique o Auxílio sempre infalível de Nosso Senhor Jesus Cristo; não seja ingênuo, fuja à tentação de receber favores divinos especiais para a sua vida, mantenha a humildade. São numerosas matilhas de lobos vorazes a rondarem o rebanho do Senhor, e não cessam de se multiplicar.
www.ofielcatolico.com.br

11 comentários:

  1. Graça e Paz!

    Me chama a atenção que muitas dessas igrejas são presididas por "apóstolos". Li algumas das ideias deles e me assustei. Muito do que eles pregam não pode ser dito cristão. Os protestantes tem até vergonha de serem confundidos com alguns desses aí.
    Obrigado por postagens como essa!

    ResponderExcluir
  2. Detalhes sobre o pedido de Putin para que a Rússia fosse consagrada ao Sagrado Coração de Maria, e muito mais...

    http://libertoprometheo.blogspot.com.br/2015/01/detalhes-sobre-o-pedido-de-putin-para.html

    ResponderExcluir
  3. O cerne do crescimento dessas seitas está na isenção tributária do Dízimo ! Edir Macedo, quando vislumbrou um modo de enriquecer-se com essa brecha, desencadeou, como num efeito dominó, a ambição pelo ganho de dinheiro fácil e isento de tributação, manipulando o Livro Sagrado usando o poder de persuasão sobre os incultos e apedeutas, valendo-se do têrmo dízimo ! Tanto é, que sua Santidade, o Papa Bento XI ouve por bem extinguir êsse têrmo, para substituí-lo por !" Colaborar com as necessidades da Igreja de Acordo com Suas Possibilidades " e muitos sacerdotes católicos não enxergam o não querem enxergar isso, não abrindo mão desse modo mais fácil de angariar dinheiro, infelizmente !
    Vejam (2,Cor 9,7) :, acessando: http://www.genizahvirtual.com/2014/02/desembargador-quer-acabar-com-farra.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vagner I. Vergani / Ana Maria P. Vergani - ADVOGADOS 17 de janeiro de 2015 17:34
      O cerne do crescimento dessas seitas está na isenção tributária do Dízimo ! Edir Macedo, quando vislumbrou um modo de enriquecer-se com essa brecha, desencadeou, como num efeito dominó, a ambição pelo ganho de DINHEIRO FÁCIL e isento de tributação, manipulando o Livro Sagrado usando o poder de persuasão sobre os incultos e apedeutas, valendo-se do têrmo dízimo ! Tanto é, que sua Santidade, o Papa Bento XVI ouve por bem extinguir êsse têrmo, para substituí-lo por : " Colaborar com as necessidades da Igreja de Acordo com Suas Possibilidades " e muitos sacerdotes católicos não enxergam o não querem enxergar isso, não abrindo mão desse modo mais fácil de angariar dinheiro, infelizmente !
      Vejam (2,Cor 9,7) acessando: http://www.genizahvirtual.com/2014/02/desembargador-quer-acabar-com-farra.html

      Excluir
  4. A humanidade nunca teve tanta seita como tem hoje, nunca teve tanta heresia e apostasia como no nosso tempor, por isso precisamos rezar, pedindo a Deus que nos ilumine, nos proteja e nos santifique.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro José Osivan, irmão em Cristo Jesus!
      Muito cuidado! O nobre irmão usou de termos hostis em falar de pessoas aproveitadoras da fé (citadas pelo nosso professor Henrique Sebastião neste post), chamando-as de heréticas e apóstatas. Não meu irmão! Tenha palavras mais amorosa e carismática para com estas pessoas, nunca as trate com estes termos pejorativos. É assim que deve proceder um fiel católico. É assim que um amoroso frequentador deste Apostolado deseja que os detratores da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, sejam tratados, KKKKK!!!!!
      Que Deus te mantenha com este verdadeiro propósito de sempre defender as verdades cristãs Católicas, com muita garra e sem medo.
      Salve Maria!



      Excluir
    2. CARLA FAIS DEMATTE11 de outubro de 2015 21:41

      AMÉM!!!!!!!!QUE NOSSA SENHORA NOS PROTEJA, NOSSO SENHOR JESUS CRISTO NOS AFASTE DE TODO O MAL !

      Excluir
  5. Querido Henrique Sebastião, irmão em Cristo Jesus!
    É muito lamentável o que se passa hoje no mundo chamado cristão.
    Dentro do islamismo se tem o seguimento do mal e dentro do cristianismo temos estes seguimentos horrendos, que fazem um mal danado aos seus seguidores, pessoas simples desejosas por vantagens pecuniárias milionárias, milagres, e que muitas vezes são enganados por “pastores” que se apodera dos seus bens e do pouco dinheiro que têm.
    Conheço amigos que caíram no “conto do pastô”, e que hoje estão sofrendo as amarguras da vida, por terem perdido suas casas, automóveis e outros bens, e o pior, seu casamento, em troca de supostos mirabolantes milagres.
    Mas tudo isto ainda se pode recuperar. É recuperável!
    Mas, quando se trata de um órgão sexual, torna-se irrecuperável. É isto mesmo, um órgão sexual. Hilariantemente Explico:
    Certa feita no interior paulista, segundo um amigo conhecedor do caso, um seguidor de uma seita “evangélica” cortou seu próprio órgão sexual (pênis), por ter se separado da sua esposa e não poder mais ter relações sexuais com outra mulher, alegando está na Bíblia (ao pé da letra) e seguindo orientações exegéticas do seu “pastô”. (sic)
    Quando Jesus Cristo fala sobre o adultério e escândalo no Evangelho segundo São Mateus 5, 27-30, adverte: “(...) E se tua mão direita é para ti causa de queda, corta-a e lança-a longe de ti, porque te é preferível perder-se um só dos teus membros, a que o teu corpo inteiro seja atirado na Geena”. No texto relacionado no Evangelho segundo São Marcos, Jesus cita mais membros, mas, todos em dobro no corpo humano.
    Jesus não estava falando de mutilação corporal, Ele estava falando de amputação espiritual e livrar dos ídolos.
    Se não bastasse: “Não compreendeis que tudo o que entra pela boca vai ao ventre e depois é lançado num lugar secreto? Ao contrário, aquilo que sai da boca provém do coração, e é isso o que mancha o homem. Porque é do coração que provêm os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as impurezas, os furtos, os falsos testemunhos, as calúnias” (São Mateus 15, 17-19). Na mesma linha exegética o “pastô” orienta que é preferível ao seu seguidor costurar a própria boca, para que não saia algo que manche o homem.
    É difícil de acredita!
    Ai eu pergunto: Como foi o tratamento do Nosso Senhor Jesus Cristo com esta estirpe de gente da Sua época? Foi um tratamento amoroso ou hostil (se é que podemos classificar dessa forma)? - “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Pagais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e desprezais os preceitos mais importantes da lei: a justiça, a misericórdia, a fidelidade. Eis o que era preciso praticar em primeiro lugar, sem contudo deixar o restante. Guias cegos! Filtrais um mosquito e engolis um camelo. Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Limpais por fora o copo e o prato e por dentro estais cheios de roubo e de intemperança. Fariseu cego! Limpa primeiro o interior do copo e do prato, para que também o que está fora fique limpo. Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas! Sois semelhantes aos sepulcros caiados: por fora parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos, de cadáveres e de toda espécie de podridão. Assim também vós: por fora pareceis justos aos olhos dos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniquidade”. (S Mat 23, 25-29). E mais: “Porque não há nada oculto que não venha a descobrir-se, e nada há escondido que não venha a ser conhecido”. (S, Lc 21, 2).

    Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
    Seja Louvado e defendido para todo sempre!







    ResponderExcluir
  6. Aqui também onde moro ha mais ou menos 20 anos atrás um protestante cortou seu próprio membro genital após ter sido flagrado em adultério com uma amiga de sua esposa! Interpretou a Bíblia ao pé da letra e cheio de culpa tentou cortar o mal pela raiz! Mas para sua sorte o médico que o socorreu através de uma cirurgia, conseguiu salvar o penis dele ja que o corte que ele fez em si próprio não foi tão profundo! A mulher o perdoou da traição e hoje ele é pai de três filhos ja adultos. Abandonou a seita evangélica que fazia parte e há anos eh praticante do kadecismo apesar de sua mãe muito católica ter tentado a todo custo o trazer de volta a santa Igreja católica, ela mesmo falou que hoje em dia está mais tranquila pois na época que ele era protestante havia muito conflito entre os dois pelo simples motivo de ela e seu finado marido e os outros filhos serem fiéis a Santa Igreja católica. Depois que ele deixou a seita, acabaram-se os conflitos e apesar de ele por influência do médico que o operou ter se tornado kardecista, mesmo assim toda a sua família ainda hoje reza para que ele volte ao seio da Santa Igreja de Cristo.

    ResponderExcluir
  7. É uma vergonha para os cristãos evangélicos este "mercado" da fé... mas acreditem não vejo isso como algo novo... Religião (seja ela Católica Apostólica Romana, ou protestante de qualquer denominação) não é coisa de gente malandra... é coisa de gente, pena que tem muito malandro também...

    Em nossa igreja (aqui em Campinas) não existem campanhas mesmo porque não existe base bíblica para elas, não existe envelope de votos ou específicos para oferta mensais, semanais ou periódicas... nem o proprio dízimo (que é biblico) é exigido de forma contundente... nunca expomos aos irmãos valores das nossas necessidades ou das contas que devemos pagar ou quando... entendemos que se for da vontade de Deus, nosso trabalho continua sem precisar constranger ninguém a pagar ou "cooperar"...

    Mas como eu estava dizendo, não é algo novo... Jesus quando virou as mesas dos cambistas não estava preocupado unicamente com o comércio no atrio do templo... o comercio de animais para ofertas sempre existiu, desde a criação da norma lá em Moisés... quando o cidadão morava muito longe do templo, ele deveria vender os animais que seriam ofertados e com o dinheiro, comprar outros em Jerusalem para poder oferecer ao Senhor... o caso aqui é que havia um protocolo... criar o animal, alimentar, cuidar dele durante um ano para poder sacrificá-lo... mas como o povo percebeu que bastava comprar o animal na entrada do templo... o cuidado com a oferta deixou de existir, passou a ser apenas para aparencia... aliás o é que Deus quer mais de mim... estou entregando o animal que ele pediu, não estou?

    Vender bençãos, milagres, e afins, infelizmente tem ocorrido desde a organização da igreja fosse na primitiva com a facilitação das ofertas... ocorreu infelizmente com a Igreja Católica Romana com a venda das indulgencias até 1567, quando o papa São Pio V proibiu a venda....

    Mas fica uma questão... porque alguém paga algo para igreja? para receber sua benção... alguém quer ser cristão de verdade? seguir Cristo de verdade? ou estão acreditando que basta pagar um voto e Cristo agora está obrigado a cumprir o que foi negociado?

    Precisamos de uma reforma entre os crentes...

    Abraços a todos

    Andre Luis

    ResponderExcluir
  8. Respostas

    Vagner I. Vergani / Ana Maria P. Vergani - ADVOGADOS17 de janeiro de 2015 17:40
    Vagner I. Vergani / Ana Maria P. Vergani - ADVOGADOS 17 de janeiro de 2015 17:34
    O cerne do crescimento dessas seitas está na isenção tributária do Dízimo ! Edir Macedo, quando vislumbrou um modo de enriquecer-se com essa brecha, desencadeou, como num efeito dominó, a ambição pelo ganho de DINHEIRO FÁCIL e isento de tributação, manipulando o Livro Sagrado usando o poder de persuasão sobre os incultos e apedeutas, valendo-se do têrmo dízimo ! Tanto é, que sua Santidade, o Papa Bento XVI houve por bem extinguir êsse têrmo, para substituí-lo por : " Colaborar com as necessidades da Igreja de Acordo com Suas Possibilidades " e muitos sacerdotes católicos não enxergam ou não querem enxergar isso, não abrindo mão desse modo mais fácil de angariar dinheiro, infelizmente !
    Vejam (2,Cor 9,7) acessando: http://www.genizahvirtual.com/2014/02/desembargador-quer-acabar-com-farra.html

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail