Apoiamos o Programa Escola Sem Partido




Por Henrique Rodrigues Martins

ESTÁ EM TRAMITAÇÃO no Senado um projeto de lei que tem fundamental importância para a fé cristã, o qual dispõe sobre a inclusão, entre as diretrizes e bases da educação nacional, o "Programa Escola sem Partido" – nos vídeos acima, deputados comentam o assunto.

Falando de modo resumido, importa dizer que a aprovação deste projeto é de extrema importância para toda a família católica, principalmente porque propõe, no seu Art. 4º que "As escolas confessionais e também as particulares cujas práticas educativas sejam orientadas por concepções, princípios e valores morais, religiosos ou ideológicos, deverão obter dos pais ou responsáveis pelos estudantes, no ato da matrícula, autorização expressa para a veiculação de conteúdos identificados com os referidos princípios, valores e concepções" e no seu art. 5º § I "não se aproveitará da audiência cativa dos alunos, para promover os seus próprios interesses, opiniões, concepções ou preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias", bem como faz as escolas e universidades a divulgar que "é direito dos pais que seus filhos recebam a educação religiosa e moral que esteja de acordo com as suas próprias convicções", art. 5º § V.

ONGS, sindicatos e partidos políticos estão lutando contra o referido projeto e precisamos muito do apoio de toda a família católica neste momento. Caríssimo leitor, acesse o link abaixo para a consulta pública na página do Senado e, se possível, vote a favor do programa (para votar é necessário um rápido cadastro, mas os adversários da Igreja não têm preguiça e estão votando maciçamente). Vamos mostrar que existimos, somos maioria e exigimos que nossos governantes, cujos salários pagamos, cumpram a nossa vontade soberana:

https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=125666


O vídeo abaixo reúne uma pequena coletânea com amostras flagrantes do que vem acontecendo em nossas salas de aula. É o desmantelamento definitivo do argumento de que o Escola Sem Partido teria por objetivo "amordaçar" os professores, já que supostamente não existiria doutrinação alguma e sim o incentivo à formação de opinião crítica, etc.


www.ofielcatolico.com.br

6 comentários:

  1. Segue link para a consulta publica na página do Senado, para votar é necessário um rápido cadastro:

    https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=125666

    ResponderExcluir
  2. Charlatanismo ateu no Brasil tem nome: Leandro Karnal.
    Veja Link: https://www.youtube.com/watch?v=4y4WCGcd0TE

    ResponderExcluir
  3. OS COMUNISTAS, SENDO MATERIAL-ATEÍSTAS NECESSITAM PARA DOMINAREM A SOCIEDADE desse e mais projetos de perverterem as mentes infantis desde a mais tenra idade para obter a alienação geral e faz parte dos 10 mandamentos dos comunistas o qual é o DECÁLOGO DE LÊNIN, cujo 1º mandamento é: ” CORROMPA A JUVENTUDE E DÊ-LHE TODA LIBERDADE SEXUAL” e no 9º mandamento “CONTRIBUA PARA A DERROCADA DOS VALORES MORAIS, DA HONESTIDADE, DA CRENÇA NAS PROMESSAS DOS GOVERNANTES…
    Eis o motivo por isso que os comunistas priorizam seus ensinamentos alienantes nas escolas pois nas mentes infanto-juvenis a LAVAGEM CEREBRAL que promovem, de forma bastante consistente, conseguem dominar as mentes a tal ponto no marxismo tornando-se fantoches do partido, bem similares ao que a doutrina do Alcorão faz com as crianças, preparando o futuros terroristas e homens-bomba!
    Como o comunismo nada tem a oferecer, a não ser para a mafia do partido que ocupa o poder, eles conseguem se impor vias fraudes e propagandas enganosas, a especialidade deles, pois por onde os martelo e foice passam, - OLHEM A VENEZUELA QUE MISERIA TOTAL! - o atraso, fome, muita violencia, miseria, destruição e morte estão garantidos!
    Já votei pró Escola sem partido!

    ResponderExcluir
  4. Vejam o resultado de uma Escola sem parido: https://www.facebook.com/exercito/photos/a.178017462225190.49004.167817063245230/1428284970531760/?type=3&theater

    ResponderExcluir
  5. Sou católico e não consigo ver a Escola sem partido como algo bom, por favor, isso vai tirar os debates, o direito dos professores e alunos expressarem suas opiniões, representa um retrocesso na educação brasileira!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, conheça o projeto antes de opinar, anônimo. Acesse o endereço abaixo para saber qual é a proposta:

      http://www.programaescolasempartido.org/

      O "Escola sem partido" não prevê a repressão do debate nem a formação do senso crítico. Quem diz isso são justamente pessoas (de extrema má vontade) que usam o cargo de professor para doutrinar as nossas crianças, inclusive passando por cima do direito inalienável dos pais. O que o projeto prevê é exatamente o fim da DOUTRINAÇÃO, isto é, a distorção dos próprios conteúdos curriculares em favor desta ou daquela ideologia (no caso do Brasil, o que se vê é uma verdadeira academia de marxismo nas instituições de ensino). Além disso, o papel do professor não é "expressar a sua opinião" e sim transmitir o conhecimento de maneira isenta para os alunos, especialmente crianças ou jovens em fase de formação de caráter e de valores. A opinião a respeito deverá ser formada por eles próprios, sem indução e sem coerção, como flagrantemente acontece hoje.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail