'Com o aval da Igreja', imagem de Nossa Senhora utilizada no carnaval(?)


Os Unidos da Tijuca (2007) e a 'Tom Maior' (2015), apresentaram em seus desfiles, ao menos, temas coerentes com a festa do carnaval. Por que a obsessão em utilizar símbolos sagrados numa festa que absolutamente nada tem a ver com santidade ou espiritualidade?

COM O "AVAL DA Igreja" a "escola" Unidos da Vila Maria pretende "homenagear" Nossa Senhora Aparecida no Carnaval de 2017. Ao contrário de uma homenagem, usar em um desfile de carnaval os símbolos católicos, juntamente com mulheres seminuas (e mesmo totalmente nuas, como é comum) que se apresentam com danças eróticas e os símbolos mais flagrantes de imoralidade e neopaganismo – numa festa profana em que se publicamente se praticam atos contrários a tudo aquilo que prega e representa a Igreja de Cristo – constitui, isto sim, uma grave ofensa a Nossa Senhora e nossa Padroeira.

Com profundo pesar soubemos da utilização da imagem e da história de Nossa Senhora da Conceição Aparecida na apresentação dos Unidos da Vila Maria, de São Paulo, durante o carnaval deste ano. De acordo com a notícia, “a escolha do tema tem a aprovação da Igreja”, referindo-se ao aval do reitor do Santuário de Aparecida.

A história não vem de hoje, é já antiga. Desde sempre quiseram associar à "festa da carne" os símbolos sagrados cristãos, sob os mais diversos pretextos, sendo o mais comum o de que Deus deve estar "no meio do povo" e outras bobagens semelhantes. O uso da imagem do Cristo Redentor, por exemplo, tem sido motivo de polêmica há anos. Em 1989, a Beija-Flor de Nilópolis foi proibida por liminar de apresentar na Sapucaí uma réplica do Cristo caracterizado de mendigo, no enredo “Ratos e urubus, larguem a minha fantasia”, do "carnavalesco" (quem souber exatamente que raio de profissão é esta, que só existe no Brasil, favor informar) Joãozinho Trinta. A alegoria ainda assim entrou na avenida, coberta por sacos plásticos de lixo preto.

Em 2000, a Unidos da Tijuca, com um enredo sobre os 500 anos do Descobrimento do Brasil, pretendia exibir uma imagem de Nossa Senhora da Boa Esperança e uma cruz de 4 metros de altura. As alegorias chegaram a ser apreendidas por liminar judicial e liberadas posteriormente. A escola levou as duas imagens para a Sapucaí.

A Unidos do Viradouro também quis usar imagens religiosas nos desfiles de 2004 e 2008. Em 2006, a Mocidade teve que descaracterizar duas imagens de Nossa Senhora. Em 2009, a Porto da Pedra usou a alegoria de um padre num carro que tratava do período da Inquisição (claro, que outro assunto importante haveria, para se lembrar a Igreja Católica?). Em 2011, ao retratar a religiosidade do cantor Roberto Carlos, a Beija-Flor usou composições nos carros alegóricos com uma imagem de Jesus, ainda que descaracterizada, com asas e cabelos clareados, que faziam lembrar a figura de um anjo, e esculturas de Nossa Senhora.

Este ano, talvez prevendo a reação católica, que repetidamente se fez sentir por ocasião de atos semelhantes no passado, a referida "escola de samba" publicou que “em respeito à Igreja será evitado o sincretismo religioso e o rompimento da pureza associada à imagem da Santa”.

A ressalva, entretanto, de pouco vale. Pois, ainda que se admita que o enredo e as músicas não contenham textos ou gestos diretamente provocativos à fé cristã, permanece o fato de que a imagem sagrada da Virgem Santíssima será exposta lado a lado com todas as abominações morais próprias dos carnavais modernos, além de ser usada como parte de toda a grotesco festival de abusos. Será apresentado o carro alegórico representando a história da Virgem Aparecida, seguido ou precedido de outros que exaltam o nudismo, o paganismo e outras práticas mais condenáveis. Significará, em última análise, afirmar, ainda que implicitamente, que o bem e o mal podem e devem conviver juntos, em pé de igualdade.

De fato, o público fiel sempre entendeu como incompatível a presença dos símbolos sagrados católicos –, e de algum modo especialmente as imagens da Santíssima Virgem –, nos ambientes carnavalescos modernos. Por diversas vezes, no passado, a reação católica conseguiu impedir esse uso sacrílego dos símbolos de nossa Religião. Hoje, desgraçadamente, os tempos são outros, quando presenciamos e um grande exército de filhos da Igreja que procuram agradar mais ao mundo que a Deus.

De modo algum poderá ser num desfiles carnavalesco que a santa Mãe do Salvador poderá ser louvada e honrada. Pretender fazê-lo seria — sobretudo por ocasião do terceiro centenário do milagroso aparecimento da imagem — uma redobrada ofensa.

Por isto, envie já seu protesto ao Cardeal Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno de Assis, pedindo para que ele use de sua autoridade arquiepiscopal a fim de impedir essa grave ofensa à Rainha e Padroeira do Brasil.

** Assinar a carta contra o uso da imagem de Nossa Senhora no carnaval

Em Jesus e Maria,

Henrique Sebastião

_________
Referências:
[1] http://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2015/06/nossa-senhora-aparecida-deve-ser-homenageada-no-carnaval-de-sp.html
[2] http://www.unidosdevilamaria.com.br/2015/ sinopse-do- enredo/sinopse-do-enredo
[3] http://www.sasp.com.br/a_noticia.asp? rg_noticia=4367
[4] http://www.sidneyrezende.com/noticia/ 262446+religiao+e+carnaval+prefeito+de +aparecida+fala+sobre+o+enredo+da+vila +maria
[5] http://g1.globo.com/sp/vale-do- paraiba-regiao/noticia/2015/06/nossa-senhora-aparecida- deve-ser- homenageada-no- carnaval-de- sp.html
[6]http://oglobo.globo.com/cultura/uso-da-imagem-do-cristo-redentor-ja-foi-causa-de-varias-polemicas-13170052

www.ofielcatolico.com.br

26 comentários:

  1. Será que ao dentrarmos no meio dos pecadores pagãos, sem cometer o pecado que cometem, não poderíamos resgatar alguns deles?

    ResponderExcluir
  2. Colocar a a imagem da mãe de Deus numa festa imoral e mundana como o carnaval é no minimo uma tremenda falta de respeito. Agora fazer isso com aprovação do clero, é prova de insensatez e falta de zelo para com a sagrada memória de Maria.

    Será que não tem ninguém com o minimo de sensatez no clero, para dar o devido puxão de orelhas nesse reitor e proibir o uso da imagem?

    Ano passado uma amiga me trouxe uma lembrancinha do santuário nacional de Aparecida, que para meu desgosto, era um cortador de unhas com a imagem de Nossa Senhora. Desgosto não por ser um cortador de unhas, mas por usar a imagem da mãe de Deus num objeto desse tipo.

    Parece que as pessoas perderam a noção do sagrado, do adequado, do coerente...

    ResponderExcluir
  3. realmente um absurdo, uma barbaridade... mas infelizmente já é tarde demais para tomar qualquer medida, o desfile já está marcado para o dia 24 próximo, e Dom Raymundo nem é mais o Arcebispo de Aparecida, desde 21 de janeiro é Dom Orlando Brandes... só nos resta rezar para o estrago não ser muito grande...

    ResponderExcluir
  4. NA LINGUAGEM POPULAR "CADA UM NA SUA"NÃO SE DEVE MISTURAR O SAGRADO E O PROFANO. DAI A DEUS O QUE É DE DEUS A CESAR O QUE É DE CESAR.SOU CONTRA AIMAGENS SAGRADAS NO CARNAVA.L

    ResponderExcluir
  5. Na atual corrupção ética e moral que passamos, para piorar, vem ainda ajuntar uma grave ofensa a Nossa Senhora Aparecida, sua imagem profanada se a escola de samba paulistana “Unidos de Vila Maria” levar ao sambódromo do Anhembi, mas, levando em conta que carnaval é bacanal e rimam direitinho, a mesma coisa horrenda, só descalabros, coisa de pagãos batizados, se foram.
    Mas isto acontece por causa dos católicos não reagirem, começando de nossos pastores, vendo ofenderem nossa Mãe e Senhora nossa de forma a misturá-la em meio a um ambiente de devassos, gente quase desnuda e excitando paíxões! Uma profanação!
    Ambiente super incompatível para N Senhora estar; vamos protestar de todas as formas!

    ResponderExcluir
  6. Gostaria que fosse comentado sobre as professias de Nossa Senhora do Bom Sucesso para os tempos atuais que estamos vivendo, acho que é a nossa atualidade.

    ResponderExcluir
  7. Artigo de Dom Odilo sobre a imagem no carnaval:

    Sou muito devoto da Mãe de Jesus, Nossa Senhora, invocada com carinho sob muitos títulos. Desde criança, aprendi a rezar o terço, a cantar à “Mãezinha do Céu” e a me consagrar a ela todos os dias. Com o povo católico, alegro-me pela comemoração dos 300 anos do achado da imagem sagrada da Mãe Aparecida e escrevi, recentemente, uma carta pastoral à Arquidiocese de São Paulo, com o título “Viva a Mãe de Deus e nossa”, sobre o lugar de Maria no coração de Deus, de Jesus Cristo e da Igreja, não podendo estar ausente do coração dos cristãos. E fico triste cada vez que se desrespeita a Mãe de Jesus; é como se fosse destratada minha própria mãe.

    Desejo, pois, desfazer dúvidas e temores a respeito da “homenagem a Nossa Senhora Aparecida” que a escola de samba “Unidos de Vila Maria” vai fazer no carnaval de 2017, em São Paulo. No dia 25 de março de 2015, fui procurado pelos representantes da citada escola de samba. Em vista do 3º centenário do encontro da imagem sagrada nas águas do rio Paraíba do Sul, achavam que seria a ocasião propícia para apresentar o tema de Aparecida num enredo do carnaval de 2017, como um tributo a Nossa Senhora Aparecida. Indaguei sobre o formato da proposta que apresentavam e, desde logo, procurei verificar se era algo sério, que não desrespeitasse minimamente a Mãe de Jesus, ou debochasse da fé do povo católico. Obtive todas a explicações que desejava e lhes informei que era necessário refletir e que a “autorização” pedida não dependia apenas do arcebispo de São Paulo. Eles, desde logo, se dispuseram a aceitar todas as orientações de nossa parte. Mais ainda: pediram uma supervisão, da parte da Igreja, para os preparativos da homenagem.

    A questão foi levada ao conhecimento do Conselho Pro-Santuário Nacional de Aparecida, encarregado de acompanhar, em nome da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a vida pastoral e administrativa do Santuário. Participam do Conselho, além do Arcebispo de Aparecida e do Presidente da CNBB, vários outros arcebispos do Brasil e também o Reitor da Basílica. O pedido da “Vila Maria” foi exposto na reunião de 27 de março de 2015. Levantaram-se várias questões e foram pedidos esclarecimentos, em vista de uma resposta à Escola Unidos de Vila Maria.

    O Conselho, por unanimidade, deu parecer favorável à iniciativa, mas recomendou que fossem observados alguns critérios: 1. Respeito à imagem de Nossa Senhora Aparecida, à fé e à religiosidade do povo católico; 2. Fidelidade aos fatos históricos; 3. Apresentação da genuína piedade mariana católica, sem sincretismos; 4. Decoro no desfile da escola, sem exposição de nudez; 5. Supervisão dos preparativos pelo Santuário de Aparecida e pela Arquidiocese de São Paulo.

    Continua...

    ResponderExcluir
  8. A agremiação aceitou sem reservas todos esses critérios. Os Diretores da “Unidos de Vila Maria” asseguraram que também eles são devotos de Nossa Senhora Aparecida e, longe de desrespeitarem a Mãe de Deus, eles lhe queriam tributar uma singela homenagem, em nome de todos os brasileiros. O Reitor do Santuário Nacional e representantes da Arquidiocese de São Paulo acompanharam a elaboração da proposta do desfile. Antes da confecção das alegorias, os projetos e a letra do samba-enredo foram mostrados e receberam sugestões. Por isso, até o presente, não há motivos para pensar que a imagem de Maria seja profanada, nem que seja desrespeitada a fé dos católicos. Na sede da “Unidos de Vila Maria” há um nicho com a imagem de Nossa Senhora Aparecida, sempre com flores, e as pessoas rezam diante dela.

    A apresentação consistirá numa série de alegorias, música e danças, narrando o encontro da imagem, o contexto histórico e social da época, as primeiras devoções e milagres, a relação da Princesa Isabel com Aparecida, oferecendo o manto e a coroa, a construção das duas basílicas, as romarias e o significado cultural da devoção a Nossa Senhora Aparecida. Trata-se de algo mais amplo do que uma homenagem religiosa.

    Para alguns, a iniciativa pode parecer chocante, pois o carnaval e o sambódromo não seriam os locais mais adequados para homenagear Nossa Senhora. Até pode ser, pois tudo depende da intenção e da forma como as coisas são feitas. No caso em questão, a intenção é boa e a forma também. O lugar seria impróprio para honrar a puríssima Virgem Maria? Mas será que Maria não gostaria de chegar lá, onde mais se faz necessária a sua presença?

    Pensemos bem: não rezamos a Santa Missa em praças, estádios e ginásios de esporte, onde tantas coisas pouco decorosas acontecem e são ditas? Não levamos nós o Santíssimo Sacramento para as praças e avenidas, onde acontecem injustiças e violência e prostituição? Para as cracolândias e outros locais, onde se profana a dignidade humana e o santo nome de Deus? Não foi para os pecadores que Jesus veio ao mundo? E sua Mãe Santíssima não iria com Ele a esses locais? E Jesus não entrou na casa de publicanos e pecadores, escandalizando fariseus e mestres da Lei? E não permitiu que uma mulher, conhecida de todos como pecadora, banhasse seus pés com as lágrimas, os beijasse e ungisse com perfume? E os católicos não poderiam honrar o nome de Deus, professar sua fé e prestar homenagem a Nossa Senhora também no sambódromo?

    Cardeal Odilo Pedro Scherer
    Arcebispo de São Paulo
    Artigo publicado no Jornal O SÃO PAULO edição 3137 – De 08/02/2017 a 14/02/2017

    Acho que as pessoas se aproveitam muito dessas histórias de que Jesus procurava ou convivia com pecadores. Usam esse discurso para justificar as mais absurdas situações. A verdade é que em pouquíssimos casos vemos vemos o uso deste discurso de forma coerente com as ações e infelizmente vejo um cardeal da envergadura de dom Odilo dar um "escorregão" desses.

    Ocorre que Jesus, buscava a conversão dos pecadores, não a confraternização com eles na prática do pecado... O mundão vai aplaudir com certeza, mas quais serão os frutos?

    Mais parece é um ato de desespero...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A carta de Dom Odilo me faz sentir vergonha alheia. Seus argumentos são simplesmente ridículos, mesmo infantis; são situações como esta que levam muitos a pensar em cisma na Igreja; porque há uma grande ala que não aceita e jamais aceitará argumentos deste tipo. Ora, é claro que mesmo que todos os cuidados sejam tomados, só o fato de a imagem de Nossa Senhora estar sendo levada para um desfile de carnaval (o que não pode ter absolutamente nada de 'homenagem') já é um grande escândalo, uma profanação e um desrespeito em si mesmo.

      Ou será que este ano não teremos mulheres seminuas e mesmo totalmente nuas, corpos cobertos de purpurina rebolando na avenida diante dos olhares libidinosos dos tais "foliões", que aproveitam a festa da carne para dar vazão às suas taras? Não teremos multiplicados os casos de contágio de doenças sexualmente transmissíveis, como acontece todos os anos? Não teremos as turbas entregando-se ao álcool, às drogas e a todo tipo de excessos? Ora, eminência, os motivos da revolta dos fiéis católicos são tão óbvios que não precisam de explicação. Aliás, tentar explicar o inexplicável nesse caso só piora tudo; é como tentar tampar o sol com a peneira.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. Henrique Sebastião não vejo problema em se colocar a imagem da virgem no desfile! Se fosse assim então que se retirasse as imagens e crucifixos do congresso nacional Onde impera a corrupção total praticada por nossos políticos! Não seria também a câmera e o senado federal um lugar imoral para se ter crucifixos? Pense nisso. Porque no senado federal e na câmera federal tem crucifixos e ninguém pede para tira-los de lá? Como eu falei, não seria esses lugares imorais para se ter essas imagens visto repito, lá ter o que há de pior na política brasileira? Onde há homens imorais atolados até o pescoço em casos de corrupção de todo tipo? E bom pensar nisso.

      Excluir
    3. Sua comparação é absurda, anônimo. Não tem nenhum sentido comparar o Congresso Nacional com o carnaval. Se existem políticos corruptos, a responsabilidade é dos próprios. Os corruptos o são por sua própria imoralidade; o Congresso não foi pensado para promover a corrupção e nem existe para perpetuá-la, ao contrário, sua função é legislar e fiscalizar os poderes públicos. A sua finalidade é honrosa, portanto, e ainda que abundem os maus políticos, eles são frutos podres que não representam a finalidade da instituição em si.

      Já o carnaval, como o próprio nome diz, é a festa da carne, foi pensada para promover o que é carnal, é uma oportunidade de se praticar a imoralidade; especialmente em nosso país; notoriamente, trata-se praticamente de uma licença para a imoralidade e os abusos de toda sorte. Associar a tal festa uma imagem de Nossa Senhora, símbolo da pureza, é sem dúvida uma profanação e uma afronta a fé dos verdadeiros fiéis católicos.

      Repense você, por favor, tamanha tolice.

      Excluir
    4. Boa explanação Henrique. Em relação à esse ato da igreja liberar a imagem da bem aventurada mãe de Deus no desfile da referida escola é um ABSURDO! E o pior é que tem católico concordando com essa aberração pois conheço um rapaz que é católico praticante e atuante aqui na igreja que participo, é formado em teologia, é secretário do pároco daqui de onde moro, vive no meio de bispos e padres, é romeiro do padre Cícero do Juazeiro e também faz parte de uma comissão que representa os romeiros daqui de Alagoas na basílica de Juazeiro do Norte no Ceará, sempre organiza e lidera as procissões dos padroeiros das capelas que formam a paróquia que participo e... É a favor da homenagem que a escola de samba vai fazer a N.SRA DAS DORES e inclusive compartilhou o vídeo na sua rede social que mostra como Será o desfile da escola no sambodromo de SP! Infelizmente esse tipo de católico que acha tudo normal é abundante na Igreja de Cristo! Mas não é de estranhar pelo menos pra mim o comportamento dele, visto que já fez parte das famigeradas CEB'S que tem influência direta da teologia da libertação e tem o ex- Frei Leonardo Boff como seu maior propagador.

      Excluir
    5. Boa tarde Henrique. Vc viu o vídeo que está rolando nas redes sociais no qual o padre Joãozinho está " defendendo" o uso da imagem de Nossa mãe Aparecida no desfile? Ele diz em um dos trechos: será que Jesus estava certo em participar das bodas de Caná apesar de ser um casamento? Em outro trecho ele diz: Jesus fez certo ao jantar na casa do pecador Zaquel? Fala desses exemplo,defendendo que Cristo caminhou e conviveu com os maiores pecadores de sua época, assim também como Maria... E diz que Jesus participou dos " carnavais do seu tempo", Oi? ! Assim não seria errado o uso da imagem de Maria no desfile porque segundo o padre, Jesus é Maria querem está sempre do lado daqueles que precisam de conversao... Diz ainda no vídeo que os dirigentes da escola aceitaram todas as exigências dos padres redentoristas que tomam conta da basílica de Aparecida e do Cardeal Scherer...E no final padre Joãozinho diz que prefere errar com a igreja do que acertar sozinho... Se vc não viu o vídeo dar uma olhada e tire suas conclusões ok? É o mesmo padre Joãozinho que tinha ou ainda tem um programa na Canção Nova. As minhas conclusões foram as seguintes sobre o que o padre falou: absurdas, absurdas e absurdas!

      Excluir
    6. Eu vi o vídeo do padre Joãozinho anônimo e também achei vaga as explicações dele defendendo a liberação da imagem para o desfile da escola. Pelo que notei nos comentários, tem mais pessoas contra o uso da imagem no carnaval, do que quem é a favor.

      Excluir
  9. E hora de prepararmos para a vouta de Jesus Cristo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós católicos não devemos aceitar,ficou ridículo para igreja,todos falando mal,que os católicos estão profanando a imagem dá Mãe de Jesus

      Excluir
  10. Triste é ver que até aqueles que deveriam proteger a Santa Igreja de Cristo se voltam contra! As palavras de Dom Scherer são deprimentes!Quando Joãozinho trinta queria levar a imagem do Cristo redentor a Sapucai no início dos anos 90, e o Cardeal do Rio de Janeiro lhe disse um sonoro NÃO, Eu estava lá trabalhando e vi muitos criticarem o Senhor Cardeal... começa o desfile da beija flor e o que mais se ver? Mulheres totalmentes nuas, uma ala coreógrafa uma dança bem erótica Onde homens com mini-sungas se ralam em mulheres seminuas de fio- dental e é nítido que alguns dos rapazes estavam excitados pois dava pra ver seus membros sexuais eretos! Outros rapazes desfilam com sungas transparentes e dar pra ver toda genitalia dos mesmos! Depravação total! Agora imaginem vcs se o Cardeal da época tivesse liberado o uso da imagem no desfile? ! Um icone de Cristo no meio de tanta depravação! Errou as lideranças de nossa igreja em liberar o uso da imagem de Nossa mãe Aparecida nesse desfile.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou muito triste por isto,a igreja não deve aceitar

      Excluir
  11. A lógica de D Odilo E DOS CONCEDENTES DESSA ABOMINAÇÃO seria a mesma ou parecida de levar a imagem de nossa Santa Mãe para salões de baile, boites e outros mais que são os conhecidos "inferninhos" com intuito de prestar "homenagem" a ela!...
    Os religiosos deveriam estar é mandando os católicos boicotarem o carnaval - uma tremenda orgia, bacanal - e ainda vem com um papo furado desse de homenagem, qual é...
    Enfiando a CNBB nesse meio? Se ela foi sempre companheira dos anarquistas do PT, evidente que iria apoiar uma falta gravíssima de respeito para com N Senhora!
    BEM DE PROPÓSITO AOS QUE PERMITIRAM ESSA INFAMIA CONTRA NOSSA SENHORA:
    *“Campearão vícios de impureza, a blasfêmia e o sacrilégio naquele tempo de depravada desolação, calando-se quem deveria falar” (II, 17).
    Essa grave omissão é repetida por Nossa Senhora na aparição seguinte, em 2 de fevereiro de 1610:
    **“Tempos funestos sobrevirão, nos quais .... aqueles que deveriam defender em justiça os direitos da Igreja, sem temor servil nem respeito humano, darão as mãos aos inimigos da Igreja para fazer o que estes quiserem” (II, 98).
    * ** Nossa Senhora do Bom Sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Senhora NÃO QUER ESSE TIPO DE "HOMENAGEM"... isso é imoral, profano, desrespeitoso e tudo mais de ruim, desastroso.

      Não se pode misturar o Sagrado com o profano. O carnaval é uma festa profana, mundana, onde se comete os maiores tipos de pecados, impurezas, pecados contra a castidade. Mulheres e homens com imodéstia, desfilando seus corpos e esbanjando sensualidade... CARNAVAL SÓ LEVA AO PECADO!

      Por mais que tenha alguém com boa intenção, se perderá facilmente, pois está no carnaval É ESTÁ SUJEITO A OCASIÕES DE PECADO, o que já é pecado por si só.

      Li uma vez que um Santo da Igreja (não me lembro o nome), disse que em um "baile", se comete todos os tipos de pecados, imaginem no carnaval hoje em dia? carnaval é uma IMUNDÍCIE, UM CELEIRO DE IMPUREZAS, É FESTA DE SATANÁS... não se pode homenagear nada sagrado em um ambientes desses...

      Nós estamos no mundo mas não somos do mundo (isso também serve para todas as outras festas mundanas e imorais, onde apenas se vê a cultura da valorização do pecado, ex: boates... etc)

      Não podemos ser cristãos "dupla face", com um pé na Igreja e outro nos prazeres e vaidades oferecidos pelo mundo onde jaz o maligno. O mundo só valoriza o pecado, é totalmente contrário ao Santo Evangelho em tudo. E Por favor, não ousemos dizer que se formos com boa intenção poderemos converter os mundanos pra Cristo, isso é um absurdo!

      Queremos ajudar na conversão dos que "brincam" o carnaval e outras tantas coisas mundanas?

      Então vamos rezar e nos sacrificar, penitenciar... como nossa Senhora nos pediu em suas aparições, isso é que falta para todos nós! Falar de penitência e mortificação hoje é um absurdo, ninguém quer escutar... por que incomoda... por que exige mudança de vida... exige conversão... e a verdade incomoda, por que nós não queremos deixar "nossas comodidades", por que uma verdadeira conversão exige renúncias... exige o desapego total a todos os tipos de pecados, uma vigilância constante... e não é fácil!

      Nossa Senhora, é a Rainha da Pureza, a Rainha da Castidade, A rainha da Santa Modéstia... essa homenagem só entristece a Virgem Imaculada, NÃO É HOMENAGEM!!!, é um absurdo!! Aliás, nenhum católico deveria participar dessa profanação que é o carnaval...

      Nosso lugar é nos retiros católicos, nas Igrejas, rezando em desagravo ao Imaculado Coração de Maria e ao Sagrado Coração de Jesus, devido a esses graves pecados cometidos nessa triste época.

      Salve Maria Imaculada!

      A Paz de Cristo!

      André

      Excluir
  12. Que decadência é por isso que o país está cada vez mais perdido pois o clero brasileiro está renunciando seu espaço de direito em expor e impor a moral cristã,que tristeza.

    ResponderExcluir
  13. Sejam machões, e porque não prestam uma homenagem dessa a Maomé bem no meio desse fuleiro?
    Os filhotes dele irão agradecer, vamos!

    ResponderExcluir
  14. A igreja de Cristo perseguida a mais de dois milenios, em pensar que a um bom tempo que o inimigo usa "catolicos" para defamar a igreja de Cristo, devemos rezar pela igreja, pelo sante padre nosso papa Francisco, e por esses falsos catolicos que estao tendo autoridade dentro da igreja, padres, bispos e arcebispos. Deus tenha misericordia, mas as portas dos infernos não prevalecerá sobre a igreja de Ctisto, catolicos fies aguentem as piadas dos amigos protestantes.

    ResponderExcluir
  15. Sei que já é meio tarde mas tem uma petição para cancelar a dita "homenagem". Infelizmente parece que foi pouco divulgada, só fiquei sabendo agora:
    http://www.citizengo.org/pt-pt/node%3Anid%5D-cancelamento-da-homenagem-nossa-senhora-aparecida-no-carnaval-2017?m=5&tcid=32601627

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Papa Francisco faça alguma coisa não deixa isto acontece não deixe que profanam a nossa maezinha ela não vai gostar de estar neste lugar. No carnava

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail