Cardeal Sarah: Revolucionários do gênero querem destruir a família cristã


No Brasil e no mundo, as pestes ideológicas têm se espalhado como areia lançada ao vento. Além de já terem destruído muitas vidas com suas ideologias demoníacas, os globalistas e os comunistas têm se esforçado muito e incessantemente por continuar disseminando a morte, principalmente através da destruição da família! Um dos instrumentos atuais de desestabilização do Mundo Ocidental e seus alicerces, é a ideologia de "gênero". 

Vejamos o que o Cardeal Robert Sarah (Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos) nos diz a respeito desse assunto.



O CARDEAL ROBERT Sarah, Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, advertiu que os novos revolucionários da ideologia do gênero querem destruir a família cristã porque representa "tudo o que eles odeiam". Assim indicou o prelado originário da Guiné na Missa que presidiu no domingo, 13 de agosto, por ocasião dos 700 anos das dioceses francesas de Lucon e Maillezais, segundo informa o "Famille Chrétienne". 

Hoje, mais do que nunca, os ideólogos da revolução querem aniquilar o lugar natural da doação de si, da generosidade alegre e do amor. Quero falar da família! A ideologia do gênero, o desprezo da fertilidade e da fidelidade são os diversos lemas desta revolução. As famílias se converteram nos novos vandeanos a exterminar. (...) Planejem metodicamente o seu desaparecimento, como aconteceu em La Vendée. Esses revolucionários se inquietam ante a generosidade das famílias numerosas. Zombam das famílias cristãs porque elas representam tudo o que eles odeiam

O Cardeal lamentou que atualmente. La Vendée é uma região francesa onde os defensores da Revolução de 1789 massacraram mais de 100 mil católicos que se recusaram a unir-se a eles, e foram assassinados de formas especialmente cruéis, entre os anos 1793 e 1794. O genocídio contra os católicos, que tinham um exército consagrado ao Coração de Jesus, é conhecido como “Guerra de La Vandée”. Os revolucionários não suportavam que a região católica não quisesse se submeter às suas ideias e não queria se somar às guerras que iniciaram contra Inglaterra, Espanha, Holanda e Itália; e que, além disso, tivesse organizado um exército consagrado ao Coração de Jesus, no qual os soldados avançavam rezando o Rosário. 

A crueldade dos revolucionários incluiu afogamentos em massa de mulheres, assassinatos de crianças em fornos de pão, envenenamento da água de povoados inteiros, entre outros horrores sofridos pelos católicos em nome da revolução. Tal a desumanidade, perversidade e desprezo dos revolucionários, que chegavam a usar os cadáveres dos falecidos para obter gordura e pele, que era curtida na cidade de Meudon(!). Os revolucionários reuniram todos os sobreviventes em uma igreja, assassinaram com baioneta cerca de 600 pessoas, e logo depois destruíram o templo. Os escombros do local foram removidos somente em 1863, quando enterraram os cadáveres.


 O corajoso Purpurado denunciou que os revolucionários da ideologia de gênero “estão prontos para lançar na África as novas colonizações infernais para pressionar as famílias e impor a esterilização, o aborto e a contracepção:

África, como La Vendée, resistirá! Em todos os lugares, as famílias cristãs devem ser as alegres pontas de lança de uma revolta contra esta nova ditadura do egoísmo! Agora está no coração de cada família, de cada cristão, de todo homem de boa vontade, que surja uma Vendée interior! A alma dos mártires de La Vendée nos envolve neste lugar. O que eles nos dizem? O que eles nos transmitem? Primeiramente, a coragem. Já é hora, queridos irmãos, de ir contra o ateísmo prático que asfixia as nossas vidas! Rezemos pelas famílias, coloquemos Deus em primeiro lugar. Uma família que reza é uma família que vive! Um cristão que não reza, que não sabe dar um lugar a Deus no silêncio e na adoração, acaba morrendo.

Os mártires vandeanos nos ensinam o sentido da generosidade e do dom gratuito de si mesmo. Somente o amor generoso, o dom desinteressado da vida, pode vencer o ódio contra Deus e contra os homens, que é a origem de toda a revolução. Os vandeanos nos ensinaram a resistir a essas revoluções. Mostraram-nos que diante das colonizações infernais, como aconteceu nos campos de extermínio nazistas, diante dos gulags comunistas, como diante da barbárie islamista, não há mais do que uma resposta: o dom de si mesmo, de toda a vida. Só o amor vence ante os poderes da morte!

O Purpurado africano exortou: “Rezemos para que uma grande e alegre Vendée interior se levante na Igreja e no mundo!”.

_____
Fonte:
ACI Digital, 4Cardeal Sarah: Revolucionários do gênero querem destruir a família cristã
http://www.acidigital.com/noticias/cardeal-sarah-revolucionarios-do-genero-querem-destruir-a-familia-crista-85762/
www.ofielcatolico.com.br

10 comentários:

  1. Fantástico artigo! Que tenhamos coragem em defender nossa fé!

    Marcos Paulo

    ResponderExcluir
  2. oxalá todos os cardeais fossem cristãos como o Cardeal Sarah.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acrescento mais um adjetivo, irmão: Que bom seria se muitos Cardeais, Bispos e Padres fossem Católicos como o Cardeal Robert Sarah!

      Excluir
    2. Amém. Essa é uma ótima oração, e como o irmão disse acima: que tenhamos coragem de defender a Santa Igreja Católica, defender a nossa Fé!

      Excluir
  3. Eu louvo a DEUS por ainda termos jovens santos, puros e sábios como FELIPE MARQUES neste mundo!!! Muito grato, meu filho! Reze por mim...
    Urbano Medeiros - artista católico em MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Urbano, suas palavras muito me felicitam. Sou um pecador miserável que precisa muito de suas orações, então, por favor, reze por mim! Rezarei por ti sim. A gratidão que tenho ao meu compadre Henrique é imensa, sem ele nada disso seria possível. Se estou aqui hoje, muito é devido a ele e sua esposa. Pax

      Excluir
  4. Muito bom mesmo.
    Zelo pelas coisas de Deus.
    Beijo fraterno do Rio.

    ResponderExcluir
  5. Este cardeal é um fenómeno. É inteligente e um homem convertido verdadeiramente, atraído por Cristo e pela Sua Igreja. Vejam a comparação que ele fez para com a luta a ser feita hoje para a salvação da família. Um fenômeno.

    ResponderExcluir
  6. São essas palavras que o papa deveria proferir.

    ResponderExcluir
  7. Belissimo comentário do cardeal Sarah,essas ideologias infernais tem destruído a família, precisamos ser enraizados na doutrina da igreja para combater o inferno, pois verdadeiros católicos estão entrando em extinção

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail