Blasfêmias, sacrilégio, profanação do sagrado em toda parte, enquanto colégios católicos e sabão em pó promovem feminismo e ideologia de gênero

...Para onde vamos? Ainda será possível um caminho de volta?




SABÃO EM PÓ OMO faz campanha pró-ideologia de gênero... Difícil acreditar que estou dizendo isso, mas em um "Comunicado urgente para pais e mães" (você não leu errado) a marca da Unilever conclama a todos que compartilhem um vídeo (que fazemos questão de não reproduzir aqui) abarrotado de chavões que procuram incutir nas mentes a famigerada ideia de que nenhum de nós tem sexo, algo que não passaria de uma construção social, e que as crianças deveriam ser livres para escolher o próprio "gênero".

Quando tantas barbaridades acontecem a um só tempo –, tanto que já não damos mais conta de denunciar a todas –, com "artistas" inconformados com a reação popular negativa à exposição do banco Satan-der fazendo multiplicar outras mostras com conteúdo criminoso, de profanação aos nossos símbolos sagrados e de apologia à pedofilia (sim, chegamos a isso!) como a do MAM-SP e outras que continuam surgindo, como a mais nova, em Belo Horizonte, que consegue ser ainda pior do que todas as outras (veja), e professoras estimulando alunas do Colégio Bandeirantes a aparecer despidas e mostrando axilas peludas em vídeos feministas...  Constatamos, estupefatos, que já chegaram os dias em que precisamos provar ao mundo que a grama é verde.

A grama é e sempre será verde. Mas o futuro se anuncia em tons do mais profundo negro.

Que fazer? Simplesmente a nossa parte, cada um de nós, segundo nossas forças. Importa saber e lembrar que, se todos o fizermos, isso já será mais que suficiente. Que tal começar negativando o vídeo da Omo no Youtube? Clique aqui e marque o vídeo com "não gostei".
www.ofielcatolico.com.br

11 comentários:

  1. Há uma origem mais nefasta ainda do q a ideologia de gênero: a UNILEVER PATROCINA a maior organização bairrista do mundo: #PlannedParentood

    ResponderExcluir
  2. Vamos boicotar os produtos da Unilever, a começar pelo sabão Omo!

    ResponderExcluir
  3. Vamos começar a boicotar os produtos desta marca, a começar pelo sabão em pó!

    ResponderExcluir
  4. Video negativado

    ResponderExcluir
  5. Bom dia.

    Eu, como todos daqui desse espaço, estou muito triste com tudo isso que vem acontecendo, mas nós, cristãos católicos, jamais podemos desanimar e temos que continuar lutando contra os poderes do maligno.

    Ontem fui à missa na paróquia que frequento (São Domingos de Gusmão, Americana-SP) e para a surpresa de quem esteve presente na lotada Igreja, quem presidiu a celebração foi o Bispo Dom Cabral, da Diocese de Almerana, Minas Gerais. Eu não o conhecia, mas ontem posso dizer que tive o prazer de saber que tem um Bispo de uma pequena diocese de Minas, que pratica os ensinamentos de Cristo e segue os ensinamentos imutáveis da Santa Igreja.

    Sua homilia foi maravilhosa e com muito conhecimento, bateu forte em toda essa abominação que estamos vendo dia após dia. Faço esse relato, pois Deus me mostrou que temos muitos grandes servos Dele lutando pelo que é certo.

    Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo, para todo o sempre.

    ResponderExcluir
  6. Pois é gente, acho que nem é preciso fazer grande esforço para percebermos que as coisas estão se afunilando, o demônio apesar de já estar derrotado esta dando muito trabalho. Peçamos a Deus muita força e coragem pois teremos grandes batalhas a travar daqui para frente. Que Nossa Senhora Aparecida interceda por nós.

    ResponderExcluir
  7. Nem todo sabão em pó do mundo basta para lavar a sujeira das mentes e corações dessa gente.
    Estamos vivendo uma guerra dos filhos de satanás contra Deus. Que a Santíssima Virgem Maria venha com o exército celeste nos socorrer.

    ResponderExcluir
  8. Domingo na homilia na Paróquia Nossa Senhora das Graças de Praia Grande, o Padre Thomaz também bateu forte na ideologia de gênero. Todos os Padres deveriam falar sobre o assunto e defender aos ensinamentos da Igreja Católica.

    ResponderExcluir
  9. Não sou católica mas negativei o vídeo. Temos que fazer a nossa parte.

    ResponderExcluir
  10. A essência da propanda comecial é seduzir e convencer uma pessoa a comprar. Mas esses publicitários ideólogos estão criando uma contrapropaganda deles mesmos (um verdadeiro tiro no pé) quando, ao invés de negociarem preços ou promoções, querem impor sobre a maioria absoluta de seus próprios consumidores visões de gente perturbada que quer tocar nos valores inegociáveis. Daí a repulsa massiva da sociedade de bem. Muitos empresários prostituídos estão mancomunados com a agenda esquerdo-gayzista. E parece que eles só cairão em si mesmos quando perderem dinheiro ($), como o banco Satander que ofendeu a nós cristãos, patrocinou uma mostra blasfema, bestial e pedófila, perdendo milhares de clientes em poucos dias. Eles, obstinados que são, não vão parar. Mas duro é para eles recalcitrarem contra os aguilhões (At 9,5). E de nossa parte terão o boicote - e não a censura como choramingam, o que é diferente. Se bem que merecem censura feita na marra! Tal como são manipuladores, manipulam também a linguagem. Ai daqueles que ao mal chamam bem, e ao bem, mal, que mudam as trevas em luz e a luz em trevas, que tornam doce o que é amargo, e amargo o que é doce (Is 5,20)

    A Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo!

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail