"Eu nunca disse que você roubou dinheiro"

PATRICK MADRID sobre a Sola Scriptura:


** Mais aqui
www.ofielcatolico.com.br

18 comentários:

  1. Muito católico e verdadeiro isto: “O Novo Testamento foi escrito por católicos, foi escritos a respeito de católicos, foi escrito para católicos e o Novo Testamento foi preservado pela Igreja Católica, através dos séculos. De forma que a grande ironia vem a ser que aquela pessoa nunca sequer teria uma Bíblia para atacar a Igreja Católica, se não fosse a Igreja Católica.
    Última questão: de onde vieram esses livros do Novo testamento? De onde aqueles 27 livros de Mateus a Apocalipse... Em outras palavras, como eles entraram na Bíblia? Eles, obviamente, não caíram do Céu. Essa é uma pergunta muito importante a ser feita, como esses livros chegaram lá? Agora, essa também é uma questão muito importante, isto é: aqueles que dizem rejeitar a Tradição, porque segue “somente a Bíblia”, não podem, na verdade, fazer isso! Eles realmente não podem fazê-lo, porque a fim de saber quais livros de fato pertencem ao Novo Testamento, eles têm de ter aceitado, primeiro, a Tradição Católica de quais livros pertencem ao Novo Testamento. Que é o Cânon da Escritura. E tenha em mente que a Bíblia, em lugar algum, nos diz quais livros pertencem a ela. Então essa é uma Tradição que eles devem aceitar a fim de poder dizer: “Eu sigo somente a Bíblia”. Você pode ver, obviamente, a inconsistência e a incoerência desse posicionamento”. – Patrick Madrid

    Salve o Novo Testamento Católico!

    Seja louvado Nosso Senhor Jesus Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém André

      Seja louvado Nosso Senhor Jesus Cristo

      Excluir
  2. O material é tão vasto, são tantos fatos, que é inacreditável que alguém ainda seja protestante. Mas não é de se estranhar, pois estava previsto.

    Eles sempre negarão, mas nosso Senhor alertou:

    "Propôs-lhes também esta comparação: Pode acaso um cego guiar outro cego? Não cairão ambos na cova? O discípulo não é superior ao mestre; mas todo discípulo perfeito será como o seu mestre. Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão e não reparas na trave que está no teu olho? Ou como podes dizer a teu irmão: Deixa-me, irmão, tirar de teu olho o argueiro, quando tu não vês a trave no teu olho? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e depois enxergarás para tirar o argueiro do olho de teu irmão." (Lc 6, 39-42)

    E eles continuarão pregando o evangelho fatiado deles, respeitam o Novo Testamento do Cânon e Tradição Católica, mas não respeitam o Antigo Testamento. Por isso diz o apóstolo São Paulo:

    "Mas, ainda que alguém - nós ou um anjo baixado do céu - vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema. Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado!" (Gl 1, 8-9)

    Sei que outros terão interpretação diferente, mas é justamente por isso que a Sola Escriptura não funciona, pois cada cabeça é uma sentença, ou seja, no caso dos protestantes, cada cabeça é uma nova denominação, uma nova placa de igreja. Por isso eu confio e sigo o que me diz a única Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade, a Igreja Católica Apostólica Romana.

    Que Deus abençoe este apostolado, e todos os que aqui vem de boa vontade, de coração e razão, abertos à procura da Verdade.

    ResponderExcluir
  3. Perguntas de um casal católico MARIANO ( que trabalha no resgate) de que eu não sei!

    Marcos se a Bíblia é a única regra de fé dos cristãos, me responda as seguintes perguntas que os evangélicos não conseguem responder :

    1º ) Em Mateus 2,23 diz: "E Ele veio habitar na cidade de Nazaré para que se cumprisse o que foi dito pelos profetas: Será chamado Nazareno."

    Em qual versículo os profetas dizem isto?qual profeta disse isso?

    2º) Em Judas 1,9 diz: "Ora, quando o arcanjo Miguel discutia com o demônio e lhe disputava o corpo de Moisés..."

    Onde podemos encontrar esta "disputa" na Sagrada Escritura?

    3º) Em Mateus 23,2 diz: "Os Escribas e os Fariseus sentaram-se na cadeira de Moisés."

    Onde é que a Escritura se refere a esta "cadeira de Moisés"?
    .
    .
    Mais um casal católico-zumbi que não entende absolutamente nada do significado de “Sola Scriptura” entre os protestantes e vem vomitar esse desconhecimento aqui. Desde quando a Sola Scriptura proíbe a existência de verdades históricas fora da Bíblia???

    :“Todo o conselho de Deus concernente a todas as coisas necessárias para a glória dele e para a salvação, fé e vida do homem, ou é expressamente declarado na Escritura ou pode ser deduzido dela” (Confissão de Fé de Westminster, 1:6)

    A Sola Scriptura não é o princípio de que “TUDO” tem que estar na Bíblia, mas sim que todas as DOUTRINAS têm que estar em harmonia com as Escrituras. A Sola Scriptura não é o princípio de que devemos rejeitar qualquer coisa que estiver fora da Bíblia, mas sim que essas outras coisas estão sujeitas à autoridade suprema da Escritura. Infelizmente os católicos atacam um espantalho tosco ao invés de refutar a doutrina verdadeira da Sola Scriptura.

    Se vocês estudasse pelo menos um pouquinho, veria que todas as partes um monte de autoridades (livros, historiadores, exegetas, doutores, Pais da Igreja, etc), e eu creio na Sola Scriptura. Reconhecer que existem verdades em outros campos fora da Bíblia NÃO É militar contra o conceito de Sola Scriptura, pois a Escritura permanece sendo a autoridade máxima. Jesus e os apóstolos também citaram como verdade coisas provenientes de outras fontes, e daí? Qualquer protestante reformado crente na Sola Scriptura faz o mesmo. Isso não tem nada a ver com não crer na Sola Scriptura, porque a Sola Scriptura permite a existência de fatos históricos que não são mencionados na Bíblia (se assim não fosse, o trabalho dos historiadores teria que se limitar apenas à Bíblia!).

    Em suma, estude mais sobre os concílios da Reforma, busque se aprofundar em conhecimento, pelo menos CONHEÇA aquilo que o outro lado propõe, antes de vir atacar um espantalho mostrando que não entende absolutamente nada daquilo que está tentando “refutar”. Suas perguntas apenas fazem um evangélico sério ter vergonha do nível da apologética católica.
    Nenhuma das suas perguntas precisa ser respondida, porque não há discordância nenhuma entre elas e a Sola Scriptura, neste falso dilema que vocês querem criar. É como se você estivesse perguntando:

    “1+1=2, refute isso!”

    Eu não preciso refutar isso, porque eu também concordo que 1+1=2!

    É claro que Jesus disse coisas que não foram escritas nos evangelhos, eeeeeeeee daí? Vocês tem aí uma lista dessas coisas que não foram escritas? Tem as provas cabais de que elas foram passadas de boca em boca de forma incorruptível até os dias de hoje? Se tem, me mostre aqui a lista dessas coisas, junto com as provas de que elas existiram mesmo historicamente por meio de tradição oral doutrinária extra-bíblica, e que essas coisas eram cridas em todas as épocas por todos os cristãos de todos os lugares, e então eu terei todo o prazer em crer nelas.

    Mas se vocês não tiverem, seus ataque à Sola Scriptura não passa de um espantalho, pois estaria provando que a única forma segura de sabermos HOJE aquilo que Jesus disse NAQUELA ÉPOCA é por meio daquilo que foi conservado por ESCRITO, ou seja, nas Sagradas Escrituras. ISSO é Sola Scriptura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo.

      Bom, antes de qualquer coisa é preciso dizer que não é necessário ser um catedrático para perceber as contradições da Sola Scriptura e mesmo eu como um leigo, sem qualquer formação superior e nem sequer me considerar realmente convertido ao catolicismo (ou mesmo ao cristianismo) posso ver e apontar erros de raciocínio e contradições claras na sua postagem.

      Vejamos:

      Em primeiro lugar, o que se percebe no seu comentário é que ou você não se deu ao trabalho de ver o vídeo nem ler os comentários anteriores ao seu, ou a sua capacidade interpretativa não estava na sua melhor condição, ou na pior das hipóteses você apenas estava com má vontade para a compreensão do que foi exposto.

      Digo isto porque a argumentação que você levanta: de que a Sola Scriptura não nega verdades históricas fora da Bíblia, não é resposta ao que foi argumentado no vídeo.

      O vídeo argumenta que o princípio da Sola Scriptura que exige que toda DOUTRINA seja demonstrável na Bíblia, ou com você mesmo disse:

      "... mas sim que todas as DOUTRINAS têm que estar em harmonia com as Escrituras. A Sola Scriptura não é o princípio de que devemos rejeitar qualquer coisa que estiver fora da Bíblia, mas sim que essas outras coisas estão sujeitas à autoridade suprema da Escritura..."

      Continuando, o vídeo argumenta que este princípio, esta DOUTRINA da Sola Scriptura, não passa pelo crivo que ela mesma estipula, ou seja não é demonstrável nem harmoniosa com as Escrituras, portanto é uma contradição em si mesma.

      Ou seja, o argumento que você levantou e o diálogo/perguntas supostamente feitas por um casal católico, não tem relação com o que foi postado no vídeo nem com o que consta nos comentários anteriores.

      Dito isto, abro um parêntese para fazer a observação de que é engraçado ver um protestante acusar católicos de atacarem um "espantalho" por não conhecerem a fundo a doutrina dos seus interlocutores, quando em regra é o oposto que acontece. Na verdade a ironia e contradição se estende ao fato de que você mesmo foi o próprio e único responsável por colocar esse "espantalho" na conversa, visto que você mesmo trouxe esse suposto debate, trouxe o "espantalho" consigo.

      A ironia e contradição é tanta, que não consigo evitar deixar escapar um sorriso divertido ao ler você rechaçando as próprias perguntas que você trouxe: "Nenhuma das suas perguntas precisa ser respondida, porque não há discordância nenhuma entre elas e a Sola Scriptura, neste falso dilema que vocês querem criar...". É uma discussão consigo mesmo.

      Além disso é quase uma injustiça exigir que um apologista católico conheça todas as possíveis doutrinas protestantes, tendo em vista que nesta terra de ninguém chamada protestantismo, as doutrinas são tantas e tão diversas quanto são as pessoas.
      (Continua...)

      Excluir
    2. (...contiuação...)
      Quanto à algumas outras contradições vou aproveitar uma fala sua:

      “Mas se vocês não tiverem, seus ataque à Sola Scriptura não passa de um espantalho, pois estaria provando que a única forma segura de sabermos HOJE aquilo que Jesus disse NAQUELA ÉPOCA é por meio daquilo que foi conservado por ESCRITO, ou seja, nas Sagradas Escrituras. ISSO é Sola Scriptura.”

      Essa questão é levantada brevemente no vídeo e nos comentários. Faz relação ao conceito da Sola Scriptura e a um princípio que anda de mãos dadas com ela: o do Livre Exame.

      A questão é: para verificarmos se uma doutrina está de acordo com as Escrituras é necessário primeiro compreender o conteúdo das próprias Escrituras. E como se faz isso? Com base em que? Com qual autoridade? Pois ainda que a Bíblia seja um texto sagrado, ela continua passível de múltiplas interpretações como todos os textos em regra são.

      Aqui novamente se percebe uma contradição da Sola Scriptura. Qualquer que fosse o princípio adotado para interpretar as Escrituras, este princípio teria que estar de acordo e harmonioso com as Escrituras. E como saberíamos isso? Vê? Cria-se um círculo infinito. Pois acontece que não há nas Escrituras nenhuma regra ou parâmetro para sua própria interpretação. Isso é uma contradição gritante da Sola Scriptura.

      Para agravar ainda mais a contradição entra em cena um outro conceito ilógico que é o do Livre Exame, conceito este responsável pela Babel de crenças que é o meio protestante.

      Quanto à questão da autoridade e da consequente fidelidade das Escrituras, a contradição protestante (aí já saindo um pouco do tema da Sola Scriptura), é a de que eles implicitamente aceitam a autoridade do Magistério Católico ao aceitarem a Bíblia, em particular o Novo Testamento como fiéis e verdadeiros, visto que foi a Igreja Católica que definiu o Cânon bíblico e preservou estes textos.

      Ou seja, aceitam a autoridade da Igreja para definir os Evangelhos, mas sem nenhum outro critério negam esta autoridade para qualquer outra coisa que lhes vier à cabeça.

      Ainda sobre autoridade, que autoridade tinham os Reformadores para definir qualquer coisa? Incluindo a Sola Scriptura? Onde sob o próprio princípio da Sola Scriptura se pode entender que quase 1500 anos após a crucificação de Cristo Lutero, Calvino, Zwinglio ou qualquer outro teria esta autoridade? Doutrinas mais humana que às nascidas e decorrentes da Reforma ainda estão para encontrar par dentro da cristandade.

      Outra contradição da Sola Scriptura repousa no fato das escrituras não terem surgido completas simultaneamente, mas na verdade serem um conjunto de textos escritos ao longo da história. Ou seja, como os Apóstolos ou os primeiros cristãos poderiam ter se apoiado na Sola Scriptura enquanto ainda não existiam os Evangelhos escritos, ou as cartas e Epístolas? Se apoiariam eles no Antigo Testamento com base na Sola Scriptura? Se sim, então eles seriam mais próximos da fé judaica que da cristã. E em questões como a da circuncisão, que foi decidida pelos Apóstolos? Onde eles se basearam na Sola Scriptura?

      Resumindo: a ideia de Sola Scriptura só é imaginável após a existência das escrituras e isso só é possível dentro do cristianismo após a definição do cânon da Bíblia, ocorrido séculos após o início do Cristianismo. Mais uma contradição gigantesca desse princípio.

      Bom, me limito a apontar as incoerências da Sola Scriptura até este ponto, até porque, conforme admiti no início do meu comentário, reconheço a limitação e pequenez dos meus conhecimentos.

      Mas recomendo aos administradores deste site que façam postagens referentes à Sola Scriptura e afins, para que se esclareça a quem vier a visitar este site o porque da doutrina católica não se apoiar nesse princípio.

      Excluir
    3. Senhor Anonimo, como você é engraçadinho, vem aqui vomitar um monte de besteiras para nos atacar, e não dizer coisa com coisa, se achando que ganhou o debate, ofendendo a todos nós católicos, começando pelo casal que questionou estas três perguntas, chamando-os de zumbis. Meu caro, se eles fizeram estas três perguntas, isto se deve a contradição da parte de vocês de dizerem o tempo inteiro que tudo tem que estar na Bíblia e se não esta não vale, então nestas três questões só vem revelar a grande contradição da Sola Escriptura que se tivesse fundamento, as passagens acima questionadas, deveriam então também estar na Bíblia, mas não estão, e como você mesmo colocou, o quem vem de fora da Bíblia, o que é extra bíblico também pode-se levar em consideração, se é assim então porque não se pode confiar na Sagrada Tradição, naquilo que sempre foi confiando por todos os cristãos em todos os lugares?.
      “A Sola Scriptura não é o princípio de que “TUDO” tem que estar na Bíblia, mas sim que todas as DOUTRINAS têm que estar em harmonia com as Escrituras. A Sola Scriptura não é o princípio de que devemos rejeitar qualquer coisa que estiver fora da Bíblia, mas sim que essas outras coisas estão sujeitas à autoridade suprema da Escritura.”
      Se para vocês a autoridade suprema são as Escrituras, para nós são as Sagradas Escrituras, a Sagrada Tradição e o Sagrado Magistério da Igreja, o qual, toda a Verdade deve estar encerrada, não se contradizendo entre uma e outra, não sendo um superior a outra, mas se complementando e se elucidando entre um e outra.

      “É claro que Jesus disse coisas que não foram escritas nos evangelhos, eeeeeeeee daí? Vocês tem aí uma lista dessas coisas que não foram escritas? Tem as provas cabais de que elas foram passadas de boca em boca de forma incorruptível até os dias de hoje? Se tem, me mostre aqui a lista dessas coisas, junto com as provas de que elas existiram mesmo historicamente por meio de tradição oral doutrinária extra-bíblica, e que essas coisas eram cridas em todas as épocas por todos os cristãos de todos os lugares, e então eu terei todo o prazer em crer nelas.”

      Parece que este que escreve, acredita que muitas coisas da doutrina católica foram inventadas do dia para noite, meu amigo, se cremos em algo que não esta totalmente explicito nas Sagradas Escrituras, é porque ela foi mais elucidada por meio da Sagrada Tradição, e sim , cremos que eles foi transmitida fielmente de geração em geração, pois foi assim também no começo do cristianismo em que todas as palavras de CRISTO, só foram escrita pela primeira vez depois de 30 a 40 anos após sua ascensão aos céus, se for para seguir a sua lógica, então, quem garante que o que CRISTO disse esta realmente relatado nos evangelhos?, não pode ter havido alguma deturpação durante os anos em que CRISTO esteve na terra, até a composição do primeiro evangelho?, há mais isto foi feito por pessoas que escutaram diretamente a NOSSO SENHOR!, e se não tivessem escutado, o evangelho então perderia sua credibilidade?, ou ao passo de ter sido escrito por cristãos para cristãos não se leva em conta?, e assim também, a Sagrada Tradição que fora dita por cristãos para cristãos de geração em geração também não se deve levar em conta?.

      Sidnei

      Excluir
    4. E quanto a última frase: “e que essas coisas eram cridas em todas as épocas por todos os cristãos de todos os lugares, e então eu terei todo o prazer em crer nelas.”
      Posso comentar o seguinte: comesse a estudar os pais da Igreja, mas não a maneira protestante, escolhendo o que quer e interpretando-os da maneira que quiser, comesse a estudar no que realmente no que eles disseram e acreditavam, e verás, que eles eram muito mais católicos que protestantes, e quanto a todos os cristãos de todos os lugares acreditarem todos na mesma coisa, naquela época, que não haviam os meios de comunição de agora, que sofriam perseguições, que haviam comunidade isoladas uma das outras, é evidente que um grupo haveria de acreditar em algo e outro em coisas totalmente diferentes, questionar isto, e chover no molhado, somente após cessar as perseguições, que a Igreja pode se organizar melhor, é que o corpo da doutrina cristã começou a se tornar uniforme em toda a terra, pois aqueles grupos isolados começaram a recebe a genuína fé cristã acreditada pela maioria, abandonando seus erros doutrinários, e se submetendo a Verdade da fé, provinda da única Igreja funda por JESUS CRISTO, o resto é balela e papo para boi dormir.

      “Mas se vocês não tiverem, seus ataque à Sola Scriptura não passa de um espantalho, pois estaria provando que a única forma segura de sabermos HOJE aquilo que Jesus disse NAQUELA ÉPOCA é por meio daquilo que foi conservado por ESCRITO, ou seja, nas Sagradas Escrituras. ISSO é Sola Scriptura.”
      Assim é por isto que há diversas igrejas protestantes, com doutrinas divergentes entre si, pois cada uma diz que segue realmente o que esta na bíblia, que foi conservado por ela. Nisto vemos que ISSO é Sola Scriptura.

      Excluir
    5. Caro Anônimo (Marcos?),

      Primeiramente, seja honesto. Segundo, seja educado. Quando você visita alguém, não importa religião ou o que for, seja educado na casa de quem você visita.

      E identifique-se, diga seu nome, e qual sua denominação. Existem dezenas de milhares de denominações protestantes, se você falar de qual é fica mais fácil saber com quem estamos falando. É mais justo assim o debate.

      Ao que parece você segue o lema de Lenin: “Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é!”, pois se existe este espantalho de Sola Scriptura, foram os pastores que criaram, é só ver por todo canto os protestantes tentando provar tudo somente pela Bíblia. São os protestantes que fazem isso, quando nós católicos falamos isso, apenas descrevemos os fatos que qualquer um de boa vontade e de intelecto são consegue ver.

      São os protestantes que ignoram uma Tradição de mais de 2000 anos, em nome da Sola Scriptura. Não somos nós católicos. Eu sei que deve ser difícil você entender isso, pois os traços rancorosos que você mostra, nos deixa claro e evidente que sofreu bastante doutrinação anti-católica.

      Agora quero ver você admitir as mentiras que seus pastores inventaram da Igreja Católica. Se você admitir estas mentiras primeiro, ai podemos debater de forma saudável. Fácil falar de uma tal espantalho de Sola Scriptura, sendo que vocês são especialistas em criar espantalhos da Igreja Católica.

      Aliás, este teoria de espantalho de Sola Scriptura é nova, eu pelo menos não conhecia. Escolheu um bom lugar para testar esta teoria, por que aqui, não falo de mim, existem pessoas preparadas, que podem debater em alto nível.

      Quando digo seja honesto, não é para ofender, e sim por dois motivos:

      1 - Se quer ensinar, e dar lição de moral, você tem milhares de protestantes para fazer isso. Ensine primeiro seus irmãos protestantes, isso que veio pretensiosamente "ensinar" aqui. Repito, seja honesto, eles precisam mais de você do que nós.

      Vá nas páginas católicas e protestantes no Facebook e você vai saber do que estou falando.

      2 - Preste atenção nisso: Você diz: "Se vocês estudasse pelo menos um pouquinho, veria que todas as partes um monte de autoridades (livros, historiadores, exegetas, doutores, Pais da Igreja, etc)".

      Então se você estudou tudo isso que afirma e continua protestante, nós não temos nada para fazer por você, além de lhe colocar em nossas orações.

      Você falou um monte e não disse nada. Sua verborragia é vazia e não diz nada. Todos os Pais da Igreja eram católicos, só isso mostra o quanto sem sentido é todo este seu discurso.

      Aí você afirma: "É claro que Jesus disse coisas que não foram escritas nos evangelhos, eeeeeeeee daí? Vocês tem aí uma lista dessas coisas que não foram escritas? Tem as provas cabais de que elas foram passadas de boca em boca de forma incorruptível até os dias de hoje? Se tem, me mostre aqui a lista dessas coisas, junto com as provas de que elas existiram mesmo historicamente por meio de tradição oral doutrinária extra-bíblica, e que essas coisas eram cridas em todas as épocas por todos os cristãos de todos os lugares, e então eu terei todo o prazer em crer nelas."

      Ora bolas, quão contraditório você é. Nem sei se consegui entender. Você diz que existem verdades fora da Bíblia, e ai faz este discurso pedindo provas das verdades que você mesmo já diz ter enxergado.

      As provas meu caro, você mesmo citou, a literatura Católica é a mais vasta do mundo. Você poderá encontrar escritos desde os primeiros anos do cristianismo, em continuidade e harmonia até os tempos de hoje. Você leu a Patrística e não percebeu isso?

      [continua...]

      Excluir
    6. [...continuando]

      Honestamente, lendo tudo que você afirma que leu, chegou a que conclusão? Qual era a Igreja primitiva? O que me diz da Epístola de Santo Inácio de Antioquia aos Esmirnenses?

      Vocês protestantes (a maioria) só sabem criar confusão e divisão. É só ver, são dezenas de milhares de denominações diferentes. Você não veio aqui de bom grado debater, e buscar a Verdade, assim como nós estamos buscando. Você está montado na aparente auto-suficiência, típica de alguns “eleitos” protestante, e não enxerga um palmo na sua frente.

      Me desculpe a sinceridade, mas se você é tão conhecedor da história da Igreja, dos Pais da Igreja, e é protestante, não sei nem como lhe definir. Nós não precisamos lhe provar nada, e nem você a nós. Mas se veio aqui realmente buscar um debate sincero e produtivo, siga esta lista e apresente seus argumentos: http://www.ofielcatolico.com.br/2000/01/indice-de-respostas-catolicas-para.html

      A Sola Scriptura não funciona, pois cada cabeça é uma sentença, ou seja, no caso dos protestantes, cada cabeça é uma nova denominação, uma nova placa de igreja, ou um cristão auto-céfalo. Por isso eu confio e sigo o que me diz a única Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade, a Igreja Católica Apostólica Romana.

      Quem sabe o casal católico que você cita, seja o resgate que Deus lhe preparou, mas você talvez precise tirar as travas do seu olho para ver.

      Não considere minha resposta argumentum ad hominem, pois a minha intenção não é lhe atacar ou ofender, nem a você nem a outros protestantes que possam ler isso que escrevo, assim como já tive e tenho pessoas me ajudando, quero é tentar lhe ajudar de alguma forma. Espero que tenha visitado este site com a mesma intenção, pois aí poderemos quem sabe colher frutos deste debate.

      Que Nossa Senhora interceda por você e que encontre seu caminho.

      Paz e Bem em Cristo Jesus!

      Excluir
    7. Meu irmão separado me responda só uma coisa como sera que a sua doutrina de sola Scriptura sobreviveria na época que não tinha imprensa, na época em que a bíblia ainda não estava canonizada, simplesmente porque a Igreja, nos seus primeiros quatrocentos anos (no mínimo), simplesmente não tinha a Bíblia que nós temos hoje para observar, sendo sua principal regra de fé e prática a condução do Magistério da Igreja e a observância da Tradição dos Apóstolos.

      1 ) Então, irmãos, estai firmes e guardai a Tradição que vos foi ensinada, seja por palavras, seja por epístola nossa". (2Ts 2, 15)

      2 )Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos afasteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a Tradição que de nós recebeu." (2Ts 3, 6)

      Algumas passagens, como estas, são explícitas, mas existem muitas, muitas outras que afirmam a mesma coisa, direta ou indiretamente. A Tradição é tão importante quanto a Escritura, até porque a Escritura é a Tradição por escrito, e a Igreja não tinha como se basear na Bíblia até pouco tempo antes de Lutero. Foram milênios em que os cristãos foram conduzidos, principalmente, na Tradição e pelo Magistério da Igreja. Mas os "evangélicos" lançam ao lixo a Tradição.

      A pergunta que não quer calar: por que os "evangélicos", que dizem que observam a Bíblia como regra exclusiva, não guardam a Tradição, se a Bíblia mesmo ensina o contrário? Me responda isso meu caro

      Excluir
    8. Pois é! O "espantalho" fala, anda, "pensa" e con(per)verte.

      Marcos

      Excluir
    9. Agradeço aos queridos amigos e irmãos em Cristo que responderam ao leitor anônimo. Depois de dúzias de postagens em que abordei a Sola Scriptura, honestamente não vejo motivo para me manifestar novamente, dizendo a mesma coisa de sempre. – A mesma realidade tão óbvia que já esclarecemos tantas vezes. Limito-me a deixar abaixo o endereço para uma das postagens em que tratamos do tema:

      http://www.ofielcatolico.com.br/2002/03/as-igrejas-evangelicas-sagrada.html

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    10. Concluindo, interessante é que o anônimo falou, falou e falou, – todo indignado, – e no final concluiu dizendo exatamente o mesmo que nós já refutamos tantas vezes: somente as Escrituras são dignas de crédito. Chega a ser engraçado, dizer que estamos batendo num "espantalho", e depois confirmar que a doutrina que ele defende é exatamente idêntica, em tudo, a esse suposto "espantalho".

      Aliás, houve uma inversão completa e descarada nesta comparação. Quem constrói um espantalho da Igreja Católica, para poder bater à vontade, são eles mesmos, os protestantes/"evangélicos".

      Enfim, por essas e outras é que não temos interesse em tornar "O Fiel Católico" um espaço de debates deste tipo. São sempre infrutíferos, desgastantes e quase sempre totalmente inúteis.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    11. Caro Anônimo,

      Você não percebe a inconsistência entre essas duas frases suas:

      "A Sola Scriptura não é o princípio de que “TUDO” tem que estar na Bíblia, mas sim que todas as DOUTRINAS têm que estar em harmonia com as Escrituras."

      e

      " a única forma segura de sabermos HOJE aquilo que Jesus disse NAQUELA ÉPOCA é por meio daquilo que foi conservado por ESCRITO, ou seja, nas Sagradas Escrituras. ISSO é Sola Scriptura."

      A doutrina católica é perfeitamente compatível com a definição de Sola Scriptura contida em sua primeira frase. Toda doutrina católica está em harmonia com as Escrituras.

      Já a definição contida em sua segunda frase (bem distinta da primeira) não é compatível com a fé católica porque ela não é racional, pois tem uma contradição intrínseca (entre outras): se só posso ter segurança naquilo que está ESCRITO nas Escrituras , como posso saber quais são os livros inspirados se não está ESCRITO nas Escrituras a lista deles?

      Excluir
    12. Vou responder a pergunta, você eu e todos os católicos podemos saber quais são os livros inspirados porque cremos na Tradição e no Magistério da Igreja Católica Apostólica Romana, Eu não creria no Evangelho, se a isto não me levasse a autoridade da Igreja católica", ensina Santo Agostinho.

      Excluir
    13. Perfeito, Wagner.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  4. Caríssimos irmãos fieis católicos

    Eis um forte testemunho de uma ex-atriz alemã, que tinha como “religião” origem a seita conhecida como “testemunhas de Jeová”.

    Veja: https://padrepauloricardo.org/blog/apos-ver-o-inferno-atriz-alema-desiste-da-carreira-para-se-tornar-eremita?utm_source=Lista+de+E-mails+%5BPadre+Paulo+Ricardo%5D&utm_campaign=15c3098c1c-artigo-18-09-2015&utm_medium=email&utm_term=0_a39ff6e1ce-15c3098c1c-406029357&mc_cid=15c3098c1c&mc_eid=17e213d4a4

    Seja louvado Nosso Senhor Jesus Cristo!

    Salve Regina!

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail