(O verdadeiro) São Francisco de Assis e suas lições


[A charge acima, do impagável blog norte-americano "Sword of Peter" (clique sobre a imagem para ampliá-la) mostra como São Francisco de Assis é geralmente retratado por aqueles que não o conhecem, e ao seu lado o verdadeiro São Francisco, que diz (na Exortação aos irmãos e irmãs da penitência, cap. II): "Todos aqueles que não fazem penitência e não recebem o Corpo e o Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, vivem no vício e no pecado, no caminho da concupiscência e dos maus desejos da carne; não observam o que prometeram ao Senhor; servem ao mundo com seus corpos, cedendo aos desejos carnais, às solicitudes e aos cuidados deste mundo: são escravos do demônio, de quem são filhos e cujas obras praticam".]

Por Felipe Marques – Fraternidade Laical São Próspero

INFELIZMENTE, OS DONS espirituais e as virtudes são negligenciadas por nós, que preferimos viver de acordo com aquilo que é mais prazeroso em detração daquilo que é mais difícil, porém, correto. Como ensina a seguinte máxima: "Deficit in pluribus, contingit in paucioribus" – quando um fim exige grandes esforços, somente poucos o atingem. Ora, para amarmos as virtudes precisamos vê-las como verdadeiros bens que são, por mais difícil que seja conquistá-las, e amando-as empreenderemos grandes esforços para unirmo-nos à elas. Pois bem, a mãe de todas as virtudes é a humildade, algo muito em falta hodiernamente. Se não formos humildes, ou seja, se não começarmos pela primeira virtude, não teremos as demais! Por isso, compartilho esse relato sobre São Francisco de Assis – mestre da humildade – em que mostra, com sua vida, aquilo que realmente somos: "Somos servos inúteis (dispensáveis); fizemos o que devíamos fazer" (Lc 17, 10). Que, com Chesterton, possamos viver preferindo "ser odiados por alguma razão, do que ser amados por todo tipo de qualidades que não possuímos".

Para experimentar a humildade de São Francisco, frei Masseo repete a ele: 'Perche a tte; perche a tte?' – 'Por que a ti, e não a outro?'. E São Francisco responde a frei Masseo: 'Porque os olhos do Deus Altíssimo não viram entre os pecadores outro mais vil, nem mais incapaz... que eu. E por isto, para fazer esta operação maravilhosa, Ele me escolheu para confundir a nobreza e a grandeza, a beleza, a força e a sabedoria do mundo, para que se saiba que toda virtude e todo o bem é dEle, e não da criatura, e pessoa alguma se poderá gloriar em sua Presença; mas quem se gloriar que se glorie no Senhor, a quem pertence toda honra e glória eternamente.1

________
1. Capítulo X das Fioretti de São Franscisco de Assis (São Paulo: Vozes, 1973).
www.ofielcatolico.com.br

3 comentários:

  1. Belíssimo artigo!!! Este é o verdadeiro FRANCISCO DE ASSIS. Grato por escrever, Felipe! Converte meu coração.
    Osculum Pacis

    URBANO MEDEIROS - músico em MG

    ResponderExcluir
  2. Peçamos a Jesus que nos dê um coração cheio de humildade e amor.

    ResponderExcluir
  3. O LEGÍTIMO S FRANCISO DE ASSIS NÃO É O DA MIDIÁ ESQUERDISTA, ECO-HUMANO-FRATERNAL- IMANENTE T 3 - TERRA, TETO E TRABALHO - ALÉM DE UM ROMÂNTICO SONHADOR NATURALISTA!
    Ele era completamente diferente do São Francisco de Assis que os relativistas das esquerdas, com sua maligna mídia capciosa globalista falsariamente propagam por aí para o usarem para seus pérfidos e escusos objetivos, deturpando-o como autêntico e imitável evangelizador católico!
    Muito ao inverso, era extremamente corajoso missionário, apenas visando a conversão das almas, que ousadamente foi até ao Sultão muçulmano do Egito, Al Malik Al Kamil em 1219 para tentar conseguir convertê-lo à fé cristã junto com seu povo pagão, adorador da deusa lua Alah, arriscando-se entrar no acampamento onde se encontrava para conversar com ele; conseguiu que admitissem sua entrada para contactar com ele e, embora o Sultão tanto o admirou que lhe doou até um presente!
    S Francisco ainda desafiou de entrar numa fogueira junto com os sacerdotes muçulmanos acompanhantes do Sultão, para ele ver quem escaparia às chamas, mas o Sultão, sabendo que seus religiosos não suportariam o repto, não aceitou a competição e S Francisco garantiu que se ele fôsse consumido pelas chamas seriam por causa de seus pecados pessoais!
    No entanto, o Sultão Al Malik ficou tão admirado e mesmo extasiado com S Francisco que permitiu aos religiosos franciscanos de permanecerem na Terra Santa, o que acontece até hoje, havendo mais de 800 anos desse encontro e esse, de bom grado, ainda lhe pediu que "rezasse por ele para que abraçasse a fé que mais apraza a Deus"!
    S Francisco era tão humilde que, quando as pessoas lhe chamavam de santo, respondia-lhes: "ainda posso ter filhos e filhas e não se pode confiar em santidade de um homem, cujo destino é incerto", demonstrando explicitamente que confiava exclusivamente na misericórdia de Deus para consigo e não nas próprias forças ou julgando-se santo!

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Subir