Constantino, Lutero e o Papa


UM LEITOR ANÔNIMO deixou-nos o seguinte comentário no post "A Igreja Católica foi fundada por Constantino?":

"Boa tarde Henrique, voltei a este blog para contestar suas escritas...
Me explique por que a igreja catolica que se diz cristã parou de ser perseguida com o reinado de constantino? não foi pelo fato de que a igreja aceitou todo tipo de paganismo que constantino trouxe para dentro da igreja? paganismo este, que fez com que Martinho Lutero se rebelasse contra a igreja catolica,que na época e agora podemos chamar de igreja caótica?... graças a Deus que Martinho Lutero conheceu a biblia e teve coragem de enfrentar quem fosse para revelar a verdade escondida do povo, pela biblia e só pela biblia. Também elogio suas contestações de muitas igreja ditas cristãs, mas e a contestação ao papa, vc não faz??? de onde inventaram essa de que o papa é o sumo pontifice???"

Prezado, anônimo, a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo. Quer dizer então que você voltou? Mas, com todo o respeito, eu pergunto: quem é você? São muitos os que aparecem por aqui, apresentando sempre as mesmas argumentações, idênticas às suas, e nenhum deles se identifica. Enfim, seja você quem for, preciso dizer que desta vez você deve ter se superado! São tantos equívocos juntos, e tão absurdos, que nem sei por onde começar a responder! Comecemos, então, do começo, dividindo suas argumentações (ou acusações?) em partes, para facilitar a compreensão dos nossos leitores:

"Me explique por que a igreja catolica que se diz cristã parou de ser perseguida com o reinado de constantino?"

Em primeiríssimo lugar, não foi a "Igreja Católica" no sentido que você aplica, como se fosse "uma igreja entre muitas igrejas", que deixou de ser perseguida sob o governo de Constantino, – simplesmente porque não existiam muitas "igrejas" nesse tempo, mas apenas uma única Igreja: a Igreja una e indivisível de Cristo, instituída diretamente pelo Senhor Jesus e preservada na Tradição dos Apóstolos e dos seus sucessores, eleitos por eles mesmos.

Logo, foram os cristãos como um todo que deixaram de ser perseguidos; foi A Igreja do Senhor que passou a viver um novo período a partir dali. – Esta mesma Igreja que perseverou na fé dos Apóstolos por mais de mil e quinhentos anos antes de surgir o seu protestantismo, com a famigerada heresia da sola scriptura, que dividiu o povo de Deus. Não foi "uma certa 'igreja católica'" que ganhou direitos reconhecidos pelo Estado, como se alguma "outra igreja" tivesse conhecido um destino diferente. Só havia uma Igreja, a Igreja do Cristo, aquela edificada diretamente pelo Senhor sobre o Apóstolo Pedro, que é também a Igreja de sempre, pois foi junto a esta que o Senhor prometeu que estaria até o fim dos tempos (Mt 28,20). Procure entender isso antes de tudo.

De todo modo, a partir desta sua primeira pergunta já fica evidente, logo de início, que você não leu a postagem que está comentando. E como é que você pode ter opinião a respeito de um texto que não leu? Imagino que seja da mesma maneira que formou opinião a respeito da Igreja Católica sem conhecê-la: partindo da caricatura que o seu "pastor" pinta da Igreja. Pensando bem, vindo de um "evangélico", faz sentido.

O fato é que o próprio artigo que você está comentando explica a razão de terem cessado as perseguições à Igreja sob o governo de Constantino, que é mais do que óbvia: é que o imperador declarou a sua conversão ao cristianismo e publicou um édito suspendendo a perseguição. Simples. Veja bem que ele não suspendeu perseguição à "igreja X", "Y", ou "Z". A perseguição era contra os cristãos como um todo, contra o Corpo Uno, – Corpo de Cristo, – que sempre foi a Igreja. Eram perseguidos os que confessavam a fé em Jesus como Filho de Deus e Salvador do mundo.

Tudo isso é fato histórico, consta nos registros da História, assim como consta que o primeiro presidente do Brasil foi o Mal. Deodoro da Fonseca, por exemplo, ou que a primeira guerra mundial durou de 1914 até 1918. Se não fossem os registros históricos, nós não saberíamos muita coisa a respeito de nada, sabia? É para isso que serve o estudo da História: para que nós aprendamos as coisas. E é por isso que não podemos ler somente, – exclusivamente, – a Bíblia Sagrada. Aliás, se você lê só a Bíblia, única e exclusivamente, não pode saber quem foi Lutero, esse mesmo que você defende sem ter ideia de quem foi.

Diga-me sinceramente, por favor: que livro você leu sobre Lutero? Quais as suas fontes de pesquisa sobre ele? O que você sabe, com certeza, sobre a sua história, o seu ideário, seus modos, seus princípios? Veremos um pouco sobre este assunto mais adiante. Por ora, prossigamos com a continuação do seu comentário:

“não foi pelo fato de que a igreja aceitou todo tipo de paganismo que constantino trouxe para dentro da igreja? paganismo este, que fez com que Martinho Lutero se rebelasse contra a igreja catolica,que na época e agora podemos chamar de igreja caótica?..."

Bem, à sua pergunta-acusação eu poderia responder com uma só e curta palavra: não. Claro que Constantino não trouxe paganismo para dentro da Igreja, e nem ele nem ninguém teria como fazê-lo. Vou explicar porquê.

Você conhece o Credo Niceno? Se não conhece, pode ler aqui neste site protestante (faço questão de indicar uma fonte protestante para que você veja o quanto os chamados 'evangélicos' são incoerentes: um condena e outro defende a mesma coisa, sendo que o Reino de Deus não se divide contra Si mesmo). Muito bem; eu o desafio a encontrar, na declaração de fé do Credo Niceno, uma letra, – uma vírgula que seja, – que apresente algum vestígio de "paganismo". Eu o desafio a encontrar ali qualquer insinuação que contrarie a autêntica fé cristã de sempre. Se você for capaz de fazer isso, eu me convenço e encerro as atividades deste site!

Sim. O Credo é a perfeita confissão da fé cristã resumida. Agora, você sabe quem participou diretamente na elaboração desta oração-declaração? O próprio: o imperador Constantino, que na cabeça dos falsos profetas e teóricos da conspiração, – que você chama de “pastores”, – foi um “paganizador” do cristianismo original.


Fragmento de estátua representando o Imperador Constantino (séc. IV, Museus Capitolinos, Roma)

Esse fato, no entanto, só vale como ponto de referência, já que o mais importante é demonstrar o absurdo da teoria que você apresenta, e mais do que isso, a blasfêmia contra Cristo, aquele que você pensa que conhece e segue só lendo a Bíblia, e interpretando-a do seu jeito; contrariando o que diz a própria Escritura: "Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal” (2Pd 1,20).

Que blasfêmia você está dizendo? Ora, você está simplesmente declarando Nosso Senhor Jesus Cristo como um mentiroso! O que, por outro lado, não é de se estranhar, afinal foi isso que o seu herói Lutero fez, também. E Lutero é o seu salvador, conforme você mesmo disse! Não é bem isso? Então vejamos...

Você por certo concorda que a Igreja já existia antes de Constantino, certo? Se disser que não concorda com isso, então a Bíblia está toda errada, pois ela mostra o Senhor fundando sua Igreja, mostra os Apóstolos proclamando o Evangelho, trabalhando pelo crescimento da Igreja, etc, etc. Além disso, se você disser que a verdadeira Igreja de Jesus Cristo ainda não existia até o tempo de Constantino, o que você estaria afirmando é que nos primeiros três séculos após a Ressurreição de Jesus não existiam cristãos. E se não existisse Igreja até Constantino, quem é que os imperadores anteriores perseguiam, atiravam às feras, etc.? Então, até aqui, concordamos: a Igreja já existia antes de Constantino. Ponto.

Definido este ponto, precisamos então analisar o que você diz, literalmente: “a igreja aceitou todo tipo de paganismo...”. São suas palavras. Então, o que você diz é que a Igreja já existia, mas a partir do Imperador Constantino, quando os cristãos receberam a liberdade de culto no Império, ela se corrompeu. Você disse isso, e é nisso que protestantes/"evangélicos” acreditam. Eu sei muito bem, porque eu também já fui um de vocês e já estive perdido no mesmo erro. E é exatamente aí que está a blasfêmia contra Nosso Senhor: se a Igreja se corrompeu, então Jesus mentiu, pois Ele mesmo declarou categoricamente: “Sobre esta Pedra edifico a minha Igreja: os portais do inferno não prevalecerão contra ela” (Mt 16,18). E o Senhor também declarou à sua Igreja: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt 28,20).

Se o Senhor Jesus Cristo garantiu que o Inferno nunca prevaleceria contra a Igreja, e prometeu que estaria com ela todos os dias, até o fim dos tempos, como é que você vem me dizer que essa mesma Igreja se corrompeu, se deixou paganizar por Constantino?!

E você ainda diz mais: “graças a Deus que Martinho Lutero conheceu a biblia e teve coragem de enfrentar quem fosse para revelar a verdade escondida do povo...” – Observe o tamanho da sua arrogância! “Martinho Lutero conheceu a Bíblia”?? Por piedade, anônimo, aprenda esta verdade essencial de uma vez por todas: se você tem a Bíblia para carregar debaixo do braço, hoje, é graças à Igreja Católica! Foi a Igreja Católica que produziu, canonizou e preservou os textos da Bíblia, através dos séculos até hoje. A Bíblia é filha da Igreja, e não a mãe da Igreja! – A Bíblia que você conhece só é o Livro Sagrado dos cristãos porque a Igreja assim o declarou! Nós não temos que ler a Bíblia para interpretar a Igreja, e sim aprender da Igreja, que, inspirada pelo Espírito Santo a produziu, como ler a Bíblia!

Mas, se você crê que a Igreja se corrompeu, – mesmo Jesus Cristo tendo prometido que isso não aconteceria jamais, – e que foi Martinho Lutero quem conheceu a Bíblia e "teve coragem" – palavras suas – "para revelar a verdade", então o seu Salvador não é Jesus, e sim Lutero!


Quem veio revelar a Verdade? Jesus Cristo ou Martinho Lutero, mil e quinhentos anos depois?


“Também elogio suas contestações de muitas igreja ditas cristãs, mas e a contestação ao papa, vc não faz???”

Claro que eu não contesto o Papa, enquanto tal! Ele é o sucessor de Pedro, o Apóstolo a quem o Senhor confiou sua Igreja na Terra! Não que nós, católicos, acreditemos que ele seja "infalível", no sentido de "impecável", como muitos de vocês, mentindo, 
gostam de dizer de nós, mas é sobre ele que repousa a autoridade terrena da Igreja, dada diretamente por Nosso Senhor. Por isso, o Cristo Vivo edificou sua Igreja sobre Pedro (Mt 16,18ss), e por isso mesmo perguntou a Pedro por três vezes se ele o amava, e por três vezes lhe confirmou que confiava, - diretamente a ele, - o trabalho de "apascentar o seu rebanho”, isto é, conduzir a sua Igreja neste mundo (Jo 21,15-17). Está tudo na Bíblia! Ou faltam algumas páginas na sua?

O Senhor concedeu a autoridade aos seus Apóstolos, para que eles dessem prosseguimento à sua Igreja, e isso eles fizeram e continuam fazendo até hoje, a despeito dos traidores, que desde Judas evidentemente sempre existiram. A Igreja precisa desse núcleo apostólico, chamado Magistério, para que não ocorra o que sempre ocorreu no protestantismo: divisões e divisões, e mais divisões. E depois, subdivisões e mais subdivisões, ad infinitum, sem fim. Sabe por quê? Porque quando não há Magistério nem Sucessão Apostólica, a casa literalmente cai, se autodestrói! Se cada um tem autoridade para crer como quiser, se cada um pode interpretar o Evangelho "do seu jeito" particular, vira bagunça. E aí retomo a passagem da Escritura que citei no começo: "Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação particular” (2Pd 1,20).

Trata-se de um fato muito, muito simples: se fosse para cada um ler a Bíblia, interpretar ao seu modo e sair por aí fundando "igrejas" e mais "igrejas", o Cristo não teria dado a autoridade sobre a Sã Doutrina aos Apóstolos. Logo depois de fundar a Igreja sobre Pedro, na mesma fala, Jesus diz a este mesmo Pedro que tudo o que ele ligasse na Terra seria ligado no Céu, e o que ele desligasse na Terra seria desligado no Céu (Mt 16,18). E ainda diz aos Apóstolos, em outra ocasião, que os pecados que eles perdoassem seriam perdoados, e os que eles não perdoassem seriam retidos (Jo 20,23)! Essa é a autoridade que a Igreja possui na Terra, dada pelo Senhor! Como pode haver alguma dúvida sobre isso, para alguém que diz que segue a Bíblia?


E você ainda me pergunta: "de onde inventaram essa de que o papa é o sumo pontifice???"!

Sabendo que a palavra “pontífice”, designa a pessoa mais notável de uma comunidade, eu lhe respondo: faça essa pergunta para Jesus Cristo, pois foi Ele mesmo quem "inventou" que Pedro seria o líder, o condutor da Igreja no mundo, isto é, o Pontífice!

A palavra "Pontífice" não está escrita, textualmente, na Bíblia, e nem o termo "Papa" é aplicado a Pedro, literalmente, mas as Escrituras deixam mais do que claro que o Senhor elevou Pedro como o primeiro Papa da família dos cristãos; – isto é, o primeiro pai da comunidade dos filhos de Deus. – E antes que você diga que chamar um líder espiritual de “pai” não é bíblico, leia lá em Isaías 22,21 o próprio Deus dizendo o contrário. Você crê na Bíblia como um todo ou só naquelas partes que confirmam o que ensina o seu "pastor"?

Nosso Salvador, à véspera de deixar este mundo, confiou a Pedro a guarda do seu rebanho, e é importante entender que, naquele momento, confiava-lhe o cuidado de toda a cristandade, fazendo questão de entregar a ele a guarda dos "cordeiros" e também das "ovelhas". “Apascenta os meus cordeiros”, repete o Senhor duas vezes; e à terceira, diz: “Apascenta as minhas ovelhas”. “Apascentar”, aí, significa cuidar, governar, guiar, assumir a responsabilidade do rebanho; neste caso, é receber do Divino Proprietário a autoridade sobre o seu Rebanho, que é a Igreja.

Apascentar os cordeiros e as ovelhas é, portanto, governar com autoridade a Igreja de Cristo; é ser o condutor; é ter o Primado. E como se não bastasse, além de tudo isso, todo o contexto do Novo Testamento demonstra que Pedro tinha a palavra final nos assuntos da Igreja primitiva, em diversas passagens.

É Pedro quem propõe a eleição de um discípulo para ocupar o lugar de Judas e completar o Colégio dos Doze (At 1,15-22);

É Pedro o primeiro que prega o Evangelho aos judeus no dia de Pentecostes (At 2,14; 3,16);

É Pedro que, inspirado por Deus, recebe na Igreja os primeiros gentios (At 10,1);

Pedro realiza visitas pastorais às primeiras comunidades da Igreja (At 9,32);

No Concílio de Jerusalém, temos a prova definitiva: é Pedro quem põe um fim à longa discussão que ali se travava, decidindo, ele, que não se deveria impor a circuncisão aos pagãos convertidos, e a Bíblia diz que todos os Apóstolos e anciãos da Igreja reunidos fizeram silêncio quando ele declarou: "Sabeis que o Senhor me escolheu dentre vós para que da minha boca os pagãos ouvissem o Evangelho...". E ninguém ousou opor-se à sua decisão (At 15,1-12).

E esta autoridade de Pedro, assim como a de todos os Apóstolos, era e continua sendo transmitida de um homem para outro, sendo eleitos os novos sucessores pelo próprio Colegiado dos Apóstolos, desde o início até o presente. Você pode escolher qualquer bispo católico de hoje e fazer a "contagem regressiva" a partir dele: este foi ordenado por este, que foi ordenado por aquele, que por sua vez foi por aquele outro... E no final você vai chegar nos Apóstolos e ao próprio Fundador da Igreja, Jesus Cristo, que os escolheu um a um, porque a Igreja Católica não foi "inventada" por um homem qualquer, que leu a Bíblia e se achou no direito de começar uma nova religião, uma "nova igreja", assim como ocorre com todas – atenção – todas as "igrejas" protestantes e "evangélicas". Sinto se o ofendo, mas é a verdade, e quem se ofende ao ouvir a verdade não pertence a ela, como diz o Senhor: "Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz (Jo 18,37).

No caso de Pedro, as Chaves do Reino dos Céus, entregues por Jesus Cristo, vêm sendo transmitidas, nesses dois mil anos de história, através do Papado. A autoridade de Pedro não morreu com ele, e dizer isso seria o mesmo que renegar a Promessa do próprio Senhor Jesus Cristo:

"Ide e fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado. Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mt 28,20)

Se o Senhor prometeu que continuaria com a sua Igreja até o fim do mundo, também a autoridade que ele concedeu à sua Igreja permanece, até o fim dos tempos. Esta é a doutrina católica. Esta é a Palavra de Deus, segundo as Sagradas Escrituras. Esta é a Tradição cristã e católica, de dois mil anos de história. Quem pregar o contrário, seja anátema.

"De fato, não existem 'dois evangelhos': existem apenas pessoas que semeiam a confusão e querem perturbar o Evangelho de Cristo. Mas ainda que alguém, nós ou um anjo baixado do céu, vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que seja anátema" (Gl 1,6-8)

Amém. Graças a Deus!
ofielcatolico.com.br

66 comentários:

  1. O texto é maravilhoso, didático, altamente explicativo, não entende só quem não quer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente resposta.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Foi Lino, Saulo, que reinou de 64 a 79.

      Depois dele foi Anacleto (ou Cleto), de 79 a 90; depois foi Clemente I, de 90 a 101; depois Evaristo, de 101 a 107; depois Alexandre I, de 107 - 116, e por aí vai.

      Está tudo bem registrado nos documentos de História. Se quiser ver a lista completa de todos os 266 Papas até hoje, acesse o endereço abaixo:

      http://www.ofielcatolico.com.br/2001/05/sucessao-apostolica-lista-de-todos-os.html

      Se tiver mais dúvidas, sinta-se à vontade para perguntar, mas não é preciso enviar a pergunta várias vezes seguidas. Há uma moderação de comentários, mas normalmente as mensagens dos leitores (que não contenham xingamentos ou grandes bobagens) são publicadas no mesmo dia.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    4. Saulo, leia a II Epístola (do Santo que tinha o mesmo nome seu) à Timóteo no capítulo 4, que lá no finalzinho (21) verás citado o nome do líder e primeiro sucessor de São Pedro. E o terceiro sucessor verás citado na Epístola aos Filipenses no capítulo 4, versículo 3.
      Seja Louvado Nosso Senhor Jesus Cristo!

      Excluir
    5. Deus que me desse o dom de decorar o que você escreveu para responder oralmente a qualquer "crente" ou para qualquer católico que duvida da própria fé. Que Nossa Santa Mãe interceda sempre pelo seu apostolado!! Juliano

      Excluir
  2. Boa resposta... continue fazendo esse seu trabalho...Deus te abençoe e te guarde. Marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus mi mostrou o verdadeiro blog estava precisando muito dessas explicação muito boa estou aproveitando muito bem

      Excluir
    2. Muito boa as suas explicações estava precisando muito nao paro mas de ler esse blog a paz de nosso senhor jesus cristo.

      Excluir
    3. Obrigado, Erisnaldo. Deus ilumine o seu entendimento para as belezas e a Verdade da nossa santa Igreja.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    4. Robson Palma de Souza22 de novembro de 2016 17:47

      Oi Henrique, também sou Católico e comecei a ler o fiel Católico há mais de uma semana atrás de respostas, parabéns pelo seu ótimo trabalho e que Deus o abençoe!!! Robson!!!

      Excluir
  3. Podes crer que haverá pessoas que virão aqui contestar, dizendo que não é bem assim, mas assado, e que a interpretação católica está equivocada aqui outro lá, se não esta totalmente deturpada ou falsificada, etc., etc., etc. Podes esperar Henrique, vão vir gente deste naipe aqui para contestar este seu texto com os mais absurdos argumentos, fique atento, pois mesmo este seu texto ser mais esclarecedor possível, vai vir gente se fazendo de desentendido, e teremos que ainda dar respostas a altura. Fique atento.

    Anônimo Sidnei.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Henrique! Como é satisfatório pra nós Cristãos termos um blog como este pra percebermos como nossa fé é autêntica e fiel ao Evangelho de Cristo Jesus. Temos pessoas de fato que conhecem a Verdade da História e com coragem e sabedoria defendem a Sã Doutrina diante destes contrapontos questionados. Sinto-me feliz e grato pelo brilhante texto que tem me ajudado a aprender cada vez mais.

    ResponderExcluir
  5. Magnifico! Parabens Henrique otima explicação um tanto quanto esclarecedora..Que cada vez mais católico de verdade possa ter postura de buscar conhecer a fé que temos e tenhamos sempre postura corretas e serias diante das provocações dos tais"protestante" que nem pra defender suas teses sem fundo de verdade num tem coragem de se identificar!
    Que o Espirito Santo de oriente sempre!

    ResponderExcluir
  6. Graça e Paz!

    Sempre essas discussões... Não sei mais se são produtivas. Acredito que ninguém vai mudar de opinião com isso. Creio que a divergência pode ser produtiva, se a usarmos para aprender mais e conhecer mais a Deus através disso, dando glórias a Ele por isso.
    Como sabem, como Calvinista penso diferente de meus amigos católicos. Mas acho deselegante, pra dizer o mínimo, chegar aqui e ficar colocando ideias do calvinismo, sabendo que todos tem uma visão diferente. Confesso que tenho vontade de realizar uma troca de ideias mais profunda, mas creio que não será produtivo.
    Acho que devemos nos ajudar, e contribuirmos juntos para o Reino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo dos seus comentários em parte, Filipe, e gostaria de aproveitar a oportunidade que você me dá, tocando nestes assuntos, para compartilhar o meu pensamento a esse respeito com todos os demais leitores.

      De fato, comumente é difícil que pessoas aferradas às suas convicções pessoais, como parece ser o caso do leitor anônimo a quem respondi neste post, abram mão delas, por mais que argumentemos com a simples razão. Nesse ponto você tem razão.

      Mas veja que eu disse que isso acontece "comumente", porque parece ser mesmo o mais comum, o que geralmente acontece na maioria dos casos, conforme tenho observado nestes meus anos de experiência.

      Existem, no entanto, casos em que pessoas realmente racionais, bem intencionadas e, principalmente, sinceras, chegam a mudar suas opiniões, quando percebem seus preconceitos e visões tacanhas, diante da exposição da verdade. Eu tive a graça de conhecer alguns casos assim, dos quais posso citar os de Emerson Oliveira, Alessandro Lima e Marcos J. Siqueira, sem mencionar o meu próprio caso. Interessante, - e aqui não vai nenhuma provocação, - todos estes eram protestantes e hoje são apologistas católicos, sendo que os dois primeiros são coordenadores de importantes apostolados com forte atuação na web.

      O que eu percebo claramente, meu prezado Filipe, é que esse tipo de debate acaba por selecionar, por assim dizer, "os meninos dos homens", ou melhor dizendo, os que buscam realmente a Verdade daqueles que têm a única intenção de defender suas convicções particulares, sua zona de conforto e/ou o seu grupo.

      Entenda bem: eu não estou dizendo que todos os sinceros acabam por se converter ao catolicismo. Sei bem que existem homens e mulheres sinceros e bem intencionados, absolutamente apaixonados pelo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo (ou pelo que podem compreender dele), procurando servi-Lo sob telhados diversos, sejam católicos, protestantes, pentecostais ou mesmo neopentecostais. - Embora estes últimos, pelo que percebo, depois de algum tempo deixam suas comunidades e prosseguem sua busca em outras doutrinas menos delirantes e mais próximas do que significa cristianismo; infelizmente, já tiveram seus preconceitos contra a Igreja Católica tão afiados que é muito difícil que a procurem, ao menos num primeiro momento. - E aqui me atrevo a dizer o mesmo das igrejas protestantes históricas, que são vistas e chamadas por eles (você deve saber disso) de grupos de "católicos disfarçados".

      O fato é que quando entramos em discussões realmente profundas, e quando nenhum dos dois lados procura ocultar aquilo que considera como Verdade, - desde que haja respeito e, ainda mais importante do que isso, desde que haja sinceridade nessa busca, nesse desejo por conhecer a Verdade (acima do que diz o padre, do que diz o pastor, do que diz o meu grupo), o resultado só pode ser um: o aprendizado.

      (...continua...)

      Excluir
    2. (...conclusão...)

      Não tenho nenhum receio em dizer que aprendi realmente muito em debates e diálogos, tanto pessoais quanto virtuais, com pessoas de outras religiões, mesmo as não cristãs.

      Mas talvez o mais importante ou mais evidente que eu tenha aprendido é que existem basicamente dois tipos de debatedores: os que são sinceros e realmente interessados em conhecer a Verdade, antes e acima de tudo, e aqueles que estão mais interessados em defender suas crenças pessoais, que foram escolhidas e cuidadosamente elaboradas por eles mesmos; são os fanáticos.

      No primeiro caso, quando existe a sinceridade e a busca honesta pela Verdade, todos ganham. No segundo caso, quando manda o fanatismo, acontece aquilo que a Sagrada Escritura define como disputa vã e inútil. Quando em um dos lados existe sinceridade e do outro só há fanatismo, o sincero cresce, ganha, aprende; o fanático só se irrita e se firma com mais ferocidade ao seu fanatismo. Um ganha, outro perde. Esses debates, portanto, podem resultar em ganha-ganha, perde-perde ou ganha-perde. Mas a boa notícia, para mim, é que quando o debate é público, como os que acontecem neste site, ao menos os leitores sinceramente interessados em aprender sempre ganham.

      Quando estamos realmente em busca da Verdade, e mais ainda quando buscamos desinteressadamente aquela Verdade com "V" maiúsculo, não nos ofendemos nem nos sentimos atacados quando um outro sincero buscador da Verdade nos apresenta um ponto de vista diferente. E a cada novo desafio que encontro, dou graças e glórias a Deus, não duvide disso.

      Entrando especificamente na questão de discutirmos aqueles pontos das doutrinas realmente profundos neste site, aí eu sou obrigado a concordar que este talvez não seja o espaço ideal. Além disso, partindo do princípio que o objetivo deste site é esclarecer as mentes e não confundi-las, não sei até que ponto poderia ser produtivo. Já pensei muito em elaborar um outro site específico para esse tipo de discussão, entre teólogos e filósofos, mas... Ai de mim, meu tempo é escasso.

      Em todo caso, por tudo que eu disse, não tema em trazer novos temas para a discussão, por mais polêmicos que pareçam, e veremos como dialogar. A Verdade nada teme, e nem aqueles que lhe pertencem (Jo 18,37).

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    3. Graça e Paz!

      Sei de tudo isso. Reconheço as suas boas intenções, sua sinceridade e compromisso. Por isso mesmo, respeito o seu trabalho e os outros visitantes.
      Também fico contente que discordem de mim, pois assim podemos todos conhecer melhor o que acreditamos e buscarmos acertar mais nos assuntos cristãos.

      Que Deus o abençoe!

      Excluir
    4. Oi Felipe, sem querer ofender, mais pelos seus comentários aqui no site, eu percebi uma coisa, não sei se estou certa, também sou de uma igreja protestante, percebo, que você parece querer chegar devagar, para convencer o pessoal do site da suas convicções cristãs, devo estar enganada, mais sinceramente, eu já tentei fazer algo parecido, e foi assim que eu fiz, você não parece querer se converter ao catolicismo, se não quer, melhor não ficar misturando, por que quando agente quer, passamos a conhecer, e não a opinar nosso ponto de vista..se tiver errada me desculpe, abraço.

      Excluir
  7. Sou leigo mas venho estudando seriamente a história da Igreja e a Teologia já há alguns anos e não vejo como contestar o exposto neste artigo. Parabéns ao autor!

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde henrique, fico maravilhada com seus textos, cada vez tenho mais sede de conhecer nossa história católica. Estou cada vez mais apaixonada pela doutrina, nossos dogmas, cada vez mais firme na minha fé e seus comentários fundamentados em passagens bíblicas e textos históricos só me fazem crer e querer anunciar que Nosso Senhor Jesus Cristo fundou uma só Igreja: a Igreja Católica. A paz de Nosso Senhor Jesus Cristo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Carol, ficamos felizes e imensamente gratos a Deus por depoimentos como o seu, porque é para isso que trabalhamos.

      Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  9. conhecereis a verdade e ela te libertarás!

    ResponderExcluir
  10. Como dizia Santo Agostinho de Hipona, Doutor da Igreja;“Eu não creria no Evangelho, se a isso não me levasse a autoridade da Igreja Católica.”(Contra A Epístola
    Fundamental dos Maniqueus 5,6)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Papa, bispo de Roma é o visível fundamento de unidade da Igreja de Jesus Cristo, nosso Eterno e Sumo Sacerdote do sacrifício redentor. Em outras palavras, o Papa é o grande (sumo) construtor de pontes (pontífice) entre as varias categorias de fiéis que compõe a única Igreja de Cristo. Daí o titulo de Sumo Pontífice da Igreja Universal.

      Excluir
  11. Isso sem contar que Lutero descobriu um evangelho escondido na bíblia TOTALMENTE CONTRARIO Jesus não veio esconder nada de ninguem ele veio nos revelar trazer Tudo a Luz o que estava escondido....

    ResponderExcluir
  12. Nada mais falso que dizer que a Igreja Católica se paganizou com constatino, que para se expandir incorporou o paganismo. Ora em toda a história da Igreja os santos, os apologetas, os teológos, combateram ferozmente inúmeras heresias, isso comprovado por escritos e comprovação históriaca; então, se queria se paganizar ou aceitou se paganizar, que sentido fazia combater heresia que fosse?

    ResponderExcluir
  13. Parabéns Henrique, por essa explicação tão boa, com fundamentação bíblica e histórica. Espero que ajude na formação cristã de quem a lê cuidadosamente.

    ResponderExcluir
  14. Muito Bom Mesmo o problemas desses evangélicos ou melhor protestantes é que se prende apenas a trechos da bíblia e interpretam da sua maneira com foi dito.
    Devemos sempre dar a respostas correta, ou melhor, esclarecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já fui católico, o problema não é o fato de ser católico, é o fato de adorar imagens de escultura feita por homens, eu particularmente sempre fui contra e é por isso que eu deixei o catolicismo, eu sigo o que Deus sempre disse e é mandamento 4 Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Deus abomina isso queridos irmãos: Sei que alguem vai discordar, não tô dizendo que a religião é errada e sim o que se pratica

      Excluir
    2. O que você diz, anônimo, por si mesmo, já é a prova de que você nunca foi católico.

      Nós, católicos, cremos na Presença real de Nosso Senhor Jesus Cristo na Sagrada Eucaristia, forma pela qual temos Comunhão com o Salvador. Este motivo, por si só, já é mais do que suficiente para que católico algum deixe a primeira e única Igreja fundada diretamente por Cristo.

      Entretanto, pelo seu discurso, você está agora integrando alguma das muitas seitas ditas "evangélicas" inventadas por "pastores" humanos que interpretam a Bíblia por conta própria e se acham com autoridade suficiente para fundar novas "igrejas".

      Responda: que homem, que um dia foi verdadeiramente católico, deixaria a única Igreja em que pode comungar Corpo e Sangue, Alma e Divindade de Jesus Cristo, para ouvir a interpretação particular que outro homem faz da Bíblia?! – Perdoe-me a franqueza, mas só há duas respostas possíveis para esta pergunta: ou um muito ingênuo (ignorante dos fatos) ou um muito, mas muito estúpido.

      Assim, se você não acreditava na Eucaristia, então não era nem nunca foi católico de fato. Se acreditava, e mesmo assim abandonou a Igreja Católica e a Sagrada Comunhão para ouvir pregações de "pastores" humanos, então você está sob total poder do demônio.

      Mas eu ainda faço questão de prosseguir, analisando o seu raciocínio final: a religião não é necessariamente errada, você diz, mas sim o que se pratica nela. – Ora, se assim fosse, nós não poderíamos frequentar religião absolutamente nenhuma neste mundo, porque em todas elas encontraremos erros e deslizes. No caso da Igreja Católica, não erros da Religião per si, mas erros de seus filhos, erros das pessoas que a integram e lhe são infiéis.


      Sobre essa tão manjada mentira sobre idolatria, que Satanás tanto gosta de dizer pela boca de alguns dos seus "pastores", por favor, leia nos endereços abaixo as explicações que já postamos por aqui:

      http://www.ofielcatolico.com.br/2010/01/imagem-na-igreja-e-idolatria.html

      http://www.ofielcatolico.com.br/2010/01/imagens-na-igreja-outra-vez.html

      Para outros esclarecimentos diversos sobre as calúnias que as igrejas "evangélicas" dizem sobre a Igreja Católica, veja no endereço abaixo o nosso índice de respostas completo:

      http://www.ofielcatolico.com.br/2000/01/indice-de-respostas-catolicas-para.html


      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Saulo, você viu a resposta que demos à sua pergunta anterior? Deu-se por satisfeito? Compreendeu que o Primado de Pedro é um fato histórico bem fundamentado e não apenas uma questão de adesão doutrinária? Aceitou que, ao menos neste ponto, é preciso reconhecer que a Igreja Católica está certa?

      Você enviou uma pergunta; nós respondemos. Agora vejo você enviando outras mensagens com outras perguntas que nada tem a ver com a primeira questão. Assim não se chega a lugar algum.

      Infelizmente, este é o modo de agir de 99% dos protestantes/"evangélicos" que vêm até nós. É como se tentassem encontrar algum motivo, algum pretexto, alguma armadilha para nós, católicos.

      O problema é que com esse tipo de comportamento não se chega a nenhuma conclusão a respeito de assunto nenhum, compreende isto?

      Você pergunta uma coisa, eu respondo; você ignora minha resposta e vem com outra pergunta sobre um outro assunto que não tem nada a ver com o primeiro, como se o que importasse não fosse encontrar a verdade, mas sim provar o seu ponto de vista.

      Diga-me se reconhece como verdadeira a minha primeira resposta, e a partir daí continuamos esta conversa.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Muito obrigado, Saulo. Dessa maneira será possível progredir em nosso diálogo.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    7. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    8. Parece que estamos diante de mais um caso de um “católico” enfadonho e sonolento.

      Miserere nobis!

      Excluir
  15. Graça e Paz a todos.

    Anônimo, creio que você não conhece a fundo a doutrina protestante. Embora seja divergente, nossa doutrina é profunda e consistente. Temos um corpo de teólogos bem preparados e buscamos interpretar a bíblia da melhor forma possível. Não nos prendemos apenas a trechos isolados.
    Tenho certeza que a Igreja católica também tem uma doutrina sólida e busca sempre as melhores interpretações para a vida cristã. Este blog é prova disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A muito tempo venho acompanhando suas conversas com este blog Felipe, fico feliz por você estar sempre em busca da verdade assim como eu (mesmo que ainda iniciante nos meus estudos).

      Queria deixar uma análise minha aqui para você, espero sinceramente que não fique zangado comigo. Mas pelo que vejo, é uma questão de tempo até que você se converta ao catolicismo. Rsrs!

      Juro que não estou provocando nem nada do gênero, mas eu tinha que deixar registrado isso aqui!

      Estarei em oração constante para que isso aconteça! Mesmo!!!

      Excluir
  16. Parabéns pela excelente resposta, fiquei impressionado. Pois geralmente vejo respostas a questionamentos cristãos, mas não com tanta autoridade, o que me deixou com muito orgulho de ser cristão e católico! Excelente resposta para incrédulos.

    ResponderExcluir
  17. Como ha um só Deus,uma só igreja cristo referiu a minha igreja, não as minhas igrejas,outra coisa maria a nova eva que esmaga a cabeça da serpente,satanaz vai gostar de maria? os enganados por ele tambem dedestam e diminui a virgem antes durante e depois do parto,pois para Deus tudo é possivel.

    ResponderExcluir
  18. Olá Henrique .... Pessoas como vc servem de inspiração a cada dia mais a vontade de aprender sobre a nossa Verdadeira Igreja Católica Apostólica Romana , tenho buscado cada dia mais o conhecimento e um espero em Cristo ser uma pessoa como vc e sirva de exemplo ao demais.... Deus o Abençoe... Danilo Lara / Itaperuçu - PR.

    ResponderExcluir
  19. Se tivéssemos catequistas nas paroquias ensinando de forma de forma tão aberta e convincente como vc Henrique , garanto que não haveriam tantos "crentes " por ai falando mal de nossa Sagrada Igreja ... parabenizo pelo belo trabalho que vem fazendo e quem sabem um dia espero em Cristo poder ter tal sabedoria para ser uma pessoa como vc .... Deus o Abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Danilo Lara,

      Fico muito feliz e sou profundamente grato a Deus pela oportunidade de catequizar e proclamar o Evangelho, que recebi por Graça e da qual não sou digno. Mas não sou um sábio e menos ainda um santo, ai de mim...

      De todo modo, agradeço pelas palavras de incentivo, meu querido irmão. Conte com o nosso trabalho para o que precisar.

      Abraço fraterno e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  20. Meu amado irmão, gostaria de te parabenizar por essa resposta que de longe foi a melhor resposta que eu já li para um protestante que faz esse tipo de pergunta, achei que ficou melhor até do que a resposta que o Pe, Paulo Ricardo deu a um protestante que acusou a Igreja Católica de Babilônia, falou da pedofilia de Padres e disse que a Igreja é um antro de perdição, a resposta que ele deu foi ótima e ele o fez ao vivo, mas a sua achei que ficou ainda melhor. Tenho certeza meu irmão que em quanto você refletia sobre o que escrever o Espírito Santo estava com você para responder algo tão sincero e compromissado com a Igreja de Nosso Senhor... Aprendi muito com essa resposta, te agradeço e parabenizo, dou Glória a DEUS por haver Cristãos como você...

    ResponderExcluir
  21. Meu amado irmão, gostaria de te parabenizar por essa resposta que de longe foi a melhor resposta que eu já li para um protestante que faz esse tipo de pergunta, achei que ficou melhor até do que a resposta que o Pe, Paulo Ricardo deu a um protestante que acusou a Igreja Católica de Babilônia, falou da pedofilia de Padres e disse que a Igreja é um antro de perdição, a resposta que ele deu foi ótima e ele o fez ao vivo, mas a sua achei que ficou ainda melhor. Tenho certeza meu irmão que em quanto você refletia sobre o que escrever o Espírito Santo estava com você para responder algo tão sincero e compromissado com a Igreja de Nosso Senhor... Aprendi muito com essa resposta, te agradeço e parabenizo, dou Glória a DEUS por haver Cristãos como você. Que a paz e o amor de Cristo Jesus esteja convosco.

    ResponderExcluir
  22. Parabéns pela resposta.
    Pelos estudos, pela convicção... incrível.
    Estamos precisando de mais trabalhadores como você!

    Parabéns mais uma vez.

    ResponderExcluir
  23. Parabéns pelo belo texto,aprendi mais sobre a igreja e como defender a minha fé,obrigada

    ResponderExcluir
  24. Gente para tudo. Como católica apostólica Romana me senti muito bem representada por esse texto com gramática impecável, e abordagem magnífica... Henrique continue seu trabalho, pois esse é espantoso estou boquiaberta até o dado momento. Vim a este site sem esperar encontrar tal coisa, com certeza adquiri mais conhecimento não para utiliza-lo a torto e a direito o esfregando na face alheia e sim para ter argumentos quando for questionada sobre minha fé. Creio eu que você é um instrumento de Deus que ajuda a nós parte do corpo de Jesus na terra a levar e anunciar seu evangelho. Paz e bem que Santa Maria lhe proteja e que seus pensamentos,palavras e textos sejam sempre guiados pelo espírito santo fique na presença de Nosso Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
  25. Olá Henrique,gostaria de parabenizar pelo site e tbm pelas suas colocações sempre fundamentadas na Tradição da Igreja e nas Escrituras,fico até impressionado com sua paciência e compreensão ao repetir inumeras vezes de forma branda as mesmas questões levantadas pelos protestantes refultadas pela propria verdade,o que me parece que os protestantes acham que a Verdade é um pleibicito como se ela necessitasse de votos para que ela fosse verdade,Protestantes não levem a mal,mas a verdade se sustenta em si mesma,ela não necessita de votos,pq me parece que a tentativas dos protestantes é em se aumentar em numeros para provar que uma mentira possa se tornar Verdade,e tds nós sabemos que isso não existe,assim como 2 + 2 é 4 hoje assim sera até a consumação dos seculos,assim como a Igreja Verdadeira que só existe uma edificada sobre Pedro em Mateus 16:17-18 ,eu particularmente não concordo com o ecumenismo qdo se trata de Verdade justamente pq a verdade não é relativa,ela verdadeiramente existe e é fundamentada e guardada conforme em 1 timoteo 3:15,ou seja não existe verdade fora da Igreja,e teologia levantada fora da Igreja é teologia fora dessa Verdade que foi deixada pelo Nosso Senhor justamente para sabermos como portar na casa de Deus Vivo,por isso Henrique acho que não deveriamos debater a verdade com teologias fora da Igreja,a Verdade só pode ser debatida aonde provem do Espirito Santo,fora dele ela só deve ser pregada,pois percebo que o Sr. Felipe a todo momento quer expor sua doutrina protestante como uma verdade tbm aonde sabemos que a verdade dele é de um homem e sobre o homem em si não existe verdade,a verdade vem de Deus e não dos homens,vc dizer que é calvinista é mesma coisa de dizer que vc segue a mente de Calvino um homem,e a igreja esta aqui para Seguir somente a sua cabeça,e a sua Cabeça é Cristo nosso Senhor Jesus Cristo,ele é dono da verdade,ele é a propria verdade como sabemos,então amigo não existe verdade fora do Corpo de Cristo,porque é no corpo de Cristo que Cristo opera como Cabeça,nas igrejas calvinistas a cabeça é Calvino um homem ! Não é a verdade que se tem que abrir para dialogar,e as pessoas que se devem voltar para a verdade para serem salvas,para aprenderem a amar verdadeiramente a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a ti mesmo,a Salvação e um estado de Espirito,é o estado de Espirito na amizade com Deus,e Cristo nos ensina a sermos filhos do pai,e o filho obedece seu pai,e o pai escuta seus filhos ! Por isso a Verdade não esta para ser discutida,mas sim para ser seguida .Obedecida ! Essa de discutir a verdade é astucia do enganador para gera a duvida da fé , e o Espirito Santo é unificador e não divisor de fé,respeitar as pessoas é muito diferente doque discutir a verdade,a verdade não se discute apenas se segue.O Protestantismo e um divisor de fé super notavel em nosso meio não precisa nem de estudo aprofundado para saber o que esse movimento causou e causa fora da Igreja,e agora com o ecumenismo querem destruir a igreja por dentro com essa formula diabolica , temos que abrir os olhos de nossos irmãos para não cair na astucia de satanas,justamente por essas discussões sobre ao qual não se tem que discutir e sim seguir é por isso que muitos na igreja estão apostatando da fé e o amor de muitos esfriando,como disse Nosso Senhor arvore ruim não da bom frutos !Somente na Igreja Santa Una Catolica Apostolica Romana se tem os bons frutos criados na obediencia ao Pai,ao Filho e ao Espirito Santo um exemplo disso é Madre Teresa de Calcutá qdo lhe perguntaram Madre se vc pudesse mudar alguma coisa na Igreja o que vc mudaria ? E ela como sempre serva sabia responde : Se eu pudesse mudaria a mim mesma! Isso é ser Cristã,isso é ser filha de Deus,é ser Servo ou Serva na obediencia da Verdade estabelecida pela sua Igreja pelo proprio Cristo !
    Parabéns Henrique pelas suas belas respostas altamente esclarecidas e que de fato salva-ra muitas almas para Deus !
    Que Cristo nos abençoe e perdoe os nossos Pecados !
    Virgem Maria Santissima rogai por nós ! Pax Domini !

    ResponderExcluir
  26. Parabéns, que o Senhor continue sempre te dando sabedoria e coragem pois como você são poucos. Já sou sua fâ e nas minhas orações peço por você. Abraços Vânia Sampaio. Palmeira dos Índios, Alagoas

    ResponderExcluir
  27. Um "crente" afirmou que somente o batismo por imersão é válido, e somente maiores de 12 anos podem ser batizados. Isso tem fundamento bíblico? Há na bíblia batismos de crianças e sem imersão? Como responder um "crente" sobre estas questões? Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, anônimo,

      Antes de tudo, gostaria de dizer que "crentes" somos todos nós. Até um satanista é crente, pois ele crê no diabo. Em última análise, até um ateu é crente em alguma coisa, seja nas ciências humanas ou na mamãezinha dele.

      Precisamos ter sempre cuidado com as palavras que aceitamos, porque elas tem grande poder. Quando você aceita que o seu conhecido é "crente", e você não é, fica a impressão implícita de que ele crê, ele tem fé, e você não. A conversa já começa equivocada.

      Essas questões sobre o Batismo já foram respondidas, em todos os detalhes, num post exclusivo, que você pode acessar pelo link abaixo:

      http://www.ofielcatolico.com.br/2001/03/o-sacramento-do-batismo.html

      Muito obrigado pela participação e confiança em nosso apostolado!

      Abraço fraterno e a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. Henrique, acho que a intenção do anônimo era de usar um sinônimo bastante popular para os protestantes e não dizer que quem é "crente" (veja que ele usou a expressão entre aspas) tem fé e que quem não é não tem fé. A paz de NSJC!

      Excluir
  28. O Espírito Santo une ,Satanás desune,todo o dia(depois de Lutero)nasce uma nova seita no mundo,querendo morder o calcanhar da Virgem(Maria),o selo da verdadeira e única Igreja do Cristo,alguns não entendem o próprio ódio que sentem pela Igreja Católica e por Maria,apontam seu erros,mas não reconhecem seus Santos,carregam seus pecados por medo do confessionário Católico,sacundindo suas Biblias cheias de Capitulos e Versiculos,que nunca leem para os seguidores, gritando:"Venham Jesus está aquí",cumprem pelo próprio título que se auto definem,as profecias do próprio,único e verdadeiro PASTOR.

    ResponderExcluir
  29. Elisete Rodrigues8 de maio de 2015 00:25

    Gostei muito desse site, estou aprendendo e fico muito feliz que existem pessoas, com coragem, como o Henrique para defender nossa igreja, certamente, eu creio que você está muito ungido pelo Espírito Santo, que é nossa força como promessa de Nosso Senhor Jesus. Parabéns pelo belo trabalho, precisamos muito de irmãos como você, se tivesse em nossas comunidades mais cristãos com tamanha sabedoria, não existiriam católicos, que na verdade nunca foram de verdade, questionando Nossa Senhora, e as imagens, meu Deus, quanta falta de conhecimento, ou de viver a palavra de Deus. .. Deus o abençoe sempre e lhê dê muita coragem e sabedoria.

    ResponderExcluir
  30. SE VOCE FOR NA BAHIA,OU ESTIVER NO JAPÃO ,ESTADOS UNIDOS OU QUALQUER OUTRO LUGAR DO MUNDO A LINGUAGEM DA IGREJA CATÓLICA É A MESMA. É ÚNICA. COMO EU POSSO ACREDITAR EM ALGO QUE EXISTE COM PELO MENOS 10MIL NOMES DIFERENTES NO MUNDO,VÁRIOS TIPOS DE DENOMINAÇÕES DIFERENTES.DESCULPE MEUS AMADOS IRMÃOS EVANGÉLICOS OU PROTESTANTES MAS É SÓ PARAR E RACIOCINAR UM POUQUINHO.

    ResponderExcluir
  31. Sinto tanto orgulho de você, do seu blog. Sabe aquela sensação que dizem de alma lavada? Parece que é assim que me sinto quando leio seus textos. Durmo leve.
    Muito Bom Henrique, não pare nunca e nem desanime, pois mesmo que pareça não surtir efeitos nos nosso irmão perdidos, para nós, é sempre muito bom.

    Mais uma vez, parabéns!!!!

    Nathália

    ResponderExcluir
  32. João C Moraes
    Cito o livro, de ex-protestante Calvinista, Scott Hanh, americano e convertido a igreja católica. Doutor em Sagrada Escritura (ainda quando era protestante) e até aos 18 anos já tinha lido a Biblia 3 vezes!! Combatia os católicos até ir a uma missa (onde foi para ganhar mais argumentos para converter mais católicos) ele mesmo foi convertido, mais durou 10 anos essa conversão. Já converteu mais de 1.000 pastores aos catolicismo nos USA (palavras dele), há videos no youtube de detabes. Ele possui mais de 40.000 livros na casa dele nos USA. Livros que ele já publicou em português:
    1- O banquete do Cordeiro (a missa segundo um ex-protestante); 2- Todos os caminhos levam a Roma; 3- Salve, Santa Rainha; 4- Razões para Crer.
    Parabéns ao Henrique. Deus contínue iluminando-o a nos ajudar a crescer na fé em Jesus e fortalecer nossa Religião.

    ResponderExcluir
  33. Se o Papa é o "representante de Deus na Terra", alguém pode me explicar isso:

    PAPAS Sexualmente ativos durante seu pontificado:

    Junto com outras queixas, as atividades dos papas entre 1458-1565, ajudaram a incentivar a reforma protestante.

    Papa Sérgio III (904-911) foi supostamente o pai do Papa João XI com Marózia, de acordo com Liutprando de Cremona em sua Antapodosis[21] , bem como a Liber Pontificalis[22] . Contudo, deve-se notar que este é disputado por outra fonte, o cronista Flodoardo (c. 894-966), João XI era irmão de Alberico II de Espoleto, sendo este última a prole de Marozia e seu marido Alberico I de Espoleto. Daí também pode ter sido o filho de Marózia e Alberico I. Bertrand Fauvarque salienta que as fontes contemporâneas que sustentam esta paternidade é duvidosa, sendo Liutprando "propenso ao exagero", enquanto outras referências a esta paternidade aparecem em sátiras escrita por adeptos do Papa Formoso.[23]
    Papa João X (914-928) teve casos românticos com tanto Teodora e sua filha Marózia, de acordo com Liutprando de Cremona em sua Antapodosis[21] : "O primeiro dos papas a ser criado por uma mulher e depois destruído por sua filha". (Veja também: Pornocracia)
    Papa João XII (955-963) (deposto pelo Conclave), foi dito ter transformado a Basílica de São João de Latrão em um bordel e foi acusado de adultério, prostituição, incesto (Fonte: Patrologia Latina)[24] . O monge cronista Bento Soracte anotou em seu volume XXXVII que ele "gostava de ter uma coleção de mulheres". Segundo Liutprando de Cremona em sua Antapódose [21] , "que testemunhou sobre seu adultério, que não viram com seus próprios olhos, mas mesmo assim sabiam com certeza: ele tinha fornicado com a viúva de Rainier, com Stephana concubina de seu pai, com a viúva Anna, e com sua sobrinha, e fez do palácio sagrado em um bordel." De acordo com o The Oxford Dictionary of Popes, João XII foi "um cristão Calígula cujos crimes foram rendidos particularmente horríveis pelo gabinete que ocupou." [25] Foi morto por um marido ciumento, enquanto no ato de cometer adultério com a esposa do homem.[26] [27] [28] [29] (Veja também: Pornocracia)
    Papa Bento IX (1032-1044, novamente em 1045 e, finalmente 1047-1048) foi dito ter conduzido uma vida dissoluta, durante seu papado.[30] Acusado pelo Bispo de Benno Placenta de "muitos adultérios vis e assassinatos." [31] [32] O Papa Vítor III referindo no seu terceiro livro dos Diálogos com os "seus estupros, assassinatos e outros atos inqualificáveis. Sua vida como um Papa tão vil, tão vil, tão execrável, que eu tremo só de pensar nisso." [33] É solicitado São Pedro Damião para escrever um extenso tratado contra o sexo em geral e a homossexualidade em particular. Em seu Liber Gomorrhianus, São Pedro Damião registrou que Bento IX "deleitou-se em imoralidade" e que ele era "um demônio do inferno sob o disfarce de um padre", acusando Bento IX de rotina de sodomia e bestialidade, e foi acusado de ter patrocinado orgias.[34] Em maio de 1045, Bento IX renunciou a seu cargo para exercer o casamento, vendendo seu papado por 1.500 quilos de ouro para seu padrinho, o piedoso sacerdote João Graciano, que se nomeou o próprio Papa Gregório VI.[35]
    Papa Alexandre VI (1492-1503) teve um caso muito especial com Vannozza dei Cattanei antes do seu pontificado, com quem teve seus famosos filhos ilegítimos Cesare Borgia e Lucrezia Borgia. Uma amante depois, Giulia Farnese, era irmã de Alessandro Farnese, que depois se tornou Papa Paulo III. Teve um total de pelo menos sete e, possivelmente, tantos como dez filhos ilegítimos.[36] (Ver também: Banquete das Cortesãs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora, João, qualquer católico minimamente bem formado pode "explicar" tudo o que esse texto manco e cheio de meias verdades, que você copiou daquele site anticatólico, afirma.

      Se o seu objetivo era escandalizar, saiba que você falhou miseravelmente. Sim, eu explico a existência dos papas pecadores – que nós nunca negamos – se você me explicar a existência de um Judas entre os doze Apóstolos escolhidos diretamente por Nosso Senhor.

      Se você me explicar como é que Pedro, discípulo direto e muito especial do Cristo, foi capaz de negar acintosamente seu Senhor, dizendo: "Nem conheço este homem!".

      Se você me explicar como é que Tomé, outro discípulo íntimo e escolhido diretamente pelo Salvador, foi capaz de duvidar da Ressurreição, mesmo tendo presenciado tantos milagres.

      O Papa pode errar, sim, João. Pode pecar e pecar gravemente, e pode até trair a sua missão sagrada. O Papa não é "impecável", e só é infalível em determinadas condições muito específicas, que nós já esclarecemos por aqui, no estudo que se encontra no endereço abaixo:

      http://www.ofielcatolico.com.br/2001/04/a-infalibilidade-papal-o-papa-e.html

      Assim, esses pecados dos papas não nos escandalizam em nada, simplesmente porque somos cristãos e conhecemos os Evangelhos, além da própria história da Igreja.

      A Luz Divina o ilumine

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  34. Tanta sabedoria humana, e tão pouca vida de Deus, defendemos as igrejas, mas quem defende o filho de Deus?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que você não entende é que o Filho de Deus é Um só com a sua Igreja; a Igreja é o Corpo de Cristo, e quem é membro da Igreja é membro de Cristo.

      Há uma só Igreja que procede de Cristo e dos Apóstolos; esta Igreja tem dois mil anos de história e mantém uma só Fé e um só Batismo. Defender a Igreja é defender o Filho de Deus, e quem ensina o contrário é anátema.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  35. Parabéns, sua explicação foi perfeita!!Deus o abençoe!!

    ResponderExcluir
  36. Interessante, enquanto católicos e protestantes ficam discutindo sobre quem é o dono da verdade o Islamismo ganha força e com o tempo vai varrer os cristãos, judeus e pagãos da face da terra.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail