Antifonas Maiores do Advento


O IMENSO DESEJO pela vinda do Cristo, que caracteriza todo o Advento, se exprime na Liturgia com uma impaciência tanto maior quanto se aproxima do Santo Natal.

"O Senhor vem de longe" (Introito do 1º Domingo Advento). – "O Senhor virá" (Introito do 2º Domingo do Advento). – "O Senhor está próximo" (Intróito do 3º Domingo do Advento)... E esta gradação se acentua cada vez mais. 

Assim começam, no dia 17 de dezembro, as Antífonas Maiores, também chamadas de "Antífonas do Ó" por causa de sua inicial. São um apelo vibrante ao Messias cujas prerrogativas e títulos gloriosos nos declaram.


Die 17 Decembris

O Sapientia

quæ ex ore Altissimi prodisti,

attingens a fine usque ad finem,

fortiter suaviter disponens omnia:

Veni ad docendum nos viam prudentiae
17 de dezembro

Ó Sabedoria

que saístes da boca do Altíssimo

atingindo de uma a outra extremidade

e tudo dispondo com força e suavidade:

Vinde ensinar-nos o caminho da prudência

Die 18 Decembris

O Adonai

et Dux domus Israel,

qui Moysi in igne flammæ rubi apparuisti

et ei in Sina legem dedisti:

Veni ad redimendum nos in brachio extento
18 de dezembro

Ó Adonai

guia da casa de Israel,

que aparecestes a Moisés na chama do fogo

no meio da sarça ardente e lhe deste a Lei no Sinai

Vinde resgatar-nos pelo poder do vosso braço.

Die 19 Decembris

O Radix Jesse

qui stas in signum populorum,

Super quem continebunt reges suum,

Quem gentes deprecabuntur:

Veni ad liberandum nos; jam noli tardare
19 de dezembro

Ó Raiz de Jessé

erguida como estandarte dos povos,

em cuja Presença os reis se calarão

e a Quem as nações invocarão,

Vinde libertar-nos; não tardeis jamais.

Die 20 Decembris

O Clavis David

et Sceptrum domus Israel:

qui aperis, et nemo claudit;

claudis et nemo aperit:

Veni, et educ vinctum de domo carceris,

sedentem in tenebris et umbra mortis
20 de dezembro

Ó Chave de Davi

o Cetro da casa de Israel

que abris e ninguém fecha;

fechais e ninguém abre:

Vinde e libertai da prisão o cativo

assentado nas trevas e à sombra da morte.

Die 21 Decembris

O Oriens

Splendor lucis æternæ, et sol justitiæ

Veni et illumina sedentes in tenebris

et umbra mortis.
21 de dezembro

Ó Oriente

Esplendor da luz eterna e sol da justiça

Vinde e iluminai os que estão sentados

nas trevas e à sombra da morte.

Die 22 Decembris

O Rex gentium

et desideratus earum

Lapisque Angularis,

qui facis utraque unum:

Veni et salva hominem quem de limo formasti
22 de dezembro

Ó Rei das nações

e objeto de seus desejos,

Pedra Angular

que reunis em Vós judeus e gentios:

Vinde e salvai o homem que do limo formastes

Die 23 Decembris

O Emmanuel,

Rex et legifer noster,

Exspectatio gentium,

et Salvador earum:

Veni ad salvandum nos, Domine Deus noster
23 de dezembro

Ó Emanuel,

nosso Rei e Legislador,

Esperança e Salvador das nações,

Vinde salvar-nos,

Senhor nosso Deus.

_______
LEFEBVRE, Dom Gaspar. Missal Quotidiano e Vesperal. Bruges, Bélgica; Abadia de S. André, 1960.

Com "Em Defesa da Santa Fé", disponível em

http://emdefesadasantafe.blogspot.com.br/2014/12/17-de-dezembro-antifonas-maiores.html
Acesso 16/12/014
www.ofielcatolico.com.br

3 comentários:

  1. "Vinde, Senhor Jesus, salvai-nos e não tardeis!"

    ResponderExcluir
  2. São bonitas antifonas que merecem serem rezadas nesse período de preparação para o santo natal do Senhor.

    ResponderExcluir
  3. ANTÍFONA MARIANA

    Do Advento à purificação

    Santa Mãe do Redentor,
    porta do céu, estrela do mar,
    socorrei o povo cristão que procura
    levantar-se do abismo da culpa.
    Vós que, acolhendo a saudação do Anjo,
    gerastes, com admiração da natureza,
    o vosso santo Criador,
    ó sempre Virgem Maria,
    tende misericórdia dos pecadores!

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail