Imigrantes islâmicos atacam fiel católico, profanam capela e vandalizam imagem de Nossa Senhora na Itália – Islâmicos radicais ou simplesmente islâmicos?

A imagem foi profanada em sua própria capela, na Itália

ENCONTRAVA-SE UM HOMEM pacificamente prostrado em oração, diante de uma imagem da Virgem Maria e com a fotografia de um ente querido nas mãos, na pequena capela de São Barnabé, em Perúgia (Itália), quando foi impiedosamente atacado por um grupo de cinco islâmicos. A primeira coisa que fizeram foi rasgar a foto que ele tinha em mãos. Logo em seguida, atacaram a estátua da Virgem a chutes, destruindo-a.

O incidente causou rebuliço entre a população local, sendo que alguns criticavam o Papa Francisco, acusando-o de incentivar uma falsa noção de "ecumenismo" que acaba por confundir os cristãos diante de atos extremistas como aquele. As famílias de fiéis da comunidade de São Barnabé fizeram uma coleta para a restauração da imagem sacra, que fica num local de oração tradicional, de onde devotos elevam suas preces há muito tempo.

Don Scarda, bispo de São Barnabé, confirma que o ataque foi conduzido por cinco estrangeiros e que a polícia foi acionada mas, ao chegar à capela, já não encontrou mais os agressores, já foragidos. Não há pistas sobre suas identidades.

“Para o Islã, a figura de Maria é muito importante: ela é vista como mãe do profeta Jesus, concebido milagrosamente da Virgem, a mais santa das mulheres”, disse o bispo auxiliar da cidade de Perúgia, Monsenhor Paolo Giulietti. Numa tentativa de apaziguar a situação, o prelado disse ainda que alguns "muçulmanos até rezam nos santuários marianos do Oriente Médio. Não podemos atribuir esse ato de vandalismo, que está errado em todos os sentidos, a um episódio de ódio religioso. É importante não alimentar suspeita mútua, especialmente neste momento"...

O fato é que grupos extremistas islâmicos estão espalhados e crescem a ritmo assustadoramente acelerado por toda a Europa, profundamente engajados numa guerra ideológica na qual o ocidental já é julgado culpado antes mesmo de poder argumentar.

Ainda mais grave é o fato de que enquanto estes grupos islâmicos estão bem unidos e organizados em prol de um objetivo comum, as nações ocidentais, embora maiores, mais fortes e bem preparadas para reagir e cortar o mal pela raiz, encontram-se divididas contra si mesmas, e a ideologia "politicamente correta" confunde a noção do certo e do errado nas consciências. Na Alemanha, por exemplo, o necessário grupo PEGIDA (Europeus Patrióticos contra a Islamização do Ocidente), apesar de contar com um número crescente de simpatizantes, encontra nos seus próprios concidadãos o seu maior obstáculo (Veja aqui), sendo tachados como "nazistas" e preconceituosos.





Enquanto os governos ocidentais preocupam-se em agir sempre dentro dos padrões do "politicamente correto", os extremistas(?) islâmicos já invadiram a Europa. O cartazes dizem, entre outras coisas: "O Islã dominará o mundo" e "Shária (lei islâmica cuja desobediência deve ser punida com a morte) para o Reino Unido".

Por muitíssimo menos, pessoas são assassinadas nos Estados islâmicos, apenas por não se alinharem à crença oficial: centenas de milhares de cristãos e adeptos de outras religiões são assassinados em diversos países (veja aqui); homossexuais são enforcados no Irã; “infiéis” (isto é, todo aquele que não confessa o islamismo ou se converte a outra religião) são condenados à morte na Arábia Saudita. Enquanto isso, os ocidentais conscientes são acusados por seus próprios governos de "islamofóbicos" (veja aqui), na mesma linha politicamente correta da chamada "homofobia", apenas por não terem cedido completamente aos interesses dos invasores.

Agrava ainda mais a situação a covardia e/ou inépcia dos líderes cristãos frente a clara ameaça de uma hegemonia islâmica no Ocidente num futuro muito próximo, que nada faz além de relativizar essa grave expansão do islamismo, confundindo-o com "multiculturalismo" e tratando o problema a partir de princípios e valores totalmente desprezados e alheios a esses grupos extremistas, que apenas desejam destruir a cultura tradicional ocidental. – Cristianismo incluso.

Por fim, resta dizer que toda a mídia, juntamente com os nossos governantes, fazem sempre muita questão de diferenciar o terrorismo daquilo que seria o suposto "verdadeiro islamismo", pacífico e tolerante. A verdade é que o islamismo é uma religião que sempre produziu a violência, porque a violência é intrínseca à própria base de sua fé; a violência é pregada no seu livro sagrado e confundida com fidelidade à religião. O único islâmico pacifista e tolerante é o islâmico relativista. Verdade seja dita, o verdadeiro fiel islâmico é aquele que caça os "infiéis". O verdadeiro fiel islâmico é, em última análise, o terrorista. É uma afirmação forte? Sem dúvida, mas é a verdade. Senão, vejamos estas passagens do Alcorão:

Sabei que aqueles que contrariam Alá e seu mensageiro serão exterminados, como o foram os seus antepassados; por isso nós lhes enviamos lúcidos versículos e, aqueles que os negarem, sofrerão um afrontoso castigo." (Surata 58,5)

"Ó fiéis, combatei os vossos vizinhos incrédulos para que sintam severidade em vós; e sabei que Alá está com os tementes." (Surata 9,123)

"Mas quando os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras, onde quer que os acheis; capturai-os, acossai-os e espreitai-os; porém, caso se arrependam, observem a oração e paguem o zakat, abri-lhes o caminho. Sabei que Alá é indulgente, misericordiosíssimo." (Surata 9,5)

"Ó fiéis, não tomeis por amigos os judeus nem os cristãos; que sejam amigos entre si. Porém, quem dentre vós os tomar por amigos, certamente será um deles; e Alá não encaminha os iníquos." (Surata 5,51)

"Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos." (Surata 2,191)

"E combatei-os até terminar a perseguição e prevalecer a religião de Alá. Porém, se desistirem, não haverá mais hostilidades, senão contra os iníquos." (Surata 2,193)

"Anseiam (os hipócritas) que renegueis, como renegaram eles, para que sejais todos iguais. Não tomeis a nenhum deles por confidente, até que tenham migrado pela causa de Alá. Porém, se se rebelarem, capturai-os então, matai-os, onde quer que os acheis, e não tomeis a nenhum deles por confidente nem por socorredor." (Surata 9,89)

"Combatei aqueles que não creem em Alá e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Alá e seu mensageiro proibiram, e nem professam a verdadeira religião daqueles que receberam o Livro, até que, submissos, paguem o Jizya." (Surata 9,29)

"O castigo, para aqueles que lutam contra Alá e contra o seu mensageiro e semeiam a corrupção na Terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos. Tal será, para eles, um aviltamento neste mundo e, no outro, sofrerão um severo castigo." (Surata 5,33)

Observemos muito bem que as palavras acima não são da autoria de algum terrorista ou "radical" islâmico. Não! Tudo isto é o que diz o próprio livro sagrado de todos os islâmicos; aquilo em que todos eles devem crer e a que precisam obedecer. A verdade é que nunca, jamais serão nossos amigos, enquanto forem, simplesmente... islâmicos. Nunca aderirão ao novo (e deturpado) ecumenismo tão querido pelos filhos da Igreja em nossos tempos. Nunca serão confiáveis. Triste e lamentável, sem dúvida, porém é fato.

Finalizamos com dois vídeos interessantíssimos a respeito do mesmo tema, especialmente o segundo, porque neste a realidade os fatos é magistralmente esclarecida diretamente por um mulá islâmico.


"Islã radical" e "Islã moderado" não existem: há somente um Islã


O Mito da "Minoria Radical" Muçulmana


___________
Via PerugiaToday, Tuttoggi, TheGatewayPunditt e AlertaDigital
Fonte: Rádiovox, artigo disponível em:
http://radiovox.org/2015/01/18/cinco-terroristas-imigrantes-islamicos-destroem-e-vandalizam-imagem-de-nossa-senhora-na-italia/#sthash.Zzrcg9hP.dpuf
Acesso 21/1/015
Com Fides Press
www.ofielcatolico.com.br

8 comentários:

  1. Muito esclarecedor. Eu mesmo e muita gente não sabe dessas coisas. O vídeo é chocante!!!!

    Desse jeito nosso futuro será negro.

    Luca

    ResponderExcluir
  2. "a somente um deus 'ala' e maome seu único profeta"assisti um video no youtube sobre este sinal ou marca da religiao islamica para nos cristãos e um SINAL DE GRANDES PROBLEMAS EM UM FUTURO PROXIMO

    ResponderExcluir
  3. É complicado tentar entender o que está ocorrendo... sabíamos disso... o próprio Cristo nos advertiu destas tribulações e perseguições... nos pediu para entregar também a capa quando nos pedissem nosa tunica... para virar e oferecer a outra face... para caminhar mais uma milha se necessário fosse...

    Sabíamos que a "chapa" ia esquentar, temos que saber exatamente o que queremos? acabar com quem tem uma fé diferente da nossa... ou apenas nos proteger da violencia da religião Islâmica...

    devemos orar (e parar de apoiar as charges, piadas e ofensas que impossibilitam qualquer possibilidade de convivencia)... alguns países tem maioria Islã, mas estão diminuindo gradativamente... e esta redução natural (muitos estão se convertendo ao cristianismo) os fazem tentar oprimir quaisquer movimentos cristãos...

    Então volto a dizer que ser injuriado, ofendido, maltratado, e até tomar do mesmo cálice de dor e sofrimento que Jesus tomou... fazia parte de contrato quando nos tornamos cristãos... É que muitos não leram as letrinhas pequenas em Mateus/Marcos/Lucas/Joao... não viram como a igreja primitiva foi perseguida e assassinada, como muitos mátires deram suas vidas... homens e mulheres que como no livros aos hebreus está escrito, o mundo não era digno de suas presenças...

    Vamos servir a Cristo e deixar os terroristas com a polícia...

    Graça e Paz a Todos

    Andre Luis

    ResponderExcluir
  4. A própria Igreja tem sua parcela de culpa. E que parcela!

    São a Igreja Vaticano II e o atual Papa que é o suprasumo (filho mais ilustre) da banalização da fé e da ordem ocidental. Vide N.Srª de La Sallette.

    Vem coisas ainda piores para a Itália, o próprio ISIS tem planos de dominar Roma (Vaticano) e planejam atentados nessas duas cidades.

    http://www.truthrevolt.org/videos/ben-shapiro-myth-tiny-radical-muslim-minority

    Vergonhoso que o ocidente tenha se entregado a esses bandos de semoventes e o lixo de sua fé.

    Eduardo

    ResponderExcluir
  5. Remédio pra isso:

    Um dos exemplos aqui: http://www.dominicansavrille.us/

    ResponderExcluir
  6. A bíblia é tão violenta como o corão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou aproveitar este infeliz comentário para deixar uma dica aos nossos leitores. Sim, volta e meia ouvimos dizer que a Bíblia dos cristãos é tão violenta quanto o Corão dos muçulmanos, ou coisa que o valha. Evidentemente, tal comparação só pode partir de pessoas que não estudam, porém ao mesmo tempo –, o que é ainda pior –, cultivam o péssimo e muitas vezes criminoso hábito de emitir opinião a respeito de temas que, simplesmente, não se dão ao trabalho de procurar conhecer.

      Para estabelecer paralelos e/ou semelhanças entre a Bíblia e o Corão, evidentemente, é necessário antes de qualquer coisa estudar uma e outro. Não se pode negar que a Bíblia, no Antigo Testamento, contém cenas de violência e crueldade, e mesmo exortações que aos ouvidos modernos soam estranhas. Entretanto, a diferença em comparação com o Corão é radical. Antes de tudo, importa dizer a você, dileto leitor, que quando se vir diante de alguém que afirme tal bobagem, responda a essa pessoa ignorante com as seguintes perguntas:

      1) O que você sabe sobre hermenêutica de textos sagrados?

      2) Sabia que existem pelo menos 4 modos de interpretar textos bíblicos?

      3) Sabia que os teólogos islâmicos dão prioridade ao "Novo Testamento" do Corão, que é exatamente onde estão os versos violentos, ao contrário do Novo Testamento da Bíblia, cujo eixo está nos dois Mandamento que resumem todos os outros e todo o conteúdo do próprio Antigo Testamento, e é este "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo" (conf. Mt 22,36-40)?

      4) Sabia que os versos violentos da Bíblia referem-se a eventos históricas específicos (guerra contra os hititas, os cananeus, etc.)?

      5) Sabia que os versos violentos do Corão falam de mandamentos aplicáveis em todos os tempos ('extermine o infiel onde ele estiver')?

      6) Sabia que o Novo Testamento bíblico, em decorrência do Mandamento do Amor-caridade, ensina a perdoar sem conta ('até setenta vezes sete', conf. Mt 18,22) e a "dar a outra face" (Mt 5,39), enquanto o "Novo Testamento" corânico ensina a exterminar infiéis e escravizar judeus e cristãos?

      7) Qual a sua explicação para o fato de os islâmicos terem problemas sérios com cristãos, judeus, budistas, ateus, animistas, hinduístas, zoroatristas e todas as outras religiões, enquanto que os cristãos convivem geralmente bem com todas elas?

      8) Sabia que ao menos 600 milhões de islâmicos querem que a Sharia – a lei islâmica que entre outras coisas ordena a matança de homossexuais e o apedrejamento de mulheres adúlteras – seja implantada, têm simpatia por Bin Laden ou acham que terrorismo é justificado (Pew Research, 2011)?

      9) Qual a sua explicação para o fato de que enquanto em todos os países cristãos existe liberdade individual, ela é inexistente ou muito restrita em todos os países de maioria islâmica?

      10) Se a Bíblia é tão violenta, por que não vemos atentados cometidos pelos protestantes, que adotam o Sola Scriptura, ou mesmo judeus ortodoxos?

      PS: Enquanto ignorantes preocupam-se em atacar os cristãos e feministas profanam igrejas católicas, os terroristas islâmicos continuam assassinando pessoas inocentes e torturando mulheres ao redor do mundo, em escala cada vez maior.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  7. Enquanto isso outros "irmãos" usam sua própria "charia" contra templos e sacramentos católicos...No dia do Corpo e Sangue do Senhor, ver ultrajes desse tipo doem fundo em nossa alma....
    Fatos como esses estão ficando, cada vez mais, corriqueiros em nosso Brasil,

    A matéria pode ser lida no link abaixo:

    http://blog.opovo.com.br/ancoradouro/em-menos-de-tres-dias-fortaleza-e-palco-de-mais-um-ataque-a-igreja-catolica/

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail