O maior no Reino dos Céus


QUEM É O MAIOR no Reino dos Céus? "Quem se faz pequeno como esta criança, este é o maior, disse Jesus”. Quem é o maior no reino dos homens? Quem possui mais prestígio, poder, fama e dinheiro.

O que queremos? Ser grandes ou pequenos? Queremos ser grandes aonde? No Reino de Deus ou no reino dos homens? No reino dos homens só faremos grandes coisas se formos pequenos no Reino de Deus!

Maria Santíssima foi aquele pequeno "resto" de Israel, profetizado por Isaías, o pequeno resto que permaneceu fiel. Aquele resto não era mais o povo de Israel quando o Verbo se encarnou, porque o povo eleito já havia se tornado rebelde e virado suas costas à Lei de Deus. Ainda que pensassem a estar cumprindo, Deus agora enviava seu próprio Filho para dar a conhecer a Lei Nova. Maria Santíssima é o resto fiel, a única pessoa em quem o Senhor encontra fidelidade e temor do Senhor para se cumprir as profecias.

Quando se encontra com Isabel, sua alma rejubila de alegria no Senhor, seu Salvador, e exultante exclama: “A minha alma engrandece o Senhor e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque Ele olhou para a pequenez de sua serva...”. Maria é uma pequenina, pobre e simples moça arrebatada pelo seu SENHOR. 

É impressionante o que ela mais guarda em seu coração: o resgate dos humildes, dos famintos, dos escravos, dos últimos, dos anawin: os pobres e pequenos que não são nada, não são ninguém, não tem fama, poder nem prestígio. 

Maria não pára na alegria de ter Deus se formando no seu ventre, mas exulta de felicidade vendo já a revolução de amor que o seu filho, o homem-DEUS, vai trazer. Os pobres habitam o coração da pobre Maria, os humildes e pequenos com ela exultam porque não engrandecem a si mesmos, não louvam a si mesmos, seus grandes feitos ou grandes obras, mas, como Maria, tudo reputam a Deus, tudo entregam a Deus, tudo dependem de Deus: “Felizes os pobres em espírito porque deles é o Reino dos Céus”!

Ela, a mais pobre entre as mulheres da Terra e também a mais rica, foi pobre em tudo. Não é exato dizer que Maria foi invadida por uma poderosa infusão de ciência divina quando concebeu Jesus. E que por via de permanentes e excepcionais graças divinas tenham se dissipado todas as suas dúvidas e que ela soubesse e antevisse todo o seu caminho ou o caminho de Jesus. Não! Como qualquer um de nós, ela foi peregrina da fé, totalmente abandonada ao Desígnio de Deus, e teve que suportar os silêncios de Deus, as demoras de Deus e as cruzes do caminho. Hoje em Belém, amanhã fugindo para o Egito através do deserto; depois, de volta à monotonia e anonimato de Nazaré, e assim permanecendo até o fim de seus dias. Uma figura emblemática, mas como que passando em segundo plano. De fato, esta é a pequena e humilde serva em quem hoje nós nos espelhamos.

Humilde, pequeno é aquele que reconhece os próprios limites e não se orgulha ou se exalta pelos seus méritos e virtudes que tem. É ainda aquele que não aspira reconhecimentos, louvores, lisonjas e honrarias. Eis a pessoa humilde. No mundo atual, esta palavra não quer dizer quase nada, já que as palavras na ordem do dia hoje são: auto-afirmação ('eu quero o meu lugar ao sol; ninguém vai tirar o meu brilho'), egocentrismo, vanglória, reconhecimento e exaltação, méritos e títulos. Tudo isso, para Deus, é palha que queima com uma pequena faísca.

Muitas vezes as pessoas estragam tudo querendo elas mesmas concertar o erro do mundo com suas mãos. Nós não vamos mudar o mundo assim. O mundo não muda por voluntarismo nem por boa vontade. O mundo muda quando nós mudamos a nossa mentalidade mundana e buscamos as coisas do Alto; quando nos convertemos de nossos pecados. Enquanto persistirmos querendo estes valores do reino dos homens, não teremos a pequenez necessária para entrar no Reino de Deus. É preciso perder, caros irmãos. Esta é a verdade do Evangelho! "Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morre, ele continua só um grão de trigo; mas se morre, então produz muito fruto. Quem se apega à sua vida, perde-a; mas quem faz pouca conta de sua vida neste mundo conservá-la-á para a vida eterna".

Peçamos a intercessão da Virgem para podermos ser fiéis a seu Filho, para aprendermos a ser pequenos como ela, para aprendermos sua humildade e sermos também servos por amor; para aprendermos a desprezar as lisonjas, as horarias, os louvores, a vanglória e o desejo de auto-afirmação. Então, digamos lá do fundo do nosso coração: Faça-se em mim segundo a vossa Palavra!

___
Fonte:
FERREIRA, Luis Fernando Alves,
homilia disp. em:
padreluisfernando.com/2015/08/quem-e-o-maior-no-reino-dos-ceus.html
Acesso 12/8/015
www.ofielcatolico.com.br

2 comentários:

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail