Cardeal Dolan pede que a Igreja acolha a 'nova minoria': os fiéis que vivem em santidade

NOS ÚLTIMOS TEMPOS, a Igreja parece andar ocupada, mais do que tudo, em acolher as minorias. Desde a "opção preferencial pelos pobres", o zelo pela Sã Doutrina de Nosso Senhor Jesus Cristo e pela Verdade do Evangelho parece às vezes ter se tornado, – na prática, – uma questão secundária ou menos importante. Será que a misericórdia cristã implica abrir mão da difusão do Evangelho? Da busca pela santidade?

Neste cenário, vem oportunamente o Cardeal Dolan, Arcebispo de Nova York, pedir que a Igreja dedique um pouquinho de atenção a um novo tipo de 
minoria excluída, até mesmo dentro da própria santa Igreja: os fiéis católicos. Segue abaixo o conteúdo integral da carta: 



A inclusão tem sido um inovador e consistente tema do Sínodo [sobre a família]. A Igreja, nossa família espiritual, congratula-se com todos, especialmente com aqueles que se sentem excluídos. Entre estes, do que ouvi dos observadores e Padres sinodais, estão os solteiros, aqueles que são atraídos pelo mesmo sexo, os divorciados, os viúvos, os imigrantes que acabaram de chegar a um novo país, as pessoas com deficiência, os confinados, as minorias étnico-raciais, os idosos. A Igreja é uma família que ama a todos e congratula-se com suas necessidades.

Poderia eu sugerir que há uma nova minoria no mundo, e até mesmo na Igreja? Estou pensando naqueles que, confiando na Graça e Misericórdia de Deus, se esforçam para viver na virtude e na fidelidade, – dado o fato de que, apenas na América do Norte, somente metade dos casais que se casam procuram a Igreja para contrair o Sacramento do Matrimônio; – casais que, inspirados pelo ensinamento da Igreja, afirmam que o casamento é para sempre, e perseveram nas provações; casais que recebem o Dom divino de ter vários filhos; homens e mulheres jovens que optam por não viver juntos antes do Matrimônio; um homem 'gay' ou uma lésbica que querem viver em castidade; um casal que decidiu que ela vai desistir de uma carreira promissora para ficar em casa e criar seus filhos. Essas maravilhosas pessoas muitas vezes se sentem como uma minoria em seu ambiente cultural, sim, e às vezes até mesmo dentro da Igreja!

Eu acho que há muito mais pessoas do que pensamos nestas situações, mas, dada a enorme pressão dos nossos tempos, elas muitas vezes se sentem excluídas.

Onde podem buscar apoio e incentivo? Na TV? Nas revistas ou jornais? Em quais filmes? Nos espetáculos, como os da Broadway? Nos colegas? Não! Eles olham para a Igreja e para nós, procurando por apoio e incentivo, pela sensação calorosa de serem parte de uma comunidade. E nós [Igreja] não podemos decepcioná-los!"

___
Fonte:
Website pessoal do Cardeal Dolan, Arcebispo de Nova York, disp. em
http://cardinaldolan.org/index.php/inclusion-of-the-new-minority/
Tradução de Henrique Sebastião
Acesso 1/10/015
• Indicação de artigo por Wagner Marchiori
www.ofielcatolico.com.br

8 comentários:

  1. A paz de Cristo!
    Sou mais uma que luto pela santidade. Meu marido saiu de casa. Sou aposentada por invalidez, tenho 30 e poucos anos e um filho.
    Ouço o tempo todo que eu devo viver mas como? Já estou viva, minha vida é dentro de casa sendo mãe e esposa, buscando a Deus, vivendo meu matrimônio e deixando-me ser santificada. Sou casada e fico ofendida quando tratam-me como solteira ou viúva. Tenho um marido.
    Dou graças a Deus por Ele conceder-me a graça de viver plenamente este sacramento, não do jeito que eu queria mas com ricas oportunidades de ama-Lo acima de tudo e confiar em sua misericórdia.
    Vivo o perdão e o amor com tanta intensidade que posso dizer com verdade e clareza que meu casamento me santifica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que testemunho maravilhoso! Deus esteja contigo nessa busca de santidade.

      Excluir
    2. Só tenho a agradecer por esse seu testemunho e dizer que pode contar com minhas orações!

      Excluir
    3. Saiba que você é um exemplo para todos nós e um modelo de verdadeira fiel católica. Infelizmente não deixou seu nome, mesmo assim rezo para que continue firme na fé da Igreja!

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    4. Que Nossa Senhora te fortaleça a cada dia nesse caminho de santidade! Viver mais? Sim, viva para a eternidade.

      Excluir
  2. Conforta pensar que ainda existe bispo e cardeal que se preocupa com a santidade e a verdade, como Dom José Francisco Falcão de Barros, Dom Antonio Carlos Keller, o Cardeal Dolan, o Cardeal Burke e outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci do Dom Henrique Soares da Costa. Nem tudo está perdido.

      Excluir
    2. Inclua-se também no rol dos verdadeiros santos Bispos Dom Fernando José Monteiro Guimarães, CSSR, arcebispo do Ordinariado Militar do Brasil e tantos outros.
      Salve Maria!

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail