Ditador socialista, sanguinário e homofóbico, morre Fidel Castro, aos 90


Por Padre Ricardo de Barros Marques

FIDEL CASTRO morreu (aos 90) e não me entristeço com sua morte – até mesmo porque, para o cristão, a morte pode ser uma libertação, assim como pode ser uma descida para o inferno, segundo nos ensina o CATECISMO da IGREJA CATÓLICA.

Respeito a dor de sua família e de seus amigos mais íntimos, porque existem laços afetivos construídos que suplantam o elo das ideologias, e como católico que sou não me comprazo com a dor alheia. Contudo, entendo que cubanos (quantos eu não sei) comemorem a morte daquele que para eles não foi um "presidente" e sim um DITADOR.

A morte, de fato, em certas situações é um bem, e chega para todos, ricos e pobres, ateus e crentes, homens de qualquer vertente política ou religiosa, até para os DITADORES que podem usar do seu poder para se perpetuar no cargo – mas não na vida.

Não entendo nada da situação de CUBA, desconfio que FIDEL já não influenciava muita coisa por lá, mas sei que sua morte será encarada como a morte de um ÍCONE. E isso não será apagado, não morrerá – vide o que acontece até hoje com CHE GUEVARA. O homem morto de Cuba, Fidel, era um REVOLUCIONÁRIO, um ícone de uma "nova terra" – a mesma da qual várias pessoas tentavam (algumas conseguiram) fugir. Ele não acreditava em DEUS, não sei se morreu assim, sei que viveu dessa forma e mandou FUZILAR muitas pessoas inocentes. A "nova terra sem males" seria construída com derramamento de sangue. Será que Fidel CHOROU a morte de quem mandou matar? Será que respeitou o LUTO dos familiares? Não sei dizer.

Muitos homens já se levantaram hoje para lamentar a morte de Fidel ou prestar-lhe homenagens. Não me solidarizo com nenhum deles, pois não coaduno com suas causas socialistas, nem de um socialismo que se diga "democrático" nem de um socialismo construído sobre a DITADURA, como foi o do "General".

O fato de que eu não lamente a morte de Fidel não quer dizer que eu deseje que ele vá para o INFERNO. Rezo apenas para que DEUS seja JUSTO, sabendo que Ele é MISERICORDIOSO. Não posso colocar Fidel Castro no CÉU, mas não posso coloca-lo no lugar da perdição eterna. Na Bíblia, o Pai Abraão respondeu ao rico morto que seus parentes vivos já tinham as palavras dos Profetas que os alertaram contra o mal, bastaria que os escutassem. Será que FIDEL escutou a PALAVRA DE DEUS na sua integridade? Não sei, mas sei que a conversão existe, então pode ser que eu tenha uma grande surpresa quando morrer.

Definitivamente, não sou DEUS para afirmar que essa ou aquela pessoa esteja no inferno – mesmo quem fez da vida dos outros um "inferno". Sei que a perdição eterna existe, isso é dogma de fé, mas não são as minhas ideias ou meu desejo que se condene alguém, dando-lhe uma passagem para o "fogo que não se apaga". Minhas diferenças não limitam a MISERICÓRDIA DIVINA, mas o fato de a misericórdia de Deus ser maior que meus julgamentos e misérias não me dá o direito de desdenhá-la de tal modo que eu possa passar a viver de qualquer maneira. Sei que Deus é JUSTO e também sei que foi somente ao ladrão arrependido que JESUS garantiu que estaria com Ele no PARAÍSO, tendo se calado quanto ao outro ladrão.

A única coisa de que me regozijo, olhando para o lado de cá, com a morte de Fidel Castro, é com o GOLPE dado pela nossa irmã – assim chamava São Francisco a morte – no SOCIALISMO, nos SOCIALISTAS e nos BOLIVARIANOS. Olhando para o lado de lá, entrego tudo nas mãos d'Aquele em Quem confio, e peço que não habite em mim o ódio, que me poderá levar ao inferno.
www.ofielcatolico.com.br

14 comentários:

  1. Pelo andar da carruagem no Vaticano, não se surpreenda se Bergoglio beatificar o líder comunista sanguinário de Cuba.
    Rezemos pelo Papa!
    SLNSJC!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Católico, não sedevacante28 de novembro de 2016 01:27

      Papa Francisco, que ele não é tuas nega!

      Excluir
    2. É que ele mesmo pediu para não ser chamado de papa e sim de bispo, se negou a usar o anel do pescador que simboliza o papado, a cruz peitoral dos papas, negou todos os símbolos do papado. Então por isso muita gente prefere chamar Bergoblio mesmo

      Excluir
    3. Quanta imprudência e falta de misericórdia! A culpa não é só do papa (como se você dissesse que era)! Só porque existem bispos apóstatas não devemos nos preocupar com o que o papa diz. TODOS os bispos do mundo teriam que ser santos para que pudéssemos responsabilizá-lo pelo que fala.
      Nós temos é que rezar, seu "imprudente", para que o Papa, ao invés de ser um instrumento ensino correto e CLARO (porque as Escrituras não dizem 'não sê ambíguo', etc, de graça) da doutrina de Cristo, continue "celebrando" ou "comemorando" a deforma protestante, pedindo diálogo com os tiranos com mãos sujas do sangue de milhares de cristãos e lamentando a morte de Fidel Castro, mas dizendo que Trump não é cristão por construir muros (logo, há aí um novo modelo de religião).
      É um pecado grave e crime condenável sequer rezar para que o papa mude, quanto mais criticá-lo? O certo é querer que tudo continue assim, ainda mais agora que a Open Society e outras organizações imundas admitiram estar influenciando bispos a favor do papa (então deve tá tudo bem, né?). Pedir a Deus para que o Doce Cristo na terra se comporte como tal, ao invés de elogiar os inimigos de Cristo, e apontar o seu erro, sem negar em nenhum momento a Misericórdia, é muita imprudência! Acorde, André! Ah, E para sempre seja Louvado!

      Excluir
    4. PS: Olá, meu comentário anterior não foi publicado. Se foi (não estou acusando ninguém) por não apresentar linguagem adequada e sim desrespeito, e não por um problema de conexão,etc, qual foi o problema? Digo, um recente comentário que dizia que o papa não era "as nega" de alguém, nesse tom, foi aprovado, então não consigo imaginar qual pode ter sido o meu erro. E Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo, para todo o sempre! Alexandre.

      Excluir
    5. Foi publicado, sim, Alexandre, está logo aí acima.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    6. Ok, é porque eu tinha feito o mesmo comentário há uns dois dias e não tinha sido publicado, mas devia ser um problema de conexão mesmo.

      Excluir
    7. André "Catolico", que comentário horrendo, pernóstico e herege! Imagino que você não consegue jamais rezar um Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai pelas intenções do Papa! Peço a Deus por você neste momento, caro filho da Igreja fundada por Jesus. Não se permita ser herege, que seu Anjo da Guarda esteja do seu lado e afaste toda influência do maligno, que quer te afastar de Deus e te fazer pedra de tropeço!

      Excluir
  2. Bença, Padre! muitos comentários nas redes sociais e manifestações físicas condena o ditador Fidel Castro ao inferno. Um genocida que matou 100 mil pessoas, perseguiu, torturou e condenou uma nação a total miséria e falta de liberdade. Esse ser diabólico não mostrou arrependimento ou sofreu qualquer tipo de punição. Inclusive é tratado como "herói", "líder" ou "presidente", ao qual devemos ter "misericórdia" e "piedade". Como acreditar em misericórdia, se não há miserável ? Ele não se arrependeu, era soberbo. Já que não houve justiça aqui na terra, as pessoas creem que terá pela justiça divina.

    ResponderExcluir
  3. Assassino, ateu, comunista sanguinário e cruel! Não entendo como ainda tem gente que ver esse ser maléfico como " herói'!

    ResponderExcluir
  4. Um homem arrependido se confessaria com coração contrito se humilharia diante de Cristo e pediria desculpa e perdão para o mundo inteiro, por suas atrocidades em executar milhares de inocentes sem direito a defesa, ai sim acreditaria que a misericórdia infinita de DEUS o abraçaria,mas vendo a alegria dos oprimidos diante da sua morte, só penso na justiça divina infinita de DEUS o condenando.

    ResponderExcluir
  5. Interessante que ao assistir todos os noticiários que trouxeram as informações sobre Fidel, nenhum colocou que era homofóbico e até um deputado gay muito famoso elogiou o ditador. Contraditório vocês não hajam?. Agora quando faleceu o Papa São João Paulo II, teve gente que teve a pachorra de chamá-lo de homofóbico e agora imaginem quando falecer o Papa emérito Bento XVI, vai ter gente dizendo que ele foi pior que Fidel. Ou seja, cegueira é o mal do século, de muita gente por aí que não quer enxergar o obvio e só quer ver o que quer, são como CRISTO disse: cegos guais de cegos.

    Sidnei.

    ResponderExcluir
  6. Meu povo não compete a nós condená-lo. Como escreveu Padre Ricardo, as nossas diferenças não podem limitar a misericórdia divina. Sabemos das atrocidades que cometeu mas não somos Deus para julgá-lo... Não podemos alimentar o ódio em nossos corações!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Paulo, muito bem lembrado, como disse São Paulo citando Dt. 32,35: "Não vos vingueis uns aos outros, caríssimos, mas deixai agir a ira de Deus, porque está escrito: A mim a vingança; a mim exercer a justiça, diz o Senhor. (Romanos 12, 19)"

      Sidnei

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail