Terremotos na Itália: salvas as relíquias de São Bento, em Núrsia


A URNA CONTENDO as relíquias de São Bento, o Padroeiro da Europa, foi resgatada ontem (4/11/016) por bombeiros que a retiraram dos escombros deixados pelos fortes terremotos em Núrsia, onde estavam guardadas.

A urna foi embalada em material de absorção de choque e transferida para local seguro. "A memória histórica do santo está toda lá", disse o arcebispo Renato Boccardo. Nos próximos dias, os militares estarão em campo para salvar o que for possível do riquíssimo patrimônio cultural comprometido pelos tremores.

O terceiro terremoto de alta intensidade a atingir a Itália em dois meses, no último domingo, poupou vidas humanas (já havia sido procedida a evacuação estratégica das áreas mais sensíveis), mas atacou a identidade da nação, destruindo uma catedral beneditina, uma torre medieval e outros marcos muito amados que haviam sobrevivido aos choques anteriores, em uma região montanhosa de pequenas cidades históricas. Grandes seções de antigas muralhas da cidade romana de Núrsia – que sofreram danos e rachaduras nos tremores anteriores – desintegraram-se, juntamente com torres antiquíssimas. Perderam-se ou foram severamente danificadas no tremor outras antigas muralhas romanas, igrejas góticas e barrocas e pinturas seculares, esmagadas sob toneladas de tijolos, arenito e mármore.

A série de terremotos começou em 24 de agosto último, num evento que ceifou quase 300 vidas, seguido por dois tremores em 26 de outubro e o maior de todos, que atingiu 6,6 graus de magnitude e sacudiu as pessoas para fora de suas camas na manhã deste último domingo. Foi o maior terremoto a atingir a Itália em 36 anos.



O tremor, que representou um golpe doloroso para o rico patrimônio artístico das aldeias que salpicam as montanhas dos Apeninos, provocou os maiores danos exatamente em Núrsia, município na Umbria localizado mais próximo do epicentro. Duas igrejas foram destruídas: a Basílica de São Bento –, do século 14 –, construída sobre o local de nascimento de São Bento, e a Catedral de Santa Maria Argentea, conhecida por seus afrescos do século 15. Apenas as fachadas rachadas ainda permaneciam de pé, com a maioria das estruturas desintegrando-se em pilhas de escombros e poeira. A igreja de Sant'Agostino, do século 15, também caiu.

Imagens de TV mostraram freiras correndo para a praça principal; a torre do sino aparecia à beira do colapso. Mais tarde, freiras e monges se ajoelharam em oração na praça principal. Um bombeiro auxiliava a um padre, ajudando a manter os residentes calmos, num esforço de impedi-los a se aventurar entre escombros a procura de seus entes queridos.

Quando o terremoto ocorreu, freiras do mosteiro de Santa Maria da Paz, também em Núrsia, estavam rezavam e cantavam hinos. O tremor fez o edifício entrar em colapso. Mais tarde, os bombeiros acompanharam-nas de volta para o interior do prédio condenado, para recuperar livros e objetos sagrados. Em seguida, outro tremor atingiu a estrutura. "Mas tivemos coragem, porque estávamos em nossa casa e o Senhor nos protege", disse uma freira a agência "The Associated Press".

O terremoto foi sentido tão ao norte como Salzburg, na Áustria, e todo o caminho até a península italiana para a região de Puglia, no calcanhar da bota. Em Roma, a 95 milhas de distância, as pessoas correram para as ruas em pijama. 

A basílica de São Paulo Fora dos Muros, um local de culto cristão em Roma desde o século 4, teve que ser fechada para inspeções após sofrer rachaduras e danos a alguns moldagem. Também houve rachaduras na cúpula da igreja de Sant'Ivo alla Sapienza, em Roma, uma obra-prima barroca por Francesco Borromini, gigante de arquitetura do século 17.

Santíssima Virgem, São Bento de Núrsia e todos os santos do Céu, rogai pela Europa, que já foi o berço do Cristianismo e modelo para o mundo!

_____
Fontes:
• Avenire.it, disp. em:
www.avvenire.it/attualita/Pagine/in-salvo-le-reliquie-di-san-benedetto

• The Journal Gazette, disp. em:
www.journalgazette.net/news/world/3rd-Italy-quake-spares-lives--topples-relics-16049445Acesso 5/11/016
www.ofielcatolico.com.br

2 comentários:

  1. como ira ser feita a reconstruçao ja que sao predios antigos de outra epoca artistica

    ResponderExcluir
  2. Deus castiga... Muito significativo o fato de só restarem as fachadas... é como a maioria dos Católicos de nossos dias... católicos de fachada que por dentro, não tem nada que preste.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail