Colégio (jesuíta) São Luís aderindo à ideologia de gênero?..

...ou 'Mais um tapa na cara da sociedade e do povo católico'?



Por Henrique Sebastião e Felipe Marques – Assoc. São Próspero

ATÉ QUANDO SUPORTAREMOS? É fato que o maior problema da Igreja Católica são os próprios católicos, como tentamos demonstrar por aqui. Pois bem, agora, o Colégio São Luís, que está sob a tutela dos jesuítas e goza de boa fama nos meios católicos, está promovendo um tal de "Bate-papo humanístico" com o "tema transversal" (seja lá o que isso queira dizer): "Gênero e Sexualidade"...

E aí, você, leitor, diria: "Ora, temos diversos padres que se especializaram no assunto e lutam contra a ideologia do gênero; um colégio católico obviamente está preocupado com a boa formação dos nossos jovens e tem por finalidade a real conscientização, não é isso?" E nós respondemos: "NÃO"! O palestrante não é o Padre Paulo Ricardo, o Padre José Eduardo ou algum outro sacerdote ou leigo fiel à Sã Doutrina, e nem algum médico integrante da AMD, que combatem o engodo da ideologia de gênero. O palestrante será ninguém mais ninguém menos que o Drauzio Varela(!).

Sim, o mesmo Drauzio Varella que é declaradamente um adepto da ideologia em questão, publicou artigos promovendo a apologia da mesma e, recentemente, entrevistou o deputado Jean Wyllys, permitindo que este último "explicasse" a todos nós –, pobres supersticiosos preconceituosos e ignorantes que precisamos ser educados para a nova ordem global –, a "diferença entre orientação sexual e identidade de gênero".

Eis o cartaz do evento:



A divulgação pode ser acessada na página do Facebook do Colégio, e contém o seguinte texto:

O Colégio São Luís convida os pais e/ou responsáveis para mais um Bate-papo Humanístico, com a presença do Dr. Drauzio Varella, mediando uma conversa sobre Gênero e Sexualidade. O evento acontecerá no sábado, 30 de setembro, enquanto os alunos participam da Prova Multidisciplinar (...) e do Testão (...). Pedimos que confirme sua presença até o dia 26 de setembro, com a APM, pelo e-mail apm@saoluis.org ou telefone (11) 3138-9703. #colegiosaoluis #csl #redejesuita #rje

• Acesso à divulgação no Facebook: www.facebook.com/colegiosaoluisjesuitas/posts/1823964424283814

• Acesso à divulgação no Instagram: https://www.instagram.com/p/BZLvpaIlt9P/

O que podemos fazer, basicamente? 

1) Enviar e-mails para a Arquidiocese pedindo que o evento seja cancelado. O e-mail da Arquidiocese é:
vicariatoeducacaouniversidade@gmail.com

2) Comunicar amigos e parentes sobre essa patacoada. Como os pais e responsáveis pelos alunos geralmente têm mais voz no Colégio, se você conhece alguém que tem um filho matriculado no São Luís, comunique essa pessoa sobre o que está acontecendo e peça a ela que alerte outros pais e responsáveis! 

Com um grande número de pessoas contrárias ao evento e que demonstrem sua insatisfação com o Colégio, é possível que aconteça o cancelamento. Porém, como isso não é certo, pedimos aos que puderem que se inscrevam para o evento e lá compareçam, para que possamos mostrar, simplesmente, que nós existimos, também participamos da sociedade e queremos ter voz nesse tão alardeado "necessário debate", desmascarando muitas falsidades que nos são apresentadas como "verdade científica".

Estudem o assunto, preparem-se bem e vamos fazer um bom número de verdadeiros católicos neste evento. Esto vir! Deus vult!

** Acesse a pesquisa da AMD que demonstra a falsidade científica da ideologia do gênero

*** Assine a petição CitizenGo contra a apologia da ideologia de gênero no São Luís
www.ofielcatolico.com.br

15 comentários:

  1. Bom dia!!!

    Acabei de enviar meu protesto por email, façam o mesmo!

    A Paz do Nosso Senhor Jesus Cristo!!!

    ResponderExcluir
  2. A maioria dos relacionados ao colégio apóia a palestra, a maioria que não apóia, não tem relação alguma com o colégio, interpretem como quiser.

    ResponderExcluir
  3. Agradeço ao apoio! Peço a todos que leiam e assinem à petição pública pedindo posicionamento da Rede Jesuíta de Educação, Jesuítas Brasil e Comissão de Cultura e Educação da CNBB.
    O Evento será num colégio católico, com a presença de Dráuzio Varella.
    Diga não a esse ataque à identidade humana.
    Compartilhe! http://www.citizengo.org/pt-pt/signit/92126/view

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe,

      Sou estudante do Colégio e venho informar que há muita adesão ao evento, seja por parte dos pais, seja por parte dos próprios alunos. O interesse no debate sobre genêro e sexualidade é muito grande em um ambiente evoluído e humanista como o Colégio São Luís. Dráuzio Varella é um grande nome para a palestra, assim como Jean Wyllys seria. Não há mais espaço para as correntes conservadoras da Igreja Católica nas discussões atuais. É de se aplaudir a atitude do Colégio, em total consonância com a situação dos jovens brasileiros.

      Excluir
    2. Olá, Anônimo... você tem nome ou não quer se identificar, mesmo? Como posso acreditar que você é aluno do São Luís, se você nem deixa nome?

      Aqui é Henrique Sebastião, sou o fundador e diretor deste apostolado, e como tal gostaria de lhe fazer algumas perguntas muito simples. Aguardarei ansioso suas respostas:

      1) Esse ambiente "evoluído" e "humanista" é também anticristão? Contra a família? É antidemocrático?

      Sim, porque esse tal "debate" já foi levado à opinião pública, que se manifestou claramente contrária a introdução da ideologia do gênero no Texto-base do Plano Nacional de Educação, e por isso mesmo se determinou que fosse retirada – opinião e vontade popular que os "tolerantes" como você não respeitam.

      2) Um deputado que se declara abertamente anticristão e tem por hábito cuspir na cara dos desafetos, seria um grande nome para uma palestra num colégio católico? E que tal alguém que pense diferente de você? Bolsonaro seria bem-vindo também?

      3) Já que você é tão a favor da diversidade, do pluralismo, do respeito às diferenças, o que acharia da participação de um padre ou de um médico especialista no assunto, por como por exemplo um membro da AMD, que são contrários à ideologia de gênero e demonstram por A + B que a pesquisa científica realmente autêntica derruba por terra toda a teoria do gênero?

      4) Você se diz a favor do debate e vem nos criticar? Por quê? Ora, o que estamos nós aqui fazendo, a não ser participar do debate que você tanto quer? Ou só vale "debater" se eu concordar com tudo o que você diz? Aí não é debate, é monólogo?

      5) Não existem "correntes conservadoras" dentro da Igreja, e nem uma "nova igreja" que aceita as práticas homossexuais. Existe uma doutrina bimilenar na qual cremos e seguimos – ao menos até que pessoas como você se tornem a maioria, e aí teremos que retornar às catacumbas e cavernas para praticar a nossa fé escondidos, sob pena de morte, como nos tempos de Nero.

      6) Quando você fala de "consonância com a situação dos jovens brasileiros" (oi?), está se referindo a quem, exatamente? Se você descer o cursor até o final desta página, verá que temos mais de 4 milhões de acessos, e dezenas de milhares de visitas diárias, por aqui. Boa parte deste povo é formada por jovens, inclusive a maioria dos membros da nossa própria fraternidade, com idades a partir de 18 anos. Essas pessoas não representam a "juventude brasileira"? Quem disse? Você?

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  4. não existe essa de vencer nada, é só um bate papo para quem tem dúvidas e quer se aprofundar no assunto, sem fundamento querer derrubar uma palestra que trás para as pessoas um pouco mais de conhecimento, coisa que tá faltando nessa sociedade. Passar bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não estamos falando em "vencer", mas sim em mostrar que nós existimos, temos nossos direitos, queremos educar nossos filhos segundo a nossa fé e os nossos valores, só isso.

      Essa lorota de dizer que uma palestra desse tipo vai trazer "conhecimento" é pura bobagem. Os artigos do Drauzio Varela sobre o assunto são puramente ideológicos. Não há pesquisa científica séria que corrobore essa teoria absurda de que o sexo de uma pessoas é desvinculado do seu "gênero" ou vice-versa.

      Não há "doutor" no mundo que possa "provar" ou "esclarecer" que um plugue não foi feito para se encaixar numa tomada. Simples assim.

      Imagine se amanhã eu disser que eu sou um cachorro, um cachorro que "nasceu no corpo errado", e exijo ser tratado como cachorro; mudo meu nome para "Lulu" e passo a latir em vez de falar, urinar nos postes e cheirar o traseiro de outras pessoas.

      Qual seria a reação natural da minha família, das pessoas que me amam e da sociedade como um todo?

      Ora, tentariam me convencer da loucura dos meus atos, e se não fosse possível, eu certamente seria internado para um tratamento psicológico e psiquiátrico de urgência. E isso seria justo e a coisa mais certa, não é mesmo?

      Sendo assim, então por que – por que, meu Senhor – uma mulher que diz que é homem, por exemplo, deve ser "respeitada" e tratada como "ele", e não pode, por força de lei, mesmo que ela queira, ser tratada por um profissional no sentido de reverter a sua situação?

      Por que é permitido aplicar hormônios femininos em homens que "se sentem" mulheres e não hormônios masculinos nos que querem assumir sua condição natural de homens, por exemplo?

      Não há, simplesmente, "explicação" para essas questões tão simples, mas sim muita adesão ideológica envolvida.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. Só um bate-papo? Só um bate-papo para os desinformados. Quem conhece o que os revolucionários fazem para impor suas agendas, sabe que não é apenas um bate-papo. Além disso, o Varella é totalmente a favor da ideologia de gênero. Duvido que ele tenha intenção de informar alguém, há intenção de empurrar essa ideologia maldita na goela do povo brasileiro, isso sim. Precisamos nos opor a essas coisas!

      Excluir
  5. As escolas católicas dão um contra testemunho terrível, com honrosas e raríssimas exceções...
    Prestem a atenção: tenho um dos meus netos que está se preparando para receber a SANTÍSSIMA EUCARISTIA pela primeira vez. Será em outubro próximo. Tem catequese no colégio de freiras. Passou aqui em casa e eu como um vovô carinhoso botei-o no colo e fiz umas perguntinhas a ele sobre este ato tão nobre e sério. Pasmem!!! o pobre menino não sabe nada, quase nada... Aí eu tive que chamar o pai dele que é meu filho e dizer do despreparo... Meu filho como CATÓLICO vai ter que reforçar tudo em casa, já que onde ele deveria aprender as coisas de Deus, fica-se falando de cogumelo, natureza, gênero, etc... Uma vergonha! SÓ NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PARA ESMAGAR A CABEÇA DO DRAGÃO!!!
    Ass.: Urbano Medeiros - artista católico em MG

    ResponderExcluir
  6. Nem sei se colocarei minha filha na crisma o ano que vem,pois da medo de vê a aberração que está aqui em minha paróquia, aquilo que ela ainda não encontrou tenho medo que ela se distancie mais ainda, misericórdia de nós SENHOR.

    ResponderExcluir
  7. IMPRESSIONANTE O QUE O MESTRE URBANO MEDEIROS NARRA COM DOR NO CORAÇÃO. EU TAMBÉM SOU PAI E AVÔ E MINHAS DECEPÇÕES SÃO GIGANTESCAS. NÃO SÓ COMO JUIZ... COMO CATÓLICO.
    TENHO DITO.

    ResponderExcluir
  8. MEUS SENHORES,NÃO SOU CONTRA NEM A FAVOR DO
    ASSUNTO,APENAS MINHA VISÃO. ESSA TAL IDEOLOGIA DE GÊNERO AINDA NÃO ENTENDO BEM E JULGO SER INVENÇÃO DA ÉPOCA PARA SE TER O QUE DIZER. NA REGIÃO MINEIRA EM QUE VIVO, NINGUÉM FALA NISSO, O POVO EM GERAL DESCONHECE ESSAS INVENÇÕES QUE SURGEM, CADA ÉPOCA. CATÓLICO QUE SOU, E DE FÉ BEM
    SÓLIDA, SÓ SEI QUE EXISTEM SERES HUMANOS:
    HOMEM, MULHER E HOMOSSEXUAIS, QUE NASCERAM ASSIM E DEVEM SER RESPEITADOS NA
    SUA INDIVIDUALIDADE. QUE NINGUÉM QUEIRA SER DIFERENTE DO QUE DEUS LHE DEU. ABRAÇOS, PAULO.

    ResponderExcluir
  9. Um bate-papo promove informação, e apenas. Além esse argumento que tanto usam de "deixarem educar seus filhos como quiserem" é inválido. A palestra é só para os pais, não para os alunos, e não possui nenhuma intenção de convencê-los sobre nenhum ponto de vista e/ou opnião, apenas de informar e aprofundar as pessoas nesse assunto, isto é, com a intenção de acabar com parte das dúvidas e confusões que se fazem sobre o assunto, e não obrigá-los a concordar com algum ponto de vista ou formar qualquer tipo de opnião que não seja formada com a sua cabeça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é verdade, anônimo. O palestrante em questão é um promotor da ideologia de gênero, com artigos publicados em sua página da internet e apoio ao deputado declaradamente anticristão Jean Wyllys.

      Também é totalmente falso o argumento de que a intenção é "esclarecer" e "tirar dúvidas" sobre o assunto, simplesmente porque não há consenso entre cientistas e profissionais de medicina a respeito da teoria do gênero.

      Pelo contrário, a pesquisa científica realmente séria sobre a questão já demonstrou exaustivamente que não há fundamento que se sustente essa teoria estapafúrdia, e a única motivação para que se insista tanto nessa história é, repito, 100% ideológica.

      Igor Andrade, membro de nossa Fraternidade, teve acesso aos estudos mais avançados nessa área, empreendidos por uma associação médica, que publicaremos por aqui em breve.

      Além de tudo, existem muitos palestrantes católicos especializados no assunto, que assumem a posição católica e poderiam, com maestria –, aí sim –, esclarecer bem o assunto aos pais que matricularam seus filhos num colégio católico.

      Logo, tudo claramente se resume a uma tentativa de convencer os pais de que a teoria do gênero é uma realidade concreta e cientificamente comprovada, o que é simplesmente falso. Este é o motivo da nossa postura e, mais ainda, da nossa indignação.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail