'Caminho sinodal' alemão é heresia, negação pública da Fé católica e cisma com a Igreja de Cristo: que fará agora o Papa?

DESDE O FIM DO ANO 2019, quando a Conferência Episcopal Alemã iniciou o movimento denominado "caminho sinodal", boa parte do clero alemão, acompanhado por um número relevante de fiéis leigos, passou a caminhar a passos largos em direção ao cisma. A simples leitura dos instrumentos de trabalho e das quatro principais áreas dos trabalhos sinodais (poder e divisão de poderes na Igreja; moral sexual; vida sacerdotal na atualidade; mulheres nos serviços e ministérios da Igreja) evidencia o objetivo deflagrado de destruição da família e do sacerdócio católico.

A situação de agravou sensivelmente no último mês de abril, quando, em resposta ao posicionamento do papa Francisco e da Congregação para a Doutrina da Fé quanto à impossibilidade de concessão de bênçãos a duplas homossexuais e demais uniões ilícitas segundo a Lei da Igreja, um número relevante de sacerdotes alemães, acompanhados de diáconos e fiéis leigos, totalizando 2.500 pessoas envolvidas, acabou por convocar para o dia 10/5/2021 (próxima segunda-feira), às 19h, a chamada "bênção dos apaixonados", orientada especialmente para abençoar publicamente centenas de pares homossexuais e outras pessoas em situação irregular.

Como esse acontecimento afeta a Igreja Católica no mundo e também no Brasil e o que podemos fazer para evitar que incorramos nos mesmos erros são as principais temáticas abordados por Pedro Afonseca, nosso dileto irmão em Cristo do Centro Dom Bosco, na conferência que pode ser vista no primeiro vídeo abaixo. No segundo, Dom Athanasius Schneider concede entrevista ao mesmo Centro, tratando sobre o mesmo tema, na qual disse o óbvio. E hoje vivemos tempos nos quais, quando um clérigo diz o óbvio, surpreende a todos, como nestes casos:

"Tudo agora vai depender, no final das contas, do Papa. Como ele vai reagir? Pois ele tem a plenitude de poder que Cristo lhe deu, exatamente para proteger toda a Igreja [...] da heresia" (6:55).

"Precisamos de uma intervenção urgente do Papa mesmo, porque este é o seu papel primeiro, e que ele faça uma espécie de profissão de Fé, uma fórmula, incluindo a negação destes erros, e exigir que esta profissão de Fé seja proferida por todos os bispos e sacerdotes" [24:38]



Um comentário:

  1. A paz de Jesus Cristo.

    Muito me incomoda essa situação na Alemanha. Será que os bispos, padres de lá, sentem que o atual Papa é "frágil" em suas atitudes, que ele é dúbio, e por isso decidem cometer heresias???

    O mesmo vejo acontecendo isso aqui no Brasil, recentemente, no Rio de Janeiro e na Bahia, essa questão relacionada a aprovar o que está contra as Ordens do Criador e de seu Filho, Jesus Cristo.

    Cada dia fico mais preocupado! Teremos, além das Igrejas Ortodoxas, das milhares de igrejas Protestantes ( segundo li na net, existem cerca de 980 milhões de protestantes no mundo...), uma nova "igreja católica", alemã, hiper "liberal" nos costumes; mais para frente, ainda; uma Igreja nos moldes da Igreja de Sempre, ou seja, fiel ao Evangelho de Cristo? Ou a Única Igreja fundada por Cristo, com sede em Roma, voltará a ser o que era antes do CV II?

    Isso apenas, toda essa confusão, ideário "progressista", como já escrevi em outro post, irá beneficiar os grandes inimigos do Cristianismo: o Comunismo mundial e claro, o Islã e sua "saga" em transformar o mundo em um lugar totalmente muçulmano.

    Centro Dom Bosco: quem não acompanha, sugiro acompanhar sempre, assim como o canal no YT do Monte Carmelo, com o Frei Tiago de São José.

    Que a Santíssima Trindade nos abençoe, proteja e nos dê forças para continuar a luta em defesa da Igreja de Cristo, não essas "novas" que vem, maleficamente, surgindo; sorrateiramente, para implantar o reino do Anticristo na terra. Oremos.

    Abraços, fraternos!

    Salve Maria!

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Subir