Dez crenças católicas de Lutero


Por João MarcosAssoc. São Próspero

O TEXTO QUE SEGUE é uma tradução livre de um artigo do Dave Armstrong, conhecido apologista católico, ex-protestante desde 1991 e um dos mais prolíficos apologistas em atividade. O artigo original ('The Catholic Luther? Wait… What?') encontra-se em "Patheos.Com".

Recentemente escrevi um livro chamado “The 'Catholic' Luther: An Ecumenical Collection of His 'Traditional' Utterances[1]. Foi uma tentativa de reunir afirmações importantes do fundador do Protestantismo que são teologicamente tradicionais e em total acordo (ou muito perto disso) com a Teologia católica. Aqui estão algumas delas que podem lhe interessar (como interessaram a mim):

1. Crucifixos: “O costume de segurar um crucifixo diante de uma pessoa moribunda manteve muitos na fé cristã e os permitiu morrer com fé confidente no Cristo crucificado” (Sermons on John, cap.s 1-4, julho de 1537 a setembro de 1540).

2. Confissão privada: “O próprio Cristo colocou Sua Absolvição de Pecados nas mãos dos Seus seguidores... Deus, através do ser humano, liberta e absolve alguém dos seus pecados... se você quer desprezá-la e arrogantemente continuar sem Confissão, então devemos concluir que você não é cristão e não deverá aproveitar o Sacramento[2]” (A Brief Admonition to Confession[3], 1529)

3. Boas obras são expressão necessária da Fé verdadeira: “Mas os antinomianistas[4] não percebem que pregam Cristo sem o Espírito Santo, contra o Espírito Santo, ao permitirem que as pessoas continuem na sua vida antiga e mesmo assim as declaram salvas, quando a verdade é que o cristão precisa ter o Espírito Santo e assim viver uma nova vida, caso contrário ele não tem Cristo.” (On the Councils and the Churches, março de 1529)

4. O Batismo salva: “Através da Palavra de Deus, água se torna batismo, ou seja, um banho para a vida eterna, que lava os pecados e salva os homens.” (On the Councils and the Churches[5], março de 1529)

5. Jesus Corporalmente Presente na Eucaristia, onde Ele salva e deve ser adorado: “Ireneu e os Pais da Igreja apontaram o benefício de nosso corpo ser alimentado com o Corpo de Cristo, para que nossa fé e esperança cresçam e também nosso corpo viva eternamente a partir do Alimento eterno, que é o Corpo de Cristo, do qual se alimenta fisicamente” (That These Words of Christ, 'This Is My Body', etc., Still Stand Firm Against the Fanatics, março de 1527); “Não impeçam tal culto e adoração (...) não se pode condenar e acusar de heresia aqueles que adoram o Sacramento.” (The Adoration of the Sacrament[6], 1523)

6. O erro da contracepção e uma visão pró-vida: “Quantas moças evitam a gravidez e matam seus fetos, apesar da procriação ser obra de Deus! (...) A primeira classe dos esposos é daqueles que procuram ter uma descendência e têm desejo por esse tipo de vida, para se tornarem pais. Apesar do Pecado original também se fazer presente, a procriação é a principal causa. Estas pessoas são anjos em comparação com os outros, porque eles desejam o matrimônio para procriação. Mas eles são poucos...” (Lectures on Genesis, cap.s 21-25, maio de 1540).

7. Orações pelos mortos: “Dado que o Senhor não nos permitiu conhecer o que acontece com as almas daqueles que já se foram, nem como Ele lida com elas, não impediremos, nem contaremos como pecado, aqueles que rezam pelos mortos. Por que estamos certos pelo Evangelho que muitos ressuscitaram dos mortos, os quais, devemos confessar, ainda não receberam sua sentença final. Então, dado que isto é incerto e que ninguém sabe (...) não é pecado rezar por eles; mas [rezar] desta forma: 'Querido Deus, se as almas que partiram estão num estado em que ainda precisam de ajuda, então eu peço a vós que dê a Sua Graça a elas (...) a oração do coração, da devoção e da fé (...) ajudará as almas dos que já morreram” (Sermon for the First Sunday After Trinity[7], Lc 16,19-31. 1522-1523)

8. Virgindade Perpétua de Maria: “Uma nova mentira sobre mim está circulando. Dizem que eu preguei e escrevi que Maria, a Mãe de Deus, não era virgem antes ou depois do nascimento de Cristo, mas que ela concebeu Cristo através de José e teve mais filhos depois dEle.” (Tha Jesus Christ Was Born a Jew[8], 1523)

9. Maria foi concebida sem pecado: “(...)a infusão da alma (de Maria) é piedosamente acreditada como sem Pecado original. Tanto que, no momento da infusão da alma, o corpo foi simultaneamente purificado do Pecado original, e agraciado com Dons divinos para receber aquela alma santa infusa por Deus. Então, no seu primeiro momento de vida, ele [o corpo de Maria] estava livre de todo pecado.” (Sermão On the Day of Conception of Mary, the Mother of God, dezembro de 1527)

10. Uma Igreja infalível e indestrutível: “A igreja deve ensinar apenas a Palavra de Deus, e deve ter certeza dela. A igreja é o pilar e a coluna da verdade (1Tm 3,15), construída na rocha, chamada santa e irrepreensível (Ef 2,21). Então, pode-se dizer corretamente: ‘A igreja é incapaz de errar, porque a Palavra de Deus que ela ensina não pode errar’.” (Against Hanswurst, abril de 1541); “Mas se não temos sacerdotes ou Sacramentos válidos, então o Cristianismo e a Igreja não sobreviveram. Isto é o oposto do artigo [de fé] ‘Creio na igreja una, santa e cristã’ e das palavras de Cristo: ‘Eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos’[9]. A isso eu respondo: ‘Primeiramente, a Igreja ou Cristandade permaneceu e permanecerá.” (The Private Mass and the Consecration of Priests, outubro de 1533)


* * *

Lutero manteve todas essas crenças durante sua vida (vários exemplos acima são do final da sua vida), com exceção da Imaculada Conceição. Nos últimos anos (depois de 1530), ele passou a acreditar que Maria foi purificada do Pecado original na concepção de Cristo, e não na dela. Eu descrevi essa visão em meus estudos sobre (depois de ampla pesquisa) como “Imaculada Purificação”. Ele sempre acreditou que Maria não teve pecados temporal[10].

____
Notas:
1. Em tradução livre: O Lutero Católico: coletânea de afirmações tradicionais

2. Quando Lutero se refere ao “Sacramento”, é à Eucaristia.

3. Ver os números 28-30:

4. O antinomianismo é a extrapolação da crença na Justificação Apenas Pela Fé. Os antinomianistas acreditavam que a lei moral não tinha nenhum uso, pois a fé sozinha salva o homem. É a negação da lei moral. Curiosamente, essa heresia surgiu por um discípulo de Lutero, João Agrícola. Veja mais: 
http://www.godrules.net/library/luther/NEW1luther_e14.htm

6. No Catecismo feito por ele mesmo, Lutero trata do imenso valor da Eucaristia. Neste aspecto ele é muito mais católico que os modernos protestantes. Veja o que ele diz sobre a Presença Real de Cristo na Eucaristia: “Além do mais, é uma conversa vã quando eles dizem que o corpo e sangue de Cristo não nos é dado através da Ceia do Senhor, de forma que não podemos ter os pecados perdoados no Sacramento. Apesar da obra ser cumprida e o perdão ser obtido na cruz, eles não podem chegar até nos de outra forma além da Palavra. Afinal, como podemos conhecer isso senão pela pregação da Palavra? Como eles podem compreender e tomar posse do perdão, exceto através das Escrituras e do Evangelho? Mas agora todo o Evangelho ... foi incorporado pela Palavra neste Sacramento e apresentado a nós. Por que, então, devemos permitir que este tesouro seja separado do Sacramento quando eles deveriam confessar que essas são as palavras que ouvimos em todo o Evangelho, de forma que eles não podem torná-las sem uso sem tornar o Evangelho inteiro sem uso?” Veja na íntegra:
www.projectwittenberg.org/pub/resources/text/wittenberg/luther/catechism/web/cat-14.html

9. Conf. Mateus 28,20.

10. Isto é, que não cometeu pecado.

33 comentários:

  1. Qualquer protestante que procurar aprofundar um pouco o estudo da verdadeira fé católica (livros excelentes não faltam), que abordam a tradição, doutrina, magistério da igreja católica... etc, acabará por virá um católico (isso se tiver um coração aberto pra conversão e se desejar conhecer a verdade deixada por Nosso Senhor Jesus Cristo)

    Aconselho aos protestantes a leitura do livro A LEGÍTIMA INTERPRETAÇÃO DA BÍBLIA (autor: Lucio Navarro), tem o pdf na net gratuito. Depois de lerem, certamente vão querer aprender mais e se tornarão católicos.

    Um problema, que talvez afastem os irmãos da verdadeira religião (a católica), é a crise que vivemos atualmente na igreja, onde está infiltrada por "pseudo-católicos" que não vivem verdadeiramente a fé que professam (estão na igreja mas não estão convertidos), daí muitos ataques contra nós católicos, perseguição contra a igreja de Cristo, mas ao contrário do que muitos pensam, isso não é algo novo na história da igreja, e sempre existirá até a volta do Nosso Senhor Jesus Cristo. O Reino do Céu é dos violentos, dos que renunciam a própria vontade para seguir Cristo, dos que morrem cada dia pra si mesmo, matando o amor próprio e amando e glorificando Nosso Senhor cada vez mais, buscando viver a verdadeira humildade, o amor ao próximo, na caridade, tudo isso é uma luta e um combate espiritual diário em busca da santidade. Aconselho aos irmãos protestantes a buscarem o exemplo dos bons católicos, dos que tem o verdadeiro desejo de buscar todos os dias a santidade, não apenas com palavras, mas com a própria vida. Isso se tornará cada vez mais difícil, pois os bons são martirizados, perseguidos dentro da própria igreja, caluniados, expulsos do seminário (ao qual pretendiam ser um Padre santo). Enfim, em uma linguagem popular, "não tem pra onde correr", o discípulo não é maior que o Mestre, e se perseguiram o Mestre, perseguirão aos verdadeiros cristãos também. A nossa esperança são as nossas cruzes, os sofrimentos aprendidos a suportar por amor a Deus, aí está a bem aventurança dos eleitos.

    Que a Santíssima Virgem Maria nos ajude nessa "difícil caminhada" rumo a Jerusalém Celeste.

    A paz do Nosso Senhor Jesus Cristo! Salve Maria Imaculada!

    André.

    ResponderExcluir
  2. Gostei do post. Peçamos ao nosso bom Deus que nos santifique e nos purifique

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber se o Protestantismo (mais especificamente a Igreja Batista) comete os Pecados contra o Espirito Santo? Gosto muito deste site, muito importante para todos nós católicos aprofundarmos nossa FÉ e tirarmos nossa dúvidas.

    ResponderExcluir
  4. Quando é possível uma conversa honesta com um protestante, pois na maioria das vezes eles estão com o ego insuflado pela falsa crença da posse da verdade, fico impressionado sobre a quantidade de informações falsas que eles são capazes de reunir e memorizar a respeito da Igreja, nos seus mais diversos aspectos. E ao mesmo tempo não sabem quase nada, ou nada mesmo, sobre o que é de fato o protestantismo. Muitos colocam Lutero como o herói da fé, que desafiou a tirana e anti-bíblica Igreja Católica, sem sequer saber o que de fato Lutero pensava e pregava em sua época. Já apresentei algumas dessas informações, com citações e tudo, a protestantes, que simplesmente as ridicularizaram, e não aceitaram os fatos.
    É impressionante como não sabem que várias das suas crenças atuais, foram formuladas na Igreja, inclusive o cânon bíblico. Não sabem, por exemplo que Lutero retirou 7 livros inteiros da Bíblia e creem que foi a Igreja que os acrescentou no século XVI, o que é facilmente desmentido. Os que se orgulham imensamente de conhecer a verdade, infelizmente têm muito pouco contato com ela.

    A paz de Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TIAGO,

      O pior é não saberem que Lutero era muito mais "católico" do que eles. Entre os primeiros reformadores, me parece que Calvino quem foi o mais rançoso anti-católico. Além do calvinismo, os presbiterianos são seus filhos teológicos.

      Excluir
    2. Tiago,

      entendo sua posição, na maioria das vezes, em um primeiro momento, os católicos até tentam ajudar os protestantes com explicações autênticas da doutrina da verdadeira fé, no espírito de caridade para com o próximo, mas muitas vezes eles estão inundados por esse "ego" e espírito de cegueira, e só fazem atacar os católicos com todos os tipos de absurdos.

      "São cegos guiando cegos", e o fim pode ser trágico. O que podemos fazer é rezar para que os bons que permanecem no erro encontrem a verdade. E isso serve tanto para os protestantes, quanto para nós católicos ou qualquer outro, pois ninguém escapará do Juízo particular do Nosso Senhor Misericordioso e Justo.

      Agora deixo minha humilde opinião como cristão católico e leigo:

      O que causa essa cegueira espiritual em muitos é a obstinação no PECADO, o não arrependimento dos mesmos e o não propósito de uma verdadeira mudança de vida, fazendo com que vivam uma vida de hipocrisia e mentira, criada por leis humanas e cheia de erros. O Pecado SEMPRE será a causa de todos os males.

      Mas lembremos sempre que Nosso Senhor Jesus é infinitamente Bom, e todos aqueles que procurarem a verdade de coração contrito a encontrarão. Deus dará a Graça da conversão para todos que desejam realmente seguir Nosso Jesus Cristo com amor.

      Rezemos em reparação as muitíssimas ofensas feitas ao Imaculado Coração de Maria e ao Sagrado Coração de Jesus, que choram diariamente por tanta iniquidade presente nesse mundo.

      Que Deus nos dê a Graça da verdadeira conversão, para que um dia, após duríssimas "batalhas", possamos Glorificá-lo no Paraíso Celeste preparado para os seus eleitos.

      André

      Excluir
    3. André, você disse tudo: "São cegos guiando cegos".

      Certo dia, amigos de uns amigos meus e de minha esposa, pediram para fazer uma visita, em nossa casa.

      Conversa vai, conversa vem, um deles, que era o líder do grupo, disse assim: Nós temos imperfeições da carne, mas pecado não! Veja que ele falou em nome de mais ou menos 8 pessoas, que segundo ele, não tinham pecado. Olhei pra minha esposa, ela me olhou, tipo, "deixa quieto"! Com os olhos, agente conversou, não vamos julgá-los, mesmo porque isso só cabe a Deus mesmo.

      E sem falar naqueles que já se declaram salvos.

      Penso que essa atitude é o grande chamativo, ou marketing do protestantismo hoje. Você entra para a comunidade, e já não há pecado, a salvação já está ganha, a vitória, como gostam tanto de repetir, chegou.

      Enquanto na Igreja, tanto na confissão, quanto em cada missa, somos chamados a pedir perdão pelos nossos pecados, nossa "vitória" (se pudermos dizer assim) depende da luta de cada dia, só nos é dada mediante a misericórdia divina, no último momento de vida terrena. É a porta estreita versus a larga.

      A paz de Cristo!

      Excluir
    4. É triste essa situação Tiago, um grande engano do demônio é esse, fazer com que pensemos que não temos pecados, ficamos adormecidos neles, cegos, e o fim é tenebroso.

      Ninguém pode se considerar salvo, uma vez meu Pároco (que é um grande sacerdote), disse acertadamente na homilia que nem mesmo um pecado venial merece perdão, porque toda ofensa a Deus é terrível, e isso só acontece porque Deus é muito Misericordioso. Mesmo os que se julgam estar em "estado de Graça", ofendem todos os dias a Divina Majestade, Nosso Senhor Jesus Cristo. Cometemos inúmeros pecados todos os dias, pecados veniais que temos que lutar diariamente pra não cair na tibieza e consequentemente no trágico pecado mortal. O protestante que acha que não peca, é digno de pena, espero que eles acordem. Ninguém merece a salvação pelos seus próprios méritos, temos que CONFIAR na Misericórdia de Deus e reconhecer que SOMOS PECADORES e O ofendemos todos os dias, com inúmeros pecados que muitas vezes nem nos damos conta. Não é fácil ser verdadeiramente cristão.

      Salve Maria Imaculada!

      A paz de Cristo!

      André

      Excluir
  5. A paz de Nosso Senhor Jesus Cristo, gostaria de saber se é verdade que Lutero disse que Jesus era bêbado, adúltero etc. Se ele chamou Deus de estúpido, e outras coisas. Desde já, obrigado.


    Obs: Não sou protestante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ANONIMO,

      Sim. Tudo isso foi registrado no livro "CONVERSAS À MESA" É um livro feito pelos seus alunos que reuniam conversas informais do alemão com eles. Portanto, não é uma fonte de "primeira mão", como sempre dizem os protestantes. Claro, não serve pra julgar se a TEOLOGIA de Lutero é verdadeira (até pq isso depende apenas dos escritos teológicos, não de conversas privadas ou do caráter do teólogo), mas dá uma ideia do caráter daquele que muitos chamam de libertador dos cristãos.

      Eu prefiro muito mais ser devoto a um santo do que babar ovo de alguém que nem chegou perto da santidade.

      Para uma crítica católica da TEOLOGIA reformada, acho que o melhor material em português é o CURSO POR QUE NÃO SOU PROTESTANTE, do pe. Paulo Ricardo. É bem teológico mesmo.

      PS: não sei se esse livro de Lutero tem edição em nosso idioma, mas aqui está a versão em INGLÊS num site PROTESTANTE: http://www.ccel.org/ccel/luther/tabletalk.pdf

      Excluir
    2. ANONIMO,

      Mas aviso que eu mesmo não encontrei essas palavras de Lutero no livro que mandei no comentário anterior. Por isso não posso confirmar se ele realmente disse isso ou não.

      Excluir
    3. Perfeito, João. O que se tem como fato histórico é que Lutero era obcecado pelo diabo, bem como em sua biografia há fortes evidências de desequilíbrio mental.

      Há uma correta e bem fundamentada biografia do jornalista e historiador Fernando Jorge, intitulada "A igreja do pecado" (ed. Mercuryo), que pode ser adquirida na Estante Virtual por um valor realmente baixíssimo. Vale a pena, como uma encorpada introdução ao assunto:

      http://www.estantevirtual.com.br/b/fernando-jorge/lutero-e-a-igreja-do-pecado/1254544851

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  6. Como faço para ter minha duvida respondida neste site?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É só voce sair do anonimato e faser a pergunta como voce É!

      Excluir
    2. Verifique se já não foi respondida aqui: http://www.ofielcatolico.com.br/2000/01/indice-de-respostas-catolicas-para.html

      Excluir
  7. olá irmão , gostaria de entender melhor que fonte é esse que o senhor pegou esse artigo, não consegui entender.
    foi o próprio Lutero que escreveu?
    desde já agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, as referências estão citadas em cada tópico.

      Excluir
  8. Adeilton Arruda Arruda, antes de mais nada, aprenda a ser educado e a escrever direito, ok? Muitas pessoas fazem perguntas sem se identificarem e conseguem suas respostas. E escreve-se "faZer" com Z e não com S, como vc escreveu.Vá estudar, aprenda nossa idioma, aprenda a respeitar as pessoas e depois veja se pode criticar.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo do dia 17/06, quero agradecer muito a vc pelo link que me passou. Sim, ali encontrei a resposta que buscava ! Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  10. Fiel Católico,

    Como sei que voçê não tem quiz responder as minhas perguntas, seu Blog que é sem dúvida nenhuma uma excelnte fonte de pesquisa para conhecer detalhadamente a doutrina da Igreja Católica, poderei não publique estas baixarias
    de católicos e protestantes.
    Sou protestante,mas lembre-se temos divergências mas não somos imingos.
    O exemplo foi dado recentemente,No início deste mês, O Papa Francisco reuniu no Vaticano com vários líderes e Pastores de Igrejas Pentecostais de diversos países.

    Graça e a Paz do Senhor Jesus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu digo isto tristemente, num desabafo. Alguns protestantes dizem que não são inimigos dos católicos, que só têm diferenças teológicas, nada mais, colocando panos quentes. Mas como ter por amigo quem, ao menos nos bastidores, conjectura que a Igreja seja a prostituta do Apocalipse e que segue as doutrinas dos heresiarcas que profanaram a Igreja, pregaram ódio ao papa e aos católicos, e cuja propaganda caluniadora contra a Igreja permanece até hoje recalcitrante? Quem tem um amigo desses, que inclusive VILIPENDIA de sobremaneira farsesca a fé e os símbolos do outro enquanto tal, não precisa de inimigos. Mas eu me vejo no direito e no dever de propugnar. Como no poema de Rudyard Kipling, ''se for capaz de amigos, quer bons, quer maus, te defenderes, se a todos podes ser de alguma utilidade''... Então o protestantismo é um amigo mau que a Igreja tem, pois o que seria do protestantismo – e assim chegou-o a reconhecer o bipolar Lutero, que ora dizia, ora desdizia, num momento de sobriedade – se não fosse o papado? Quem não recolhe comigo, espalha (Lc 11,23). E esse gesto do Papa Francisco é um equívoco, como o dizem sê-lo os protestantes contrários ao ecumenismo.

      Paz e Bem.
      ______

      “Reconhecemos – como devemos – que muito do que os papistas [católicos] dizem é verdade: que o papado possui a Palavra de Deus e o ofício dos Apóstolos, e que recebemos as Sagradas Escrituras, o Batismo, o Sacramento e o púlpito deles. O que saberíamos nós acerca disso se não fosse por eles?’’ (Martinho Lutero, Sermão sobre o Evangelho de São João, cap 14 a 16, pregado em 1537; “Obras de Lutero’’, Vol 24, Sn. Louis. Mo.: Concórdia, 1961, pag. 304)

      ''Não agimos tão fanaticamente quanto os Schwärmer. Não rejeitamos tudo que esteja sob o domínio do papa. Porque assim, deveríamos rejeitar também a Igreja Cristã. Muito do patrimônio cristão pode-se encontrar no papado e dele descende’’. (Martinho Lutero em ''Teologia dos Reformadores'', de Timothy George, Editora: Vida Nova, São Paulo, SP, 2004)

      Um recém pervertido, Möhler, perguntou-lhe certa vez se ele deixara definitivamente a Igreja Católica para seguir a sua próprio inspiração: “Não” responde o herege, “Eu nunca deixei a Igreja Católica. No papado há muito coisa boa, é ali que se encontra o verdadeiro Batismo, o Sacramento do Altar, o Catecismo verdadeiro... É no papado que se encontra o verdadeiro cristianismo.” (Luther em Ochummenisckerr Sicht, Art. V. A. Hansen, pg. 92).

      Excluir
  11. Eu era católico e hoje so evangelico com muito orgulho. Vocês viram a capa da Veja sobre a pedofilia na igreja católica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=Pastor+evang%C3%A9lico+ped%C3%B3filo

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    2. Henrique, sugiro que você passe a rejeitar comentários anônimos, e mesmo essas baixarias. Qualquer coisa, apenas leia o comentário e (se quiser) responda como um texto. Dói o coração e é uma tentação à alma ler esse tipo de lixo.

      Excluir
    3. Se você soubesse a quantidade de comentários desse tipo que eu mando direto para a lixeira diariamente, João... Digamos que se eu ganhasse um real por cada um, já estaria milionário agora. Só publiquei este porque me deu a chance de mostrar o óbvio –, se as pessoas tiverem a curiosidade de ver a página que estou indicando.

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
    4. Eu recomendo a mesma coisa que o João. É preciso evitar verborragias e panfletagens que desviem os católicos para a propaganda protestante, até para não poluir esse grande apostolado. Longe de querer limpar-se nas sujeiras dos outros, mas já que esse anônimo vem marotamente mencionar a pedofilia, saindo totalmente fora do tópico aqui proposto, eis que eu também lhe recomendo tirar a trave de seu olho (Mt 7,3-5):

      Excluir
    5. Ateu desmente mito de "sacerdotes pedófilos e estupradores"
      http://www.acidigital.com/noticias/ateu-desmente-mito-de-sacerdotes-pedofilos-e-estupradores-43938/

      O escândalo não é contra a pedofilia. É contra a Igreja
      http://ipco.org.br/ipco/o-escandalo-nao-e-contra-a-pedofilia-e-contra-a-igreja/#.V2inubgrLIU

      Pedófilos, quem?
      http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=imprensa&subsecao=mundo&artigo=pedofilos-quem&lang=bra

      ONU e pedofilia: tira primeiro a trava do teu olho imundo
      http://ocatequista.com.br/archives/12173

      Quem vai pedir explicações à ONU?
      https://padrepauloricardo.org/blog/quem-vai-pedir-explicacoes-a-onu

      Casos de pedofilia cometidos por pastores brasileiros superam os de padres no noticiário
      http://noticias.gospelmais.com.br/casos-pedofilia-cometidos-pastores-superam-padres-22204.html

      Testemunhas de Jeová acusados de ocultar mais de mil casos de pedofilia nas últimas décadas
      http://noticias.gospelmais.com.br/testemunhas-jeova-acusados-ocultar-casos-pedofilia-78217.html

      Escândalo de pedofilia leva a primeira bispa luterana a renunciar
      http://g1.globo.com/mundo/noticia/2010/07/escandalo-de-pedofilia-leva-a-primeira-bispa-luterana-a-renunciar.html

      The Myth of Pedophile Priests
      http://www.patheos.com/blogs/standingonmyhead/2010/03/the-myth-of-pedophile-priests.html

      Pedophilia Only a Catholic Sin?
      https://www.nolanchart.com/article6740-pedophilia-only-a-catholic-sin-html

      Protestants ‘Worse’ Than Catholics On Abuse
      http://www.theamericanconservative.com/dreher/protestants-worse-than-catholics-billy-graham-grandson-abuse/

      There Is More Sexual Abuse In The Protestant Churches Than Catholic
      http://shoebat.com/2014/05/06/sexual-abuse-protestant-churches-catholic/

      9 Myths about Priestly Pedophilia
      http://www.catholiceducation.org/en/controversy/common-misconceptions/9-myths-about-priestly-pedophilia.html

      Anglicani e pedofilia. Una storia di travi e pagliuzze
      http://www.cesnur.org/2010/mi_anglicani.html

      Na Igreja Católica só tem pedófilo. Quem não sabe?
      http://logosapologetica.com/igreja-catolica-so-pedofilo-nao/#axzz4CBC57bkj

      The media, sex abuse, and Hollywood: Is abuse only evil if committed
      by a Catholic priest?

      http://www.themediareport.com/hot-topics/hollywood-sex-abuse/

      Excluir
    6. Nem se por que esse "anônimo" vem debochar dos católicos, se gabando de protestante ? Se ele não acredita na Igreja, relegando-a em segundo plano, nem confia na Doutrina Católica, porque esse herege e apostata se preocupa tanto em opinar a respeito do que não sabe ?

      Excluir
  12. Papa afirma que Lutero não estava errado ao propor a reforma
    O religioso destacou os erros da Igreja na época como a corrupção e o mundanismo

    ResponderExcluir

  13. Papa afirma que Lutero não estava errado ao propor a reforma
    Papa afirma que Lutero não estava errado ao propor a reforma

    Durante sua viagem de volta para Roma, o Papa Francisco concedeu uma coletiva onde foi questionado a respeito da Reforma Protestante, dizendo que para a Igreja da época, Lutero não estava errado.
    “Acredito que as intenções de Lutero não tenham sido erradas, era um reformador, talvez alguns métodos não foram corretos, mas naquele tempo, se lemos a história do Pastor – um alemão luterano que se converteu e se fez católico – vemos que a Igreja não era precisamente um modelo a imitar: havia corrupção, mundanismo, apego à riqueza e ao poder”, declarou o líder católico que voltava da Armênia.
    Francisco afirmou que Lutero era “inteligente” e “deu um passo adiante” dizendo os motivos que o levaram a tomar tais passos. “Hoje protestantes e católicos estamos de acordo na doutrina da justificação: neste ponto tão importante não havia errado. Ele fez um remédio para a Igreja, depois esse remédio se consolidou em um estado de coisas”.
    O líder católico, porém, criticou as divisões entre as igrejas propondo uma aproximação. “A diversidade é o que talvez nos fez tanto mal a todos e hoje procuramos o caminho para encontrar-nos depois de 500 anos. Eu acho que o primeiro que devemos fazer é rezar juntos. Depois devemos trabalhar pelos pobres, os refugiados, tantas pessoas sofrendo, e, por fim, que os teólogos estudem juntos procurando… Este é um caminho longo.”
    Contudo, o Papa entende que só haverá uma unidade plena depois da volta de Cristo. “Certa vez disse brincando: ‘eu sei quando será o dia da unidade plena, o dia depois da vinda do Senhor’. Não sabemos quando o Espírito Santo fará esta graça. Mas, enquanto isso, devemos trabalhar juntos pela paz”.

    ResponderExcluir
  14. São ecos do monge agostiniano que Lutero fora um dia... Não entrando na questão da demência do reformador alemão, penso no quão infeliz, e até perigoso, é a pessoa se enganar acerca do estado de vida mais adequado para si, sua vocação legítima. Para ter feito o que fez, e defendido o que defendeu, Lutero certamente não era um bom religioso de vida consagrada, não era fiel aos votos que professou, e tinha graves problemas de conversão. Oxalá casos de engano com a própria vocação não cheguem nunca mais ao expoente que chegou com Lutero... ainda bem que a maioria dos casos desse tipo se resume à incompetência profissional, desemprego frequente, "funcionário desmotivado", ou seja, coisas de pouca monta, desequilíbrios localizados, e não a um racha na Cristandade Universal rs. Se Lutero fosse, sei lá, um trainee ou um servidor concursado, no máximo, teria sido mandado embora da firma ou exonerado da repartição, sem maior problema rsrs

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$7,00. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail