Já saiu a edição n.40 da revista O FIEL CATÓLICO digital!


CARÍSSIMOS IRMÃOS em Cristo,

Com grande alegria em Nosso Senhor, informamos aos assinantes de nossa revista digital que já saiu – e está disponível em nossa sala de aula virtual exclusiva – a nova edição da revista O FIEL CATÓLICO (n.40)...

Esta edição traz estudos e artigos com os seguintes temas:

• Editorial – "Sem mais" (citação de Santa Teresinha);

• "'Templo de Salomão' nos tempos da Nova Aliança?", por Henrique Sebastião (6 páginas);

• "12 regras simples para assitir à Missa frutuosamente", da redação OFC (7 páginas);

• "A Igreja e a civilização", da Redação OFC (11 páginas);

• A devoção ao Sagrado Coração de Jesus – origem, história, significado, Promessas (9 páginas);

• Consagração da família ao Sagrado Coração de Jesus aprovado por S. Pio X (2 páginas);

• "Progredir na vida espiritual", da Redação OFC  (estudo baseado na obra do Padre F. W. Faber, 8 páginas);

• Santo Padre Pio de Pietrelcina, vida e obra (6 páginas);

• Capítulo de livro, "Nossa Senhora no Evangelho" (de S. John Henry Newman, 4 páginas);

• "Introdução geral à Teologia", 16ª parte (adaptação OFC da obra do Padre Penido, 4 páginas);

• Igreja de Nossa Senhora de Lampadosa - RJ (apresentação com imagens, 5 páginas)

4 comentários:

  1. Paz et bonum!
    Vivo em Portugal e gostaria de ter acesso às vossas revistas, contudo só tenho conta paypal.
    Qualquer ajuda eu agradeço,
    Deus nos abencoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo, as assinaturas são contratadas mediante a plataforma Eduzz, mas não é preciso ter conta própria para assinar. Basta acessar e preencher os dados solicitados.

      Um fraterno abraço e a Paz de Nosso Senhor!

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  2. TEnho duas coisas para dizer: primeiro, parabéns mil vezes parabéns pela revista que vocês produzem. se o curso de teologia que vocÊs estão preparando for tão bom quanto ela, será imperdível. Conheço praticamente tdoos os cursos de teologia católicos que dispomos e também assino diversas revistas supostamente de "evangelização" e nehuma delas chega nem aos pés da vossa. A dos Arautos do Evangelho, na minha visão fica em segundo lugar, mas os conteúdos de vocês são MUITO melhores. Segundo, quero fazer uma pergunta e gostaria muito que me respondessem. O que vocês do apostolado fiel católico acharam do padre Paulo Ricardo elogiar a Bíblia nova da cnbb? Achei bem estranho, porque a Bíblia antiga da cnbb é a pior de todos os tempos.
    Grato

    Prof. F. Castro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas palavras de incentivo, professor. É muito importante saber que em nossa humildade conseguimos ajudar alguns fiéis católicos em sua jornada para a salvação, nestes nossos dias tão atribulados.

      Sobre a pergunta, há uma confusão que muitas pessoas estão fazendo: uma coisa é a famigerada Bíblia "edição pastoral" da editora Paulus, aquela da capa azul com desenhos amarelos, com tradução e notas de Ivo Storniolo e Euclides Balancin, que, nas palavras do grande pastor de almas Dom Estevão Bettencourt, "não preenche a finalidade que se propõe. Inspirada por ideologia marxista deturpa as concepções da história sagrada e da teologia; a leitura materialista aplicada ao texto sagrado torna a mensagem imanentista, fazendo-a perder o seu caráter transcendental. O Vocabulário do fim do volume e as notas de rodapé dão as chaves de interpretação dos livros bíblicos; a própria tradução portuguesa, num ou noutro ponto, deturpa o sentido do texto sagrado".

      Essa versão das Sagradas Escrituras desgraçadamente foi e continua sendo amplamente difundida em nossas paróquias e é a mais comum em toda loja e livraria católica, além de ser normalmente a mais barata; por isso é muito conhecida e a mais usada no Brasil. Os nossos bispos (salvo honrosas exceções) não combateram essa barbaridade como deveriam – aliás, deveriam mesmo tê-la proibido – e por isso é muito comum que ocorra essa associação entre essa Bíblia praticamente herética e a nova tradução da CNBB. Além de tudo, temos a lamentável e escandalosa militância socialista de muitos dos nossos bispos que, nos últimos tempos, também devido às denúncias de muitos apostolados leigos, fizeram com que esses herdeiros dos Apóstolos perdessem muito da sua credibilidade.

      A nova versão, todavia, nada tem a ver com aquela, e é baseada nos textos originais hebraicos, aramaicos e gregos e comparada com a Nova Vulgata (a tradução oficial católica em latim). Segundo o Padre e alguns outros especialistas, essa nova edição é bastante honesta e fidedigna, e trará a oficialidade e a referência para lecionários litúrgicos e documentos da Igreja, coisas de que realmente precisamos. Trata-se de um projeto que levou 11 anos para ser concluído, com coordenação de tradução e revisão pelos padres Luís Henrique Eloy e Silva, Ney Brasil Pereira (já falecido) e Johan Konings, e colaboração dos professores pe. Cássio Murilo Dias, Paulo Jackson Nóbrega de Souza e Maria de Lourdes Lima.

      Eu e meus colaboradores realmente não pudemos ainda comparar nada, mas parece que realmente se trata de um belo trabalho e digno de crédito, que ficou livre das ideologias nefandas que assolam a Igreja dos nossos dias.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo
      Apostolado Fiel Católico

      Excluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir