Grande apostasia, caos na Igreja, bispos em cisma com a Fé católica e um raro exemplo de Padre corajoso




TIVEMOS, SIM, grandes crises e grandes hereges no meio do clero, no passado. De fato isso existiu desde sempre. Mas o que havia antes era a negação de um ou outro ponto específico da Fé, e às vezes um escorregão aqui, outro ali, da parte de algum Papa. Esses movimentos heréticos e esses erros, porém, nunca deixaram de ser fortemente combatidos por santos e santas que não tinham medo de se manifestar e lutar em defesa da Verdade, chegando a entregar as próprias vidas, se preciso fosse, por amor a Cristo. 

Hoje o que vemos, por um lado, é a clara tentativa de construção de uma "nova religião" que vem sendo sistematicamente instituída e colocada no lugar da Igreja de Cristo: a religião do respeito humano e da fraternidade universal, segundo a qual a Verdade vale menos do que a aceitação das "pluralidades" humanas, por mais malucas e anticristãs que sejam, e o Evangelho vale menos do que, por exemplo, o ecologismo. 

É um movimento maciço, organizado e que já ocupou a maior parte dos espaços que um dia foram católicos, sejam escolas, universidades, seminários ou dioceses inteiras. E tudo sob a anuência do sumo pontífice reinante, que aprova a tudo em nome (adivinhe?) do respeito humano e da fraternidade universal.

Quem insiste em querer preservar a Tradição é punido, afastado, excluído. Seminários de linha dita "tradicional" são fechados e padres e bispos são isolados: para estes, fecham-se todas as portas; para estes não há caridade, nem misericórdia e nem vale a tão apregoada fraternidade ou o respeito pela "diversidade".

Do outro lado, temos um "silêncio ensurdecedor" da parte da quase totalidade dos nossos pastores, os quais deveriam combater sem medo e denunciar abertamente todo esse mal terrível. Afora algum pronunciamento em uma homilia aqui, uma nota emitida ali, uma exortação acolá –, coisas que, convenhamos, produzem pouquíssimo efeito –, a maioria está acovardada, com medo de perder cargos e posições na Igreja, junto com o conforto que essas coisas trazem. Sim, há algumas exceções, mas não passam disto mesmo: exceções. 

Ora o maior exemplo de exceção neste sentido é o caso de Dom Viganò, que vem seguidamente chamando o papa atual (sem se posicionar contra a autoridade do papado em si) de enganador e herege, e denunciando sem medo esse movimento de destruição da verdadeira Fé cristã, enquanto exorta os padres e bispos fiéis a Cristo e à Tradição a resistirem; tudo isso tem sido dito publicamente. E o que acontece? Nada! Absolutamente nada! Francisco finge não ouvir; quando perguntado, sorri amarelo e muda de assunto! Isso é gravíssimo! Como pode reinar tal estado de confusão na Igreja de Cristo?

Não há mais como ignorar ou fingir que nada de realmente GRANDE está acontecendo. O alto clero – a cúpula da hierarquia eclesiástica – já foi praticamente todo aparelhado por esses agentes ideológicos infiltrados. São homens sem moral  alguma e, pior, sem Fé, que não creem no Inferno e nem mesmo na vida eterna. São agentes do Diabo travestidos de herdeiros dos Apóstolos – e pior ainda, ocupam o lugar destes últimos. 

Particularmente, não tenho mais dúvidas de que entramos já nos tempos da grande apostasia. Se alguns ainda não se aperceberam disso, é porque se habituaram aos escândalos, de tal sorte que não atribuem aos estarrecedores fatos que estamos presenciando a devida gravidade, já que o peixe não percebe a água em que vive, já que sempre viveu ali (a catástrofe Vaticano II já tem quase 6 décadas).

A única coisa capaz de reverter esse caos seria um evento de grandes proporções que viesse a ocorrer, pela Providência divina, que restabelecesse a mínima ordem na Igreja. Ou isto ou voltaremos definitivamente – como realmente já começou a ocorrer – a professar a nossa Fé às escondidas, ocultos em catacumbas.
 
Preparem-se com oração e penitência, preparem os seus espíritos. E ajudemos os bons padres, que são poucos, porque precisaremos muito deles. Segue aí abaixo o exemplo de um destes:





__________________________
Lembre-se de nos acompanhar também nas redes sociais:

** Facebook

*** Instagram (@ofielcatolico)

**** Youtube.

Compartilhe em suas redes!


6 comentários:

  1. Esse ano, tive que retirar das provas e trabalhos dos meus alunos, imagens ou textos católicos por pressão dos pais protestantes. Quase também que se retiram os crucifixos das salas, só depois de muito pedir foi que eles deixaram, também vou mudar a minha forma de aula de religião, tendo que ensinar valores... Me comprometi até a passar atividades diferentes para protestantes mas uma mãe protestante está quase e me obrigar a fazer isso para a turma toda. Estou desesperado.

    ResponderExcluir
  2. Acho que vou ceder as pressões, não tenho apoio de ninguém, os padres daqui me aconselham a ceder as pressões, hoje li muito sobre os mártires mas me falta coragem e fé ou será esse mesmo o caminho correto ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "E, não temais os que matam o corpo, mas não têm poder para matar a alma. Temei antes, aquele que pode destruir no inferno tanto a alma como o corpo" Mt 10,28.
      Não traia N Senhor Jesus Cristo, Sua SS Mãe Maria! Reze, peça ao Espírito Santo o dom da fortaleza para vencer sua timidez diante daqueles que, o máximo que fazem, é tirar sua vida material e não a alma!

      Excluir
  3. Parece que o cisma está sendo provocado por esses bispos e pelo papa.

    ResponderExcluir
  4. D VIGANÒ É O SANTO ATANÁSIO ATUAL, DESTEMIDO, DESASSUSTADO E ESTÁ PARTIU PARA O QUE DER E VIER - ESSE É UM DOS APÓSTOLOS DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO NO SENTIDO ESTRITO DO TERMO - COMO FIEL SEGUIDOR E CONFIÁVEL!
    Por onde anda aquele papa Francisco de tempos atrás que falava com bastante veemência e seguidamente em misericórdia, acolhimento, tolerância com as diversidades, sem discriminar nenhuma delas ou ninguém, sem exceção, etc,, como teria se mudado para MUITO MAIS INTOLERANTE COM OS DISCORDANTES DE SEUS POSICIONAMENTOS?
    O herético e martelo e foice Leonardo Boff, à eleição do papa Francisco regozijou-se demasiado, foi bastante enfático e além dos limites de tanta satisfação, e não usou no video apresentado por si ao público de meias palavras para manifestar-se, no entanto, fê-lo o mais claramente quanto possível e não mediu palavras para se expor e o ouvi várias vezes para o confirmar e reconfirmar seu parecer - o papa Francisco é um dos nossos!
    Certos modos de agir daquele, de fato, corrobora o mesmo modelo das esquerdas, além de as apoiar: falaria uma,, mas em certos casos agiria doutra forma bastante diferenciada, como recentemente aconteceu dando poder aos militantes do Dragão Vermelho, o sanguinário e abortista PCChinês de "sagrar bispos" para a fraude nomeada de igreja "católica" patriótica chinesa, pertencente a um prepotente partido comunista, possuidor de um ódio figadal a N Senhor Jesus Cristo-Igreja católica!
    Verifique v mesmo se se pode tolerar uma dessas silente, como nada vendo ou percebendo, prejudicando seriamente a unidade da Igreja católica Apostólica de sempre e ainda subvertendo a fé das pessoas com as malditas ideologias marxistas!
    Nunca ceda às pressões de quem e de que lado vier e o nosso martírio, sob as graças de Deus, aproxima-se o tempo rapidamente!
    Salve Maria e S José e a Igreja de 2000 anos!

    ResponderExcluir
  5. Nao traia a sua fe e conviccao. Caso contrario nao sera voce a viver, serao eles em seu lugar. Seja fiel ate ao fim a verdade, aos principios catolicos e a verdade. Coragem! Aceite ser martir e seras contado entre os santos. Forca, estamos contigo. Oramos por si.

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir