Aproximai-vos de Deus, e Ele se aproximará de vós! – o testemunho de Gil Martins

O DEPOIMENTO QUE RECEBEMOS de nosso dileto leitor Gil Martins é mais uma prova de uma das mais concretas máximas do verdadeiro cristianismo (que nada tem a ver com 'teologias da prosperidade' e outras heresias semelhantes): aquela que afirma que, de todo mal – muitas vezes necessário – Deus tira para nós um bem maior. É muito comum que o SENHOR sacuda as vidas daqueles que ama, qual Pai zeloso, para que acordem do sono das pífias ilusões do mundo para a vida verdadeira. 

As dificuldades, dores, provações e obstáculos que enfrentamos neste mundo não devem, portanto, desanimar, e sim nos motivar e fazer-nos procurar e continuamente retornar ao Criador e Doador de todos os bens, Fonte infinita de todas as Graças, o Deus de misericórdia infinita. Como disse o Apóstolo, "aproximai-vos de Deus, e Ele se aproximará de vós!" (Tg 4,8).

O cristianismo não é religião de fracos e nem dos materialistas que só pensam nos prazeres deste mundo. É a Religião dos fortes, que exige buscar a Verdade com coragem e ousadia, vencendo-se a si próprio todos os dias. No fim, virá a recompensa, e mesmo neste mundo, ainda nesta vida, seremos abundantemente recompensados por cada esforço, por cada pequeno sacrifício. Mas é preciso querer, e é preciso buscar essa proximidade com Deus, o que pode não ser fácil. E, não raro, Deus mesmo nos sacudirá para que abramos nossos olhos para a Fé e contemplemos sua Face. Segue logo abaixo o texto do leitor – que nos ilumine e fortaleça a todos.



Caros irmãos em Cristo, a paz esteja convoco!

Meu nome e Gil Martins, e meu testemunho é este:

Em 2016 eu tive dois problemas graves em minha família. Em maio desse ano, minha mãe precisou ser internada em um hospital, em estado grave devido a um aneurisma no coração. Permaneceu por dois meses internada. Eu não era de ir à igreja e estava quase me tornando um ateu, mas como a maioria dos cristãos, achava Deus "com cara de dipirona": só servia nos momentos de dor. Rezei muito e prometi a Deus que iria mudar se Ele salvasse minha mãe. E Ele a salvou.

Passado o perigo, porém, voltei a virar as costas para Deus; ouvia rock satânico, achava que o diabo não existia e não acreditava nele, mas não sabia que ele acreditava em mim e queria a minha alma. Foi aí que o bicho pegou!

No dia 12 de setembro de 2016, meu filho mais novo, Miguel, com seis anos de idade na época, acabou internado em estado grave no CTI do Hospital São Lucas, onde permaneceu sem previsão de alta devido a um vírus que contraiu e quase o levou à morte.

Desesperei-me. Os médicos diziam que ele dificilmente escaparia; as pessoas que o visitavam saíam com um semblante de quem crê que nada o salvaria. Cheguei a pensar em suicídio, pois não queria viver sem ele.

Um dia, chegando do hospital, meu pai me disse: "Filho, se Deus quer levar ele, você não pode fazer nada!". Aquelas palavras, que poderiam terminar de me destruir, me salvaram, pois foi como se acendesse um fogo dentro de mim. Ajoelhei-me no chão, e chorando pedi perdão a Deus por tudo que eu tinha feito de errado. Pedi que Ele livrasse meu filho da morte, pois confiava n'Ele e em seu poder, como está escrito no Evangelho de S. Marcos (11,22-23):

E Jesus, respondendo, disse-lhes: 'Tende fé em Deus; porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito'.


Apeguei-me muito a este versículo; tive fé no meu coração, como nunca tive em minha vida toda, e o resultado é que depois de três meses de intenso sofrimento, meu filho deixou o hospital. Está aqui comigo hoje, bem e com saúde. Desde então, busquei a me evangelizar mais, e foi quando conheci o site O Fiel Católico, que me ajudou muito a compreender a Doutrina da santa Igreja!

Hoje descobri que existe um Deus, sim; aprendi a ser católico de verdade e não um pagão batizado, sempre buscando a santidade, assim como nosso Salvador nos pede!

Que Nossa Senhora nos ilumine e nos guie até seu filho Jesus, e que o Espirito Santo nós faça uma Igreja mais santa, mais fiel e caridosa; que nunca nos afastemos d'Ele, pois Ele está sempre disposto a nos perdoar e fazer acontecer milagres e maravilhas em nossas vidas.
Louvado seja o Santo nome de Jesus! Amém!

O Deus de toda graça, que vos chamou em Cristo à sua eterna glória, depois que tiverdes padecido um pouco, vos aperfeiçoará, vos tornará inabaláveis, vós fortificará!
(1 Pe 5,10)

Belo Horizonte, 8 de janeiro de 2019


** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!
www.ofielcatolico.com.br

2 comentários:

  1. Bonito testemunho. Deus seja louvado.

    ResponderExcluir
  2. Belo testemunho caríssimo irmão Gil Martins, não queiras continuar católico só de leituras de sites ou Blogs católicos, entra de corpo e alma numa Paróquia, procuras uma pastoral que te faz crescer na fé, na caridade e no amor ao próximo.
    Que Deus vos abençoe!

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$13,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir