Uma reflexão do grande Padre Faber para hoje


Quanto às consequências da tristeza, elas são terríveis. Não há nada que dê ao diabo tanto poder sobre nós: até mesmo o pecado mortal frequentemente serve muito menos aos interesses do inferno. A tristeza entorpece o efeito dos sacramentos e destrói sua influência benfazeja; torna amargo o que é doce e converte os remédios da vida espiritual em veneno. Sob sua ação deletéria, nos tornamos tão delicados que somos incapazes de sofrer e trememos diante do simples pensar em uma mortificação corporal. A coragem, que nos é tão necessária para crescer na santidade, apressa-se em sair de nós, como a água que escoa de um vaso poroso, e nos tornamos tímidos e passivos quando deveríamos estar em plena atividade e ardor. A visão de Deus está velada à nossa alma, e a cada dia em que esse acesso de tristeza se prolonga, vemo-nos afundar mais e mais no abismo e descer tão baixo que daí em diante nenhum consolo razoável poderá nos alcançar. Não importa quão forte seja essa expressão, não exageramos em dizer que a tristeza espiritual é uma tendência para o estado de Caim e de Judas[1]. [...] Mas como podemos vencer as tentações? É necessário ter bom humor, sempre bom humor.[2]

____
1. FABER, Frederick William, Padre. Progrès de l'âme dans la vie spirituelle, t. I, cap. XIV, Petrópolis: Vozes,1956, pp. 286-287, in LANDRIOT, Jean-François-Anne, Arcebispo de Reims, França. 'A mulher piedosa, Rio de Janeiro: Caritatem, 2019, pp. 112 (nota 18).
2. Idem, T. II, cap. XVI, p. 69.

Padre Faber, sacerdote católico inglês da Congregação do Oratório, convertido do anglicanismo por influência do Cardeal Newman e do Movimento de Oxford, foi um notável teólogo que influenciou algumas das mentes mais brilhantes de sua época e um vigoroso autor de livros e ensaios, além de profícuo compositor de hinos sacros.

* Baixe o livro gratuitamente

** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!
www.ofielcatolico.com.br

4 comentários:

  1. Nesses dias tão sofridos essas palavras são como um bálsamo para a minha alma!

    NADIR

    ResponderExcluir
  2. Cantar tbm ajuda bastante a mandar a tristeza embora...Todos os dias eu canto. Principalmente as músicas do Padre Zezinho. Louvado seja o Senhor Jesus.

    ResponderExcluir
  3. A alegria contra o mal babilônico da tristeza - Sermão:
    https://www.youtube.com/watch?v=2p33GmYdfu8

    ResponderExcluir
  4. Amo ser catilica,cada texto que leio,me sinto mais evangelizada e quero ser evangelizadora um dia, tenho fé.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$13,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir