O fim dos tempos e a vinda do Anticristo segundo Fulton Sheen


O venerável Fulton Sheen (1895 - 1979) escreveu – em sua obra “Communism and the conscience of the West” (O comunismo e a consciência do Ocidente) – algumas linhas verdadeiramente proféticas a respeito do fim dos tempos (ou a consumação dos séculos), a grande apostasia na Igreja e a vinda do Anticristo, que foram traduzidas para o português pelo padre Cléber Eduardo dos Santos Dias. Seguem abaixo as palavras do grande Arcebispo, seguidas de breves comentários do mesmo Pe. Cléber.


* * *

NÓS ESTAMOS VIVENDO os dias do Apocalipse – os últimos dias da nossa era. As duas grandes forças – do Corpo Místico de Cristo e do Corpo Místico do Anticristo – começam a desenhar as linhas de batalha para o embate final.

O Falso Profeta terá uma religião sem a Cruz. Uma religião sem um mundo vindouro. Uma religião para destruir as religiões. A Igreja de Cristo será uma delas. Haverá uma falsa igreja. E o falso profeta vai criar uma outra. A falsa igreja é mundana, ecumênica e global. Vai ser uma federação de igrejas.

E as religiões irão formar um tipo de associação global. Um Parlamento Mundial das Igrejas. [A Igreja verdadeira] será esvaziada de todo o conteúdo divino e será o corpo místico do Anticristo. O corpo místico hoje na Terra terá o seu Judas Iscariotes e o falso profeta. Satanás o recrutará dentre os nossos bispos.

O Anticristo não será chamado assim, porque, se o fosse, não teria seguidores. Ele não usará roupas vermelhas, nem vomitará enxofre ou usará um tridente ou terá uma cauda, como Mefistófeles em Fausto. De fato, tais coisas mascararam e ajudaram o diabo a convencer os homens de que ele não existe. Quanto mais o desconhecem como realmente é, mais poderoso ele se torna. Deus se definiu como "Eu Sou Quem Eu Sou" e o diabo como "Eu sou quem eu não sou".

Em nenhuma passagem das Escrituras encontramos defesa para a descrição popular do diabo como um palhaço vestido de vermelho. Pelo contrário, ele é descrito como um anjo caído do Céu, como "o príncipe deste mundo", cujo legado é nos convencer que não existe outro mundo.

Sua lógica é simples: se não há o Céu, também não há Inferno; se não há Inferno, então não há pecado; se não há pecado, então não há Juiz, e se não há nenhum Julgamento, então o mal é o bem e o bem é o mal.

Mas, acima de todas essas descrições, Nosso Senhor nos diz que o diabo será tão parecido com Ele mesmo que seria capaz de enganar até os escolhidos, e certamente nenhum diabo descrito pelas imagens humanas seria capaz de enganar os escolhidos. Então, como ele vai vir nesta nova era para ganhar seguidores para a sua religião?

A crença da Rússia pré-comunista é que ele virá disfarçado como um grande humanista; vai falar de paz, de prosperidade e de abundância; não como meios para levar-nos a Deus, mas como fins em si mesmos.

A terceira tentação, com a qual Satanás pediu a Cristo para adorá-lo em troca de todos os reinos do mundo, irá tornar-se a tentação de se ter uma nova religião sem a Cruz e sem liturgia, sem um mundo futuro, uma religião para destruir a Religião, ou uma política que é uma religião – que também dá a César até mesmo as coisas que são de Deus.

No meio de todo o seu amor aparente pela humanidade e do seu discurso simplista de liberdade e de igualdade, o Anticristo ocultará um grande segredo que não será revelado a ninguém: ele não acredita em Deus, porque a sua religião será uma fraternidade sem a paternidade de Deus, e ele vai querer enganar até os escolhidos. Ele vai estabelecer no mundo uma contra-igreja como falsa cópia da Santa Igreja, porque ele, o diabo, é o macaqueador de Deus.

Essa falsa igreja terá todos os aspectos e as características da Igreja de Cristo, mas em sentido inverso e esvaziada do seu conteúdo divino. Terá um corpo místico de Anticristo que exteriormente vai imitar o Corpo Místico de Cristo. Mas o século XX vai se juntar a esta contra-igreja com a alegação de que ela será infalível quando sua cabeça visível falar ex cathedra (...) sobre temas como economia e política e como pastor-chefe do comunismo mundial.


* * *

Padre Cléber E. S. Dias comenta o aterrador texto de Dom Fulton Sheen:

Diante desse lúcido e profético texto e da realidade em que vivemos é que devemos nos perguntar:

Nossos padres… Nossos bispos… Nossos leigos… Não reconhecem algo?

O texto fala lucidamente, com clareza de sol de meio-dia, sobre a nossa época.

Onde estão os padres e bispos considerados “mitos”, “opressores”, “católicos tradicionais”, que nunca abrem a boca em público e em alta voz para denunciar os lobos dentro da Igreja, ou, como nos ensina Fulton Sheen, os acólitos de Satanás, do Corpo Místico do Anticristo?

É certo que se um padre denuncia o erro vai ser perseguido até mesmo pelos seus “legítimos superiores”, mas que raios de homem é esse que diz ser todo de Deus e se acovarda diante dos homens?

Um padre, penso eu, tem de ser acima de tudo um padre, sem apodos, sem apelidos, sem títulos; e, para ser padre, é necessário, antes de tudo, ser homem.

_______
Ref. bibliográfica:
SHEEN, Fulton J. Communism and the Conscience of the West. Bobbs-Merril Company, Indianapolis, 1948, pp. 24-25.

** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!
www.ofielcatolico.com.br

9 comentários:

  1. Hoje, qualquer ampliação ou reforma nas capelas é desculpa para tirarem o Crucificado. Observem nas suas paróquias se não está lá o Cristo Ressucitado. Onde está a Cruz? Igreja sem cruz, o demônio não teme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa, é verdade, essa foi uma mudança na minha paróquia local ano passado, lamentável.

      Excluir
    2. Oi, Michele, há quanto tempo! Tudo bem por aí? Como anda a vida? Mande notícias...

      Sim, em nossos tempos precisamos ficar muito atentos: daqui para a frente, manter a fé e a fidelidade será cada vez mais difícil.

      A Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo

      Apostolado Fiel Católico

      Excluir
  2. Uma das coisas que mais me entristece é a retirada do crucificado das Igrejas.

    ResponderExcluir
  3. Revelações proféticas e claras. Agora pergunto ao Henrique ou algum moderador, já vivemos os tempos dessa contra-igreja? Como saberemos se servimos ao Corpo Místico de Cristo (verdadeira igreja) ou ao Corpo de satanás (falsa igreja)? Isso já acontece hoje em dia no atual pontificado do Santo Padre o Papa Francisco? Ou esta profecia ainda acontecerá no futuro? Difícil, rezemos e lutemos pela nossa santificação,(vontade de Deus) pois passamos por tempos difíceis... Diante de tantas dificuldades, só a Graça Divina é capaz de fazer com que não percamos a esperança em Deus e na Vida Eterna.

    ResponderExcluir
  4. Lutemos contra isso e sejamos fiéis ao Nosso Senhor Jesus Cristo, hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  5. Ninguém faz uma ligação dessas profecias com os tempos atuais? É pra ficarmos em silêncio mesmo como se tudo estivesse tudo bem, o relativismo e o modernismo vem há tempos destruindo a Doutrina de Nosso Senhor Jesus, os ensinamentos passados da Igreja (seu verdadeiro Magistério), e vamos caminhado, cegos, surdos e mudos para o abismo do erro. Misericórdia!

    ResponderExcluir
  6. "Mateus 16:18: ‘Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.’

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É nossa esperança meu irmão, a promessa de Nosso Senhor Jesus Cristo no Evangelho. Só que o mal "entrou" na Igreja pra tentar destruí-la, como a maçonaria eclesiástica por exemplo, dentre outras coisas. Só que tudo isso acontece por permissão Divina, e quando satanás achar que roubou e tomou conta da Igreja, Nosso Senhor colocará fim nas maldades, e virá o Triunfo do Imaculado Coração de Maria. A Igreja passa pelo calvario, pela sua "Paixao", mas esse tempo concedido a satanás para tentar a igreja vai se acabar, e a Vitória de Jesus e dos eleitos é certa, assim como Jesus venceu o mundo e o pecado, se entregando a morte de Cruz por amor a nós, miseráveis que somos, na Sua Vinda Gloriosa (segunda vinda), a sua igreja sairá vencedora.

      Excluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$13,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir