NOTA

NOSSA PUBLICAÇÃO SOBRE o acordo entre o Vaticano e o Partido Comunista chinês (leia) gerou algumas reações insólitas. Alguns nos enviaram mensagens indignadas dizendo que "o Papa não é comunista"; outros, igualmente indignados, reagiram no sentido oposto, acusando: "Esse Papa comunista veio para destruir a Igreja!". Alguns outros, ainda, quiseram nos catequizar, explicando porque o Papa fez o que fez e porque suas intenções são boas. Por fim, houve quem nos admoestasse a "pegar mais pesado"(sic) contra o Romano Pontífice, porque as coisas que ele vem fazendo são imperdoáveis, semeando a confusão e a divisão no seio da Igreja.

Que há divisão no seio da Igreja, hoje, é um fato que já reconhecemos em outras oportunidades. Que após o pontificado de Francisco essa situação se agravou, é outro fato inegável, tanto para os que o apoiam irrestritamente quanto para os que o criticam com imprudência. Por quais razões e por culpa de quem tal aconteceu, é outro assunto. Também é fato que, enquanto católicos, não nos cabe julgar as intenções do Papa – para o bem ou para o mal, para defendê-lo ou acusá-lo – ao menos enquanto não incorrer em clara heresia. A postagem em questão é a mera reprodução de uma notícia relevante dos nossos tempos, que se refere à Igreja de Cristo, e portanto nosso apostolado tinha o dever de divulgá-la. Por enquanto, sobre esse assunto, é apenas isso. Deus vos guarde a todos.

** Assine a revista O FIEL CATÓLICO e tenha acesso a muito mais!
www.ofielcatolico.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$13,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail