Oh fortuna!


Oh, Sorte! Tão cruel como mutável
Por que usurpas aos bons o seu direito?
Escolhes sempre o mais abominável,
Reprovas e abominas o perfeito.
O menos digno fazes agradável,
O agradável mais, menos aceito.
Oh, frágil, inconstante, quebradiça,
Roubadora dos bens e da Justiça!
(Bento Teixeira – Prosopopéia)

SORTE (OU FORTUNA) é a deusa pagã do “acaso”. E como todo falso deus, frustra quem nela confia. Não é ela quem cuida do acaso, porque o acaso não existe. “Até os cabelos de vossa cabeça estão todos contados” (Mt 10, 30), diz o Senhor. Mas, “como são insondáveis para mim vossos desígnios!” (Sl 138). Assim, seguindo o costume popular, quando algum projeto vai bem, damos graças a Deus; quando vai mal, culpamos a Sorte. Deus nos frustra algum projeto para nos dar uma lição, e custamos a aceitar dar graças a Deus em tudo.


Ocorre que nós, da Fraternidade Laical São Próspero, estamos trabalhando há algumas semanas para montar uma loja de artigos católicos. Temos buscado, sobretudo, pequenos produtores católicos para revender seus produtos e alimentar a economia familiar.



Nesta empreitada tomamos conhecimento de uma devoção: o “Terço dos Não-Nascidos”, ou “Terço dos Nascituros” (vide imagem), muito popular dentro de grupos pró-vida, mas não vendido no Brasil. Ficamos muito felizes e admirados pela beleza do Terço. Chegamos até a negociar com os fabricantes para trazê-lo ao Brasil.

Porém, hoje, fazendo os preparativos finais para anunciar-vos isto, descobrimos que este Terço é fruto de uma falsa revelação de Nossa Senhora (já sabíamos que era fruto de uma ‘aparição’, mas até então pensávamos tratar-se de uma revelação particular, com relação à qual nenhuma palavra havia sido dada da parte da Igreja).

A suposta vidente, Maureen Sweeney Kyle teria tido várias visões e recebido mensagens supostamente celestiais, que, examinadas pelo bispo local, foram declaradas em novembro de 2009 como sem origem sobrenatural. (Leia).

Em relação ao objeto “Terço dos Não Nascidos”, cremos que nada obsta, por se tratar apenas de um terço como qualquer outro, tão somente com um design diferenciado. Até aqui, não haveria problema em revendê-lo, desde que fossem feitas as devidas ressalvas com respeito à sua origem.

O problema é que a produção do dito cujo é monopólio da Archangel Gabriel Enterprises Inc., instituição que crê nas falsas aparições e as divulga. Então, ao vender este Terço, estaríamos financiando este grupo e, indiretamente, encaminhando as pessoas ao erro.

Do ponto de vista do lucro, para nós seria muito bom, estaríamos vendendo um produto quase exclusivo e com alta demanda aqui no Brasil. Mas “de que vale ao homem ganhar o mundo se vier a perder a sua alma?” (Mc 8, 36). Não, não somos liberais para fazer vista grossa a isto e visar apenas o lucro.

Portanto, não o venderemos, e alertamos a todos nossos leitores: cuidado com esta falsa devoção. Caso você tenha interesse na luta pró-vida, publicaremos conteúdos neste site a respeito e convidamos a todos os nossos leitores a rezar pelos bebês que estão prestes a ser assassinados e pelas almas daqueles que já o foram.

Por Igor Andrade


* * *

Se você é um pequeno (ou grande) produtor católico, entre em contato conosco através do e-mail suporteofielcatolico@gmail.com e nos diga o que você produz, para vendermos em nossa loja artigos genuinamente católicos.

Sejamos, pois, “mais firmes contra a Sorte, do que ela contra nós se mostra forte!” (Bento Teixeira – Prosopopéia).

In nomine Veritatis!

__________________________
• Lembre-se de nos acompanhar nas redes sociais:

** Facebook;

*** Instagram (@ofielcatolico)

**** Youtube.
__________________________
• • Conheça a nossa loja de artigos religiosos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir