25 de junho, dia de São Próspero de Aquitânia, Doutor da Igreja, nosso glorioso Padroeiro († século V)


SÃO PRÓSPERO, LEIGO, PADROEIRO deste Apostolado, nasceu na província romana da Aquitânia, no ano 403. Ele é conhecido principalmente por seus escritos, os quais revelam que desde sua juventude ele havia se aplicado tanto quanto possível a todos os ramos do aprendizado, tanto os sagrados quanto os seculares.

Em razão de sua pureza e de seus modos exemplares, os escritores de seu tempo testemunham que ele era um homem santo e venerável. Por seus trabalhos na França contra os hereges semipelagianos, foi um forte colaborador de Santo Agostinho: correspondia-se com o grande Santo, no norte da África, e escreveu duas de suas maiores obras para refutar e tentar dar luz aos semipelagianos: tratou como poucos sobre a predestinação dos santos de Deus e sobre o dom da perseverança.

Assim como hoje, aquele era um tempo de grandes disputas internas na Igreja, porém mais honestas, porque assumidas e abertas; diferente de hoje, todos os lados pareciam interessados na Verdade e debatiam com o objetivo de alcançá-la, comprovando seus pontos. Os inimigos de Santo Agostinho também se voltaram contra São Próspero, publicando quinze erros que lhe atribuíam, depois dezesseis proposições que supostamente esclareciam os verdadeiros sentimentos de Agostinho, que já era muito admirado e respeitado, e os espalhavam amplamente. São Próspero, com admirável humildade e mansidão genuinamente cristãs (que não eram típicas entre debatedores naquela época) respondeu a todos esses escritos com autoridade e assombrosa argumentação fundamentada nos fatos, mas sem ásperas represálias.

São Próspero permaneceu leigo até o fim de sua vida, mas conviveu com monges, que eram instruídos por ele; reconhecido como homem de grande virtude e possuindo talentos e conhecimentos extraordinários, lidou com questões delicadas com um discernimento que o tornou notável. O papa São Leão Magno, ao ser eleito no ano 440, convidou-o para ir Roma, fez dele seu secretário e o empregou nos assuntos mais importantes da Igreja daquele tempo. Foi principalmente São Próspero quem finalmente esmagou, inapelável e definitivamente, a heresia pelagiana, que ganhara muita força e um grande número de adeptos entre os clérigos. É incontestável que sua derrubada completa é devida ao zelo, sabedoria, persistência e humildade de São Próspero de Aquitânia, um leigo apaixonado por Cristo e sua Igreja, em cuja defesa não media esforços.

A data de sua morte permanece incerta, mas sabemos que ele ainda estava vivia e morava em Roma no ano 455, data em que cessam as crônicas a seu respeito.

São Próspero de Aquitânia, leigo exemplar para os nossos dias e nosso amado Padroeiro, rogai a Deus por nós e pelo nosso apostolado!

__________________________
Lembre-se de nos acompanhar também nas redes sociais:

** Facebook;

*** Instagram (@ofielcatolico)

**** Youtube.


_____
Fonte:
Les Petits Bollandistes: Vies des Saints, by Msgr. Paul Guérin (Bloud et Barral: Paris, 1882), Vol. 7; Little Pictorial Lives of the Saints, a compilation based on Butler's Lives of the Saints, and other sources by John Gilmary Shea (Benziger Brothers: New York, 1894).

Nenhum comentário:

Paginação numerada



Subir