Cristãos sofrem no mínimo três ataques violentos, todos os dias, na França

Sim é real: este mapa mostra ataques a igrejas católicas nos últimos 4 anos, na França
Mapa mostra ataques cristianofóbicos na França nos últimos 2 anos, desde destruições e profanações a igrejas, incêndios criminosos, vandalismo (pichações com fezes, depredações, etc.), assassinatos, agressões violentas, atentados, roubos de itens sacros, sequestros, etc. (não é 'farsa', é real)

OS DEPUTADOS FRANCESES Nicolas Dupont-Aignan e Agnès Thill foram contestados quando, algum tempo atrás, afirmaram que ocorriam três ataques anticristãos por dia na França. Seus objetores questionaram esse número, achando-o exagerado – e não só na Europa como também aqui no Brasil (o 'Estadão', por exemplo, divulgou que os números de igrejas atacadas estariam sendo 'exagerados', preocupando-se mais com um suposto erro de números do que com as mortes e vidas ameaçadas e com os graves atos de vandalismo).


 No entanto, o jornalista Jean-Marie Guénois, do célebre periódico (liberal e laico) Le Figaro, fez uma vasta pesquisa sobre o assunto, confirmando que esses números são, desgraçadamente, bem reais. Essa pesquisa foi tema de matéria também no site do grupo Christianophibie.fr, que monitora os atos de perseguição anticristã na França e no mundo e que é responsável pelo mapa mais acima.

Além do Le Figaro e do Christianofobie, duas instituições do Estado francês corroboram os números: a DILCRAH (delegação interministerial para a luta contra o racismo, antissemitismo e ódio anti-LGBT), ligada ao gabinete do Primeiro-Ministro, e o SCRC (Serviço Central de Inteligência Criminal), da Gendarmaria Francesa.

Em março de 2020, o SCRC divulgou dados consolidados de 2018 que confirmam pelo menos 877 danos propositais cometidos contra edifícios católicos só naquele ano. Por serem apenas danos materiais, eles não incluem nenhum outro tipo de ataque. Já a DILCRAH, que publica relatórios de “atos antirreligiosos, antissemitas, racistas e xenófobos”, anunciou, na edição de 28 de janeiro, que foram registrados 1.052 atos anti-cristãos em 2019, bem como 1.063 em 2018 e 1.036 em 2017.

De fato, os deputados Dupont-Aignan e Thill estavam errados: os números reais dos ataques anticristãos diários na França são ainda maiores do que a média que eles haviam denunciado.

______________________
Lembre-se de nos acompanhar também nas redes sociais: 

** Facebook

*** Instagram

(@ofielcatolico)


**** Youtube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir