Glorioso São Sebastião (20 de janeiro)

Habituado a ver S. Sebastião seminu, atado
a um tronco, corpo crivado de flechas?

O NOME SEBASTIÃO deriva do grego sebastós, que significa "divino": estamos falando de um santo escolhido por Deus para uma missão realmente nobre. Nascido em Narbonne, França, filhos de pais italianos e cidadão de Milão, São Sebastião foi mártir, morto durante a cruel perseguição aos cristãos promovida pelo imperador Diocleciano.

De acordo com antiquíssima tradição oral, atribuída a Santo Ambrósio de Milão, Sebastião era soldado, alistado no exército romano por volta de 283 dC com a única intenção de confirmar e fortalecer o coração dos valentes cristãos encarcerados, enfraquecidos diante das violentíssimas torturas. Era, então, querido do próprio imperador Diocleciano e também de Maximiliano, que faziam questão de tê-lo sempre por perto, tanto que o designaram capitão de sua guarda pessoal, a temível Guarda Pretoriana.

... Sua inclinação natural deu-lhe uma aversão à vida militar, mas para ser mais capaz, e sem levantar suspeitas, de ajudar os confessores e mártires em seu sofrimento, foi para Roma e entrou no exército sob o imperador Carinus, por volta do ano 283.
(Atos De São Sebastião, aprox. ano 400)

São Sebastião nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os irmãos na fé, procurando revelar o Deus verdadeiro também aos soldados e aos outros prisioneiros. Secretamente, Sebastião conseguia converter muitos pagãos ao cristianismo. Até mesmo o governador de Roma, Cromácio, e seu filho, Tibúrcio, foram convertidos por ele.

Por volta de 286, Sebastião foi denunciado, pois estava contrariando seus deveres de oficial da lei romana. Teve, então, que comparecer ante o Imperador para dar satisfações sobre seus procedimentos. O Imperador se queixou de que tinha confiado nele, esperando dele uma brilhante carreira, porém sua conduta branda para com os prisioneiros cristãos era inaceitável. Portanto, Sebastião foi julgado como traidor e ordenada a sua execução por flechas. A exemplo de seu Senhor, mesmo diante do Imperador, que tinha sobre ele poder de vida e de morte, Sebastião em momento algum renegou a sua fé.


Imagem de S. Sebastião na igreja de Mannheim
(Baden-Württemberg, Alemanha)

Amarrado a um tronco, foi varado por flechas, na presença da guarda pretoriana que um dia integrara. Foi dado como morto e atirado no rio, porém, não estava morto. Foi encontrado e socorrido por uma viúva chamada Irene (futura Santa Irene) que retirou as flechas do peito de Sebastião e o tratou.

Assim que se recuperou, demonstrando uma coragem impressionante, Sebastião apresentou-se novamente diante do Imperador, censurando-o pelas injustiças cometidas contra os cristãos e acusando-o de inimigo do Estado. Perplexo com tamanha ousadia, Diocleciano ordenou que os guardas o açoitassem até a morte. O fato ocorreu no dia 20 de janeiro de 288, e é por isso comemoramos o seu dia nesta data. Acabou sendo morto transpassado por uma lança.

São Sebastião, ao mesmo tempo soldado romano e santo mártir, viu o seu culto atingir o auge na Baixa Idade Média, designadamente nos séculos XIV e XV, tanto na Igreja Católica como na Ortodoxa.


Oração a São Sebastião

Glorioso mártir, São Sebastião, soldado de Cristo e exemplo de cristão! Hoje viemos pedir vossa intercessão junto ao Trono do Senhor Jesus, nosso Salvador, por quem destes a vida. Vós que vivestes a fé e perseverastes até o fim, pedi a Jesus por nós, para que sejamos testemunhas do amor de Deus. Vós que esperastes com firmeza nas palavras de Cristo, pedi a Ele por nós para que aumente nossa esperança na Ressurreição. Vós que vivestes a caridade para com vossos irmãos, pedi a Jesus para que aumente nosso amor para com todos. Enfim, glorioso mártir São Sebastião, protegei-nos contra a peste, a fome e a guerra; defendei nossas plantações e nossos rebanhos que são dons de Deus para o nosso bem e para o bem de todos. E defendei-nos do pecado que é o maior mal, causador de todos os outros. Assim seja, por Cristo Senhor nosso. Amém!

____
Ref:
• Catholic Saints, 'Saint Sebastian', in:
http://www.catholic-saints.info/patron-saints/saint-sebastian.htm
Acesso 19/10/017
• Orações aos Santos, orações de intercessão junto aos santos 32. São Sebastião, disp. em:
http://www.catequisar.com.br/texto/oracao/santos/32.htm

Acesso 19/10/017
www.ofielcatolico.com.br

2 comentários:

  1. Rogai por nós! Rogai pelo Rio de Janeiro! Amém!

    ResponderExcluir
  2. Uma história linda sobre São Sebastião, diz respeito a invasão de franceses protestantes com a ajuda dos indios tamoios, que queriam tomar de assalto a cidade do Rio de Janeiro. Os portugueses foram ao encontro dos invasores e dos indios para os impedir de invadir a cidade maravilhosa mas, estavam em menor número é perdendo a batalha. Era o dia 20 de janeiro dia de São Sebastião, e por iniciativa de um militar português os outros militares começaram a gritar: vitória por São Sebastião! De repente segundo os fatos relatados pelos portugueses, as canoas dos indios e dos franceses começaram a pegar fogo , e eles aparentemente aterrorizados começaram a fugir ! Os portugueses capturaram alguns índios Tamoios, e por eles ficaram sabendo que assim que os militares portugueses pediram o auxílio do santo, de repente do nada, apareceu um jovem muito bonito, forte e vestido como guerreiro e armado com espada e escudo, pulava sobre as canoas dos indios e embarcações dos franceses e essas pegavam fogo e explodiam! Esse fato também foi relatado por alguns militares franceses capturados que estavam aterrorizados com o acontecido! Documentos antigos chegaram a relatar esse fato, e um livro de história dos anos 80 de autoria do professor Elia alabi Lucci também o narra. Segundo alguns historiadores por esse fato, São Sebastião foi escolhido como padroeiro do Rio de janeiro.

    ResponderExcluir

** Assine a revista O Fiel Católico digital e receba nossas novas edições mensais em seu e-mail por uma colaboração mensal de apenas R$9,50. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Receba O Fiel Católico em seu e-mail