Coronavírus: Bispos da Itália cancelam todas as Missas públicas no país até 3 de abril


Imagem: Exame

A CONFERÊNCIA EPISCOPAL ITALIANA (CEI), publicou anúncio tornando público que, seguindo o decreto publicado em 8 de março pela Presidência do Conselho de Ministros, todas as cerimônias religiosas católica em todo o território italiano serão suspensas.

"O decreto da Presidência do Conselho de Ministros, que entrou em vigor hoje, suspende 'cerimônias civis e religiosas, incluindo as cerimônias funerárias' em todo o país até a sexta-feira, 3 de abril", assinala o comunicado publicado pela CEI no último domingo, dia 8 de março.

Para quem ficou com dúvidas, os bispos italianos destacaram que "a interpretação fornecida pelo governo inclui estritamente Missas e ritos funerários entre as ‘cerimônias religiosas’".

Indicaram ainda que, embora este seja um “caminho altamente restritivo” que afeta grandemente pastores, sacerdotes e fiéis, a “aceitação do decreto é mediada unicamente pelo desejo de fazer a nossa parte, também nesta situação, de contribuir para a proteção da saúde pública".

No domingo, 8 de março, a Diocese de Roma, por meio de seu vigário geral, também anunciou o cancelamento de todas as Missas públicas.

“A Igreja de Roma assume uma atitude de total responsabilidade para com a comunidade, na consciência de que a proteção contra o contágio requer inclusive medidas drásticas, especialmente no contato interpessoal. Portanto, até a data de 3 de abril, serão suspensas as celebrações litúrgicas comunitárias”, afirmou o Cardeal Angelo de Donatis em um comunicado.

Os sacerdotes que vivem em Roma e na Cidade do Vaticano podem continuar oferecendo Missas privadas. As paróquias em Roma permanecerão abertas para a oração pessoal diante do sacrário.

A Diocese de Roma também pediu a todos os católicos em Roma que observem um dia de jejum e oração pelas vítimas do coronavírus, em 11 de março, e convidou as pessoas a assistir a uma Missa especial transmitida pela TV.

As Missas diárias foram canceladas no início da última semana em Milão, Veneza, Bolonha e outras regiões do norte da Itália, onde a maioria dos casos de Covid-19 ocorreu.

O governo italiano impôs uma quarentena rigorosa em 8 de março para as regiões norte e central da Itália, incluindo Milão e Veneza.

O primeiro-ministro Giuseppe Conte também anunciou o fechamento de museus, cinemas, shows, academias e locais arqueológicos em todo o país. Todas as escolas e universidades também permanecerão fechadas.

Até 8 de março, 84 casos de coronavírus foram documentados em Lácio, a região que circunda Roma. Na Itália, 7.375 pessoas contraíram o vírus e 366 morreram, segundo o Ministério da Saúde.



______
Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.
Disp. em:
https://acidigital.com/noticias/coronavirus-bispos-da-italia-cancelam-missas-publicas-e-anunciam-dia-de-jejum-32666
Acesso 9/3/2020

Um comentário:

  1. e as mesquitas, também não terão seus serviços religiosos? ó dúvida cruel...

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir