São Longino, 15 de março


S. Longino por Fernando Aguado----.
NO BRASIL E NA ESPANHA, a antiga festa de São Longino (mais conhecido aqui por 'São Longuinho', uma corruptela popular) acontece no dia 15 de março, data que constava do antigo Martirológio Romano. Uma tradição da Legenda Aurea, a obra magna do Beato Tiago de Voragine, identifica Longino – cujo nome deriva do grego longus (lança) – com o centurião romano que estava aos pés da Cruz de Cristo com outros soldados. Foi este quem atravessou o peito do Senhor Jesus com sua lança, em vez de lhe quebrar as pernas, como geralmente acontecia com os crucificados (Jo 19,33-34).

Em frente ao grande Altar-mor da Basílica de São Pedro, em Roma, há uma gigantesca estátua representando São Longino (foto maior), prova da grande devoção que ele inspirou à Igreja em tempos passados. Há um relato de que, quase mil anos após a sua morte, em 999, Longino foi canonizado pelo Papa Silvestre II (999-1003). Conta-se que houve um demorado processo de canonização, o qual, quando estava já bastante avançado e próximo da conclusão, seus documentos foram extraviados, e assim permaneceram, perdidos por muitos anos. Teria então o Papa Silvestre pedido a intercessão do próprio Longino para ajudá-lo a encontrar esses papéis: pouco tempo depois, os documentos foram achados e aconteceu a canonização (já conhecemos a origem da fama de intercessor desse santo para encontrar objetos perdidos).

Na Biblioteca Laurenciana de Florença há um manuscrito siríaco, escrito no longínquo ano 586, por um monge de nome Rábulo, contendo uma miniatura da Crucificação de Jesus, que traz o nome de Longino como o soldado que perfurou o coração de Cristo.

Há também uma tradição que diz que Longino sofria com sérios problemas de visão e já estava ficando cego, e que, após perfurar o torso do Senhor, o sangue respingado nos seus olhos o teria curado, sendo que a partir daí e ele passou a enxergar perfeitamente. Teria sido também por essa razão, além das tremendas manifestações da natureza que aconteceram após a Morte do Salvador, que ele teria dado seu primeiro passo rumo à conversão, ao declarar: “Verdadeiramente, este Homem era o Filho de Deus”.

A tradição diz que ele se converteu, abandonou o exército romano e refugiou-se na Capadócia, onde se tornou monge. Ali, ele teria sido perseguido como cristão, mas, como não quis abandonar a Fé, foi torturado até a morte, tendo sua língua e olhos arrancados, por ter destruído imagens de deuses pagãos, dos quais saíram demônios. Quando Longino perguntou aos demônios por que foram habitar nos ídolos, estes responderam: “Onde não se escuta o nome de Cristo nem se faz o sinal da Cruz, aí está a nossa habitação”.



___
Ref.:
'Quem foi São Longuinho?', Canção Nova Formação, em:
https://formacao.cancaonova.com/igreja/santos/quem-foi-sao-longuinho/
Acesso 15/3/2020

Um comentário:

  1. Interessante revisitar essas histórias, sempre achei no mínimo bobo, ou meio que uma anedota: são Longuinho, são Longuinho se eu achar o objeto X dou 3 pulinhos). E de fato a história de São Longino, é bonita e muito mais inspiradora que os pulinhos, parabéns!

    A paz de Cristo!

    ResponderExcluir

** Inscreva-se para o Curso Livre de Teologia da Frat. Laical São Próspero e receba livros digitais de altíssima qualidade todos os meses, além de áudio-aulas exclusivas e canal para tirar suas dúvidas, tudo por R$29,00/mês. Ajude-nos a continuar trabalhando pelo esclarecimento da fé cristã e católica!


AVISO aos comentaristas:
Este não é um espaço de "debates" e nem para disputas inter-religiosas que têm como motivação e resultado a insuflação das vaidades. Ao contrário, conscientes das nossas limitações, buscamos com humildade oferecer respostas católicas àqueles sinceramente interessados em aprender. Para tanto, somos associação leiga assistida por santos sacerdotes e composta por professores doutores, mestres e pesquisadores. Aos interessados em batalhas de egos, advertimos: não percam precioso tempo (que pode ser investido nos estudos, na oração e na prática da caridade) redigindo provocações e desafios infantis, pois não serão publicados.

Paginação numerada



Subir